Por

Como fazer Email Marketing: Guia Definitivo + Planilha ūüďß

Saiba como implementar, passo a passo, uma estratégia completa de Email Marketing que gera Leads e vendas, descubra quais são os erros mais comuns da prática e aprenda o que verificar antes de enviar uma campanha

Como fazer Email Marketing em 8 passos:

  1. Construa sua lista de emails
  2. Escolha sua ferramenta de envio de emails (ESP)
  3. Escolha seu nome do remetente
  4. Defina sua estratégia de comunicação
  5. Crie seu template
  6. Planeje e inicie o relacionamento
  7. Segmente seus contatos
  8. Analise e faça testes

Como fazer Email Marketing? Por onde posso começar? Como gerar valor através de campanhas de email? Email Marketing funciona mesmo? Vale a pena o esforço?

Essas s√£o perguntas que grande parte dos clientes da Resultados Digitais nos fazem todos os dias antes de iniciarem suas campanhas de email. E muitos deles possuem esse receio pelo simples fato de nunca terem visto o valor do canal.

Assim como todo bom restaurante precisa ter um √≥timo gar√ßom, toda empresa pode ‚Äď e deve! ‚Äď ter um bom relacionamento com seus contatos¬†‚Äď sejam eles futuras vendas ou atuais clientes. Muitas das empresas as quais ajudamos a crescer possu√≠am boas pr√°ticas de relacionamento por Email Marketing.

Temos, na Resultados Digitais, vários casos de sucesso de clientes. E todo esse aprendizado nos deixa cada vez mais seguros de que Email Marketing é, sim, uma maneira de escalar um negócio.

Por isso, trouxemos um passo a passo para voc√™ implementar boas pr√°ticas de Email Marketing em sua empresa, 7 erros comuns da pr√°tica e um checklist¬†para verificar antes de enviar uma campanha. Continue a leitura e aproveite! Ah, e n√£o se esque√ßa de conferir o b√īnus ao final. ūüėČ

Guia do Email Marketing

Você vai encontrar aqui tudo o que precisa saber antes de apertar enviar em uma campanha de Email Marketing.

Estratégia de Email Marketing em 8 passos

1. Construa sua lista ‚ÄĒ e n√£o a compre

Para dar um passo inicial, é preciso olhar um pouco para trás. Antes de estabelecer uma estrutura e uma estratégia de Email Marketing, você deve estabelecer formas de captação. Pense em como irá gerar contatos de email para sua empresa.

Técnicas de captação de mailing

T√©cnicas de capta√ß√£o de¬†mailing¬†s√£o formas de otimizar seu website ou suas a√ß√Ķes para a capta√ß√£o de contatos. Existem muitas t√©cnicas, por√©m, trouxemos as principais para que voc√™ j√° inicie¬†esse trabalho com resultado:

Landing Pages

Em estrat√©gias de Inbound Marketing, a principal forma de se captar contatos e iniciar seu trabalho de crescimento de base de contatos √© atrav√©s da produ√ß√£o de conte√ļdo. A distribui√ß√£o desse conte√ļdo √© feita por Landing Pages, locais onde ser√° captado o email dos seus visitantes. Para ajudar nesse aspecto, sugerimos a leitura do eBook Como criar Landing Pages que convertem.

Pop-ups contextualizados

Em áreas estratégicas do seu site, você pode inserir pop-ups contextualizados e segmentados para seus contatos. Veja um exemplo que usamos em nossa página de cursos:

Esse pop-up é ativado somente para estudantes que visitam nossa página e estão prestes a fechá-la.

Caso queira aprender mais sobre pop-ups, temos este post no blog da Resultados Digitais. Ele explica o passo a passo para utilizar da melhor forma essa estratégia, sem atrapalhar a experiência do usuário.

2. Escolha seu ESP

Após garantirmos que sua base está aumentando, é hora de prepararmos o terreno para iniciar uma estrutura de Email Marketing. Por isso, é importante a escolha de uma ferramenta de disparos, ou ESP (Email Service Provider), para facilitar o processo de envio e gestão.

Na Resultados Digitais, por exemplo, utilizamos nosso próprio software, o RD Station Marketing, para disparo das campanhas.

