Blog de Marketing Digital de Resultados

O que é employer branding e como aprimorar com Marketing de Conteúdo

Employer branding e Marketing de Conteúdo devem sempre andar de mãos dadas nas corporações; entenda esse processo

Employer Branding é o conjunto de ações que visa gerar uma percepção positiva de uma empresa ou organização como local de trabalho. Uma estratégia de employer branding bem planejada e executada pelos departamentos de marketing e gestão de pessoas impacta diretamente na atração e retenção de talentos.


Em vez de ler, que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo:

 

 

O processo de gestão de talentos, que engloba recrutamento, seleção e retenção é um grande desafio dentro de uma organização.

Muitas instituições sofrem com um alto índice de turnover (a taxa de rotatividade) de seus colaboradores e acabam aumentando seus gastos, pois além do custo de rotatividade há o período de onboarding, o processo de adaptação e treinamento do novo empregado, que normalmente custa atraso nos processos da companhia.

Uma estratégia de employer branding, ou seja, uma melhora da marca empregadora, bem planejada e executada pelos departamentos de marketing e gestão de pessoas pode ser a chave na otimização da atração e retenção de talentos!

Muitos gestores têm a falsa impressão que uma boa remuneração e políticas flexíveis são o suficiente a fim de atrair os profissionais do mercado. Porém o Marketing de Conteúdo é um fator chave para construir uma marca como empregador forte e reconhecida, tanto internamente quanto externamente.

Quer saber como melhorar sua employer branding? Confira nossas dicas:

O Guia Definitivo do Marketing de Conteúdo

Saiba quais são os primeiros passos para se posicionar como referência no mercado e atrair potenciais clientes através do conteúdo

Marketing Digital na atração de talentos

A primeira aplicação do Marketing de Conteúdo na estratégia de employer branding é a atração de talentos.

É importante que quem está fora da sua empresa sinta o desejo de um dia integrar o time. A visão que o público geral tem normalmente é o que norteia esse desejo.

Algumas técnicas são:

1. Deixe a página no LinkedIn atualizada e atrativa.

O LinkedIn é a principal rede social profissional do mundo. Diariamente, milhões de pessoas postam vagas ou estão a procura de emprego na rede.

É importante que a página da organização seja atrativa à sua employer persona. Não deixe de colocar na página uma descrição geral do perfil do colaborador que tem fit cultural com sua empresa.

Por exemplo, os seus propósitos e alguma característica, como: “contratamos gente bem-humorada, pró-ativa e que tem paixão por aprender”.

2. Divulgue seu culture code em sua página de carreiras.

O culture code, aquele registro da cultura organizacional, é uma excelente ferramenta na atração do candidato ideal para sua vaga.

Com essa ferramenta exposta na página de carreiras, é possível filtrar os candidatos que realmente desejam estar em sua organização.

A quantidade de candidatos no processo que não tem fit com a empresa diminuirá consideravelmente. Consequentemente o processo será mais rápido e eficiente.

3. Compartilhe o dia a dia nas redes sociais.

As pessoas gastam muito tempo do seu dia checando suas redes sociais. Utilizar o perfil corporativo nas redes para compartilhar o dia a dia da empresa é uma excelente maneira de mostrar às pessoas como é trabalhar lá.

Usar vídeos e fotos é uma excelente maneira de compartilhar conteúdo visual do cotidiano e fazer brilhar os olhos daqueles que querem estar na empresa.

As funções “stories” de redes como Instagram e Facebook são boa opções para dividir esse tipo de conteúdo.

Melhorando a employer branding com relatos dos colaboradores

A experiência vivida pelos colaboradores é uma excelente maneira de aprimorar a marca empregadora.

Usar a satisfação dos funcionários como marketing valoriza o trabalho desses, além de ajudar na atração de outros.

Podemos usar os seguintes canais:

1. Espaço no blog destinado a textos de funcionários

Abrir o blog corporativo para os funcionários pode ser muito proveitoso.

Deixar que eles escrevam sobre sua carreira até chegar na empresa, trajetória acadêmica a fim de expor como foi sua formação até ocupar o cargo atual ou outro assunto é uma boa maneira de inspirar employer personas.

O espaço também pode ser utilizado na divulgação de resultados internos da organização e estratégias que foram utilizadas para alcançá-los.

2. Vídeos de colaboradores

É uma boa estratégia a equipe produzir vídeos de colaboradores, como entrevistas, que valorizam as capacidades desse profissional e dão visibilidade a ele.

Além de valorizar a marca da empresa, quando um colaborador é destaque em sua área, motiva os demais profissionais que desejam também participar dos vídeos futuramente.

3. Melhorando a employer branding nas redes sociais

As redes sociais também podem ser utilizadas para relatos de colaboradores.

Faça posts com textos ou vídeos que falam um pouco sobre a experiência de trabalhar na organização, oportunidades de carreira e como os colaboradores se sentem fazendo parte da equipe.

Montando uma estratégia de employer branding

Agora que você sabe como usar Marketing de Conteúdo para melhorar sua employer branding, vamos ver como se monta uma estratégia para isso.

Vale lembrar que uma estratégia é um conjunto de ações — e não iniciativas isoladas, que vão melhorar sua marca empregadora. Essas ações devem estar alinhadas à cultura organizacional.

Vamos aos passos necessários para que sua empresa gere resultados positivos com a estratégia:

Planejamento

Planejar o que pode ser feito a curto, médio e longo prazo é muito importante, pois uma estratégia de employer branding normalmente é longa e pode demorar a ter resultados satisfatórios.

Documente o planejamento e aborde fatores como canais, tipos de conteúdo e orçamento.

Um dos pontos mais importantes do planejamento é definir os KPIs adequados para medir a efetividade da campanha. Alguns exemplos são: visitas à página de carreiras, currículos recebidos, avaliações positivas em plataformas especializadas.

Definição de áreas estratégicas

É muito importante ter políticas de melhorias e capacitação destinada a todas as áreas.

Porém é necessário priorizar as áreas e cargos que são vitais para o funcionamento dessa.

Os gestores de cada área são lideranças que devem ser priorizadas, pois além de terem uma posição estratégica no funcionamento da operação, ajudarão na implementação do projeto.

Execução

Para execução da estratégia a equipe de marketing deve estar alinhada aos demais times, a fim de que todos saibam como está acontecendo o projeto e possam colaborar de alguma maneira.

As datas e metas estabelecidas no planejamento devem ser seguidas e todos os dias uma análise dos KPIs deve ser realizada. Verificando constantemente o caminho que está sendo desenhado para o projeto, assim potenciais erros podem ser corrigidos o mais rápido possível.

Seguindo essas dicas a estratégia de employer branding de sua companhia trará bons resultados, com cada vez mais pessoas capacitadas e com fit cultural querendo integrar sua equipe de colaboradores.

Esse texto foi escrito por Daniel Martins, analista de marketing na Vulpi, plataforma de recrutamento e seleção de desenvolvedores de software.

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários