Blog de Marketing Digital de Resultados

O consumo mudou: seu funil de vendas está preparado para isso? Veja as dicas de Fábio Prado no #RDSummit

Especialista em mídia paga falou de como na atualidade os funis de vendas e de mídia paga podem ser complexos e ressaltou a importância de não abandonar o cliente após a compra

Este post faz parte do RD Summit Live Show, a cobertura completa do RD Summit 2018. Além de artigos, teremos entrevistas com palestrantes, fotos, vídeos e mais durante os três dias de evento. Visite a página da cobertura e fique por dentro de tudo!

Além da cobertura da palestra, também conversamos com Fábio Prado no RD Summit Live Show. Assista abaixo:

O especialista em mídia paga Fábio Prado trouxe ao RD Summit uma discussão bem atual: as mudanças no funil de vendas e de mídia.

Ele reforça que, hoje, a realidade é mais complexa do que antes: uma pessoa faz uma pesquisa no celular, depois pega indicações de amigos, busca novamente no desktop.

“Tem uma série de etapas que você não previu, o público não passa da maneira ordenada como a gente acha que ele passa”, diz. “As pessoas e as relações mudaram, a mudança do consumo é só consequência disso.”

fabio prado rd summit 2018

O que é funil de mídia

Antes de qualquer coisa, é importante definir o que é um funil de mídia: a exemplo do que acontece em vendas, o funil de mídia é uma sequência de mensagens que serão mostradas para o seu público-alvo. É esse desenho que vai nortear a sua estratégia.

Para começar, é preciso saber quem é o seu público. Isso pode ser feito por meio de ferramentas como o mapa da empatia. Com quem estou falando? Que soluções ofereço? Qual jornada esse cliente percorre até comprar? Essas são algumas questões a se perguntar antes de colocar a mão na massa.

Toda empresa tem um funil de vendas, por mais que você não saiba. As que oferecem produtos e serviços diferentes podem, inclusive, ter mais de uma também ao mesmo tempo. Cada rede social tem um funil específico: um para o Facebook, um para o Instagram e assim por diante. “Não existe receita de bolo, existem boas práticas, coisas que a gente pode testar”, explica.

É possível colocar o funil de mídia para rodar com diversas estratégias. Uma das mais conhecidas é o AIDA, que significa atenção, interesse, desejo e ação. É importante que, no macro, essa sequência seja respeitada.

Por fim, para Fábio Prado, é importante não parar de se relacionar com quem já fechou negócio com você, chegando ao fim do funil mais tradicional. Já há modelos que preveem esse relacionamento contínuo, como o funil ampulheta. “É um crime a gente parar de se relacionar com quem já comprou de nós”, conclui.



eBook gratuito: 25 otimizações práticas de Facebook Ads para fazer seu ROI decolar!

Confira uma lista de dicas comprovadas que vão ajudar você a aumentar suas conversões

Marcadores:

Deixe seu comentário