Blog de Marketing Digital de Resultados

Como gerar Leads com um blog: 9 técnicas para você usar

Todas elas foram testadas aqui no blog da RD e estão ativas até a publicação deste post

Em vez de ler, que tal ouvir o artigo? Experimente no player abaixo:

 

 

Você já sentiu dificuldade na hora de provar o real valor do blog de sua empresa?

A importância e os benefícios são evidentes: o blog é um canal excelente para relacionamento e para geração de tráfego.

Mas e quando precisamos ir além e levar todos esses visitantes para um novo estágio do funil? Você já sentiu essa dor?

Além de geração de tráfego e um canal de relacionamento, o blog também tem um papel importante na geração de Leads. Na RD, identificamos alguns pontos de conversão que têm gerado resultados bem legais.

Vou compartilhar aqui as que têm funcionado pra gente, porém ressalto que não existe uma única fórmula matadora, mas sim várias maneiras de gerar Leads. Também não significa que todas devem ser usadas ao mesmo tempo. Menos pode ser mais às vezes.

O mais importante para gerar Leads é que o tráfego seja qualificado.

Não importa o quão otimizado para conversão esteja o post. Se a pessoa que entrar no blog não for a persona de sua empresa, ela não vai converter.

Pode parecer estranho, mas é bem comum acontecer isso. Por isso a importância de gerar conteúdo que possa, mesmo que minimamente, ter relação com seu produto ou serviço.

Se você faz isso, está pronto para começar a gerar Leads no blog de sua empresa e, consequentemente, transformar este espaço em um canal de aquisição de cliente.

Deixo abaixo 9 técnicas para gerar Leads com blogs, todas elas foram testadas aqui na RD e estão ativas até a publicação.

Kit Produção de conteúdo para blog

Veja como definir seus posts, planejar seu calendário de publicação e ganhar produtividade em seu blog

1. Assinatura de newsletter

Essa é a forma mais primitiva e fácil de você captar o contato de seus leitores. Se ele chegou até seu blog e está consumindo algum conteúdo, é possível que queira continuar lendo mais, mas não necessariamente hoje.

Disponibilizar um campo de assinatura para que ele receba novos posts por email é uma forma fácil de você se aproximar dele.

Há vários locais dentro de um blog em que isso pode ser usado. Pode ser no menu superior, na sidebar ou como no blog da RD, no rodapé.

news

2. Banners

Para direcionar os usuários a uma Landing Page e gerar Leads vale aproveitar todo o apelo visual que um banner pode dar.

Pode ser uma imagem, ou se você tiver mais recursos, um GIF animado para chamar ainda mais a atenção do leitor.

Quando bem posicionado (e no contexto certo) o banner tem o poder de chamar a atenção do leitor e instigá-lo ao clique. Podem estar posicionados em várias áreas, no cabeçalho, na sidebar, no rodapé ou ao longo do post.

Aqui no blog da RD, se você está acessando via desktop ou laptop, deve ter percebido que temos um banner na sidebar. Clicando nele você será direcionado a uma Landing Page com uma oferta de material rico.

Se você usa WordPress, pode usar algum plugin para criar diferentes banners para diferentes categorias. Assim, a oferta fica mais contextual e você aumenta a sua taxa de conversão. Veja um exemplo aqui da RD:

banner gerar lead blog

3. Links internos

Não só de banner vive um post com boa taxa de conversão. Na medida certa, links internos em texto podem ser muitos efetivos.

Assim como é importante recomendar outros textos ao longo do post para manter o seu leitor o mais informado possível, o mesmo é válido para links de Landing Pages. A grande vantagem aqui é que o usuário vai não só passar mais tempo consumindo seu conteúdo como vai converter e se tornar um Lead.

Lembre-se: vale o mesmo para a dica do banner, quanto maior a relação do link relacionando com o conteúdo em que o usuário está lendo, maior são as chances de conversão.

Por exemplo:

Quer saber mais sobre como geramos resultados com um blog? Então baixe aqui nosso eBook Como a RD faz: o dia a dia do Blog.

4. Pop-ups

Pop-ups são polêmicos. Muita gente é contra o seu uso e, possivelmente, você já se incomodou com algum.

Mas isso só acontece quando eles realmente são inconvenientes.

Se o pop-up está oferecendo um material que complementa o conteúdo que a pessoa está lendo ou um benefício alinhado com a sua expectativa, por que não usá-lo? Afinal de contas, esse pop-up mostra uma oferta que a pessoa gostaria de receber.

A melhor prática para o uso de pop-ups é que ele seja contextual. Na RD fazemos assim, temos sim pop-ups nos posts, mas eles têm total relação com o conteúdo do texto.

Neste artigo, por exemplo, provavelmente você será impactado por um pop-up sobre um material relacionado a blog ou conteúdo, porque é sobre esse assunto que você está estudando agora. Não faria sentido colocarmos um pop-up de promoção do RD Station Marketing, por exemplo.

Outra dica é o disparo. Opte sempre por pop-ups com o disparo “exit-intent”, ou seja, que são mostrados quando o leitor está saindo de sua página, para não atrapalhar sua leitura.

Por fim, se você está lendo esse post em um celular ou tablet, não verá nenhum pop-up. Em celulares esse formato pode ser ainda mais inconveniente, portanto sugerimos não usá-lo.

No exemplo abaixo, temos um post sobre Geração de Leads no Facebook. Oferecemos no pop-up um material mais completo, um Guia Definitivo da Geração de Leads.

popup

5. Formulários nos posts

Em alguns casos, é possível cortar o caminho do usuário até a conversão. Mas aqui sim, mais do que nunca, é preciso que haja conexão entre a oferta e o conteúdo.

Inserir um formulário dentro do post é como jogar os campos da Landing Page para dentro do texto. É um caminho a menos a ser percorrido e isso costuma trazer bons resultados de conversão.

Aqui no blog da RD você pode notar que há formulários de conversão em praticamente todos os posts. O formulário abaixo é um exemplo:

eBook: 31 tipos de conteúdo que você pode produzir para seu blog

Descubra quais tipos de post você deve utilizar para atrair mais tráfego e gerar mais resultados

Importante: há diferentes tipos de formulários para diferentes formatos de artigos.

Se você está lendo este artigo diretamente no blog da RD, provavelmente o formulário é o de download de um material sobre blog.

Se está vendo via AMP (ou seja, fez uma busca no Google pelo celular) ou via Instant Articles (acessou pelo Facebook via celular), o formulário disponível é menor e mais simples.

Isso acontece porque essas duas ferramentas (AMP e Instant Articles) não aceitam certos códigos, incluindo aqui os formulários que usamos. Ainda assim, as ferramentas possuem cada uma sua funcionalidade de formulários, como foi citado.

Quer saber mais sobre tudo isso? Leia os posts:

6. Player de áudio

No início desse artigo possui um player de áudio, você notou?

Oferece um conteúdo neste formato é muito interessante por vários motivos. Serve para ajudar quem tem dificuldade na leitura, para melhorar a acessibilidade ou simplesmente para disponibilizar o conteúdos para as pessoas consumirem conteúdo enquanto realizam outras atividades, como caminhadas ou trânsito.

Mas mais do que isso, esse formato pode ser um bom gerador de Leads para seu blog.

Aqui no blog da RD, utilizamos o player do Vooozer para isso. Se você digitar seu email, vai conseguir ouvir todo este post e os outros áudios da RD, sem precisar converter novamente.

7. Player de vídeo

Além do áudio, outro formato que segue em alta e que pode ajudar a sua audiência é o vídeo.

Investir na diversificação de formatos é um passo importante para empresas que já possuem uma produção de conteúdo recorrente, e o vídeo não pode ficar de fora dessa.

Trazendo o vídeo para o contexto de geração de Leads, uma possibilidade é “imitar” o que é feito com áudio.

No blog da RD utilizamos o player da Samba, que possui integração com o RD Station Marketing, para gerarmos Leads. Há outras ferramentas no mercado, como o Wistia, que podem cumprir essa função.

Ah, vale ressaltar mais uma vez aqui que o contexto é tudo. Não faça um vídeo sem relação direta com o assunto do post. Se você está pedindo o contato de seu leitor, entregue um conteúdo que seja relacionado com a sua expectativa.

Veja um exemplo da RD (importante: o vídeo abaixo é sobre o Google Trends e não sobre este post. Coloquei aqui para exemplificar. Se você tem interesse no assunto, recomendo que assista. Se não, pule para a próxima dica):

Digite seu email abaixo para assistir

8. Chatbot

“Oi! Que tal receber algumas recomendações de conteúdo personalizadas para você?”

A perguntinha de nosso chatbot tem ajudado milhares de pessoas a encontrar o melhor conteúdo para as suas necessidades atuais sobre Marketing Digital.

Com uma sequência de perguntas e alternativas, você pode configurar um chatbot para interagir com o usuário e captar seu email.

Claro que este é o exemplo que usamos aqui no blog, mas há várias outras formas de configurar um chatbot. Tudo vai depender da sua oferta e do seu público.

Aqui na RD, a ferramenta que usamos é o Drift. Mas temos várias outras para recomendar e que possuem integração com o RD Station Marketing. Você pode encontrá-las nesta página.

chatbot

9. Content upgrade

Se você está lendo este texto em ordem, desde o comecinho, provavelmente viu bastante a palavra “contexto”.

De fato, para todos os pontos de conversão isso é muito importante. Então aqui está o super trunfo das conversões via blog: oferecer um primeiro valor e depois um material complementar para a pessoa continuar se informando ou estudando.

Algumas formas de fazer isso são:

  • Se você tem uma planilha ou um material prático, faça um post mais teórico, explicando como usar este material e ofereça o download;
  • Se você tem um eBook com vários capítulos, escolha um trecho deste material ou crie um resumo em um post;
  • Se você tem um relatório ou uma pesquisa para compartilhar, faça um post para promovê-los;
  • Se você tem vários materiais publicados, faça um post compilando eles, uma curadoria.

O assunto é bom e vale um post só sobre isso. E de fato temos um. Se quiser saber mais, leia o artigo Content Upgrade: como produzir posts com altas taxas de conversão + 6 dicas e exemplos reais.

O exemplo abaixo, do post Quais métricas de marketing realmente medem o sucesso do meu negócio?, mostra como você pode promover uma planilha por meio de um post no blog.

content upgrade

Espero que o artigo tenha mostrado novas opções de conversão para o blog de sua empresa  Deixe abaixo seu comentário sobre o que achou e diga qual tipo de conversão você não conhecia (se houve algum)

Ah, se puder, compartilhe uma novidade ou uma alternativa diferente com a gente. Vamos seguir trocando experiências! :)

Kit Produção de conteúdo para blog

Veja como definir seus posts, planejar seu calendário de publicação e ganhar produtividade em seu blog

Marcadores:

Deixe seu comentário