3. Escolha seu nome de remetente

Em diversos benchmarks e testes, verificamos que uma das melhores práticas para nome de remetente é utilizar um email real. Deixe de fora o contato@empresa.com.br e utilize seunome@empresa.com.br.

O fato de aplicarmos a pessoalidade, nesse caso, influencia em taxas de abertura e cliques. Observamos que há a tendência de gerar empatia nos usuários.

4. Defina sua estratégia de comunicação

Possuindo as ferramentas e a estrutura correta, é importante voltarmos a atenção para a parte estratégica.

  • Quem √© seu p√ļblico?
  • Quais a√ß√Ķes pretende realizar com seu Email Marketing?
  • Qual a linguagem da sua empresa?
  • O que voc√™ considera sucesso para seus emails?

Responder a essas perguntas é extremamente importante para garantir a assertividade de sua estratégia de Email Marketing.

Quem √© seu p√ļblico?

Nesta etapa de planejamento, voc√™ ir√° analisar qual √© seu p√ļblico-alvo, com quem ir√° se comunicar. Para planejar seu p√ļblico de forma assertiva e economizar tempo, n√≥s criamos uma ferramenta, chamada Gerador de Personas. Nela voc√™ pode otimizar o processo de cria√ß√£o de personas¬†e aprender como definir seu p√ļblico-alvo.

Quais a√ß√Ķes pretende realizar com seu Email Marketing?

Para responder a essa pergunta, √© preciso estabelecer um objetivo. √Č um questionamento que somente voc√™ poder√° responder: √© vender, informar, educar, baixar seus materiais, gerar indica√ß√Ķes? Com esse foco, ao estabelecer um planejamento, voc√™ ir√° priorizar suas a√ß√Ķes com base no objetivo e gerar mais resultado para seu neg√≥cio.

Qual a linguagem da sua empresa?

√Č informal, como uma loja de pranchas de surf, ou extremamente formal, como um escrit√≥rio de advocacia? Estabele√ßa uma linguagem padr√£o para sua empresa e a mantenha.

Essa linguagem pode ser baseada em sua persona, inclusive. √Č uma √≥tima maneira de gerar empatia via email, al√©m de padronizar as expectativas das pessoas que leem seus emails.

O que você considera sucesso para seus emails?

Sucesso, neste caso, considera-se: dado o meu objetivo estabelecido, quanto estou alcançando?

Por exemplo:

  • Vender 10 contas;
  • Gerar 20 novas indica√ß√Ķes;
  • Educar 10 Leads;
  • Download de um aplicativo.

√Č basicamente a sua meta e qu√£o perto est√° dela. √Č importante ter esse contexto mapeado, pois √© o que motivar√° suas a√ß√Ķes e o planejamento de seus emails.

5. Criação de um template

Agora, ao possuir uma estrat√©gia bem definida, as ferramentas corretas e uma base de emails captada de forma org√Ęnica, as chances de que seus emails estejam dentro do que se consideram boas pr√°ticas s√£o extremamente altas.

√Č importante que voc√™, al√©m de ter uma comunica√ß√£o escrita un√≠ssona (mesma comunica√ß√£o em diferentes emails), estabele√ßa uma comunica√ß√£o visual cont√≠nua. Seus contatos, ao abrirem seus emails, ver√£o rapidamente de qual empresa se trata e qual conte√ļdo est√° trazendo.

Para que você crie essa padronização e melhore suas taxas de clique e abertura, trouxemos boas práticas avançadas para a criação de um layout:

Call-to-Action e título nos primeiros 300px de altura do email

Isso vai permitir que seu usu√°rio tome atalhos para clicar em seu conte√ļdo ou objetivo: 60% das pessoas que abrem emails n√£o rolam, ou seja, √© importante que o objetivo do seu email fique claro logo no in√≠cio (300px).

Exemplo:

A proporção ideal é de 40% de imagens e 60% texto

Desta forma, suas taxas de entrega ser√£o melhores e a leitura ficar√° mais f√°cil. Logo, seu email fica mais leve e mais bem estruturado.

Cada imagem deve pesar no m√°ximo 100kbs¬†‚Äď e voc√™ pode inserir, no m√°ximo, 470kbs¬†em imagens no seu layout

Provedores não aceitam imagens acima de 100kbs. Caso você envie um email com imagens acima desse peso, elas não somente não serão abertas como irão prejudicar a entrega dos seus emails em caixas de entrada. Tenha muito cuidado.

Tenha somente um objetivo por campanha e insira no m√°ximo 3 Calls-to-Action diferentes em seu email

Isso permite que o seu objetivo fique mais claro e que a tomada de decis√£o do usu√°rio seja facilitada. Pesquisas provam que, quanto menor o n√ļmero de tomadas de decis√£o por parte do usu√°rio, maior a taxa de cliques.

Insira a opção de descadastro

Parece √≥bvio, mas √© importante inserir a op√ß√£o de descadastro. Essa a√ß√£o diminui suas taxas de reclama√ß√£o e de marca√ß√Ķes como spam, ou seja, sua entregabilidade melhora.

6. Planeje e inicie o relacionamento com os contatos captados

Entendendo as boas pr√°ticas em Email Marketing e com a casa arrumada, agora √© hora de estabelecer um calend√°rio, de modo a otimizar seu relacionamento com o p√ļblico. √Č necess√°rio buscar um ponto de equil√≠brio para o disparo de emails, ou seja, n√£o enviar muitos emails, mas tamb√©m n√£o enviar poucos.

Caso voc√™ envie emails demais, sua base ir√° saturar e suas taxas de abertura ir√£o diminuir, pois seus contatos ir√£o cansar. Mas caso voc√™ envie poucos emails, sua base ir√° desengajar, ou seja, n√£o lembrar√° de seu conte√ļdo.

Por isso, é importante otimizar sua frequência em etapas:

Periodicidade

Periodicidade, no contexto de Email Marketing, significa voc√™ manter seus envios constantes e em hor√°rios pr√©-definidos. Para isso, √© importante analisar em qual hor√°rio seus Leads preferem receber emails ‚Äď e isso varia de neg√≥cio para neg√≥cio. √Č importante que seus contatos esperem pelos seus emails em seus hor√°rios de prefer√™ncia.

Para que você tenha uma ideia de quando programar seus emails, trouxemos algumas pesquisas que demonstram alguns horários bons para envio:

Fonte: Campaign Monitor

Fonte: Experian

Com os dados cruzados, temos um cenário bom para começar no seguinte horário: segunda ou terça-feira às 10h.

Mais importante do que estabelecer um horário é testar seus disparos em horários/dias diferentes até encontrar o ponto de equilíbrio para o seu negócio. Dica: teste o máximo de horários possíveis!

Frequência

Frequência, no contexto de Email Marketing, significa quantos emails sua empresa irá enviar por semana. O ideal é partir de 1 disparo por semana, testando a modificação dessa frequência (para mais ou para menos, dependendo do seu tipo de negócio). Há empresas que enviam emails diários e isso é ótimo. Mas, para outras, essa prática não faz sentido algum e devem ser enviados no máximo 1-2 emails por semana.

Estrutura e Calend√°rio de Conte√ļdos

Uma parte muito importante em sua estrutura de Email Marketing é saber quando irá disparar. Para isso, é importante estabelecer um calendário de envios. Aqui na Resultados Digitais usamos o Trello para organizar nossos envios. Veja:

Com esse calend√°rio conseguimos organizar nossos lan√ßamentos: entender qual dia √© ideal de ser disparado um email, para qual p√ļblico ir√° ser segmentado e saber como otimizar hor√°rios e estabelecer um fluxo de produ√ß√£o de layouts.

Toda nossa operação é otimizada devido ao calendário. Isso garante organização e assertividade aos nossos emails.

7. Segmente

Para disparar seus emails de forma correta √†s pessoas corretas, √© importante que voc√™ analise seu p√ļblico e o divida em nichos. Assim, conseguir√° se comunicar de forma segmentada e correta com cada Lead.

