Blog de Marketing Digital de Resultados

Como e por que fugir de estereótipos na criação da sua persona

Entenda a importância da pesquisa na construção de personas da sua marca e os problemas que a falta dela pode causar

Talvez você já saiba qual é o conceito de persona, mas só para recapitular:

Personas são representações fictícias do seu cliente ideal, cuja criação é baseada em dados verdadeiros sobre características demográficas e comportamentais dos seus clientes, assim como um entendimento sobre suas motivações, objetivos, desafios e preocupações.

Para ler mais sobre o conceito, há dois artigos recomendados:

Bom, em qualquer estratégia de marketing — digital ou não — um passo muito importante que precisa ser dado é justamente o desenho da persona.

Basicamente, é preciso saber quem vai comprar e usar seu produto antes de tentar vendê-lo. Mas, para que essa construção seja realmente relevante, é fundamental que a criação seja feita em cima de pesquisas em fontes confiáveis.

Contudo, o que muitas vezes acaba acontecendo é que, ao invés de serem utilizados dados reais, provenientes de estudos e institutos de estatística, as personas são feitas com base em achismos e em ideais ultrapassados.

Isso significa que, no lugar de estar segmentando suas campanhas para o seu público ideal, você pode estar desperdiçando recursos com estereótipos que não existem. Dessa forma, você não vai despertar o interesse das pessoas para o que tem a oferecer.

Um grande exemplo disso é o estereótipo, ainda presente na nossa sociedade, de que quem joga videogames são homens jovens, quando 52% dos jogadores, na verdade, são mulheres.

O Kim Kardashian: Hollywood, lançado pela socialite americana em 2013, foi um exemplo de jogo feito pensando em um público que tem interesse em videogames, mas que raramente tem algo desenvolvido especialmente para ele.

Por terem criado um produto e suas estratégias de divulgação voltados para um público que realmente existe e que procurava por isso, 200 milhões de dólares foram gerados de receita apenas no primeiro ano de lançamento.

Dessa forma, para ter produtos e campanhas de marketing de sucesso e com bons rendimentos, é essencial que se inicie o processo com uma pesquisa em que achismos sejam evitados ao máximo.

Como não cair nos estereótipos ao construir sua persona

1. Pesquise

A internet é uma grande facilitadora da pesquisa. Você pode ir atrás de estudos feitos por terceiros com os resultados divulgados na internet, como o Google Consumer Barometer, sites de universidades e o IBGE.

Outra ótima opção é a de entrevistar seus atuais consumidores, seja por meio de formulário, emails ou ligações.

Dessa forma, você consegue conversar diretamente com ele para entender melhor quem são seus clientes, o que eles procuram e do que gostam ou não.

2. Não seja preconceituoso

Não seja machista/racista/homofóbico/lesbofóbico/transfóbico/capacitista/classista/etc-ista.

Soa meio óbvio, mas ainda existem muitas empresas que utilizam materiais ofensivos como ferramenta de divulgação da sua marca.

O exemplo mais evidente disso são algumas empresas de cerveja, que muitas vezes ainda utilizam homens como protagonistas em suas propagandas e mulheres como objetos no fundo, mesmo com o fato de que elas cada vez mais consomem a bebida.

3. Entenda o momento

Para ter campanhas relevantes, é necessário estar por dentro do que é importante para a sua persona agora.

Assim, é preciso ficar de olho em notícias e tendências do que o público está passando no momento. Ao não fazer isso, você corre o risco de ter uma abordagem e visão obsoletas e desatualizadas do que é relevante para o seu público.

Além disso, você perde a chance de interagir e engajar com ele no momento ideal para encantar seus clientes, Leads e prospects.

Conclusão

Para que sejam eficazes, as personas precisam ser utilizadas como ferramentas de empatia, não de estereótipos. Com estudo bem feito e real interesse em entender as dores delas, as campanhas conseguem atingir em cheio o público desejado.

Após fazer a pesquisa, utilize o Fantástico Gerador de Personas para ter uma visão clara de quem é o foco das suas ações de marketing.

Outra ferramenta bem interessante é o mapa da empatia, um bom recurso a ser usado para desenhar o perfil de sua persona com base em seus sentimentos.



Baixe aqui um Template de Mapa da Empatia

O mapa da empatia é um recurso que serve para desenhar o perfil do seu cliente ideal com base nos sentimentos dele. Baixe o template e crie o seu!

Marcadores:

Deixe seu comentário