Blog de Marketing Digital de Resultados

50 dicas rápidas de Email Marketing para aplicar em suas campanhas

Aprenda truques para melhorar a entregabilidade e as taxas de engajamento das suas campanhas de Email Marketing

Quem trabalha com Email Marketing sabe que essa é uma ótima forma de engajar seus clientes ou Leads. Contudo, isso vem com um preço: existe todo um mundo de regras e hacks para ter as melhores taxas de entrega e engajamento com seu email.

Pensando nisso, neste post juntamos 50 dicas rápidas para você criar ótimas campanhas de email.

1. Assunto chamativo

A primeira forma de chamar a atenção do seu Lead é utilizando um assunto interessante e criativo.

Assuntos muito comuns, como “Newsletter #32”, não atraem o leitor, pois são muito genéricos e parecem mais do mesmo. Por isso, eles tendem a ter uma taxa de abertura menor dos que forem mais inovadores.

2. Inclua números e percentuais no assunto

Números e percentuais são atraentes, pois eles se vendem como informações concretas e comprovadas. Eles também trazem consigo o raciocínio lógico do leitor, o que exige mais atenção.

Exemplos de assuntos desse tipo seriam:

  • Saiba como aumentamos nossas vendas em 30%
  • 7 dicas matadoras para melhorar seu funil de vendas

3. Fique de olho no número de caracteres do assunto

Assuntos muito longos podem ser cortados em visualização mobile. Por isso, é recomendado mantê-lo entre 20 e 41 caracteres.

Leia mais: Como criar assuntos de Email Marketing que despertam curiosidade + 30 templates

4. Use variáveis

As pessoas recebem tantos emails hoje em dia que elas acabam ignorando aquilo que elas sentem que é uma automação, ou seja, aquilo que não foi escrito especialmente para elas.

Assim, usar variáveis com nome do Lead e outras informações que você tem sobre ele e que são relevantes no contexto pode transformar seu email one-to-many em uma mensagem que o Lead sente que foi feita especialmente para ele.

5. Verifique a gramática e a sintaxe

Antes de clicar em enviar, confira múltiplas vezes se o seu texto está gramaticalmente correto e se existem erros de digitação.

Passar seu texto por ferramentas com corretores é uma ótima ideia, mas tente também pedir para que um ou dois colegas leiam sua mensagem e confiram se ela está escrita corretamente.

Leia Mais: Copywriting para emails: como influenciar a tomada de decisão do seu usuário

6. Tenha um bom balanço entre texto e imagem

Em geral, é recomendado que uma campanha de email tenha 40% de imagem e 60% de texto para ter uma boa taxa de entregabilidade.

Isso significa, então, que emails que são compostos completamente por imagem ou emails que são totalmente texto não são recomendados, já que eles não trazerem os melhores resultados de entrega para você.

7. Não utilize caixa alta/letra maiúscula desnecessariamente

Emails com textos escritos completamente em caixa alta tendem a ser barrados pelos filtros de SPAM utilizados pelos provedores de email.

Dessa forma, utilize outras estratégias para chamar a atenção do seu Lead, como negrito, itálico ou até mesmo aumentando o tamanho da fonte.

8. Evite texto em vermelho

Por serem muito utilizadas em envios de SPAM, textos em vermelho ganharam uma má reputação entre os provedores de email. Por isso, é recomendado evitar essa cor nos textos dos seus envios.

9. Palavras típicas de SPAM

Ao utilizar termos que são tradicionalmente utilizados em envio de SPAM, você também corre o risco de ter sua mensagem colocada na caixa de lixo eletrônico dos seus Leads.

Exemplos dessas palavras são: grátis, free, clique aqui, desconto, etc.

Leia Mais: Filtros anti-spam: como funcionam e como vencê-los

10. Não deixe o email longo demais

Além de fazer com que os leitores percam interesse no meio da mensagem, emails longos demais podem ter seu conteúdo cortado pelos provedores de email.

Dessa forma, a pessoa vai perder um bom pedaço da sua mensagem se ela não clicar na opção de mostrar toda a mensagem.

11. Não esqueça do preheader

O preheader é um pequeno resumo sobre o email e que aparece do lado ou abaixo do assunto de email na caixa de entrada do destinatário.

Escolher um preheader adequado é muito importante porque ele já indica ao leitor se ele vai querer ou não abrir aquele email, já que ele mostra sobre o que a mensagem vai tratar.

Com esta ferramenta você pode testar e pré-visualizar como ficaria seu preheader em vários dispositivos.

12. Use o P.S.

O P.S. é a última informação que o Lead vai ler da sua mensagem.

Por isso, você tem a chance de criar um sentimento de urgência no destinatário e por isso é interessante colocar novas informações relevantes e links nesse trecho.

13. Use Emojis

Os emojis possuem a capacidade de humanizar seu negócio, aumentando a proximidade entre cliente e marca.

Assim, utilizá-los de forma consciente pode ser uma ótima ferramenta de engajamento para os seus Leads.

Leia Mais:

14. Use Imagens

Imagens são muito importantes na construção do seu email, pois elas deixam sua mensagem mais atraente.

Aposte em imagens de alta qualidade para aumentar o interesse no conteúdo enviado.

15. Use GIFs

Assim como as imagens, os GIFs aumentam ainda mais os atrativos do email, pois o “movimento” deles atrai a atenção.

Além disso, o uso de GIFs pode dar um ar mais divertido ao seu email, aumentando a proximidade do contato com sua empresa.

16. Coloque links nas suas imagens

Por chamarem muito a atenção, os usuários podem tentar clicar na sua imagem para ser redirecionado a uma página que fale sobre ela.

Por isso, é importante não quebrar essa expectativa e configurar links para as imagens dos seus emails.

17. Tenha ALT nas imagens

O atributo ALT das imagens nada mais é do que uma descrição do que está aparecendo nela.

Ele é muito importante porque, além de ser usado por leitores de email especiais para deficientes visuais, ele também é utilizado pelos provedores de email para que eles entendam melhor sobre o que o seu email trata.

18. Use contagem regressiva

Está cada vez mais popular o uso de GIFs de contagem regressiva em campanhas de email, pois eles geram senso de urgência e incentivam os usuários a agirem agora.

Um ótimo exemplo de email que utiliza contagem regressiva é um para inscrição de eventos, mostrando para o Lead “Faltam X dias e Y horas para as inscrições acabarem”.

19. Use um thumbnail para divulgar vídeos

Como a maioria dos provedores de email não aceita o envio de um vídeo no corpo de um email, a melhor forma para enviar um vídeo para sua base de Leads é utilizando o thumbnail com um link para o vídeo vinculado na imagem.

Assim, quando a pessoa for clicar no “play”, ela é redirecionada para a página em que seu vídeo está hospedado.

20. Faça um CTA

Um call-to-action é essencial para sua campanha de email fazer sentido, pois é o que vai incentivar o Lead a realizar a próxima ação. Isso pode ser uma compra, conversão em Landing Page, acesso a material promocional no seu site, entre outros.

Para conseguir progredir com seu Lead no funil de vendas, é muito importante ter emails com CTAs condizentes como momento que o Lead está passando.

Leia mais: Call to Action: O Guia Prático e Completo.

21. Deixe seu CTA na primeira dobra

A posição em que seu CTA aparece dentro do seu email impacta diretamente nas taxas de cliques dele.

Por isso, para maximizar os cliques, o ideal é que seu CTA fique dentro da primeira dobra do email, ou seja, logo que o Lead abre o seu email, sem ele precisar “rolar” o mouse.

22. Verifique se o HTML está responsivo

Para Email Marketing, o HTML utilizado é diferente e mais detalhado do que o HTML usado para construir websites.

Isso acontece porque os provedores de email (como o gmail, hotmail, etc) possuem regras específicas nas leituras dos emails que não existem para os navegadores, ou seja, não impactam os sites mas impactas suas mensagens de email.

Dessa forma, quando for criar um email por HTML, é muito importante testar na maior quantidade de dispositivos, navegadores e emails possíveis. Só assim você consegue ter certeza de que seu HTML está realmente responsivo para envio.

23. Teste antes de enviar

É essencial fazer um envio de teste do seu email antes de enviá-lo de fato. É nesse tipo de envio que a maior parte dos erros são encontrados, assim como possibilidades da melhoria do seu conteúdo.