Para que tenha uma visão do poder da segmentação, vamos comparar esses 2 emails enviados pela Resultados Digitais:

Email 1, enviado para um p√ļblico geral, sem segmenta√ß√Ķes e com comunica√ß√£o geral:

Email 2, segmentado para um p√ļblico espec√≠fico e com comunica√ß√£o direcionada:

Resultado:

O email 1 foi enviado para um p√ļblico 266% maior e obteve 216% mais aberturas. Por√©m, ao analisarmos os cliques, o email 2 foi 378% melhor. Ou seja, com muito menos disparos, o email segmentado obteve um resultado muito melhor.

Para que voc√™ entenda como criar segmenta√ß√Ķes para seu neg√≥cio, sugerimos este post.

8. An√°lises e testes

Nessa fase, ao consolidar toda a sua operação de Email Marketing, é importante que analise seus resultados e teste melhorias baseadas nos dados coletados.

Com seus dados, você poderá responder diversas perguntas:

  • Estou segmentando corretamente?
  • H√° algum problema com a entregabilidade dos meus emails?
  • Quanto estou melhorando?
  • Preciso melhorar uma estrat√©gia espec√≠fica em meu email?
  • As ofertas que estou enviando est√£o fazendo sentido?

Para que responda algumas dessas perguntas, confira a seguir um passo a passo para estabelecer boas an√°lises e testes de Email Marketing.

As principais métricas (para onde olhar e por quê):

Emails entregues

Nessa m√©trica, voc√™ poder√° ver qual o volume de disparos est√° tendo durante o m√™s. √Č importante para analisar se seus contatos est√£o recebendo muito/pouco emails e, partindo dessa an√°lise, melhorar sua segmenta√ß√£o ou sua frequ√™ncia de disparos.

Aberturas

√Č a m√©trica que, logicamente, corresponde pela abertura dos seus emails. Em n√ļmeros absolutos, √© importante ser analisada para se ter no√ß√£o dos volumes de abertura que suas campanhas est√£o obtendo.

Aberturas/Entregues (%)

Essa m√©trica permite ter uma vis√£o de quantos emails est√£o sendo abertos pelo n√ļmero de emails enviados. Assim, voc√™ poder√° ver quais emails est√£o dando certo e quais n√£o est√£o em termos de assunto, campanhas ou segmenta√ß√£o.

Cliques

Em n√ļmeros absolutos, √© importante para entender se os volumes de cliques que suas campanhas est√£o tendo s√£o aceit√°veis ou est√£o abaixo/acima da m√©dia.

Cliques/Entregues (%)

Essa métrica permite analisar se suas campanhas de Email Marketing geraram engajamento, e ajuda a responder às seguintes perguntas:

Seu assunto fez sentido? Fez sentido enviar essa campanha aos seus Leads? A segmentação está correta? Seu layout está gerando tendências de cliques?

√Č uma m√©trica complexa que depende de diversos fatores, mas √© extremamente importante de ser analisada.

Cliques/Aberturas (%)

Essa métrica permite que você analise o corpo do seu email. Ela basicamente demonstra o engajamento que seus Leads tiveram com seu email enviado após tê-lo aberto.

Ela permite responder às seguintes perguntas:

Meu texto fez sentido? O layout do email est√° interessante? Minha oferta foi boa?

Convers√Ķes

√Č o n√ļmero absoluto de convers√Ķes em seu email. Como explicado anteriormente, a convers√£o √© o atingimento do objetivo do seu email:

Por exemplo:

  • Vender uma conta;
  • Gerar indica√ß√Ķes;
  • Download de um material;
  • Download de um aplicativo;
  • Compra de um produto.

Convers√Ķes/Entregues (%)

Essa m√©trica permite que voc√™ analise sua taxa de convers√£o. Pelo n√ļmero de emails entregues, quantos est√£o atingindo o objetivo real que tenho com meus emails?

Bounce

Bounces são emails retornados devido a algum erro, portanto, não são enviados de fato ao destinatário. Há dois tipos de bounce: soft, para erros temporários, como caixa de entrada cheia, e hard, para erros permanentes, como um endereço que não existe.

√Č uma m√©trica de defesa; ela permite analisar quantos contatos em sua lista n√£o puderam receber seu email.

Hard Bounce

Essa m√©trica permite analisar quantos emails inv√°lidos voc√™ possui em sua lista. √Č importante para realizar limpezas de base.

