Blog de Marketing Digital de Resultados

Review RD Summit 2016: Estratégias de sucesso para gerar mais tráfego, Leads e vendas

A palestra de Fábio Ricotta no RD Summit 2016 trouxe 6 lições sobre o que ele sabe fazer melhor: SEO e Marketing de Conteúdo. Confira um resumo dessas ideias

Fábio Ricotta é CEO da Agência Mestre, uma das referências em SEO e Marketing de Conteúdo no Brasil. Seu principal trabalho, portanto, é atrair tráfego para os sites de seus clientes.

Em sua palestra no RD Summit 2016, porém, ele deixou bem claro quais são os números que mais interessam em uma estratégia de Marketing Digital:

“No final das contas, o empresário que contrata nossa agência quer vendas. Não importa quantas visitas você tem, quantos Leads você tem; se não vende, você não renova.”

É com isso em mente que ele desenvolve as estratégias para empresas com Brasil Kirin, Natura, Azul e Bayer. Na palestra, Ricotta creditou o sucesso da Mestre ao engajamento da equipe, com base em seu código de cultura.

“Se a gente não tiver pessoas que compram a mesma ideia, a gente não consegue fazer”, argumentou, referindo-se ao que considera ser a missão de sua agência: atrair visitantes, transformá-los em Leads e gerar vendas.

Para ele, o marketing é uma ferramenta muito poderosa, mas não é mágica. “Não adianta você ter um produto zoado, não há marketing que resolva isso”, apontou, enfático. Ricotta disse, ainda, que um produto ruim pode ser, no máximo, “mascarado” por algum tempo.

Sua palestra foi dividida em 6 temas, que foram apresentadas como as “táticas dos mestres”, usando personagens da cultura pop.

Ao final, Ricotta ainda revelou aquilo que considera ser a base de tudo no Marketing Digital. Continue lendo o post para descobrir o que a Agência Mestre faz para se diferenciar do mercado.

Ou assista abaixo à palestra na íntegra:



eBook + Planilha: Pesquisa de palavras-chave: o que é e como fazer

Aprenda a encontrar os melhores termos de busca para brigar no Google e trazer mais tráfego e vendas para sua empresa

As 6 táticas dos Mestres

1. Persona

Fábio Ricotta acredita que a definição da persona é, obrigatoriamente, o primeiro passo de uma estratégia de Marketing Digital. “Leva uns dois meses para fazer uma persona decente, com um trabalho contínuo para entender o público. Você não vai entender em um papo ou em dois dias, tem que investigar”, pontuou.

É preciso, ainda, entender as emoções da persona. Ele sugere a ferramenta Mapa da Empatia para identificar suas dores e suas necessidades.

Outra sugestão do palestrante é utilizar  os formulários inteligentes do RD Station, prospectando informações dos Leads usando Landing Pages.

“Você tem que criar persona e jornada de compra antes de impulsionar um post no Facebook.”

Ricotta também indicou o uso do Lead Scoring, com um approach incomum. “Dá para importar os resultados no Facebook e criar audiências personalizadas, achando caras que têm a ver com a minha persona”, explicou.

Para ele, o verdadeiro primeiro valor entregue por uma agência a um cliente deve ser um Lead qualificado.

2. Native Ads

A Agência Mestre tem indicado o uso de Native Ads, que são links patrocinados em portais de notícias e sites de grande audiência, para seus clientes. “Nesse formato, a pessoa já está consumindo conteúdo, então dá para anunciar”, disse o CEO. Ele não é um fã do que chama de algumas modalidades muito populares de anúncios:

“No Facebook a pessoa está socializando, no Google pesquisando, na Amazon comprando; nesses casos o anúncio é invasivo.”

Ricotta indicou o uso de Native Ads para conteúdos de topo de funil, embora acredite que é possível fazer conversões, também, em meio e fundo de funil.

Ele usou como exemplo o eBook Blog para E-commerce que gerou 3 mil Leads para a Mestre, com um investimento de R$ 3 mil. “Tem que ter uma imagem e um título muito bons”, lembrou.

3. YouTube

A plataforma de vídeos mais popular do mundo tem recebido bastante atenção da Agência Mestre. A empresa está vendo seu engajamento crescer no YouTube sem gastar dinheiro.

Ricotta diz que isso se deve a fatores como boas imagens de capa para os vídeos e a utilização de títulos altamente descritivos, pensando nas palavras-chave.

“Trabalhe no engajamento do seu vídeo: faça um roteiro bom e uma edição boa, porque o YouTube usa como métrica a taxa de retenção do vídeo, com o usuário vendo até o final.”

Os conteúdos casados também aparecem com destaque na estratégia da Mestre. Para cada vídeo publicado, há um post no blog da agência. É como se fosse uma entrevista com a pessoa que aparece no vídeo, ajudando no crescimento orgânico da página.

Outra dica da palestra foi o uso do Analytics do YouTube para geração de ideias para novos conteúdos. A ferramenta mostra as palavras-chave que os usuários buscam para chegar nos vídeos, e que podem ser aproveitadas em posts subsequentes.

4. Notificações

Buscar reengajar a audiência vale muito a pena. A forma mais comum de fazer isso é por meio de emails. Porém, Fábio Ricotta apresentou alguns formatos diferentes em sua palestra, diversificando os caminhos para gerar tráfego.

Em SMS, ele disse gostar do PushCrew e Unsignal, chamando a atenção para as taxas de engajamento de 15 a 20% com produção de conteúdo para esse formato. A facilidade de acesso ajuda, nesse caso.

“O celular está sempre a um braço de distância!”

Ricotta deu um exemplo prático para o setor de ecommerce: notificação via push de celular oferecendo acesso preferencial às promoções de Black Friday. Ele ressaltou que essas ferramentas não devem ser usadas para spam. As mensagens devem ser enviadas apenas a usuários previamente cadastrados.

5. SEO para Inbound Marketing

O palestrante ofereceu uma série de dicas para SEO voltadas para Inbound Marketing. O objetivo, disse Ricotta, é que a empresa tenha no seu conteúdo um ativo. Ou seja, que possa ser encontrado pelos seus clientes em potencial sem precisar gastar muito com anúncios ou disparar e-mails constantemente.

Ele reafirmou a importância da criação da persona e da compreensão da jornada de compra, para que a pesquisa de palavras-chave traga resultados que mostrem o que as pessoas de fato desejam.

Assim, é possível oferecer conteúdos que não vão direto para a venda, construindo um relacionamento.

“SEO é uma maratona, não é 100 metros rasos. É construir um ativo para a empresa e gerar bastante acessos e conversões.”

Ricotta também lembrou da importâncio do SEO em eBooks e Landing Pages, principalmente nos títulos. Isso ajuda na permanência em destaque desses conteúdos nos mecanismo de buscas, evitando custos extras.

6. Funil de pixel

“Provavelmente você já conhece o funil de emails, mas você já fez alguma vez um funil de pixel?”, perguntou Fábio Ricotta.

Assim ele introduziu a tática que, de fato, não aparece tanto nas estratégias de Marketing Digital. A ideia é conduzir o usuário pelo seu conteúdo por meio de anúncios, de acordo com o que ele clica.

Trata-se de uma estratégia de remarketing, podendo ser usada no Facebook Ads ou mesmo no Google AdWords.

Dessa forma, é possível ir do topo ao fundo do funil usando conteúdos específicos para cada etapa. A cada passo que dá, identificado pelo pixel, o usuário vai recebendo um novo tipo de nutrição.

Conclusão

Apresentadas as 6 táticas de mestre, Fábio Ricotta encerra sua palestra ressaltando a importância do conteúdo.

Para ele, de nada adianta ter as melhores práticas de Marketing Digital se o que você oferece aos Leads e leitores não tem qualidade.

“Se você não faz conteúdo de valor, você não consegue escalar”, encerrou.


Essa foi mais uma palestra da edição passada do nosso evento (você pode conferir aqui todas as palestras do RD Summit 2016 publicadas no blog).

Não perca também a edição 2017 do RD Summit. Este ano serão 3 dias de evento, mais de 8 mil participante, 8 palcos de palestras acontecendo paralelamente, mais de 80 expositores, networking, entretenimento e muito mais.

Os ingressos já estão à venda nesse link.

Ainda não está convencido? Então veja como foi em 2016:

Marcadores:

Deixe seu comentário