Blog de Marketing Digital de Resultados

Como relacionar um ERP com a sua estratégia de marketing

Um ERP é um software que tem a função de integrar todas as áreas da empresa, controlar todas as informações e dar maior poder de gestão e decisão para seus proprietários, diretores e gerentes

Você já ouviu falar em sistema de gestão ERP?

O termo inglês Enterprise Resource Planning (ou ERP) significa, em português, planejamento de recursos empresariais.

Essa tradução tem como base a tarefa inicial que o software pretende atender: integrar todas as áreas da empresa, controlar todas as informações e dar mais poder de gestão e decisão para seus proprietários, diretores e gerentes.

Quase sempre que falamos sobre sistema de gestão, as pessoas pensam em utilizá-lo para melhorar apenas a gestão financeira da empresa

No entanto essa é apenas uma das áreas que podem ser beneficiadas pelo uso de um ERP. Compras, vendas, estoque, produção, qualidade e até o departamento de comunicação podem ser otimizados.



Kit Marketing Digital na Prática

Os recursos que você precisa para implementar sua estratégia e ações online

Neste post, listamos como relacionar um ERP com a sua estratégia de marketing. Confira:

1. Melhorar o relacionamento com clientes

Com o ERP, é possível organizar todas as informações referentes aos clientes para auxiliar o gestor na tomada de decisões estratégicas, principalmente em marketing.

A possibilidade de filtrar os seus contatos com base nos critérios que são valiosos para o seu negócio permite criar campanhas segmentadas e com uma abordagem personalizada.

Um exemplo é enviar uma newsletter sobre novos produtos para clientes que não realizam uma compra há mais de 90 dias.

Outra vantagem é de estreitar o relacionamento com essa base. Os clientes gostam de ser lembrados.

Uma ideia bacana é enviar um email de desconto exclusivo no dia do aniversário da pessoa. Criar ações de relacionamento em datas comemorativas relevantes para o segmento de atuação da empresa também pode gerar bons retornos.

Com essas valiosas informações do sistema ERP e com uma ferramenta de automação de marketing é possível criar fluxos de automação e falar com o público ideal no momento correto, fortalecendo a marca, fidelizando clientes e otimizando tempo.

2. Aumentar as vendas

Ao usar um ERP, a empresa pode acompanhar com mais facilidade propostas e orçamentos que não foram respondidos. Avaliar o histórico de cada Lead e compartilhar esses dados com a equipe comercial para se fazer contatos com certeza irá gerar novas vendas.

O controle de ações de vendas e estoque pode auxiliar na avaliação de possibilidades novas para o seu negócio

É possível criar ações de divulgação para produtos estocados em excesso; ou garantir que uma venda ilegal não ocorra, já que vender um produto que não consta no armazenamento configura publicidade enganosa.

Já imaginou divulgar uma mercadoria e descobrir que ela não está no estoque por falta de um sistema de gestão?

3. Relatórios para provar retorno do investimento das ações

Ter relatórios completos e com informações-chave para avaliar gastos, despesas, contas a pagar e a receber e fluxo do caixa é mais uma das funções que todas as empresas precisam ter e que um bom ERP está apto a entregar, sem precisar que outras ferramentas de BI sejam adquiridas.

A partir desses dados, o gestor também consegue mensurar o Retorno sobre o Investimento (ROI), das estratégias de marketing e assim medir os resultados das campanhas e sua eficiência. Isso também dá mais segurança na aplicação do investimento, possibilitando tomadas de decisões mais precisas.

Qual sistema ERP utilizar?

Aliar um ERP com a estratégia de marketing pode ser uma das melhores parcerias que você já fez no seu negócio.

Não se trata apenas de fazer boas publicidades e, sim, alinhar os processos de todas áreas com o setor de comunicação, permitindo que as metas sejam alcançadas.

Mas qual ERP utilizar?

  1. O primeiro passo é apostar em uma solução personalizada, pois cada empresa tem seu perfil e seus objetivos. Assim, um bom software de gestão deve oferecer a possibilidade de se adaptar às demandas e às especificidades de cada negócio;
  2. Integrar os dados de todos os setores da empresa — desde estoque até o financeiro, passando por compras e vendas — também é característica de um sistema completo;
  3. Bons ERPs oferecem recursos como a geração automática de relatórios e tabelas, além de gráficos dinâmicos para a análise dos dados;
  4. Antes de contratar um ERP, verifique se oferece soluções de automação para agilizar os processos operacionais, tais como renovação de contratos e reposições para o estoque de maneira automatizada. Lembre-se de que o sistema precisa facilitar os processos operacionais;
  5. Ter uma tela intuitiva é também fundamental para a análise das informações. O sistema precisa ser simples, completo e fácil de operar;
  6. Um software pode ser instalado de forma local (com servidores físicos) e ser acessado pela nuvem, ou seja, com o uso de uma conexão com a internet. É necessário escolher o melhor formato para o seu negócio.

Vale lembrar, claro, que outros pontos também devem ser observados antes da contratação desse tipo de serviço:

  • A empresa de ERP oferecerá apoio técnico constante e preventivo;
  • A curva de aprendizado para os funcionários sobre o uso do sistema será rápida;
  • O preço do ERP é condizente com o tamanho da minha empresa?

Agora que você já sabe como relacionar sua estratégia de marketing com o uso de um software de ERP em sua empresa, compartilhe esse artigo em suas redes sociais marcando seus colegas de trabalho para que eles também percebam o valor dessa solução para a sua área!

Esse post foi escrito por Mariana Fonseca, editora de conteúdo da ADV Tecnologia.

Marcadores:

Deixe seu comentário