Reclama√ß√Ķes de spam

Quantas pessoas estão reclamando de seus emails? Essa métrica responde essa pergunta e permite que você veja erros que está cometendo em suas campanhas para que possa melhorá-las.

Testes A/B (Comunicação etc.)

Dadas as análises estabelecidas em sua empresa, é importante que atue com testes específicos para atacar cada métrica. Portanto, faça diversos testes em:

  • Hor√°rios;
  • Assuntos;
  • Layouts;
  • Calls-to-Action;
  • Textos;
  • Segmenta√ß√Ķes.

7 erros em Email Marketing que podem diminuir o engajamento de suas campanhas

Bom, agora que você já sabe como criar uma estratégia de Email Marketing, confira o que não fazer para conseguir bons resultados!

1. N√£o definir um remetente

Quem será o remetente dos emails em suas campanhas? Estudos nas taxas de abertura dos emails mostram que confiar no remetente é um importante fator que irá decidir se um email é aberto ou não.

Defina um remetente, se ir√° ser em nome da sua empresa, servi√ßo ou de algum evangelizador e evite muitas altera√ß√Ķes. A consist√™ncia e familiaridade com o nome da sua marca ajuda a transmitir confian√ßa para que seus emails sejam abertos futuramente.

2. Trabalhar o assunto do seu email no √ļltimo momento

Como voc√™ trabalha hoje o¬†copy¬†no assunto dos seus emails? Voc√™ investiu tanto tempo para desenvolver uma boa campanha para, apenas no √ļltimo momento, criar o assunto do seu email? N√£o deixe para pensar em um dos principais influenciadores da taxa de abertura no √ļltimo minuto!

Reserve alguns minutos para pensar em uma lista de assuntos. Junte os 3 que você achou mais interessante e peça a opinião de uma terceira pessoa. Certifique-se de que o assunto dos seus emails sejam claros, que minimizem os esforços para que sua base entenda a oferta, desperte curiosidade e faça com que ela se interesse pelo assunto para que abra seu email.

3. Usar ‚Äúnao-responda‚ÄĚ no endere√ßo de email

Evite enviar emails com naoresponda@seudominio.com. Você estará fechando o canal de comunicação com sua base e pode ser frustrante para eles caso precisem entrar em contato com você.

A maneira como a sua base interage com seus emails ‚Äď incluindo respostas ‚Äď ajuda a determinar se seu email ser√° entregue na inbox ou n√£o.

4. N√£o definir um objetivo

Mantenha seu conte√ļdo enxuto. O conte√ļdo do seu email deve ter como objetivo levar o usu√°rio a converter ou comprar algo em uma Landing Page. Logo, seja sucinto, n√£o deixe o conte√ļdo pesado para leitura. Entregue o valor para o usu√°rio em poucos par√°grafos.

Certifique-se de ter um objetivo claro ao enviar o email, trabalhando conte√ļdo em torno desse objetivo. Se o objetivo principal do seu email for convers√£o em um material, evite links para sites externos.

5. Abusar do Hard Sell

Conheça o comportamento da sua base primeiro para definir que tipo de abordagem de vendas mais funciona com ela.Quando você estiver criando suas campanhas, lembre-se de não forçar uma venda, pois isso irá prejudicar o desempenho dos seus emails.

6. Usar ‚Äúqualquer‚ÄĚ imagem

Evite usar fotografias com baixa qualidade ou fora de contexto¬†‚Äď e a depender do seu caso, n√£o use imagens! As pessoas querem fazer neg√≥cios com empresas de verdade, por isso evite imagens com cen√°rios e encena√ß√Ķes que n√£o s√£o reais.

Se for preciso, disponibilize um tempo extra na escolha da imagem ideal. As vantagens do apelo visual são igualmente proporcionais aos malefícios de uma má escolha.

7. N√£o manter um padr√£o

Talvez voc√™ sinta a necessidade de mudar os templates das suas campanhas de email futuramente. √Č importante que essas mudan√ßas sejam registradas para voc√™ acompanhar o resultado de cada altera√ß√£o e conseguir replicar o que der certo depois. Fa√ßa micro-experimentos nos seus emails, alterando uma vari√°vel por vez.

