Blog de Marketing Digital de Resultados

5 dados relevantes sobre Marketing de Conteúdo no Brasil em 2017

Saiba como as empresas brasileiras estão fazendo Marketing de Conteúdo e obtenha insights a partir da pesquisa Content Trends, respondida por 3650 pessoas de todo o país

O que esperar do Marketing de Conteúdo em 2017? E como as empresas brasileiras têm utilizado a metodologia?

Para responder a questões como essas, a Rock Content lançou a terceira edição da pesquisa Content Trends, que contém informações para empresas que desejem alcançar sucesso com o Marketing de Conteúdo.

Realizada por meio de um questionário online entre os dias 2 e 16 de maio de 2017, o questionário contou com a participação de 3650 respondentes de todo o país. O formulário foi enviado para 80.000 pessoas e promovido nas redes sociais da empresa.

A primeira edição da Content Trends, em 2015, ajudou a conhecer mais sobre as estratégias de Marketing de Conteúdo — na época, os estudos sobre o mercado ainda eram pouco explorados no Brasil. Já na segunda edição, o foco era entender as tendências dessa prática no país e como a sua adoção evoluiu ao longo dos anos.

Nesta terceira edição, a pesquisa retoma alguns resultados já conhecidos nas versões anteriores, e explora mais a fundo algumas informações para oferecer um estudo mais completo.

O segmento de agências de marketing/publicidade foi o que apresentou maior taxa de participação dos respondentes da pesquisa (31,2%). Negócios na área de educação e software/cloud/SaaS também representaram uma presença significativa no estudo, com 10,3% e 8,9%, respectivamente.

Separamos 5 tendências apontadas pela pesquisa, que pode ser baixada na íntegra neste link.

52,7% das empresas entrevistadas não têm um bom conhecimento do funil de vendas

Durante a pesquisa, os participantes que trabalham em empresas que aderem ao Marketing de Conteúdo responderam qual o conhecimento têm do funil de vendas. As respostas deveriam ser dadas de acordo com uma escala de 1 à 5, na qual as notas 4 e 5 representam conhecimento bom e muito bom, respectivamente.

Cerca de 47,3% dos respondentes afirmaram conhecer bem ou muito bem o funil de vendas de suas empresas — destas, posts nas redes sociais (85,3%) e em blogs (65,6%) são as táticas mais utilizadas em uma estratégia de Marketing de Conteúdo.

A definição e entendimento do funil de vendas é essencial para que você possa determinar a saúde da sua máquina de aquisição de clientes e, dessa forma, traçar estratégias que levem ao atingimento das metas.

O próprio processo de criação ou revisão do funil já deve gerar um maior entendimento sobre a jornada de compra do cliente e quais são ações que a sua empresa poderia realizar para otimizar as vendas.

Sem ter um funil claro, é comum as empresas investirem em ações que não resultam no desempenho esperado, mas, em casos extremos, até na falência pela incapacidade de trazer novas receitas.

Leia mais em:

Empresas que produzem mais de 13 conteúdos mensais conquistam 4,2 vezes mais visitantes

De acordo com a pesquisa, empresas que produzem mais de 13 conteúdos por mês conquistam até 4,2 vezes mais visitas do que as publicam até 12 conteúdos: a média de visitas por volume mensal de publicação é de 29.670 para quem produz menos e de 125.442 para quem produz mais.

A questão de quanto conteúdo produzir é frequente, em especial entre os que estão começando a investir na metodologia. Nem em todos os casos é necessária uma grande quantidade de publicações: é importante pensar sempre no seu público-alvo e não deixá-lo sem conteúdo e manter a frequência definida, ainda que seja uma vez a cada 15 dias.

Da mesma forma, não adianta publicar muitos posts e lançar diversos materiais por semana se eles não entregam valor para seu visitante. Mas, se você já produz conteúdos de qualidade, aumentar o volume pode ser interessante para melhorar o tráfego orgânico e maximizar seu posicionamento nos buscadores.

Leia mais em:

Presença nas redes sociais: 97,3% das empresas estão no Facebook

A pesquisa se interessou em saber também como estava a presença das empresas que adotam uma estratégia de conteúdo nas redes sociais. Segundo os respondentes, 97,3% estão presentes no Facebook. Em seguida aparecem o Instagram com 71,1%, LinkedIn com 50,6% e o YouTube com 44,5%.

Quando comparamos a presença das empresas nas redes sociais com as edições anteriores da pesquisa, o destaque no crescimento fica por conta do Instagram: dentre os negócios presentes na rede social, houve um aumento de 29,1% em relação ao ano de 2015; em comparação com 2016, são 23,2%.

É possível notar que em redes como Facebook, Instagram, Linkedin, Youtube e Twitter também houve crescimento. Dentre as redes sociais participantes da pesquisa, Facebook e Instagram são apontadas também como as mais eficazes para fazer Marketing de Conteúdo.

Leia também:

53,1% das empresas ainda não mensuram o ROI

O Retorno sobre Investimento (ROI) em relação ao Marketing de Conteúdo é uma métrica muito importante e que diz muito sobre o sucesso da estratégia. Porém, cerca de 53,1% não mensuram esse valor, e ainda 20,6% não sabem se é algo calculado na empresa que trabalham. Os participantes que conheciam o valor do ROI (26,3%) também foram questionados se sabiam qual era o na empresa em que trabalham. A mediana das respostas foi de 30%.

ROI (retorno sobre o investimento ou, em inglês, return over investment) é um indicador que permite saber quanto dinheiro a empresa perdeu ou ganhou com os investimentos feitos — pode ser em mídia paga, novas ferramentas, treinamentos e por aí vai.

Dessa forma, você pode saber quais investimentos valem a pena e como otimizar aqueles que já estão funcionando para que performem ainda melhor.

A métrica é importante porque permite que você avalie como certas iniciativas contribuem com os resultados da empresa. Da mesma forma, com base no ROI é possível planejar metas baseadas em resultados tangíveis e entender se está valendo a pena ou não investir em determinados canais.

Leia também:

76,1% das empresas têm dificuldade em produzir conteúdos engajadores

O principal desafio para 2017 em relação ao Marketing de Conteúdo é produzir conteúdo que engaja o público, segundo 76,1% dos respondentes. Em seguida, estão diversificar conteúdos e formatos (48,9%) e produzir conteúdo com consistência (42,1%).

Na maior parte das vezes, a falta de engajamento acontece porque a produção de conteúdo está longe do ideal: falta planejamento, estratégia e o conteúdo produzido não está de fato gerando valor para a audiência. E isso se traduz em conteúdo que passa despercebido pelo público, sem ser compartilhado.

Felizmente adotar algumas boas práticas na produção de conteúdo — como fazer conteúdos informativos, resolver as dores da sua persona e público-alvo e utilizar linguagem simples — pode ajudar e muito a fazer com que seus materiais se tornem mais atraentes de serem consumidos e compartilhados.

Leia mais em:

Se você deseja saber quais são os primeiros passos para se posicionar como referência no mercado e atrair potenciais clientes através do conteúdo, baixe nosso eBook Marketing de Conteúdo para Resultados, um material em PDF completo para empresas que querem crescer utilizando uma estratégia de conteúdo.



eBook Marketing de Conteúdo para Resultados

Um ebook em PDF completo para empresas que querem crescer utilizando uma estratégia de conteúdo

Esse post foi publicado originalmente em 7 de julho de 2015 e revisado e atualizado em 12 de julho de 2017.

Marcadores:

Deixe seu comentário