Blog de Marketing Digital de Resultados

Notícias da Semana: Google tenta contornar os bloqueios de cookies

Com a crescente rejeição aos third party cookies, o Google usará o Machine Learning para oferecer alternativas aos anunciantes

Chegou aquela época do ano: o Dia das Crianças! Além de uma alegre celebração das pessoinhas que podem salvar a humanidade dos erros que nossas gerações cometem, é também tempo de ativar o saudosismo. As fotos infantis nas redes sociais nos remetem a tempos em que o futuro era brilhante e nos lembram de tudo o que poderíamos ter sido!

sobbing

Ah, esse não é o seu caso? Que bom, também não é o meu. A vida é, sem dúvidas, uma longa estrada em que o que importa verdadeiramente é o caminho. As escolhas que fazemos são parte de um processo de construção de nossa história, e devemos olhar para trás com carinho, para frente com otimismo e para o presente com gratidão por existirmos!

O post desta semana, aliás, fala um pouco sobre reinvenção. Você vai saber o que o Google está fazendo para contornar uma objeção do internauta moderno. Temos também novidades do Instagram, entre outras coisas legais. Sempre lembrando que você pode receber esse conteúdo no seu email, assinando a nossa newsletter!

Google tenta contornar os bloqueios de cookies

Os cookies estão em pedaços e… por favor, não interrompa a leitura, é o último trocadilho! Ok, você continuou, obrigado. Bom, vamos lá. Com a crescente preocupação com privacidade na internet, o cookie foi escolhido com um dos principais vilões. Mais especificamente, aqueles de anunciantes ou redes de anúncios – os third party cookies.

Os first party cookies, aqueles instalados no seu computador pelo próprio site visitado, são mais bem aceitos. São mais fáceis de entender, como dados de login. Já os de terceiros são geralmente identificados como os que te seguem por toda a internet. Dependendo do seu ponto de vista, é uma personalização interessante, ou só um negócio meio creepy.

tobias

O fato é que cada vez mais pessoas e empresas – e até anunciantes – estão bloqueando e descartando o uso de third party cookies. O Google, que não é bobo nem nada, anunciou que está tomando medidas para, ao mesmo tempo em que respeita a privacidade dos usuários, contornar a rejeição crescente ao biscoito (não, não estamos falando do Instagram).

Machine Learning e café com leite

Começando pelo Display & Vídeo 360, mas já de olho em implantar no Google Ads logo, a gigante da tecnologia vai usar o fato de ser uma… gigante da tecnologia para usar Machine Learning. A ideia é permitir que os anunciantes continuem tendo a possibilidade de definir quantas vezes uma pessoa vê um determinado anúncio.

Sem third party cookies, fica mais difícil controlar isso. Porém, como o Google tem uma imensa quantidade de dados – e continuará tendo por um bom tempo, pois gigante da tecnologia, etc. – ele criará padrões a partir de sites em que eles ainda são permitidos. Ou seja, o sistema vai aprender a prever padrões de navegação de consumidores.

Rahul Srinivasan, gerente de produto do Google, diz no comunicado oficial que esse é mais um indicativo de como os produtos da empresa oferecem melhores experiências ao usuário, mas ainda respeitando a privacidade. E que esse pode ser um caso de estudo para, no futuro, ser o modelo para exibição de anúncios na internet via navegadores.

Links relacionados:

Instagram facilita (um pouco) a criação

Recentemente, comentamos aqui no blog que o Instagram estava trabalhando em uma ferramenta para imitar o TikTok, atual queridinho dos jovens. Pois bem, isso ainda não aconteceu, mas algumas mudanças foram implementadas na câmera do Stories para estimular a criatividade dos usuários.

Nem todos os usuários ainda tem a função disponível, mas agora ficou mais fácil colocar aqueles stickers divertidos. Antes, era preciso navegar por algumas opções até acioná-los, mas agora eles ficaram mais acessíveis. Viraram botões dentro da própria câmera da cópia feicebuqueana do Snapchat, inclusive os GIFs.

Veja abaixo a demonstração do consultor de mídias sociais Matt Navarra, que publicou a novidade em sua conta no Twitter:

O fim da aba “Seguindo”

Outra mudança que ocorreu no Instagram nesta semana passou praticamente despercebida. A aba “Seguindo”, que aparecia quando você clicava no coraçãozinho para ver as interações com seus posts, não está mais lá. De acordo com o próprio Insta, quase ninguém usava mesmo, então tudo bem.

Uma reportagem do BuzzFeed News, porém, mostra que não é bem assim. Bisbilhoteiros em todo o mundo lamentaram o fim da aba. Pode ser que você nem soubesse que existia, mas ela mostrava as atividades de likes de todos os seus contatos, além de quem eles começam a seguir. E outra coisa: todos os seus contatos podiam ver as suas atividades.

Bom, qualquer que fosse o seu lado nessa história – bisbilhoteiro ou bisbilhotado – agora tudo se acabou. Enquanto isso, seguimos aguardando o retorno da ordem cronológica na TL do Instagram. SPOILER: never gonna happen.

Links relacionados:

Tuitada de dirigente de time abre crise entre NBA e China

Daryl Morey, dirigente do Houston Rockets, time de basquete dos Estados Unidos, tuitou uma mensagem de apoio aos manifestantes de Hong Kong, que estão nas ruas lutando por mais liberdade em relação ao Partido Comunista chinês. Pouco tempo depois, porém, precisou apagar o tweet, que abriu uma crise entre a NBA e a China.

arrested

O gigante asiático é um mercado que interessa à liga norte-americana. O perfil oficial da NBA emitiu um pedido desculpas, mas depois resolveu defender a liberdade de expressão de Morey. Foi o bastante para a ditadura chinesa: a transmissão de alguns jogos da pré-temporada foi cancelada, além de outros cortes de relações.

Uma reação curiosa, apontada no OneZero, é que a China usou bots no Twitter para atacar Morey e a NBA. Um detalhe importante: a rede social é proibida no país. O artigo indica que esta foi uma semana em que os americanos acordaram para o fato de que muitas de suas empresas priorizam o lucro em detrimento da liberdade. Ao menos na China.

Links relacionados:

RD lança Kit de Como Montar um Planejamento de Marketing Digital

Nesta semana, a RD lançou um kit completo para você montar um planejamento de Marketing Digital. Agora é o momento ideal do ano para desenhar as ações da sua empresa para 2020, e esse material vai te ajudar a ter mais clareza na sua estratégia.

Você vai ver como fazer uma análise da situação atual da sua empresa, como investir da maneira correta, como identificar seus objetivos de Marketing Digital e muito mais. O kit traz um guia e uma planilha editável! Acesse abaixo!

Como Montar um Planejamento de Marketing Digital

Comece já a traçar suas ações para 2020 de maneira prática e assertiva! Bônus: o kit acompanha uma planilha editável: já desenhamos um escopo de onde você pode partir como base.

Marcadores:

Deixe seu comentário