Blog de Marketing Digital de Resultados

5 exemplos de testes A/B que você pode aplicar esta semana

Compartilhamos alguns testes que realizamos aqui na RD e que consideramos úteis de serem aplicados para tornar suas ações de Marketing Digital ainda mais eficientes

Fazer experimentos mensuráveis é uma das principais vantagens do Marketing Digital. Afinal, é por meio deles que se pode encontrar possibilidades de melhoria e otimizar as ações que você já faz.

Para isso, um método conhecido é o teste A/B, que consiste em criar duas versões para emails, Landing Pages e outras peças: a primeira é a versão original; já a segunda, é mais desafiadora, com modificações. Depois, elas são mostradas para o mesmo número de pessoas e comparadas. Por fim, verifica-se qual tem mais eficiência.

Os testes A/B são ferramentas excelentes porque oferecem um feedback real de mercado. Não é uma pesquisa simples em que alguém pode responder uma coisa e fazer outra na prática: são fatos.

Sobre o que são testes A/B e como fazê-los, você pode ler com mais detalhes em nosso Guia do Teste A/B. Neste post, o foco é mostrar alguns exemplos que realizamos aqui na Resultados Digitais e que consideramos úteis de serem aplicados para tornar suas ações de Marketing Digital ainda mais eficientes.

Vale lembrar que, embora alguns deles tenham falhado, o resultado pode ser totalmente diferente com a sua empresa. Por isso, a melhor forma de verificar se um experimento funcionará para o seu negócio é… testando-o!

Lembre-se também de usar a Calculadora de Teste A/B da Resultados Digitais para calcular o tamanho da amostra necessária e conferir o resultado do teste.

ferramenta calculadora de teste ab 1

Vamos lá:

1. Destacar a cor do formulário de uma Landing Page

A ideia deste experimento era mudar a cor do formulário da página de teste gratuito do RD Station Marketing para que ganhasse mais destaque. Isso porque o formulário estava praticamente da mesma cor que o fundo. Com isso, esperávamos aumentar a taxa de conversão da Landing Page.

Acreditávamos que, ao aumentar o contraste do formulário com o fundo, o formulário teria mais destaque, melhorando em 20% as conversões em relação à Landing Page original.

Duplicamos, então, a página original, fizemos alterações na segunda versão da página e iniciamos o teste. Por fim, avaliamos o desempenho do experimento, concluindo que a versão desafiante (formulário com mais contraste) teve um taxa de conversão 27% maior do que a versão original (formulário com pouco contraste), confirmando a hipótese inicial do experimento.

landing pages rd station marketing teste ab 1

2. Inserção de Call-to-Action no início dos emails

Neste teste, incluímos um Call-to-Action (CTA) para download do material no início do corpo do email buscando aumentar a taxa de cliques da campanha – que até então, com o botão no final do texto, variava entre 15 e 20%. A ideia era que a taxa de cliques aumentasse em 20%.

Criamos um novo template, posicionando o CTA no início. Disparamos os emails e verificamos que a versão com CTA no início teve um taxa de cliques 24,28% maior do que a versão original, confirmando a hipótese inicial do experimento.

teste ab 2

3. Utilizar a quantidade downloads de material em uma Landing Page como prova social

Acreditávamos que indicar em uma Landing Page a quantidade de downloads do material que já haviam sido feitos poderia funcionar como prova social, aumentando as conversões em 10%.

Criamos então uma versão dessas páginas com um contador de downloads. O teste foi realizado nas Landing Pages do kit Marketing Digital para Iniciantes e do eBook Marketing Digital para Empreendedores.

Adicionamos o número de downloads que o material já teve e configuramos o teste A/B via RD Station Marketing.

No Kit Marketing Digital para Iniciantes, após 49 dias de dados analisados, a versão original deste kit teve uma taxa de conversão de 30,64%, enquanto a versão desafiante teve uma taxa de conversão de 31,25%.

No caso do eBook Marketing Digital para Empreendedores, a versão original teve uma taxa de conversão de 29,67% (189 conversões para 637 visitantes), e a versão desafiante teve uma taxa de conversão de 30,64% (106 conversões para 346 visitantes).

Contudo, a Calculadora de teste A/B da Resultados Digitais considerou a diferença não significativa, e o teste foi inconclusivo.

teste ab3

4. Mudar layout da página de bate-papo com a RD

A ideia aqui era atualizar o layout na Landing Page de bate-papo para aumentar a taxa de conversão. Com a alteração do template da página, queríamos que a taxa de conversão tivesse um aumento de 30% em relação à página anterior.

A taxa de conversão da Landing Page original ficou em 11,46%, enquanto a da nova Landing Page ficou em 12,58%, uma variação de 9,77%.

Assim, consideramos que o experimento falhou, pois não comprovou a hipótese de que a taxa de conversão aumentaria em 30% com a mudança do layout. A principal hipótese para a falha foi a instabilidade das taxas de conversão, pois elas variaram muito entre si durante o período do experimento, o que pode significar que, dependendo do canal, um tipo de Landing Page pode ter melhor performance do que outro.

O principal aprendizado foi de que, mesmo melhorando o design de uma Landing Page, não necessariamente a taxa de conversão irá aumentar, pois isso depende de outras variáveis, como a origem do Lead.

teste ab 4

5. Utilizar vídeo do autor em Landing Page de material educativo

Testamos a inserção, na Landing Page, de um vídeo do autor de um material educativo (eBook, webinar, planilha etc.) fazendo uma chamada para que o visitante baixe o material.

Ao trocarmos a imagem da Landing Page por um vídeo do autor falando sobre o material educativo e convidando para baixar a oferta, acreditávamos que o visitante se sentiria mais próximo e que a taxa de conversão aumentaria em 20% em relação à Landing Page que possuía somente a imagem.

Escolhemos o material, criamos o roteiro do vídeo, que depois foi ensaiado, filmado e editado. Por fim, criamos a Landing Page desafiante e começamos a monitorar taxas de conversão e retorno. Ufa!

No entanto, o resultado não foi o esperado: ao finalizar o experimento, vimos que o vídeo pode diminuir a taxa de conversão de uma Landing Page. Entre as hipóteses para que isso aconteça estão distração e pessoas que entraram na Landing Page com uma expectativa e, ao verem o vídeo, não tiveram sua expectativa alcançada.

Entre as sugestões para fazer um novo experimento, estão refazê-lo com outro material e colocar o vídeo na página de agradecimento.

teste ab 5

Se você procura mais conhecimento teórico sobre testes A/B e sobre growth hacking, que também é uma maneira de melhorar ainda mais seus resultados, recomendamos que complemente seu aprendizado baixando gratuitamente nosso Kit Growth Hacking e Teste A/B.

E você, quais experimentos deram certo e errado em sua empresa? Compartilhe seus aprendizados com a gente aqui nos comentários e boa leitura! :)



Kit: Growth Hacking e Teste A/B

Aprenda a aplicar estas metodologias na sua estratégia de Marketing Digital e potencialize o crescimento da sua empresa

Marcadores:

Deixe seu comentário