Gestão de ecommerce: 11 estratégias para uma boa administração da sua loja virtual

A gestão de ecommerce é um trabalho que passa por diversas etapas e áreas do negócio, como finanças, logística, marketing e fiscal


Com o avanço do ecommerce como modelo de negócio seguro e estabilizado em meio ao público, cada vez mais empreendedores querem investir neste modelo de negócio. Inegavelmente, ter uma loja online é uma opção incrível devido ao custo e a amplitude de possibilidades de nicho. Por isso, a gestão de ecommerce é um trabalho essencial.

Não basta apenas encontrar uma boa plataforma de loja virtual e cadastrar produtos. O trabalho para manter esse negócio funcionando é extenso, gera custos e requer dedicação plena para que tudo saia como o esperado. Só assim é possível garantir uma ótima oferta de experiência ao usuário e se estabilizar como um negócio lucrativo.

Para ajudar você nessa missão, separamos algumas dicas fundamentais para quem deseja ter uma gestão de ecommerce impecável. Confira!

Guia do Instagram para Negócios

Mais do que curtidas: aprenda a gerar Leads, ganhar seguidores, fechar vendas e até fazer anúncios certeiros usando todas as funcionalidades do Instagram!

- Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses. - Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade. * Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Como fazer a gestão de ecommerce?

A gestão de ecommerce é um trabalho que passa por diversas etapas e áreas do negócio. É como a administração de uma empresa comum, em que se faz necessário cuidar das finanças, da logística, do marketing e também da parte fiscal. Tudo isso é parte da rotina de um negócio que deseja funcionar não só de maneira eficaz, mas também dentro da legislação.

Portanto, saber sobre todos os passos essenciais da gestão é fundamental, sobretudo para empreendedores de pequeno porte que cuidarão de tudo sozinhos. Confira a seguir as 11 estratégias fundamentais para ter uma gestão de ponta!

1. Organização é fundamental

Cuidar de um ecommerce é um trabalho repleto de pequenas etapas e preocupações diversas. Mesmo que você comece com um negócio online de menor porte, há muitos afazeres importantes aos quais você precisará se dedicar na rotina de trabalho. Isso significa que a organização das demandas faz toda diferença para que tudo funcione bem.

Cada uma das obrigações, dos diferentes setores de trabalho, precisam ser programadas em agendas, plataformas de produtividade e o que mais você tiver à disposição. Só assim é possível cuidar de tudo sem deixar a peteca cair. Neste trabalho, é importante contar com algumas ferramentas de organização, além de boas planilhas. Entre os principais softwares estão:

2. Acompanhamento dos resultados

Os resultados que você conquistar hoje vão guiar os melhores que você tem a conquistar no futuro. Isso significa que o acompanhamento do desempenho do seu negócio faz toda diferença. Assim, você pode monitorar o que tem dado certo, o que está abaixo do esperado e em quais áreas do negócio é possível gerar otimizações.

Portanto, a parte fundamental da gestão é estar sempre atento aos resultados da sua empresa. Isso não significa só olhar para as vendas, mas também para:

3. Cuidado com a gestão das finanças

Ainda há empreendedores que apenas vendem e, ao fim do mês, olham quanto têm em conta, fazem novos pedidos e recolhe o lucro. Parece o essencial para você? Pois saiba que é apenas o básico. Gerir finanças vai muito além disso e requer dedicação aos detalhes envolvidos nos resultados que o seu negócio gera constantemente.

Esse cuidado com as finanças passa por algumas etapas de trabalho simples e rotineiras, como:

  • monitorar o fluxo de caixa (entrada e saída de valores nos dias e semanas);
  • definir um orçamento para o negócio;
  • definir e manter um capital de giro;
  • avaliar constantemente a margem de lucro pretendida em cada produto;
  • monitorar os períodos em que as vendas são geradas em maior quantidade.

 

4. Gerenciamento dos fornecedores confiáveis

Todo ecommerce trabalha com fornecedores. Não importa se você é produtor do seu produto, algum tipo de serviço ou mercadoria precisa ser adquirida. Um bom exemplo são as caixas que você precisa para enviar seu produto ou a embalagem dele. Sem falar, é claro, no fornecedor da mercadoria que você vende na sua loja online.

Portanto, manter fornecedores confiáveis é parte importante da gestão de ecommerce. O trabalho deve ser direcionado a encontrar, primeiramente, essas empresas, e então gerenciar a relação com elas. É importante sempre realizar novas pesquisas para detectar novas oportunidades com fornecedores que, além de cumprirem prazos, têm bons preços.

5. Prevenção para a hora da entrega

A etapa logística do trabalho é uma das mais importantes, já que impacta no tempo de entrega de um produto ao consumidor. Quanto maiores os esforços para garantir que esse fluxo aconteça de maneira ágil, melhor. Portanto, é fundamental monitorar as entregas e entender se elas estão acontecendo de maneira ágil.

Além disso, é fundamental agir em algumas frentes de trabalho que vão prevenir atrasos, como:

  • automatizar o faturamento;
  • definir um processo ágil de preparação para envio;
  • despachar as vendas o mais rápido possível;
  • contar com parceiros logísticos que entreguem no menor tempo possível;
  • monitorar as entregas da melhor forma, se possível, em tempo real.

6. Gestão dos pedidos, envio e logística

A gestão dos pedidos é também uma obrigação nas tarefas de gestão de ecommerce. Para isso, será indispensável o uso de uma plataforma de loja virtual que garanta uma visualização organizada e eficaz dos pedidos feitos pelo público. Assim, diariamente, você pode monitorar o andamento deles a partir de um local só.

