Blog de Marketing Digital de Resultados

Envio de Email Marketing: qual o melhor dia, hora e frequência?

Você sabe o melhor momento e frequência para disparar a sua campanha de email? Existem pesquisas e ótimas dicas para te ajudar a definir. Confira agora e não erre mais!

Qual o melhor dia e hora para envio de Email Marketing?

Essa pergunta é feita em diversas discussões sobre boas práticas em Email Marketing e todo mundo espera uma resposta pronta, como uma “receita de bolo”.

Alguns testes indicam que os envios de email marketing de terça a quinta em horário comercial costumam ter uma melhor taxa de abertura.

A explicação está nos fins de semana: as pessoas se desligam mais no sábado e no domingo e, na segunda, precisam recuperar esse tempo. Já na sexta, vem aquela ansiedade pelo fim de semana seguinte. Sobra terça, quarta e quinta.

O problema é que esses testes não trazem uma definição exata e aplicável para todos.

O dia e horário perfeito varia muito de acordo com o tipo de conteúdo da mensagem, o perfil do público e o produto ou serviço que a empresa vende.

Indo ainda mais longe, a taxa de abertura é uma métrica de Email Marketing muito simples para ser encarada como ideal na definição do melhor horário de envio.

Um email de promoção com camisetas de futebol para adultos, por exemplo, numa terça às 14h, pode ter de fato uma boa taxa de abertura, mas não necessariamente gerar muito resultado. É horário de trabalho e, embora as pessoas leiam, não podem parar, colocar os dados do cartão e efetivamente comprar.

Já no fim de semana, embora o contato com a Internet seja menor, é maior a possibilidade de compra porque o conteúdo se encaixa com o momento de lazer e descanso. Além do empurrãozinho de uma pequena euforia caso o time tenha acabado de ganhar.

Então qual o melhor dia e hora para o envio de Email Marketing?

O melhor dia e horário para enviar um email é quando a pessoa está pensando ativamente no assunto.

E, nesse sentido, é essencial pesquisar o público-alvo da campanha e adaptar-se ao seu tipo de leitor.

Outro ponto que é óbvio, mas com frequência esquecido, é sincronizar o horário de envio do email marketing com a preparação da empresa para receber demanda.

Muitas empresas enviam email marketing durante a noite ou madrugada sendo que a central de atendimento só funciona em horário comercial. Dessa forma alguém que veja e ligue para obter mais informações pode acabar “deixando para depois” e aí sua empresa já perdeu a oportunidade.

Por fim, para identificar se é preciso ter consistência no horário de envio, é importante considerar também a frequência.

Escolhendo a frequência para o envio de Email Marketing

A escolha do melhor horário é responsável pelos resultados em curto prazo, enquanto a escolha da frequência tem efeito no longo prazo.

Isso porque, grosso modo, a escolha do melhor horário deve alterar métricas como a taxa de abertura do email e a taxa de compras por email, enquanto a frequência pode mexer mais com o número de assinantes da lista.

Um alto volume de emails pode ter um alcance maior e até gerar mais vendas na hora, mas costuma também incomodar os leitores e causar uma gradual queda dos assinantes da lista.

Por outro lado, mandar poucos emails pode “esfriar a relação” e subaproveitar o potencial do canal, além de causar estranheza ao leitor quando o email chega. Se ele não se lembrar que assinava sua lista e marcar a mensagem como spam, pode prejudicar a entregabilidade para toda a lista. É importante tentar manter o envio ao menos uma vez por mês.

Para ajudar  a encontrar o ponto ideal, listamos três passos que vão ajudar na identificação da melhor frequência de envio:

  1. Pense no objetivo do email – Se você quer informar os eventos da semana, por exemplo, é óbvio que a frequência é semanal. Para casos em que a ideia é manter um relacionamento ou promover algo atemporal, no entanto, é preciso ter mais informações e deve-se partir para o próximo passo.
  2. Converse com os assinantes – Faça enquetes, peça opiniões ou entreviste alguns clientes. Esse trabalho “investigativo” é essencial na definição da frequência, até porque, como o reflexo é exibido a longo prazo, é muito mais difícil fazer testes para descobrir a melhor frequência do que para o melhor horário.
  3. Fique atento à quantidade de pessoas que cancelam a assinatura – Se você perceber que a taxa de pessoas cancelando a assinatura da sua lista é alta, é hora de parar e rever sua política de envio. Há boas chances de haver algo errado com a frequência. Uma tática válida é oferecer um formulário de feedback para quem está cancelando. Embora muitos não respondam, as poucas respostas já podem ser suficientes para te dar sacadas valiosas.

Se você tem uma grande equipe em Marketing Digital e quer investir mais tempo no canal, vale a pena dar opções personalizadas de assinatura, em que cada leitor escolhe uma opção dentre determinadas frequências (exemplo: semanal, quinzenal ou mensal). É importante, no entanto, sempre respeitar a escolha do assinante e entregar o que estava no acordo. Você não tem autorização para enviar mais emails e estará dando todo o motivo para ele marcar seu email como spam.

A dica final, e uma das mais importantes, é: não defina uma frequência ideal, mesmo que tenha sido a escolhida pelos seus clientes, se não for tempo suficiente para você selecionar ou produzir conteúdo relevante. Se o conteúdo enviado não é relevante, vai ser muito fácil as pessoas se cansarem e descadastrarem da sua lista. Basta um clique.

É muito difícil chegar a um horário perfeito, mas, seguindo esses passos, seus resultados já podem aumentar bastante.

Se quiser saber mais sobre o assunto, baixe gratuitamente nosso Guia do Email Marketing.

Marcadores:

Deixe seu comentário