Blog de Marketing Digital de Resultados

Fanpage no Facebook: o que é e por que sua empresa deve ter uma

Sua empresa usa um perfil no Facebook? Descubra por que é muito melhor ter uma fanpage do que um perfil e migre para uma agora mesmo

Quer saber por que uma fanpage é melhor para empresas do que um perfil pessoal?

Além do post abaixo, temos também algumas dicas extras em vídeo.

Basta clicar no play abaixo e assistir :)

Digite seu email abaixo para assistir

No início da década, o Facebook disponibilizou uma nova funcionalidade na rede: as fanpages.

Hoje é algo bastante comum e praticamente todo mundo que tem uma conta no Facebook consegue diferenciar uma fanpage de um perfil.

No entanto, o que vemos ainda são muitas empresas fazendo marketing no Facebook de forma indevida, utilizando perfis pessoais em vez de páginas.

Neste post vamos explicar o que é uma fanpage, como criar uma e por que você deve ter uma fanpage para sua empresa em vez de um perfil.



eBook gratuito: Introdução ao Marketing no Facebook

Um eBook para sua empresa começar a gerar resultados reais no Facebook

O que é uma fanpage

Uma fanpage (ou página do Facebook) é uma página criada especialmente para ser um canal de comunicação com fãs dentro da rede social (fan page = página para fãs, em tradução literal).

Diferente de perfis, as fanpages são espaços que reúnem pessoas interessadas sobre um assunto, empresa, causa ou personalidade em comum sem a necessidade a aprovação de amizade. É o fã que escolhe se vai ou não seguir as atualizações de determinada página.

As fanpages são canais de comunicação muito valiosos para empresas. Imagine que no passado você precisava investir em algum canal de televisão, um jornal ou uma estação de rádio para se comunicar com seus potenciais clientes.

A fanpage faz um papel parecido. É como se você tivesse um espaço na TV, jornal ou rádio, mas com opção gratuita e um alcance muito maior do que qualquer outro veículo. Isso porque o Facebook já reúne 8 em cada 10 brasileiros!

fanpage da resultados digitais

Fanpage da Resultados Digitais: facebook.com/ResultadosDigitais

Como criar uma fanpage

O processo para criação de página no Facebook é bastante simples. O primeiro passo que você precisa dar é acessar o link http://www.facebook.com/pages/create.php.

Feito isso, é hora de escolher o tipo de página que você deseja criar. Alguns exemplos de opções:

  • Negócios locais ou local;
  • Empresa, organização ou instituição;
  • Marca ou produto;
  • Artista, banda ou figura pública;
  • Entretenimento;
  • Causa ou comunidade.

como criar uma fanpage

Essas categorias, por sua vez, possuem subcategorias bem específicas, a fim de deixar bem claro qual é o objetivo do seu negócio. Escolha o segmento ao qual sua página pertence, defina o nome e sua página estará criada.

Feito isso, um tutorial do próprio Facebook será aberto e irá acompanhar você até a conclusão da fanpage.

Se você quiser esse passo a passo detalhado, temos um post específico sobre o assunto. Leia em: Como criar uma página no Facebook: 6 detalhes para levar em consideração ao começar

Por que usar uma fanpage e não um perfil

Agora que já falamos o que é uma fanpage e como criar uma para sua empresa, vamos responder a esse questionamento bastante comum.

Destacaremos 9 motivos para sua empresa ter uma página e não um perfil. São eles:

1. Barreiras legais

O Facebook deixa claro em seus termos de serviço que cada um pode ter um único perfil e que esse deve ter caráter pessoal. Isso quer dizer que qualquer perfil de empresa está ferindo os termos de serviço e, portanto, pode ser removido a qualquer momento.

Com certeza não seria nada legal para sua empresa trabalhar conquistando uma base de amigos e depois perder isso.

2. Limite de conexões

Os perfis possuem um limite máximo de 5 mil amigos. Sabemos que 5 mil não é um número baixo, mas também não é nada impossível alcançá-lo.

Fanpages para empresas não possuem nenhuma restrição no número de fãs.

3. Fanpages para empresas podem ter abas personalizadas

Apenas uma fanpage permite que você edite abas com o conteúdo que quiser. É possível colocar fotos, vídeos, fóruns de discussão, informações sobre produtos específicos, eventos e avaliações de usuários.

Além disso tudo, ainda é possível criar um aplicativo próprio caso você precise de alguma funcionalidade não oferecida.

Com isso, você pode customizar ainda mais, criando abas para downloads, cardápio, promoções, concursos e outros. Saiba mais no post “Abas personalizadas e aplicativos no Facebook: quando funcionam e como usar”.

4. Marcações e check-ins

Seus fãs e outras fanpages podem mencionar publicamente sua página. Em um perfil pessoal, isso só pode ser feito por seus amigos.

Marcações podem ser feitas em praticamente toda atualização no Facebook (fotos, vídeos, links, status etc.), ou seja, definitivamente é algo benéfico para toda página que deseje aumentar sua base de fãs. Ser mencionado é sempre uma forma de aumentar o engajamento e a interação não só entre seus fãs mas também entre outras páginas.

Se sua página tiver um local físico, as pessoas podem fazer check-in e mencionar que estão nesse seu local, como um restaurante, um bar ou um hotel, por exemplo. Em perfis pessoais isso é impossível.

5. Calls-to-Action

Outra vantagem que uma página tem sobre um perfil é a possibilidade de criar um botão de call-to-action para inserir na fanpage.

Esses botões incentivam o usuário a clicar e realizar uma ação, como o próprio nome sugere.

Há vários tipos de calls-to-action disponíveis para serem inseridos em sua fanpage. Exploramos o assunto com mais detalhes no post Facebook: botão Call to Action na Fan Page.

6. Análise de dados

Uma página de fãs oferece a opção de relatório, que apresenta importantes dados sobre os fãs (como localização, idade, idioma e sexo) e a repercussão da página (quantas pessoas visitaram, quais os posts mais comentados, quantas fotos e vídeos foram vistos etc.).

Todas essas informações são inacessíveis para quem tem apenas um perfil. Confira no eBook Introdução ao Marketing no Facebook todas as possibilidades de análise disponíveis.

7. Acesso múltiplo

Uma das vantagens de ter uma fanpage é o fato de que ela pode ser administrada por diversas pessoas simultaneamente. Além disso, você pode se manter conectado em seu perfil pessoal ao mesmo tempo.

Há níveis de hierarquia em que cada função possui um maior limite de poder sobre as outras. São elas: administrador, editor, moderador, anunciante e analista. Para saber quais funções cada nível pode desempenhar acesse essa página de ajuda do Facebook.

8. Anúncios

Ao administrar uma fanpage, sua empresa tem a possibilidade de criar uma extensa gama de anúncios para atingir uma maior audiência ou para promover ofertas específicas.

Você pode escolher também um tipo específico de objetivo para a campanha e otimizá-la para atingir esses resultados:

  • Impulsionar suas publicações
  • Promover sua página
  • Enviar pessoas para o seu site
  • Aumentar conversões no seu site
  • Obter instalações para seu aplicativo
  • Aumentar o envolvimento com seu aplicativo
  • Alcançar pessoas próximas à sua empresa
  • Aumentar a participação no seu evento
  • Fazer as pessoas obterem sua oferta
  • Obter visualizações do vídeo

Para saber mais sobre como acelerar o crescimento de audiência e resultados com os anúncios do Facebook, faça o download gratuito do nosso eBook Facebook Ads: o Guia Completo e Gratuito.

9. Facebook Business

O Facebook Business ou Gerenciador de Negócios é uma ferramenta usada para o gerenciamento de acesso às contas de anúncios e fanpages.

O Gerenciador de Negócios é orientado para empresas que necessitam conceder múltiplas e diferentes permissões para um número vasto de usuários.

Resumidamente, o Gerenciador de Negócios permite:

  • Gerenciar o acesso às páginas e contas de anúncios: para saber com clareza quem teve acesso às suas páginas e contas de anúncios, e retire ou modifique as permissões;
  • Manter suas atividades profissionais em separado: para obter acesso às páginas e contas de anúncios sem a necessidade de ter que adicionar seus colegas de trabalho como amigos no Facebook.

Para migrar para o Gerenciador de Negócios, acesse esse link de suporte do próprio Facebook.

O contraponto: a solicitação de amizade

Uma das reclamações que já ouvi de quem optou pelo perfil ao invés da página é que com o perfil é possível solicitar a amizade, enquanto com a página não é possível fazer nada a não ser esperar que o usuário clique em “curtir”.

De fato isso acontece, mas, dados todos os outros benefícios de uma fanpage, acaba não valendo a pena manter o perfil.

É possível tentar criar outras formas de alavancar o número de fãs e driblar um pouco esse problema. Uma delas é criando promoções e sorteios.

Outra forma de atrair mais gente é promovendo sua página por meio do Facebook Ads. É incrível a quantidade de opções existentes e a possibilidade de segmentação ao anunciar no Facebook.

Nenhuma dessas formas é equivalente a solicitar a amizade, mas sem dúvida valem mais a pena que correr o risco de perder a conta, ter número limitado de amigos, página padrão e nenhuma ferramenta de análise de dados, que é o caso do perfil.

Como converter um perfil em uma fanpage

Se você foi uma das pessoas que cometeu esse erro na sua empresa e agora se convenceu de que o melhor é ter uma página, não há motivos para se desesperar.

Você pode resolver isso com uma ferramenta criada pelo próprio Facebook. Saiba mais no post Como juntar duas páginas no Facebook (ou uma página e um perfil).

Com esse artifício, você consegue migrar facilmente para uma página e levar consigo todos os contatos feitos como perfil.

Saiba mais

Se você precisa de mais dicas práticas para sua empresa começar a gerar resultados no Facebook, baixe nosso eBook gratuito Introdução ao Marketing no Facebook.

Nesse material mostramos como e por que criar uma fanpage, modos eficazes de divulgar sua empresa, como fazer análises, como criar uma campanha com Facebook Ads e mais.

Caso ainda tenha restado alguma dúvida, sinta-se totalmente à vontade para explanar seus questionamentos nos comentários abaixo!

Esse post publicado originalmente em abril de 2011. Em agosto de 2017, foi revisado e atualizado.

Marcadores:

Deixe seu comentário