É recomendado também fazer o envio de teste para mais de uma pessoa, para que se tenham mais olhos procurando possíveis erros ou mudanças a serem feitas.

24. Não use anexos

Anexar arquivos nas suas campanhas de Email Marketing tendem a ser mal vistas pelos provedores de email. Na prática, eles podem entender que o conteúdo que você está enviando é malicioso, ou vírus, e te colocar na caixa de SPAM por isso.

A melhor forma, então, para fazer o envio de um arquivo por Email Marketing é hospedando o arquivo no servidor do seu site ou utilizando um serviço de nuvem, como o Google Drive ou o DropBox. Assim, você pode utilizar o link em que o arquivo aparece no corpo do seu email.

25. Envie códigos de desconto

Cupons promocionais são uma ótima estratégia para atrair novos consumidores ou para converter clientes antigos em recompra.

Além disso, emails com desconto podem gerar taxas de abertura maiores do que emails de conteúdo.

Leia mais: Como criar uma campanha de cupons para seus clientes

26. Dê atenção às cores

A parte de design do email é extremamente significativo nas métricas do seu email. Dessa forma, é muito importante pensar na mensagem que as cores que você escolheu está passando para quem ler o seu email.

Além disso, é necessário também pensar na cor do seu botão de CTA, especialmente quando comparado ao restante do seu email.

Botões com cores que contrastam com o resto do email tendem a ter taxas de clique maiores, pois é um ponto que chama mais atenção do leitor.

Assim, uma dica é utilizar a roda de cores para conseguir encontrar o tom ideal para o seu email.

27. Escolha uma pessoa como remetente

É bem comum as empresas utilizarem emails como contato@ e no-reply@ ao invés de o email de uma pessoa real na parte de remetente de uma campanha. Contudo, essa prática cria um sentimento de impessoalidade muito grande nos envios realizados.

Dessa forma, uma estratégia muito boa é colocar o nome e email de alguém da empresa. Assim, o destinatário deste email cria um vínculo maior com seu negócio.

Além disso, caso fique alguma dúvida sobre a sua mensagem, ele pode responder diretamente para o remetente, questionando o que ele não entendeu e, assim, iniciando uma conversa personalizada com sua empresa.

28. Tenha cuidado com as listas de contato

Um dos maiores erros cometidos por quem é novo no mundo de Email Marketing é a utilização de listas “frias” ou compradas. Na prática, listas que não foram conseguidas por pedido de inscrição de Leads para receber seu email são furada.

Isso porque você tem a possibilidade de encontrar muitos email inválidos, que são conhecidos como hard bounces. Quando você faz envios com muitos bounces, os provedores de email (como gmail, hotmail, etc) passam a te ver como spammer, e por isso colocam seus envios de email na caixa de SPAM ao invés da de entrada.

Dessa forma, fuja de listas compradas ou fornecidas por terceiros. Sem isso, o risco da reputação do seu domínio ficar ruim é muito grande e o trabalho para recuperá-la.

Leia mais: Como uma má reputação pode prejudicar suas métricas de Email Marketing: 6 pontos dos quais você precisa cuidar

29. Disponibilize uma opção de descadastro

Muita gente quer esconder a opção de descadastro para que os Leads não consigam sair da lista de envio. Contudo, ao tirar essa opção, ao invés de pedirem descadastramento, os Leads vão marcar sua mensagem como SPAM.

Essa marcação prejudica diretamente na sua taxa de entrega futura. Por isso, vale muito mais a pena receber um descadastramento do que ser colocado como SPAM.

30. Pense nos aparelhos móveis

No Brasil, atualmente a maioria dos acessos a internet são feitos por dispositivos móveis. Por isso, é imprescindível que seu email funcione corretamente em mobile.

Dessa forma, antes de clicar no botão de enviar, teste a visualização do seu email na maior quantidade de celulares possíveis.

Leia mais: 8 dicas para Email Marketing na era mobile

31. Use plain text

O plain text é uma opção para quem está em um aplicativo de email que não consiga ler html.

Assim, ao invés de simplesmente não conseguir ver sua mensagem, o plain text permite que o seu destinatário consiga ler a mensagem principal do seu email.

