Curadoria de conteúdo: o que é, vantagens e como fazer

Vantajosa para os visitantes e para quem faz, a curadoria de conteúdo é uma maneira de gerar valor para sua marca e construir um relacionamento com a audiência


Curadoria de conteúdo consiste em pesquisar, selecionar e compartilhar materiais relevantes sobre determinado assunto ou área de interesse, disponibilizando-os em meios como newsletters e redes sociais. Para empresas, serve para complementar a estratégia de produção de conteúdo, gerando valor para a marca e ajudando no relacionamento com os consumidores em potencial.


Foi-se o tempo em que conseguir informação sobre algum assunto na internet era difícil. Hoje, a dificuldade está não em encontrar, mas em separar – diante de um mar quase infinito de conteúdo – o que é relevante e está realmente relacionado com o assunto que nos interessa. É justamente pra isso que serve a curadoria de conteúdo, um termo que vem sendo muito comentado no meio digital.

Neste post vamos falar sobre o que é, como fazer, as vantagens de as empresas utilizarem curadoria de informação e por que ela deve ser apenas uma pequena parte do Marketing de Conteúdo.

Índice

O que é curadoria de conteúdo?

Curadoria de conteúdo é o processo de procurar conteúdos online, selecionando os que mais interessam para o seu público. Isso inclui diferentes formatos, como texto, vídeo, áudio, dentre outros.

A curadoria de conteúdo tem sido cada vez mais usada por empresas. Isso porque essa seleção de materiais serve para complementar a produção de conteúdo, gerando valor para a marca e auxiliando no relacionamento com a audiência, além de uma série de vantagens sobre as quais falaremos mais adiante.

Quais são as vantagens de fazer curadoria de conteúdo?

A curadoria ganha força em uma época na qual os dados são abundantes na internet. Só no YouTube, por exemplo, usuários fizeram upload de 500h de vídeo por minuto no ano de 2020, conforme a pesquisa Data Never Sleeps 8.0, realizada anualmente pela Domo.

curadoria de conteúdo

Fonte: Domo

Com o distanciamento social trazido pela pandemia de covid-19, a vida migrou ainda mais para o online. As pessoas dependem cada vez mais da internet para falar com amigos e familiares, trabalhar, estudar, comprar. Ao mesmo tempo, as empresas precisam do digital para fazerem seus negócios. 

Nesse contexto de alta geração de dados, é impossível ler, ouvir e assistir a tudo que é publicado. Sendo assim, como consumir o que é realmente importante? É aí que entra a curadoria. O processo traz vantagens tanto para quem produz conteúdo quanto para quem consome. Explicamos essas vantagens com mais detalhes a seguir:

Manter a frequência de publicações

Sabemos que publicar com alta frequência é difícil, e a curadoria é uma forma de manter relacionamentos e interação de uma forma mais ágil.

Em redes sociais como o Instagram, por exemplo, é indicado publicar com uma boa frequência para que o algoritmo não “penalize” a sua empresa. Como é difícil ter conteúdo próprio de qualidade de maneira frequente, indicar materiais de outras pessoas é uma ótima maneira de tentar manter o volume de interações alto na página da sua empresa.

Ser útil para a sua audiência

Ainda que os buscadores filtrem as informações utilizando algoritmos para apresentar resultados bem próximos do que se está pesquisando, eles não têm o olhar e a sensibilidade humana para realizar uma análise mais profunda sobre determinado tema.

Dessa forma, realizar a curadoria de conteúdo significa filtrar materiais de várias fontes e recomendar o que se julga mais pertinente, considerando a profundidade do tema, a qualidade do conteúdo e o perfil do público leitor.

É bastante vantajoso para o leitor receber recomendação de materiais de qualidade devidamente comentados pelo editor do blog ou site, sem precisar realizar uma pesquisa mais aprofundada sobre o tema.

Tornar-se referência

Além de ajudar sua audiência, fazer curadoria de conteúdo também contribui para que você seja visto como referência em seu mercado de atuação. Pesquisando pelos materiais você se mantém informado sobre o seu mercado e também mostra para o público que está por dentro das últimas informações. 