Mantenha a identidade dos seus emails quando você se sentir satisfeito com os resultados. Uma maneira de evitar que seus emails sejam deletados é desenvolvendo uma identidade visual que possibilite que as pessoas reconheçam seus emails de imediato.

Checklist: 9 itens para verificar antes de enviar uma campanha de Email Marketing

Por fim, quando se trata do envio de uma campanha de Email Marketing para uma base de clientes ‚Äď com centenas ou milhares de emails ‚Äď at√© os mais experientes profissionais de marketing sofrem uma leve taquicardia ao constatar que algo deu errado no envio.

Um pequeno erro na sua campanha de Email Marketing pode levar a uma má impressão e até mesmo ao cancelamento de seus clientes de suas listas. Por isso, trouxemos um checklist para você implementar boas práticas em sua empresa!

1 . Estou enviando para a lista de email certa?

Verifique no m√≠nimo duas vezes quando for escolher a lista de email para a qual voc√™ precisa enviar uma campanha! Nosso conselho √© nomear as listas de e-mail, descrevendo seu prop√≥sito de forma clara. Voc√™ tamb√©m pode usar letras ou n√ļmeros no caso de existir listas com nomes semelhantes. Aqui est√£o alguns exemplos:

  • Blogs Inscritos 2018;
  • Blogs Inscritos 2019;
  • Clientes de produtos XY;
  • Participantes do evento 10 Ed.

Com as listas bem segmentadas e com nomes que fazem uma separação clara, as chances de você errar na escolha da lista é muito menor.

2 . Estou enviando a campanha certa?

A regra √© a mesma para a pergunta #1 acima. Esse erro √© mais comum quando o envio de campanhas de email √© feito para diversas listas segmentadas ou ao ter que entregar muitas campanhas em um curto espa√ßo de tempo. Basta uma pequena distra√ß√£o ‚Äď aliada com desorganiza√ß√£o ‚Äď e pronto, a falha ser√° iminente.

Preste atenção em detalhes e organize suas campanhas de uma forma que:

  • Os nomes fiquem claros para as campanhas que voc√™ tem que enviar, a fim de distinguir melhor cada uma.
  • Visualize ao menos duas vezes a campanha antes de envi√°-la.

3. Ser√° que a campanha vai ser exibida de forma correta para todo mundo?

Existem ferramentas específicas que você pode usar para verificar a aparência de sua campanha, mas é sempre uma boa opção enviar um email teste para contas próprias em diferentes provedores de e-mail, navegadores e sistemas operacionais, como por exemplo:

  • Gmail
  • Yahoo
  • Hotmail
  • Thunderbird
  • Outlook Express
  • iOs
  • Android

No RD Station Marketing, é possível enviar um email de teste antes de fazer o disparo definitivo. Selecione algumas contas próprias em diferentes plataformas e veja como o email se apresenta na inbox de cada uma delas. Uma ação simples que pode evitar que seu email não seja exibido da forma correta.

4 . Os links est√£o funcionando?

Páginas 404. Isso soa familiar? Para evitar deixar passar algum link errado, é recomendável redobrar os cuidados na hora de verificar todos os links da mensagem.

Teste sempre os links das imagens, calls-to-action e Redes Sociais. Tome muito cuidado quando usar ferramentas de duplicação de campanhas de email, já que ao usar um modelo de email antigo você corre o risco de esquecer de atualizar os links.

5. A campanha se apresenta bem em modo texto?

Ao contrário do que muita gente pensa, o modo de texto ainda não está morto. Na verdade, ele às vezes pode trazer melhores resultados do que as newsletters em HTML. Além disso, para ter certeza de que a versão de texto de suas campanhas tem uma boa aparência, o e-mail deve:

  • Ter texto f√°cil de ler e ‚Äúescanear‚ÄĚ;
  • Apresentar texto atraente;
  • N√£o deve ser enviado como um anexo.

6. Qual é a chance da campanha ser marcada como spam?

Se voc√™ n√£o tomar os devidos cuidados, o conte√ļdo de sua campanha de email pode ser identificado como spam pelos principais fornecedores ou clientes de email.

Para ficar longe da pasta de lixo eletr√īnico dos seus destinat√°rios, voc√™ deve evitar os seguintes itens que quase sempre far√£o suas mensagens ca√≠rem em listas de spam:

  • Exagerar nos pontos de exclama√ß√£o!!!!!!!!!!!!!
  • Usar todas as letras do t√≠tulo em CAIXA ALTA. CUIDADO! ISSO √Č O MESMO QUE GRITAR.
  • Codifica√ß√£o HTML desleixada (geralmente acontece na hora de converter um arquivo do Microsoft Word para HTML)
  • Fontes com colora√ß√£o vermelha, brilhante ou verde
  • Usar a palavra ‚Äúteste‚ÄĚ na linha de assunto
  • Criar um email com apenas uma imagem grande, com pouco ou nenhum texto

Dica: verifique se o seu email não se parece com os que continuam surgindo na sua pasta de spam e certifique-se de evitar palavras ou frases que funcionam como gatilhos comuns de spam.

7. O link de cancelamento é visível o suficiente?

Ok, você tem tem permissão de seus assinantes para enviar-lhes emails. Mas, independentemente disso, lembre-se de que ninguém gosta de ter sua caixa de entrada cheia de mensagens desnecessárias. O nome disso ainda é spam.

N√£o force as pessoas a permanecerem inscritas. Verifique se o seu ‚Äúlink opt-out‚ÄĚ √© vis√≠vel. Ele mostra que voc√™ respeita seus clientes. No final, os contatos de email s√£o mantidos com conte√ļdo relevante entregue em tempo h√°bil, e n√£o por esconder um link.

8. O texto foi revisado?

Não corrigir seus textos é um erro comum? Então, é preciso melhorar sua correção, você precisa ser profissional.

Uma maneira de evitar esse tipo de erro √© pedir √†s pessoas em sua equipe para dar uma √ļltima olhada no conte√ļdo do seu email antes de enviar. Lembra do passo #3? Aproveite para enviar um email teste para sua equipe ou colegas que possam ajudar na corre√ß√£o.

Eles podem identificar links que não funcionam, erros de digitação ou outros pequenos detalhes que podem estar encobertos. Esse é um cuidado básico com a qualidade de sua mensagem que pode evitar futuros cancelamentos.

9. Incluí um call- to-action?

Algumas campanhas de email n√£o tem mesmo esse recurso. Mas, salvo as exce√ß√Ķes, em algum lugar do email ‚Äď de prefer√™ncia, em alguns locais ‚Äď voc√™ deve convidar a pessoa que l√™ o email para realizar alguma a√ß√£o de convers√£o: visitar o seu site ou blog, sua Landing Page, a sua p√°gina no Facebook e Twitter ou at√© mesmo para baixar algum material.

Certifique-se de que todos os links funcionam e que a p√°gina de destino tem a mesma mensagem/oferta que est√° no email para o usu√°rio n√£o ficar confuso.

‚≠ź B√ĒNUS: Planilha de Acompanhamento de M√©tricas de Email Marketing!

Depois que você colocar em ação as boas práticas que sugerimos neste post, certamente vai querer saber se está dando certo. Como citamos, são várias métricas a serem acompanhadas…

Por isso, queremos facilitar a sua vida! Criamos uma super planilha para você acompanhar as principais métricas de Email Marketing. Com ela, você vai poder fazer melhorias e atingir as metas do canal mês a mês. Também ganhando produtividade, já que tudo fica reunido em um só lugar.

Ah, e tem o b√īnus do b√īnus: voc√™ tamb√©m vai receber um webinar explicando como usar a Planilha de Acompanhamento de M√©tricas de Email Marketing! Basta preencher os dados abaixo e verificar como anda a sua estrat√©gia.

Planilha: Acompanhamento de Métricas de Email Marketing

Analise a evolu√ß√£o dos principais indicadores de email e fa√ßa otimiza√ß√Ķes certeiras para alcan√ßar suas metas

Este post foi publicado originalmente em novembro de 2016, atualizado em setembro de 2018 e novamente em abril de 2020.