32. Não use listas antigas

Muita gente acaba utilizando listas de clientes antigos, tentando reengaja-los depois de muito tempo e vender pra eles. Contudo, o que muitas vezes acontece é que, por esses emails serem velhos, é bem possível que não existam mais. Após alguns meses sem acesso, os provedores de email vão desativar essas contas, transformando esses emails em inválidos ou hard bounces.

Além disso, você também corre o risco de encontrar spam traps, que, em bom português, são armadilhas de SPAM, que acabam com sua reputação também.

Leia Mais: O que são spam traps e como elas prejudicam sua entregabilidade

33. Use ferramentas para testar seu conteúdo

São tantas as regras para garantir uma boa entregabilidade, que muitas vezes um humano pode esquecer de alguma delas.

Por isso, é bem relevante utilizar ferramentas que leiam o seu email e te mostrem o que pode ser melhorado. Duas dessas ferramentas que são gratuitas e dão ótimos insights são a Mail-Tester e a GlockApps.

34. Teste sua reputação

Além do seu conteúdo, é importante também verificar como está sua reputação.

Ferramentas como o MxToolBox permitem que você coloque seu domínio para verificar se ele aparece em alguma blacklist.

Caso você esteja, você pode entrar em contato com ela para poder retirar seu domínio de tal lista.

35. Cuidado no envio para contatos desengajados

Quando você faz o envio para Leads desengajados, você fica com grandes chances de ter taxas de abertura baixas.

Essas taxas também interferem na sua reputação, por isso o ideal é nunca fazer o envio apenas para os desengajados, mas sim unir os envios para engajados e desengajados junto.

Assim, os números de abertura e clique dos engajados diminuem um pouco do impacto que será causado pela falta de ação dos desengajados.

Leia mais:

36. Considere um IP de envio dedicado (para um volume de envios de mais de 200k)

Caso você tenha um volume de envios muito alto, é interessante considerar a opção de um IP dedicado para envio dos seus emails.

Isso porque, com um IP próprio, sua empresa não corre o risco de ter outras empresas influenciando na reputação desse IP.

Leia Mais: Quando e por que sua empresa precisa usar um IP dedicado no Email Marketing

37. Tenha uma estratégia de warm-up de IPs

Quando um novo IP de envio começa a ser utilizado, ele ainda não possui histórico ou reputação. Assim, é recomendado utilizar a estratégia de “aquecer” o IP até ele estar pronto para realizar o envio de todo o volume de emails que você deseja.

Para isso, é bom começar o uso deste IP enviando poucos emails e aumentando a quantidade de envios com o passar do tempo, até que o processo de warm-up seja finalizado.

38. Segmente seus destinatários

Enviar mensagens generalistas pode diminuir o seu número de aberturas. Por isso, a boa prática seria de criar emails de acordo com quem vai receber essa mensagem.

Por exemplo, se você tem uma pet-shop, ao invés de enviar um email sobre gatos para todos seus clientes (ou seja, quem tem gato, cachorro, peixe etc), você pode enviar um email com produtos para gatos só para quem tem gatos, outro com produtos para cachorros para quem tem cachorros e assim por diante.

39. Construa um calendário de envios

Criando um calendário de envio de emails, você consegue planejar com antecipação os emails que você quer enviar para seus contatos de acordo com datas comemorativas ou importantes para o segmento que eles pertencem.

Além disso, o calendário diminui o risco de você enviar emails demais para sua base, já que você consegue deixar mais organizada a frequência que essas pessoas vão receber suas mensagens.

Saiba mais: Planilha + Webinar: Calendário e Planejamento de Email Marketing

40. Não envie SPAM

Pode parecer óbvio, mas é muito importante respeitar aquilo que os seus contatos mostraram ter interesse para receber.

Enviar conteúdos que não tenham a ver com o conteúdo que o que ele pediu para receber é SPAM, já que, em sua definição, SPAM é o envio de mensagens indesejadas.

Leia mais: Spam: o que é e como manter sua estratégia de marketing longe dele

41. Cuide da frequência de envios

Para manter um bom engajamento, é preciso descobrir a frequência perfeita para o envio de emails.