Dessa forma, passa a ser visto como especialista, alguém a quem o seu público pode recorrer para se inteirar das novidades sobre determinado assunto ou área de interesse.

Melhorar o SEO

As empresas que optam por realizar a curadoria de conteúdo também incentivam a construção do Link Building. Isso porque incluir links externos relevantes é visto como uma boa prática pelo Google.

Entenda mais sobre Link Building no vídeo abaixo:

Construir relacionamento com seus seguidores

Uma vez que os visitantes encontrem material de qualidade como resultado de sua curadoria, a tendência é que eles retornem para continuar acompanhando as publicações. 

Assim, a curadoria também ajuda na construção de uma audiência. Você consegue estreitar laços com seu público-alvo, relacionando-se frequentemente com consumidores em potencial e com a clientela atual.

Como fazer curadoria de conteúdo: 8 dicas para ter sucesso

Há uma série de dicas e boas práticas para seguir na hora de fazer a curadoria de conteúdo. Trazemos as principais abaixo!

1. Faça publicações no blog

O post de blog é um ótimo meio para mostrar os resultados da sua pesquisa por conteúdo. Há empresas que selecionam, por exemplo, os melhores artigos ou notícias da semana sobre determinado assunto, compartilhando-os em um artigo.

Fazer isso com uma frequência determinada, por exemplo, todas as sextas, cria uma expectativa nos seus leitores. Incluir um pequeno resumo autoral sobre o que trata o artigo ajuda o leitor a consumir esse conteúdo mais rapidamente. Caso deseje, ele pode clicar no link do artigo original para fazer a leitura completa.

É possível fazer as indicações no próprio blog, ou usando o formato de lista e apontando links para as diversos opções, ou com um post mais detalhado sobre uma publicação específica em que não só sua empresa indica como também comenta pontos em que discorda, soma casos e experiências da própria empresa ao assunto e destaca aquilo que considera importante.

Uma forma fácil, rápida e eficaz de se publicar o resultado de uma curadoria é mais ou menos assim:

Recentemente, a empresa X publicou um post muito interessante sobre o tema Y. O que nos chamou a atenção foi o novo dado apresentado. Ao contrário do que o mercado vem falando, o conteúdo nos alerta para…

Fazer essa espécie de releitura é muito diferente de publicar uma simples cópia. Ainda que seja baseado em um conteúdo publicado por outra pessoa, é um texto totalmente novo que leva em conta a experiência e a interpretação do curador.

2. Diversifique os canais

Além do post de blog, há outros canais que você pode usar para compartilhar sua curadoria. 

Um deles é o email, que permite um contato direto com os seus contatos. É uma oportunidade de ser bastante útil, entregando informação de qualidade direto na caixa de entrada de cada pessoa.

A BlueArray, por exemplo, envia uma newsletter semanal incluindo as últimas notícias sobre SEO. O informativo contém ainda uma seção com notícias mais avançadas, uma seleção que facilita a leitura pelos diferentes públicos-alvo.curadoria de conteúdo

Já a newsletter semanal da GrowthHackers traz novidades da área de tecnologia. Há um giro de notícias semanais, escolhas do editor e ainda as publicações mais comentadas pela comunidade.

curadoria de conteúdo

Já publicar conteúdos selecionados nas suas redes sociais é uma boa maneira de se manter relevante no feed dos seus seguidores. Também ajudam a engajar o seu público, que pode curtir e comentar nas publicações.

3. Prefira fontes confiáveis

Os conteúdos que você recomenda devem ser de qualidade. Publicar notícias falsas, textos rasos ou mal escritos pode minar a sua credibilidade. Por isso, selecione bem as suas fontes de informação. Prefira veículos conhecidos ou sites de empresas que são referência no seu segmento de atuação. Deixe de fora da seleção os seus concorrentes diretos.

4. Dê os créditos

A curadoria não deve, de maneira alguma, ser uma cópia de material de outras fontes. A ideia é sugerir a leitura de materiais alheios agregando valor a eles, com um pequeno comentário, por exemplo.

É preciso ter cuidado não apenas na seleção, mas na forma de apresentar o material e, principalmente, ao dar os devidos créditos aos autores. Copiar o conteúdo de terceiros só vai fazer mal para sua empresa.

5. Analise cada conteúdo

Depois de selecionar os conteúdos, é importante escrutiná-los para entender se fazem realmente sentido para a sua audiência. 

Pergunte-se: esse conteúdo é mesmo relevante para o meu público? Ele gera valor para quem o consome? Precisa ser publicado imediatamente (por exemplo, uma notícia) ou pode servir como conteúdo de gaveta para quando faltarem ideias? Prefira a qualidade, não a quantidade!

6. Teste diferentes formatos

Post de blog, vídeo, podcast, eBook, infográfico… São muitos os formatos de conteúdo disponíveis na internet. Para saber quais sua audiência prefere, o melhor é testar. Com base no que fizer mais sucesso com o seu público, você pode aprofundar as próximas pesquisas, focando em determinado formato.

7. Tenha processos definidos

Ter uma constância nas publicações é algo muito indicado para empresas que investem em produção de conteúdo. Na curadoria não é diferente. 

É preciso decidir como, quando e onde será compartilhada essa curadoria. Primeiro, organize-se para ter um dia da semana, ou um turno de trabalho, dedicado a selecionar os conteúdos. Depois, defina um dia (ou mais) para compartilhá-los em cada canal. 

Se você sabe, por exemplo, que sexta-feira é o dia de enviar a newsletter com as melhores notícias do seu segmento, já pode se programar para fazer a seleção de conteúdos antes disso, montar o email e deixá-lo agendado na ferramenta de email marketing.

8. Conte com a ajuda de ferramentas

Há diversas ferramentas no mercado que facilitam o trabalho do curador. Conheça algumas:

  • Com o Google Alerts, você pode cadastrar os termos que fazem mais sentido para o seu negócio, para receber o monitoramento de tudo o que saiu sobre esses assuntos por email;
  • O Feedly permite agregar conteúdos de diversas fontes, a partir dos veículos que você selecionar;
  • Para levar sua curadoria a um nível mais profissional, o Scoop.it permite descobrir conteúdos relevantes, segmentá-los e compartilhá-los. Há versões gratuitas e pagas da ferramenta;
  • Com o Pocket você consegue salvar os conteúdos interessantes que viu na internet, para usá-los na curadoria mais tarde;
  • Já o Buzzsumo permite saber quais são os conteúdos que estão sendo mais comentados na internet.

Como equilibrar produção e curadoria de conteúdo?

Ainda que tenha algumas vantagens, fazer curadoria de conteúdo tem suas ressalvas.

Mostrar diferentes conteúdos de outras pessoas e empresas tem seu valor, mas só a produção de conteúdo próprio é que vai transmitir o quanto sua empresa conhece do assunto e merece ser uma referência de mercado.

Quando só indicamos alguém, estamos promovendo esse alguém como referência e provavelmente é dele que seu potencial cliente vai preferir comprar quando estiver nesse estágio.

O bom cantor ou a boa banda é que vende bem ingressos, não o apresentador de TV ou rádio que só faz a seleção dos melhores e os leva a seu programa, ainda que isso lhe renda uma boa audiência.

Por isso, procure equilibrar a curadoria de conteúdo com a produção de bons materiais originais.

Levando as questões abordadas nesse post em consideração, podemos concluir que, com a curadoria, todos têm a ganhar: leitor, curador e autor original.

Se você quer outras dicas para uma estratégia de conteúdo de sucesso, que contribua para o crescimento da empresa, faça o download do eBook Marketing de Conteúdo de Resultados 🎯. Ele ainda vem com um audiobook para você consumir o formato de sua preferência. Baixe gratuitamente! 👇

eBook Marketing de Conteúdo para Resultados

Um ebook em PDF completo para empresas que querem crescer utilizando uma estratégia de conteúdo

- Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses. - Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade. * Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Post publicado em maio de 2013 e atualizado em janeiro de 2021.

Deixe seu comentário

Comentários