Por

Empreendedorismo digital: o que é, razões para investir, como começar e outras dicas 💻

Motivos para atuar digitalmente não faltam, ainda mais neste momento adverso que estamos vivendo frente à pandemia e ao isolamento social. Confira!

O empreendedorismo digital acontece quando um negócio é totalmente, ou ao menos em sua maioria, montado e comandado na Internet. O modelo dispensa espaço físico e atendimento presencial, sendo ideal para quem busca flexibilidade e um investimento inicial menor. Atualmente, é uma saída para que empreendedores lucrem durante o isolamento social.


Como boa capricorniana que sou, passei a adolescência tentando juntar economias. Vendia pulseiras na escola, fazia bico na loja de cosméticos de uma tia, dava “aulas” particulares e toda sorte de coisas. O que sempre me desanimava, no entanto, era ter que oferecer meus produtos. O bico na loja de cosméticos era justamente o meu preferido porque, ao menos ali, as pessoas entravam sabendo o que iriam encontrar, e muitas vezes já procurando por algo específico. 

Dito isso, nunca vou me esquecer dos primeiros trocados que fiz na Internet, nos grupos de brechós do Facebook improvisados pelas garotas da minha cidade. Era tudo tão simples (e, olhando pra trás, tão arcaico!). O ano era 2011 e bastava postar as fotos dos desapegos, encontrar interessadas (ou interessados) em um terminal de ônibus, na própria faculdade ou onde fosse mais propício. 

Lembro até que os membros costumavam fazer várias “levantadas de mão”: “procuro saia longa”, “procuro tênis Adidas Superstar”… facilitando a vida de todos. 

Atualmente, o Facebook conta com seu próprio – e gigante, diga-se de passagem – marketplace. Com tudo o que você possa imaginar, de veículos e eletrônicos à jardinagem e itens de vestuário, organizados por preço, cidade e outros vários filtros. Hoje, muitas empresas precisam do digital para sobreviver

Muito, muito antes de cogitarmos a internet, já trocávamos e vendíamos. Muito antes de falarmos sobre Transformação Digital, os e-commerces já estavam online. E, após falarmos, surgiram ainda muitos outros tipos de negócios 100% digitais – totalmente desapegados de aluguéis e espaços físicos que são, na maioria dos casos, a casa do próprio empreendedor. 

E é sobre isso que falaremos hoje, negócios online – ou, se você preferir, empreendedorismo digital. O que é, como começar, como ter sucesso? Continue a leitura para obter todas as respostas! 😉

eBook Marketing Digital para Empreendedores

Tudo o que você precisa saber para crescer tendo o Marketing Digital como base

Para começar, o que é (de fato) empreendedorismo digital?

O empreendedorismo digital acontece quando um negócio é totalmente, ou ao menos em sua maioria, montado e comandado na internet. 

Esse modelo de negócio dispensa, assim, espaço físico, aluguéis e atendimento presencial, sendo ideal para quem busca flexibilidade, um investimento inicial menor e independência – ou seja, pessoas que procuram ser o seu próprio “chefe”. 

Engana-se, contudo, quem pensa que as empresas digitais são em sua maioria pequenas e simples de se gerenciar. É possível crescer muito, aumentar a equipe e obter ótimos resultados, porém, desde que você saiba investir em aperfeiçoamento pessoal, profissional, estudos sobre o mercado em que está inserido e ferramentas que auxiliem na gestão. 

E claro, para quem atua online tecnologia e inovação são palavras de ordem. 

Aqui vão alguns exemplos de negócios digitais:

  • Ecommerces;
  • Blogs;
  • Canais no YouTube;
  • Portal de cursos;
  • Qualquer serviço que possa ser prestado de forma online.

O cenário do empreendedorismo digital em meio à pandemia do Covid-19

Se você está interessado, provavelmente está também se perguntando: “ok, mas e a crise?”. Por isso, achei melhor fazer este pequeno parênteses antes de continuarmos para o “como”. 

O fato é que, neste momento, soluções online estão sendo uma tábua de salvação para muitos empreendedores, uma questão de sobrevivência, como falei no início do post. Empresas que antes atuavam apenas no offline estão migrando para o online, buscando saídas enquanto o distanciamento social é necessário. 

Para além disso, empresas totalmente novas (sim!) estão sendo criadas do zero para auxiliar quem deseja estar na internet, softwares estão sendo aprimorados, novas ferramentas estão surgindo.

Segundo a Abcomm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), durante a pandemia as categorias de bens de consumo chegaram a ter crescimento de mais de 100% no comércio online, como saúde (111%). Beleza e perfumaria e supermercados apresentaram altas de 83% e 80%, respectivamente. 

A Amazon, por exemplo, já contratou mais de 100 mil funcionários para atender a alta demanda por compras online. Não é para menos, afinal, em abril a gigante alcançou seu recorde de valor de mercado: 5,9 trilhões. Ok, ok, sei que como eu mesma citei a Amazon é uma “gigante”. Porém, os números servem para termos uma (boa) ideia de como está o mercado de vendas online. 

Mais do que isso, gostaria de mostrar um exemplo sobre os impactos dessa empresa no Brasil. A partir de ontem (1º/6), dois shoppings brasileiros passaram a vender pela Amazon Brasil. De acordo com o presidente da administradora dos shoppings, a Ancar Ivanhoe, a expectativa é de que 50% dos clientes sigam comprando online após a pandemia. E ainda pontuou, em entrevista à Folha de S. Paulo, “os shoppings e o varejo como um todo precisaram acelerar a digitalização”. 

São muitos os marketplaces que podem ajudá-lo(a) a se transformar em um empreendedor digital. E se preferir, você também pode montar o seu próprio e-commerce e vender seus serviços e/ou produtos. 

“Mas será que esse modelo de negócio é mesmo para mim?” Calma, a seguir vou contar as vantagens do empreendedorismo digital, aí você pode tirar suas próprias conclusões! 

Vantagens de empreender online

Alcance (quase) sem limites

De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais (SIS) feita em 2018 pelo IBGE, 79,9% dos brasileiros vivem em lares com internet, móvel ou fixa. São muitos usuários, o que torna bem mais fácil que o seu negócio chegue a diferentes pessoas, de diferentes lugares – são poucas as barreiras! 

Investimento inicial baixo e custos menores

Como não é necessária uma infraestrutura, ou seja, um local físico para atuar como empreendedor digital, os investimentos iniciais de aluguel e despesas com eletricidade, móveis e equipamentos, por exemplo, não existem

É possível, inclusive, trabalhar de qualquer lugar do mundo. Afinal, na maioria dos casos você só precisará mesmo é de um computador e/ou smartphone. Mesmo se depois você precisar de uma equipe, adotar o trabalho home office pode ser uma ótima atitude para abraçar de vez a Transformação Digital

Flexibilidade para o empreendedor e para os clientes

A internet nunca para. Isso significa vendas ininterruptas, transações feitas de forma instantânea, em qualquer horário do dia, em qualquer dia da semana. 

Além disso, as compras não necessariamente precisam de você atento a todo momento para acontecer. Muitas pessoas inclusive tocam empreendimentos digitais paralelamente a outros empregos, faculdade, etc. 

Números promissores

Como você já deve ter percebido em alguns momentos neste post, quando falamos em vendas pela internet os números são positivos. Já vimos que as compras feitas online estão de vários setores continuaram crescendo mesmo em meio à pandemia e o número de brasileiros com acesso à internet cresceu.

Para não restar dúvidas, cito ainda um estudo realizado pelo NZN Intelligence, que apontou que as compras online são a preferência de 74% dos consumidores brasileiros

Como se tornar um empreendedor digital?

Bom, criar um negócio – seja ele online ou offline – não é algo tão simples. Serão necessárias estratégias comerciais, de Marketing, muito planejamento e dedicação. Além, claro, da obtenção do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) na categoria que mais fizer sentido para a sua empreitada. 

Não vamos aqui entrar em detalhes sobre como abrir a sua empresa, o que você pode encontrar no site dos nossos parceiros do Sebrae. Trazemos, porém, ações efetivas para começar um empreendimento digital. Vamos lá?

1. Faça benchmarking

O benchmarking é um processo de estudo e análise da concorrência. A ideia é justamente descobrir as melhores práticas usadas por empresas de um mesmo setor que o seu e que podem ser replicadas no seu empreendimento. Você pode se perguntar:

  • Como estou me saindo em relação à concorrência?
  • Os resultados que estou alcançando são satisfatórios?
  • Como aumento a produtividade e eficiência dos meus processos?

E como fazer isso? Da forma mais justa possível, procurando as empresas em questão para conversar, por exemplo. Também há a possibilidade de pesquisa de campo, eventos, mentorias, visitas presenciais… 

Leia também → Benchmarking: o que é, como fazer, dicas e material gratuito!

2. Escolha um nicho de mercado

Escolher um segmento ou nicho de mercado não é algo tão simples. É preciso pensar na dor que você resolverá com seu produto, serviço ou solução específica para uma parcela específica da população. Afinal, apesar de a internet ser um grande mar de pessoas, tentar impactar todas elas é furada (e impossível, né?). 

Ainda precisa ser algo com o qual você nutra identificação, aquele brilho no olhar, sabe? Eu mesma quando trabalhei em uma surf shop tive um dos melhores desempenhos da minha vida como vendedora. Por que? Eu adorava tudo aquilo, usava as roupas da loja no meu dia a dia e realmente acreditava que todas carregavam estilo, conforto, enfim… Tornando assim muito fácil passar esse mesmo sentimento – e conhecimento – para todos que visitavam. 

Resumindo, você precisa ser o seu primeiro cliente e realmente acreditar na sua solução! Então, pergunte-se: do que eu gosto? O que me imagino fazendo por muito tempo? No que eu sou bom? Vale escutar também a opinião de quem te conhece bem, família, amigos.

3. Conte com um bom planejamento

Sou suspeita para falar, porque aqui na RD somos fãs de um bom planejamento. E modéstia à parte, é porque funciona! 

É necessário estabelecer diretrizes, objetivos, calcular suas primeiras ações. E também, claro, que tudo isso seja pensado de uma maneira única, com a cara do seu negócio. Desse modo, cada passo dado ajudará a consolidar ainda mais a cultura e o nome da sua marca

Para analisar as forças e fraquezas do seu empreendimento digital, sugiro fortemente (aliado a outros métodos) a análise SWOT. Simples, fácil, intuitiva e reveladora. Para saber mais, acesse → Análise SWOT: o que é, como fazer e muito mais!

E o lucro?

Pode parecer óbvio, mas saber antes como você vai obter uma receita que dê conta das despesas e ainda gere lucro é essencial. Como não estamos falando apenas de e-commerces, pense bem: se você for atuar, por exemplo, no YouTube, precisa estar atento que nem todos os assuntos podem ser monetizados. 

Se for atuar com infoprodutos (vídeo aulas, eBooks, infográficos, etc.) como será feito o pagamento? Você seguirá pelo modelo de assinatura mensal, pagamento pela unidade, pacotes?

São detalhes muito importantes, que precisam ser pensados e repensados com afinco. Afinal, é do seu investimento e dos seu possível sustento que estamos falando. 

4. Marketing Digital para empreendedores

Aqui na RD somos fãs de um bom Marketing Digital. E modéstia à parte, é porque funciona! (Não desistam de mim que ainda temos dicas valiosas vindo por aí). 

Pensando bem, faz todo o sentido vai? Se você atuará no digital, nada mais justo que sua estratégia de marketing também seja online. E o bom é que temos aqui muitos materiais gratuitos e educativos sobre o assunto, de administração de um blog e redes sociais, passando por mídia paga e Email Marketing até a famosa Automação de Marketing – que, como o nome diz, tem por objetivo automatizar grandes volumes de trabalho, porém, de forma humanizada. 

“Mas eu realmente preciso disso?”. Olha, digo com toda a sinceridade do mundo que sim.  Pode parecer fácil se promover na internet dado o alto de volume de pessoas presente nela, no entanto, este mesmo fator também joga contra você! Atingir o público certo com a mensagem certa e no canal certo é para poucos, e como recompensa traz resultados verdadeiramente bons e palpáveis

Leia também → Por que Marketing Digital é tão importante neste momento de crise?