Essa frequência não pode ser muito alta porque incomoda os Leads e aumenta a chance de descadastro e taxa de marcação como SPAM. Contudo, ela também não pode ser muito baixa, já que isso pode causar os Leads esquecerem sobre seu negócio.

Assim, é necessário testar e verificar qual é a melhor quantidade de envios que você pode fazer para sua base de acordo com o seu negócio em um determinado período.

42. Use formulários para inscrição

Uma boa forma de conseguir uma base de contatos que realmente esteja engajada com seus envios é oferecendo a opção de cadastro no seu site ou blog.

Essa opção de cadastro pode ser feita por pop-ups, formulários ou Landing Pages.

Leia mais: Como criar uma lista de Emails e Leads do zero: 5 passos essenciais.

43. Acompanhe suas métricas

Para ter um público cada vez mais engajado, é importante acompanhar os resultados dos seus emails.

Assim, você consegue entender quais assuntos fazem mais seus contatos abrirem suas mensagens, quais combinações de botão fazem eles clicarem mais etc.

Leia mais: Métricas de Email Marketing: quais são importantes, como avaliar e como saber se estão boas.

44. Escreva para um único destinatário

As pessoas gostam de se sentir únicas e especiais. Por isso, ao invés de falar no plural, como “vocês”, é recomendado falar no singular, como “você” ou “tu”.

Assim, você cria um sentimento de proximidade com quem recebe seus contatos, melhorando o relacionamento da sua empresa com ele.

Leia mais: Como fazer automação de marketing sem deixar de ser pessoal.

45. Não desperdice o tempo das pessoas

Quando você for enviar um email, é importante que ele esteja agregando alguma coisa na vida de quem está recebendo ele. Isso pode ser por um conteúdo, notícia, cupom de desconto, etc. O importante é ter um objetivo claro para o destinatário e que ele consiga tirar proveito no que você enviou para ele.

Enviar um email só por enviar, ou seja, sem valor nenhum para quem está recebendo, pode fazer com que os seus contatos parem de abrir suas mensagens.

46. Faça testes A/B

Uma das melhores formas de verificar o que está dando resultados nos seus emails é realizando testes A/B.

Com eles, é possível testar pequenas opções que você tem nos seus emails e ver quais estão agradando mais o seu público.

Leia mais: O que é Teste A/B e o que você pode testar (bônus: veja como subimos em 167% a conversão de uma página)

47. Faça testes de horário

Além de testar seu conteúdo, uma boa prática é testar o horário em que seu email é enviado. Isso porque, diferentes dias da semana e horários podem ter resultados diferentes de engajamento para públicos diferentes.

Assim, é recomendado fazer testes com o horário que sua mensagem é enviada para que você possa maximizar o engajamento que você recebe nelas.

48. Tenha personalidade

É muito comum ver emails escritos de forma completamente seca e impessoal. Contudo, na maioria dos mercados, as pessoas procuram pessoas e empresas que tenham mais personalidade.

Por isso, dentro dos limites, crie conteúdos criativos e mais despojados, para que quem recebe os seus envios crie mais empatia com a sua empresa.

49. Crie urgência nos CTAs

Muitos CTAs podem acabar esquecidos pois os destinatários decidiram que iam fazê-lo “depois” e acabam esquecendo.

Por isso, é importante criar um senso de urgência no receptor da mensagem para que ele faça a ação que você está pedindo no momento em que leu o seu email, ao invés de procrastinar para mais tarde.

50. Faça Benchmark

Diferentes setores possuem diferentes métricas de email. Por isso, é necessário utilizar ferramentas de benchmarking para confirmar se os seus resultados estão de acordo com o que o mercado que você está inserido espera.

Para isso, utilize nossa ferramenta de Benchmarking de Email Marketing.

Muitas das dicas acima vão precisar de uma boa ferramenta de Email Marketing para ser colocadas em prática. O RD Station Marketing carrega várias funcionalidades que ajudam uma empresa a ter mais sucesso em campanhas de marketing, incluindo emails.

Faça aqui um teste gratuito da plataforma e experimente as principais funcionalidades oferecidas.



Teste o Email Marketing do RD Station

A plataforma completa para sua empresa criar uma verdadeira Máquina de Crescimento

Marcadores:

Deixe seu comentário