Blog de Marketing Digital de Resultados

Gustavo Boyde mostra as 9 leis práticas para um webinar de sucesso #RDSummit

Segundo o palestrante, o meio da semana é o melhor período para a transmissão de webinars

350.980. Esse é o número de webinars analisados e que geraram vários insights para a palestra de Gustavo Boyde, head de marketing do GoToWebinar.

O palestrante subiu ao palco no segundo dia do RD Summit 2017 para compartilhar as principais lições tiradas desse alto número de webinars realizados por clientes da plataforma.

Para começar, mostrou um estudo sobre as formas mais efetivas de geração de Leads. O webinar é a segunda, e está atrás apenas de eventos.

Sobre esse assunto, Gustavo disse que, de fato, um webinar nada mais é do que um evento online e é por essa razão que os dois formatos lideram.

Outro ponto legal falado no início da apresentação foi a respeito dos desafios de fazer um webinar, que são, em ordem:

  • conseguir participantes
  • agendamento
  • gerenciamento do projeto
  • criação do conteúdo
  • convocatório
  • falta de tempo
  • escolha do tópico
  • encontrar palestrantes

Após essa introdução, o palestrante falou sobre as 9 leis para um webinar de sucesso. Confira:

1 – O impacto do “quando”

Em média 37% das pessoas inscritas em um webinar aparece na hora indicada.

Em um primeiro momento, Gustavo pensou que isso acontecia porque as pessoas esquecem do webinar.

Para isso ele criou um convite no GoToWebinar para as pessoas adicionarem os webinars ao Google Agenda.

O que aconteceu? Nada, não funcionou.

Tentou outra alternativa: mandar um SMS dizendo que o webinar estava para começar.

Também não funcionou.

O problema, de acordo com Gustavo, não é o lembrete. As pessoas não assistem porque não querem ou porque estão ocupadas.

Melhores dias para um webinar

Segundo a análise dos webinars, os melhores dias para transmissão são: terça, quarta e quinta.

Os funcionários das empresas preferem assistir durante os seus horários d trabalho.

Segunda a pessoa está colocando sua semana em dia e sexta ela já esta pensando no fim de semana.

Melhores horários para um webinar: à tarde.

Rafael alega que pela parte da manhã as pessoas geralmente estão se organizando. Já à tarde, elas têm mais tempo e disponibilidade para outras atividades.

Mesmo assim, ele frisou que isso são número e relatórios amplos e de todos os segmentos e que o ideal é testar, pois cada mercado tem suas peculiaridades.

Um ponto interessante levantado é a diferença entre webinars para empresas e profissionais.

Webinars com assuntos relacionados a trabalho são normalmente bem aceitos em empresas, pois é um aprendizado para o profissional aplicar no seu dia a dia.

Já webinars que não têm relação com a empresa pode ser que seja melhor se for transmitido em horários alternativos, como o meio-dia.

2 – O índice de participação não garante o sucesso

42% dos top 100 webinars têm um índice de participação abaixo da média.

26% dos registrados se inscrevem para assistir a gravação depois do evento.

Ou seja, o webinar continua gerando resultado depois da transmissão ao vivo e essa é a importância de disponibilizar a gravação.

3 – Pequenos truques no título bombam os registros

Um título precisa ser atrativo pois é o que vai definir se a pessoa ter interesse no webinar.

Gustavo deu alguns exemplos e boas dicas, como você pode ver nos slides abaixo:

 

4 – Promova cedo e finalize com força

Sobre os dados de inscrição em webinar, os resultados compartilhados pelo palestrante foram:

  • 15% das pessoas fazem o registro com 3 ou + semanas de antecedência
  • 33% das pessoas fazem o registro no mesmo dia

Isto mostra a importância de planejar e de divulgar com antecedência e também de fazer uma força extra nos últimos dias.

5 – Email e Co-Marketing são a chave para o sucesso

Sobre a eficácia das táticas de promoção, email marketing e co-marketing são as que mais funcionam. Veja abaixo o slide que foi mostrado durante a palestra:

6 – Terça-feira é o melhor dia para promover

Aqui não é sobre a participação e sim sobre a divulgação.

O meio da semana é o melhor período para promover webinars, principalmente terça-feira.

7 – Webinars longos funcionam melhor

O tempo médio de visualização de um webinar é de 61 minutos.

Gustavo justifica que todo webinar começa com 100% de aceitação, mas que aos poucos vai caindo. Alguns saem porque o conteúdo não é exatamente o que foi esperado ou por outros motivos. E no meio tempo: 76% das pessoas ainda estão online.

Quem realmente está interessado no assunto, vai ficar online acompanhando. E são essas as pessoas importantes, pois são as que vão tomar alguma ação após o final da transmissão.

8 – Nem todo mundo assiste ao vivo

Gustavo diz que é preciso disponibilizar o webinar on-demand. Caso você não faça isso, esteja preparado para perder 26% da audiência.

9 – Relax, os melhores webinars são descontraídos

A dica final não trouxe exatamente um dado, mas é uma consideração baseada na experiência de Gustavo Boyde.

Webinars não precisam ser tão sério e engessados. A descontração é uma peça importante para manter o público online.

Marcadores:

Deixe seu comentário