Blog de Marketing Digital de Resultados

Email Marketing ou Automação de Marketing: quando utilizar cada funcionalidade

Conheça as características de cada uma e avalie em que momentos usar na sua estratégia

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

 

 

Nem sempre fica claro quando optar pelo uso do Email Marketing ou criar uma Automação de Marketing, não é mesmo? Algumas pessoas criam segmentações e colocam seus Leads dentro de um fluxo para receber apenas um email.

Porém, na verdade, poderiam estar planejando esse envio de outra maneira. Neste post, vou te apresentar um pouco de cada uma dessas funcionalidade.

Você vai saber, também, em que momento recomendamos seu uso e priorização com o objetivo de alcançar melhores resultados. Continue lendo!

Tudo sobre Automação de Marketing - da teoria à prática (3ª edição)

Saiba como encontrar formas de gerenciar e extrair o máximo potencial de um número alto de Leads. Conheça cases de sucesso e também erros que você deve evitar.

Quando utilizar Email Marketing?

Ao falarmos sobre Email Marketing, nos referimos a comunicação realizada via email que acontece entre um negócio e seus Leads/clientes. Utilizamos essa funcionalidade em diversas ocasiões. Veja algumas particularidades:

Envio de newsletters

São comunicações realizadas com uma certa periodicidade, cuja a programação do envio muitas vezes é feita bem próxima da sua data de envio inclusive. Seu objetivo é manter um relacionamento próximo com seus clientes/Leads com informações normalmente sobre a empresa. Veja a newsletter que enviamos semanalmente:

Envio de campanhas hipersegmentadas

Trata-se de uma segmentação mais definida. Exemplo prático: ao realizar uma campanha de fim de ano, é criada uma Landing Page que questiona se o Lead é homem ou mulher e se ele vive em Florianópolis ou não.

Dada as respostas, é possível utilizá-las para criar uma segmentação bem específica. Assim, pode enviar uma comunicação mais direcionada a essas pessoas, como uma oferta local.

Analisando dados

Uma outra diferença entre as funcionalidades está no modo de extrair os dados e visualizar as métricas alcançadas com o envio de Email Marketing da automação. Quando enviamos por email, conseguimos ver algumas informações de maneira mais clara. Veja uma tela de análise do RD Station Marketing:

an lise email

Ao importar uma nova lista de contatos para o RD Station Marketing, sugiro que a primeira campanha seja realizada por Email Marketing. Assim, é possível obter uma análise mais completa do seu desempenho e, em uma segunda campanha, compreender como está o engajamento desses novos Leads importados.

engajamento

Mais características

Um outro aspecto que diferencia as campanhas de Email Marketing é que é possível programar o disparo do email em uma data e hora específica, o que não pode ser feito com as automações.

Se faz sentido que o cliente receba uma comunicação toda quinta-feira para informá-lo sobre uma promoção do final de semana, você pode deixar isso já programado com antecedência. E pensando em otimizar suas taxas de abertura, existem dias e horários que podem influenciar muito nesse aspecto – e que também podem ser utilizados como uma estratégia.

Além do mais, o Email Marketing também nos permite realizar testes A/B. Eles nos mostram  qual email teve o melhor desempenho, facilitando assim a otimização das suas campanhas.

Por último, é muito comum realizar comunicações internas nas empresas, e os temas abordados são geralmente informes, novidades, informações em geral. A melhor maneira de levar isso aos seus colaboradores é utilizando Email Marketing.

Quando utilizar Automação de Marketing?

Automação de Marketing é o conjunto de interações que ocorrem entre a empresa e o Lead/cliente de forma automatizada. O objetivo é se relacionar com esse Lead/cliente de acordo com as conversões feitas por ele no seu site, redes sociais ou Email Marketing.

Conforme as ações vão sendo feitas pela pessoa, espera-se que sejam criadas comunicações automatizadas, porém personalizadas de acordo com o caminho tomado.

No trabalho de Customer Success, sempre comento que criar automações de maneira estratégica pode ser muito importante para a otimização do trabalho da empresa, tanto para a equipe de Marketing quanto para Vendas.

Pode-se criar auto-respostas para as mais diversas ações dos Leads/clientes. Elas vão desde coisas mais simples como formulários no seu site, dando boas-vindas, agradecendo o contato do cliente. Ou então seu registro em uma Landing Page, pop-up, newsletter, como várias outras conversões possíveis, como integrações, Facebook Lead Ads, etc.

Inbound Marketing

Para a estratégia de Inbound Marketing, é possível estruturar automações de acordo com a jornada de compra. Vale pensar quais materiais fazem sentido para cada Lead ser nutrido de acordo com o estágio que ele se encontra no funil de vendas, buscando avançá-lo até que esteja pronto para ser abordado por sua equipe comercial.

Essas automações podem ser menores, em que dentro de apenas um fluxo ele passe pelo funil completamente. Também é possível criar diversas automações que se conectam de acordo com as ações dos Leads, para que eles assim avancem.

fluxo dd

É possível também automatizar o trabalho de marcação de Leads qualificados e oportunidades (para planos PRO), com as últimas mudanças nos fluxos de automação.

Podemos ter diversos gatilhos de entrada para um mesmo fluxo, criar segmentações, ou até mesmo as próprias conversões

Ao serem colocados nessas automações, esses Leads podem ter sua fase no funil alterada, receber uma tag, gerar uma notificação por email ou até marcar uma venda.

Nas automações, conseguimos enviar emails de acordo com certas ações do Lead, como se abriu ou clicou email. Também podemos utilizar segmentações já criadas para realizar uma separação do fluxo, como, por exemplo, alguma informação específica que ele respondeu em algum formulário que é crucial para realizar uma comunicação diferente.

Caso você possua algum tipo de integração com o RD Station, como por exemplo uma plataforma de ecommerce ou um CRM, é possível utilizar os identificadores para criar automações.

Ao receber a informação que alguém foi desmarcado como uma oportunidade no CRM, por exemplo, essa informação volta ao RD e esse Lead pode ser levado para um fluxo de automação de resgate. Assim, busca-se trabalhar as possíveis objeções que dificultaram a venda.

Saiba tudo sobre Automação de Marketing

Se você quiser se aprofundar no tema Automação de Marketing, a RD tem um material gratuito que vai te ajudar muito! É o eBook Tudo sobre Automação de Marketing – da teoria à prática. O conteúdo já está na terceira edição!

Para baixar, basta preencher os dados abaixo. Além de acessar gratuitamente, você também vai receber o eBook no seu email. Baixe agora mesmo, e boa leitura!

Tudo sobre Automação de Marketing - da teoria à prática (3ª edição)

Saiba como encontrar formas de gerenciar e extrair o máximo potencial de um número alto de Leads. Conheça cases de sucesso e também erros que você deve evitar.

Marcadores:

Deixe seu comentário