5. Seja data-driven

Se orientar por dados é outro ponto imprescindível. Usamos informações meteorológicas, da datas, comportamentais para nos guiar há anos, conseguindo muitas vezes evitar catástrofes, corrigir rotas e, mesmo, acertar em cheio! 

É provável que o próprio local onde o seu site estará hospedado (se for o caso) já forneça dados interessantes – assim como o próprio Facebook, Twitter, Instagram e demais redes oferecem. E por falar em site, se você for criar um, não esqueça de se atentar ao domínio dele. 

Você também pode investir, com o tempo, em ferramentas de análise que proporcionem insights quentes sobre a sua audiência e suas vendas. 

Outra dica interessante é acompanhar pesquisas e sites de inteligência, que estão sempre lançando no ar tendências sobre o mercado e dados de anos anteriores. Assim, para quem atua no digital isso pode valer ouro, basta saber lapidar. 

Dicas finais

  • Procure sempre buscar aprendizado sobre Marketing e Vendas. São temas importantíssimos e que estão em constante mudança. Logo, atualizações são sempre necessárias – para você, e claro, para o seu negócio.
  • Não desanime no primeiro fracasso. Não temos como medir o tamanho dele, mas em algum momento o seu primeiro erro vai acontecer. É normal e acontece em qualquer negócio, e os melhores deles usam a oportunidade para rever processos e crescer.
  • Faça networking. Para além do benchmarking, você pode aproveitar para criar verdadeiras parcerias com seus colegas empreendedores digitais. Assim, é possível trocar serviços, contribuições, fazer promoções conjuntas, o que a criatividade – e o budget – permitir. 
  • Vá além com o Marketing de Conteúdo. Apesar de já estar englobada dentro do Marketing Digital, muitos deixam a estratégia de conteúdo de lado – é um erro comum, porém, desastroso. Mas por que? É a partir do conteúdo que os usuários serão atraídos para o seu site, e é por meio dele que muitas pessoas que ainda não estão preparadas para comprar vão aprender sobre a sua solução e reconsiderar. 
  • Dedicação e amor à camisa. Por fim, assuma a postura de empreendedor e vá fundo! Mesmo que o seu empreendimento digital seja algo apenas complementar à sua renda, ainda assim existe um público a ser atendido e pessoas contanto com você, provavelmente. E por mais clichê que seja, aquela dose de extra de amor e cuidado com o seu projeto pode fazer maravilhas, acredite. 💙

Conclusão + materiais gratuitos para empreendedorismo digital

Bom, espero que com este post possa ter trazido um pouco de esperança para quem está tendo problemas com o mercado offline ou para quem está buscando novas oportunidades e, de quebra, quer empreender com custos iniciais menores. 

Se temos uma certeza, é de que a Internet estará sempre por aí e, ao que tudo indica, cada vez melhor. Lembre-se sempre que temos a inovação e a tecnologia ao nosso lado, buscando facilitar a vida de todos. 

É válido também aproveitar o momento para desfrutar de tudo o que a web está oferecendo para as pessoas que estão em quarentena e em casa: cursos grátis, mentorias, semanas de Webinars e muito mais! Aqui vão alguns links úteis de Marketing Digital para empreendedores:

Lista especial de 23 plataformas com cursos online gratuitos

Lista de 27 cursos de Marketing Digital que você precisa conhecer

As 60 melhores faculdades de Marketing e Propaganda do Brasil em 2020

Marketing Digital e Inside Sales: a melhor combinação para gerar negócios hoje + 5 passos práticos

Se quiser se inspirar ainda mais em empreendedorismo digital, sugiro ainda a leitura do nosso material “10 empresas que estão gerando resultados durante a quarentena”. Com ele, você vai saber como empreendedores, gerentes e CEOs estão superando os desafios da crise com estratégias de Marketing e Vendas. É totalmente gratuito, então basta adicionar seus dados no formulário abaixo.

Bons resultados! 😉 

10 cases de empresas que estão gerando resultados durante a quarentena

Em vídeos e textos, saiba como empreendedores, gerentes e CEOs estão superando os desafios da crise com estratégias de Marketing e Vendas