Blog de Marketing Digital de Resultados

Google Shopping passará a ser gratuito

Nos Estados Unidos, o Google Shopping já será gratuito a partir do dia 27 de abril; resto do mundo terá a novidade até o fim do ano

Em uma mudança significativa para o mundo do Marketing Digital, o Google anunciou que comerciantes poderão divulgar seus produtos gratuitamente na sua plataforma de vendas. É isso mesmo: o Google Shopping passa a ser gratuito, dispensando a exigência de anúncios pagos para figurar nas listagens, como acontecia desde 2012.

O rollout dessa novidade nos Estados Unidos será no dia 27 de abril, de acordo com o site The Verge. Para o resto do mundo, a previsão no comunicado é mais vaga, falando em “até o final do ano”. Com o Brasil cada vez mais relevante no cenário digital global, como no lançamento do LinkedIn Stories, a expectativa é que chegue por aqui muito em breve.

28 hacks de Marketing Digital para superar a quarentena

A relação de consumo mudou! Conheça neste eBook as principais ações de Marketing Digital que você precisa colocar em prática para ter sucesso nas vendas online.

Contexto de pandemia e concorrência

A pandemia do coronavírus teve influência na decisão de tornar o Google Shopping gratuito. Veja o que escreveu o presidente de Comércio do Google, Bill Ready, no blogpost em que foi feito o anúncio:

O varejo enfrentou muitas ameaças ao longo dos anos, que só se intensificaram durante a pandemia de coronavírus. Com as lojas físicas fechadas, o comércio digital se tornou uma tábua de salvação para os varejistas. E, à medida que os consumidores compram cada vez mais on-line, procuram não apenas itens essenciais, mas também itens como brinquedos, roupas e artigos para o lar. Embora isso represente uma oportunidade para empresas com dificuldades se reconectarem com os consumidores, muitas não podem se dar ao luxo de fazê-lo em escala.

Ou seja, é uma sinalização de que o Google percebeu a migração que muitos negócios estão sendo obrigados a fazer para o ecommerce. Isso vai ao encontro do que pensamos para o momento aqui na Resultados Digitais. Recentemente, postamos aqui no blog um artigo sobre por que Marketing Digital é tão importante neste momento de crise.

O texto traz exemplos de empresas que estão encontrando soluções para evitar o fechamento, continuar vendendo e reinventar-se nesse período. Veja o que escrevemos:

Estamos migrando para um “novo normal”, e esta mudança, ainda que incerta quanto ao seu impacto e dimensão, traz a convicção de que buscar uma nova forma de fazer negócios e crescer é uma questão de sobrevivência para as empresas hoje.

É claro que não é fácil, mas é preciso encontrar alternativas para as empresas, ao mesmo tempo em que focamos na saúde das pessoas.

banner email hr teste gratis pt br mw v1 1

A concorrência da Amazon

O Google Shopping gratuito também pode entrar na lista de empresas se adaptando. Além de ajudar, o Google certamente vê essa migração como uma oportunidade de combater a concorrência. Muitos pequenos e médios comerciantes listam seus produtos na Amazon justamente por não precisarem fazer anúncios.

Assim, nem se interessavam pela plataforma da gigante de buscas. Isso faz com que a empresa de Jeff Bezos abocanhe uma parte significativa dos anúncios pagos de produtos. Algo na linha de “já que eu já estou aqui, vou fazer uns ads por aqui mesmo”. O Google está convidando essa turma a voltar.

Ou seja, todo mundo está correndo para se adaptar. Nesse caso, o Google Shopping volta a ser gratuito após 8 anos. A tecnologia também evoluiu bastante, possibilitando que haja um maior controle dos produtos comercializados. Mesmo que ainda não esteja disponível no Brasil, no próximo item falamos como será feito o processo de venda.

Como vai funcionar o Google Shopping gratuito

Antes de mais nada, é bom deixar claro: quando fizermos uma busca na página principal do Google, os resultados de produtos que aparecerão no topo – com imagens, descrição e preços – continuarão sendo de anúncios pagos. A mudança vai se dar ao clicarmos na aba “Compras” ou “Shopping” da SERP.

Nela, a coisa vai ficar meio parecida como nas páginas de resultados para outros tipos de palavras-chave. No topo e ao final também aparecerão anúncios pagos, em destaque. A diferença é que produtos “não-pagos” também vão ser listados, o que hoje não acontece. Mais opções para o consumidor e oportunidades para os pequenos negócios.

O comunicado sobre o Google Shopping gratuito não esclarece como esses produtos não-pagantes serão listados. Porém, dá para presumir que teremos um modelo parecido com o algoritmo do Google, retornando aos resultados mais relevantes para quem está fazendo a pesquisa.

google shopping gratuito

Como ficará o layout

Como inserir produtos no Google Shopping gratuitamente

A inclusão dos produtos será feita pelo Merchant Center, normalmente, selecionando a opção “Mostrar produtos nas plataformas do Google”. Se você já anuncia produtos usando a ferramenta e essa opção, será automaticamente incluído no programa, caso seja elegível. Se ainda não tem uma conta, o Google disse que vai implementar novidades no onboarding para ajudar quem está começando.

O Google ainda fechou uma parceria com o PayPal, para que os vendedores vinculem suas contas. A ideia é agilizar a integração e trazer resultados melhores.

O Google cita ainda parceiros atuais de ecommerce, como Shopify, WooCommerce e BigCommerce, para facilitar a criação de catálogos de produtos. Você também pode utilizar o Tiny ERP para criação e gerenciamento de campanhas do Google Shopping.

Enquanto a novidade não chega no Brasil, você já pode começar a adotar algumas novas práticas na sua estratégia de vendas. O Inbound Marketing é uma ótima forma de trazer mais Leads e fechar mais negócios! Nosso eBook, que é gratuito por meio do formulário abaixo, vai te ajudar a entender melhor como trazer esses resultados.

Ações de Marketing Digital para o seu ecommerce vender mais

Conheça as estratégias certas para vender de forma previsível durante todo o ano

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários