Facebook permite eventos online pagos para pequenos negócios

Nova ferramenta de monetização visa ajudar pequenas empresas e empreendedores individuais na retomada


Com a pandemia de Coronavírus, eventos corporativos só devem voltar a ser realizados presencialmente a partir de meados de 2021. Assim, empresas de todos os tamanhos e mercados têm buscado alternativas online. Transmissões gratuitas por YouTube, Instagram e Facebook acabaram dominando o cenário. E é justamente do Facebook que surge uma novidade que pretende ajudar a fazer pingar uma graninha na sua conta.

A partir de agora é possível cobrar por eventos realizados online no Facebook. Veja o que diz o comunicado oficial:

Hoje estamos lançando a possibilidade de empresas, criadores, educadores e editores de mídia ganharem dinheiro com eventos online no Facebook. Agora, os proprietários de páginas podem criar um evento online, definir um preço, promover o evento, coletar o pagamento e hospedar o evento, tudo em um só lugar.

O Facebook ainda anunciou que não cobrará taxas de quem fizer as transmissões. Porém, quem fizer a transmissão por dispositivos iOS receberá 70% do valor pago pelos usuários, já que 30% vão para a Apple – pelo jeito mais gente logo vai se juntar à batalha do Fortnite. Continue lendo o post para saber mais!

Quem pode cobrar por eventos no Facebook

O Facebook liberou a cobrança por eventos online em 20 países, incluindo o Brasil. Se você já está comprado com a ideia e quer saber se a sua página é elegível, é só clicar aqui para continuar o processo ou verificar através do Estúdio de Criação.

Naturalmente, você precisará conectar uma conta bancária ao Facebook Pay para receber. De acordo com as regras da rede social, é necessário atingir o valor de 100 dólares para que a transferência seja efetivada.

Em resumo, sua página precisa estar de acordo com os Padrões de Monetização do Facebook. Basicamente, não fazer eventos que envolvam violência, discurso de ódio, propaganda enganosa e conteúdo sexual. Você não poderá usar os seguintes formatos:

  • Vídeos estáticos
  • Enquetes de imagem estática
  • Apresentação multimídia de imagens
  • Vídeos em loop
  • Montagens de texto
  • Anúncios incorporados

“Legal, mas o que pode fazer então, RD?” No comunicado de lançamento, o Facebook indicou que, durante o período de testes, alguns negócios foram bem sucedidos com eventos bem variados:

Em testes, vimos empresas usarem o Facebook para hospedar palestras de especialistas, quizes de curiosidades, gravações de podcast, lutas de boxe, aulas de culinária, encontros íntimos, aulas de ginástica e muito mais.

Ou seja, mais ou menos o que temos visto em lives em geral na internet nos últimos meses. Artistas de várias vertentes – incluindo músicos, com o cuidado extra de direitos autorais – podem se beneficiar cobrando por suas performances. O Facebook, inclusive, usou a imagem de uma pintora como exemplo (foto abaixo).

eventos pagos facebook

Vantagens de um evento online no Facebook

O Facebook é um dos canais preferidos dos pequenos negócios para a realização de lives. Agora, com a possibilidade de monetização de eventos online, oferece uma ferramenta para que pequenos negócios encontrem uma nova fonte de renda. Na pandemia, muitas empresas e empreendedores já vêm fazendo isso, aliás, via WhatsApp, Instagram e Zoom, por exemplo. Então, por que mudariam para outra rede social?

>> Saiba mais: Como fazer uma transmissão ao vivo no Facebook Live: tutorial + 5 boas práticas!

A não cobrança de taxas e a possibilidade de organizar toda a live – e cobrar por ela – em um só canal são atrativos bem interessantes. Além disso, pessoas e negócios que possuem comunidades de fãs e seguidores bem engajadas podem divulgar esses eventos sem custo algum. Como é interno, o algoritmo zuckerberguiano (provavelmente) dará uma forcinha para aumentar o alcance.

Por fim, as possibilidades de direcionamento de público-alvo do Facebook ainda permitem fazer anúncios para o evento online., caso faça sentido em termos de retorno financeiro. Negócios locais podem investir, por exemplo, em uma transmissão que posteriormente traga receitas na loja física ou ecommerce. Pense num bar dando aulas de criação de drinks, por exemplo.

O momento é difícil, mas pense nas possibilidades que as redes sociais oferecem como uma forma de manter conversas e relacionamentos. Estamos distantes, mas em breve poderemos retomar o contato direto. Assim, as pessoas vão se lembrar de quem esteve presente e oferece ajuda e bons serviços nestes meses todos.

eventos pagos do facebook

Deixe seu comentário

Comentários