Blog de Marketing Digital de Resultados

Facebook Watch: conheça a nova plataforma de vídeos da rede social que irá concorrer com YouTube e Netflix

Empresas que produzem conteúdo audiovisual podem se beneficiar da plataforma distribuindo vídeos para uma audiência de até 2 bilhões de pessoas

Sem tempo de ler? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo :)

 

 

Depois de investir em atualizações para melhorar o consumo de vídeos no feed de notícias, o Facebook agora promete uma plataforma exclusivamente dedicada ao audiovisual.

Denominada de Watch, a novidade permitirá que os usuários assistam a programas originais completos enquanto interagem na rede social.

O recurso — que tem sido descrito como um híbrido de YouTube e Netflix — foi disponibilizado a um número limitado de pessoas nos Estados Unidos e o plano é que seja levado a mais usuários da rede social em breve.

Facebook Watch

A informação foi divulgada pelo diretor de produto do Facebook, Daniel Danker. Segundo ele, a ideia surgiu após a companhia perceber que as pessoas gostam de descobrir vídeos ao acaso no feed de notícias, mas que também desejam um espaço restrito ao formato audiovisual.

Agora queremos tornar mais fácil o ato de acompanhar os programas que as pessoas amam — disse.

Já o fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, escreveu que o Watch será um “lugar em que você pode descobrir programas que seus amigos estão assistindo e seguir seus criadores e atrações favoritas”.

De acordo com ele, a ferramenta oferecerá uma grande variedade de programas, desde reality shows até comédias e esportes ao vivo — alguns feitos por profissionais e outros por membros da comunidade do Facebook.

A publicação de Mark Zuckerberg pode ser lida na íntegra abaixo, junto com o vídeo de lançamento do Watch:

Como o Facebook Watch funcionará

O Watch estará disponível para dispositivos móveis, desktop e no aplicativo para TV do Facebook. Os programas — em formato gravado ou ao vivo — serão divididos em episódios. Para ajudar a organizar a programação favorita dos usuários, existe a Watchlist.

De acordo com o comunicado, o Watch é personalizado para ajudar as pessoas a descobrirem novos programas, que são oferecidos a partir do que os amigos estão assistindo. Há seções como “Mais comentados”, com programas dos quais as pessoas estão falando, e “O que está fazendo as pessoas rirem”, que inclui programas que obtiveram a reação de “Haha” 😂.

Aprendemos com o Facebook Live que os comentários e reações das pessoas são muitas vezes parte da própria experiência de assistir ao vídeo — disse Daniel Danker.

Por isso, os espectadores poderão comentar e se conectar com os amigos enquanto veem os vídeos, assim como participarem de um grupo dedicado ao programa em questão.

Facebook Watch

A ferramenta ainda está em fase de testes e os vídeos disponibilizados para os norte-americanos que já têm acesso a ela foram produzidos em parceria com o Facebook para, de acordo com a companhia, inspirar outros criadores.

O lucro será proveniente de anúncios, com os criadores de conteúdo ficando com 55% dos lucros e o Facebook com o restante.

Qual tipo de conteúdo pode ser bem-sucedido no Facebook Watch?

Ainda segundo o diretor de produto do Facebook, o Watch é uma plataforma para todos criadores encontrarem uma audiência, construírem uma comunidade de fãs apaixonados e ganharem dinheiro por seu trabalho.

Para ajudar a inspirar criadores, o Facebook deu a largada criando programas que acredita serem exemplos de bom uso do Watch.

Um deles é o Returning the Favor, série em que o apresentador Mike Rowe encontra pessoas que dão contribuições extraordinárias para o mundo e — como o título do programa diz — retorna o favor fazendo algo extraordinário para elas. Os candidatos têm sido indicados pela página do apresentador na rede social.

Facebook Watch

Além do programa de Mike Rowe, uma série de outras atrações já está disponível para quem tem acesso ao Watch. Dentre elas, estão vídeos de beisebol, gastronomia, vlogs e música.

Ele ainda listou uma série de características para os conteúdos que acredita que serão bem-sucedidos na plataforma:

  • Programas que engajem fãs e a comunidade;
  • Programas ao vivo que se conectem diretamente com os fãs;
  • Programas que sigam um arco narrativo ou que tenham um tema consistente;
  • Pequenos eventos que juntem comunidades.

O Facebook Watch representa uma tentativa da maior rede social do mundo de competir com serviços como YouTube e Netflix (movimento que já tinha sido iniciado com o lançamento de um aplicativo para TV, no início desse ano), além de uma possibilidade de lucrar ainda mais com anúncios.

Já empresas que produzem conteúdo audiovisual podem se beneficiar da plataforma distribuindo vídeos para uma audiência de até 2 bilhões de pessoas — marca de usuários que o Facebook alcançou em junho de 2017 — que terão a possibilidade de consumir outro tipo de conteúdo sem abandonar a rede social.

E, enquanto o Facebook Watch não chega no Brasil, você pode aproveitar para aprender sobre marketing na rede social baixando o eBook gratuito Introdução ao Marketing no Facebook.



eBook gratuito: Introdução ao Marketing no Facebook

Um eBook para sua empresa começar a gerar resultados reais no Facebook

Marcadores:

Deixe seu comentário