O ideal é ter controle sobre toda a etapa logística, desde quando uma venda é feita até o momento que ela chega até o consumidor. Isso garante que, se algo acontecer, seu negócio possa intervir no tempo certo. Além disso, a gestão adequada é o que garantirá processos mais eficazes, reduzindo consideravelmente possíveis atrasos nesse ciclo.

botão do whatsapp no ecommerce

7. Monitoramento da emissão de nota fiscal

Uma boa gestão de ecommerce também exige cuidados rigorosos com a etapa fiscal do trabalho. Essa é uma obrigação importante diante dos órgãos regulamentadores, como a Receita Federal. As notas fiscais são documentos de comprovação de pagamento de tributos, além de serem uma prestação de contas diretas acerca das vendas que você faz.

Portanto, o monitoramento da emissão de nota fiscal é uma etapa séria e fundamental do trabalho. Para cada venda, é preciso ter a certeza de que essa nota foi devidamente emitida e, principalmente, enviada ao consumidor. Reter também uma cópia dela é importante para o controle fiscal do negócio. O melhor a se fazer é usar uma ferramenta automatizada integrada com sua loja virtual.

8. Divulgação do ecommerce

A concorrência na web é forte, intensa e ampla. Se você quer se destacar mesmo entre tantas outras empresas, precisa fazer com que seu público saiba que seu negócio existe. Uma boa estratégia de divulgação vai dar maior visibilidade para o ecommerce e fazer com que mais pessoas cheguem até ele. 

Para isso, é necessário escolher a estratégia certa!

Para divulgar a sua loja virtual, você precisa investir em marketing. Entre as principais boas práticas e estratégias necessárias, dedique atenção a estas:

9. Análise de desempenho do ecommerce

O desempenho da sua loja virtual estará sempre sob monitoramento. Entender a necessidade disso vai garantir que seu negócio esteja sempre posicionado para conquistar os melhores resultados possíveis. Portanto, é fundamental estar de olho sempre nas métricas e, principalmente, nos KPIs.

Um grande aliado nesse trabalho é o Analytics. A ferramenta do Google se conecta com sua loja virtual e permite analisar toda a movimentação por trás delas, desde visitas até interações, como cliques em áreas do site. Assim, você consegue detectar em que pontos precisa melhorar seu site, como em questões de experiência de navegação ou na parte visual, melhorando a atratividade do layout utilizado.

Você pode experimentar também o RD Station Marketing, ferramenta tudo-em-um de Automação de Marketing. Além de executar todas as suas ações de marketing, ela ainda apresentar análise de resultados aprofundada, com detalhes de cada canal.

gestão de ecommerce

10. Avaliação dos serviços prestados

O quão satisfeito estão seus consumidores com os serviços que você presta? Não importa o quanto acha que está tudo bem, quem manda é o cliente! Se você se preocupa com essa percepção por parte deles, as chances de entregar cada vez um serviço melhor é grande. Acredite: é isso que vai fazer com que você gere cada vez mais vendas.

Portanto, monitore os atendimentos que você faz e entenda o percentual deles que vêm com reclamações. Depois disso, envie uma pesquisa NPS para seu público, assim, você consegue ter uma percepção geral sobre a opinião deles em relação à sua empresa. Quanto mais satisfeitos, maiores a chances de estarem fidelizados, o que é simplesmente fundamental para a sobrevivência de um ecommerce.

11. Metas e plano de negócios

Uma empresa que não define seus objetivos tende a não se desenvolver conforme o esperado. Vender e simplesmente apostar que isso é suficiente é pensar pequeno e, com certeza, você quer que sua loja online chegue longe. Portanto, a gestão de ecommerce passa por definir objetivos estratégicos e as metas que estão relacionadas a eles.

Um objetivo pode ser:

  • ter um determinado número de clientes recorrentes;
  • determinar uma média mensal de faturalmento;
  • vender certa quantidade unidades de determinado produto no mês.

Esses objetivos vão guiar o trabalho do ecommerce, fazendo isso por meio das metas. Elas são uma forma de quebrar esses objetivos em pequenas partes que devem ser alcançadas progressivamente. Assim, ao final do cumprimento delas, seu negócio chega ao objetivo desejado.

Uma boa gestão de ecommerce deve ser estruturada pensando em resultados financeiros, organização de processos e satisfação do público quanto ao seu negócio. Só assim é possível sobreviver em mercados concorridos e repletos de grandes empresas.

Marketing Digital na gestão de ecommerce

Uma boa gestão é, sem dúvidas, um dos principais fatores para o sucesso de um ecommerce. A estratégia digital faz parte desse conjunto. O Marketing Digital para ecommerce avançou muito, resolvendo problemas como a organização da base de clientes e o mapeamento da jornada de compra. Além disso, agora é possível gerar mais atração de clientes em potencial e volume em vendas.

Assim, vale saber mais sobre Automação de Marketing para Ecommerce. Ela traz o aumento da demanda pelos seus produtos, automatiza suas ações e mostra o retorno da sua estratégia marketing. O melhor jeito de aproveitar essas vantagens é usando o RD Station Marketing. Com ele, você também conta previsibilidade de geração de receita, gerando vendas durante o ano todo.

Faça um teste gratuito abaixo! Você vai ver que é muito fácil, por exemplo, manter a sua base quente com o editor de emails drag & drop da ferramenta, reforçando o relacionamento com os Leads e trazendo mais resultados na gestão de ecommerce.

E aí, gostou deste artigo? Veja mais assuntos como esse no blog da D Loja Virtual, produzido pela galera que escreveu este texto!

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários