Blog de Marketing Digital de Resultados

Inbound, conteúdo, eBooks e webinars: está tudo ficando saturado?

O questionamento é bastante válido, mas há algumas coisas que precisamos levar em conta para responder a essa pergunta.

Esse é um período do ano em que aprendemos bastante coisa na RD. É quando rodamos o RD on the Road, passando por 9 capitais brasileiras e tendo um contato muito mais próximo com nossos clientes e pessoas interessadas em Marketing Digital.

Um ponto que tem chamado atenção foi que em todas as edições até então ouvi alguns questionamentos sobre a saturação e o futuro do Inbound. A estratégia de fato está se tornando mais madura e popular (os ingressos esgotados em praticamente todas as edições do próprio RD on the Road até então mostram isso) e algumas pessoas comentam que não aguentam mais ver ofertas de eBooks e Webinars, que têm baixado muito menos do que já baixaram antes e que têm dúvidas reais do quanto isso ainda funciona.

O questionamento é bastante válido, mas há algumas coisas que precisamos levar em conta para responder a essa pergunta:

Quanto você realmente se doa para entregar valor?

Inbound Marketing conteudo esta saturado (2)

Criar um material para gerar Leads é relativamente fácil. Pensar um pouco em uma chamada atrativa e colocar 5 páginas em PDF atrás de um formulário não é barreira para qualquer empresa começar.

A grande dificuldade é criar um material que realmente seja denso, que entrega valor, mostra conhecimento e encanta alguém que o tenha baixado. Criar na cabeça de quem lê o sentimento de que sempre que ele precisar saber mais sobre o assunto pode ir atrás do seu conteúdo.

Parte da “birra” que muitos profissionais vêm pegando das ofertas de conteúdo se deve ao fato de se sentirem traídos e enganados pela oferta. São pessoas fazendo webinars em que ficam enrolando por 1 hora, prometendo segredos e dicas que nunca chegam. São eBooks superficiais que não trazem absolutamente nada fora do senso comum e que qualquer um já esteja cansado de saber.

É uma escolha usar esse recurso e conseguir gerar Leads mais facilmente no curto prazo. Mas essa escolha compromete a reputação e o longo prazo da empresa e do mercado.

Na RD sempre tivemos a preocupação de só lançar ofertas que acreditamos que realmente vão contribuir e, ainda que se fale de saturação, os números continuam chegando. Nossa média é de cerca de 5.000 downloads a cada eBook lançado e isso só é possível pela reputação construída ao longo do tempo com o investimento em qualidade.

A sua realidade é uma exceção

Inbound Marketing conteudo esta saturado (6)

Você que está lendo esse blog é alguém interessado em Inbound e provavelmente vive perto desse mercado. Talvez trabalhe com isso, talvez curta a nossa página no Facebook e de mais alguns parceiros ou concorrentes que falam sobre o assunto. E provavelmente por esse comportamento também está na lista de segmentação de diversas outras empresas/consultores/infoprodutores que criam anúncios para esse mercado (geralmente oferecendo justamente webinars e eBooks).

As empresas que “vendem” Inbound de alguma forma são as que mais costumam praticá-lo e talvez por estar nesse mercado você veja uma bolha de realidade muito diferente do resto.

Para se ter uma ideia, o RD Station é a ferramenta líder no Brasil para gestão de Inbound Marketing e temos mais 4.000 clientes no momento em que escrevo esse post. Nossa estimativa é que não chegamos a 20.000 empresas no Brasil utilizando uma ferramenta. Pelo Empresômetro, o Brasil tem hoje 17 milhões de empresas. Estamos falando então de 0,1% das empresas brasileiras fazendo Inbound. É só a ponta do Icerberg, com inúmeros mercados muito pouco explorados.

Isso, na verdade, é até uma prova de que o Inbound realmente funciona: há poucas empresas fazendo e mesmo assim elas aparecem muito, fazem muito barulho.

Mesmo com o mercado saturado, há oportunidades de se diferenciar

Inbound Marketing conteudo esta saturado (3)

Mesmo em mercados que apresentam saturação um pouco maior que outros (como o próprio mercado de Marketing Digital), ainda há muitas possibilidade de se diferenciar.

É possível trabalhar mais focado em um nicho ou então com formatos diferentes de conteúdo.

As ferramentas que criamos (lista abaixo) geram em média 5,5x o número de Leads que temos em cada webinar que produzimos:

Isso exatamente por ser um formato diferente, que poucas pessoas fazem. É um oceano azul

As ferramentas de quiz que criamos também apresentam números próximos a esse:

O que sua empresa pode produzir de ferramentas, templates, diagnósticos ou outras ideias que fujam do padrão? Muitas vezes um investimento um pouquinho maior no desenvolvimento dessas ferramentas pode gerar um retorno desproporcional. Isso também é conteúdo e também é útil na geração de Leads.

Os concorrentes não conseguem cobrir tudo

Inbound Marketing conteudo esta saturado (4)

15% das pesquisas feitas diariamente no Google nunca foram feitas antes na história. Existem infinitas formas de procurar pelo mesmo assunto e é impossível que uma empresa, por melhor que seja sua estratégia de conteúdo e SEO, consiga cobrir tudo.

Existem brechas que os concorrentes oferecem e um trabalho efetivo de pesquisa de palavras-chave pode mostrar formas de ser descoberto antes que descubram seu concorrente. Na medida em que você ataca as lacunas e ganha mais autoridade, pode começar a entrar na competição com empresas que já estejam um pouco mais estabelecidas.

Conteúdo se renova sempre

Inbound Marketing conteudo esta saturado (7)

Alguém já ter falado sobre o assunto não quer dizer muita coisa. Quantas vezes você já viu uma matéria na TV sobre a entrega do imposto de renda? Ou um documentário sobre a vida no mar?

É comum nos interessarmos por ângulos e formas diferentes de encarar o mesmo problema. O requisito é conseguir fazer algo que de fato seja mais interessante, não necessariamente novo.

É uma realidade sem volta

Inbound Marketing conteudo esta saturado (5)

Antigamente ter site era um diferencial para os negócios que o tinham. Com o passar do tempo, ter um site virou o requisito mínimo, um critério de entrada. Não se cogita não ter site só porque o concorrente saiu na frente e já fez.

A produção de conteúdo deveria gerar um pouco do mesmo sentimento. O fato de um concorrente já ter se estabelecido só mostra que você deve correr mais. Desistir deveria estar fora de cogitação.

As pessoas passaram a pesquisar mais antes da compra, buscam entender o assunto e as visões da empresa. O conteúdo pode e deve ser, sim, um canal relevante de aquisição de clientes, gerando muito resultado para o seu negócio, mas, no pior dos casos, é um item que transmite confiança para o usuário na avaliação pré-compra e cada vez mais tende a ser requisito para empresas entrando no mercado.

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários

6 comentários

  1. Diego Cordovez

    Muito feliz em ler esse post, André. Pra mim tudo se resumo ao item 1: um “guia completo” com 20 páginas (5 são capa, índice, 3 parceiros com um último deck de cada) é claramente uma falsa promessa e isso frustra o geral. Se você está num nicho e seus prospects são bombardeados com materiais assim todo mundo perde.

    O que temos visto é que explorar conteúdos que pouca gente tem tentado: o podcast tem sido um grato retorno, gerou a primeira venda com 33 dias no ar (6 episódios). Temos visto que ele gerou mais autoridade e menos monotonia ao blog.

    E o ponto 3 do seu post (explorar conteúdos diferenciados) é a maneira de sair desse ciclo. O que tirei do teu post é que o problema não é nem de longe a forma (Inbound ou Outbound), e sim o conteúdo :)

  2. Lizandra Diani Telles

    André, eu acredito muito no poder do Inbound Marketing, que é feito de modo correto. E também acredito muito no trabalho de vocês. Já sou cliente e pretendo gerar parceria com a RD. Abraço!

  3. Thiago Lavor

    Andre,

    Excelente artigo. Estou vivenciando a experiência de implementar a maquinha de geração de leads novamente do zero, reproduzindo tudo que jé fiz no passado. percebi algumas coisas:

    1 – Começar atrasado – estamos com 3 anos de atraso no que diz respeito a produção de conteúdo, vejo que em 90 dias já começamos a ganhar tração no orgânico, mais em uma velocidade menor que vivenciei da primeira vez. Hoje muita gente já está produzindo conteúdo e não existe outra maneira de se destacar alem de produzir tudo com muita qualidade e bem focado na sua persona.

    2 – A Régua subiu – Hoje todos estão mais exigentes, temos uma grande quantidade de ofertas e possibilidades de comparação, logo tudo que voce fizer precisa apresentar muita qualidade e efetivamente entregar valor para o seu Lead… a malandragem aqui é ser honesto, se prometeu na landing page, entregue no ebook

    3 – Insista que dá – Mesmo fazendo mais bem feito do que na primeira vez, tenho menos resultado, mais tenho resultado. Na minha atual estrutura de marketing (onde tinha duas pessoas hoje eu tenho cinco) tenho mais investimento em qualidade, design, revisão, processos e criatividade, mais fica muito claro que estou produzindo um grande ativo. Mesmo que ainda não esteja perto da tração que tinha na empresa anterior percebo que vou conseguir chegar onde estava em menos tempo, parte por ter mais recursos, parte por não errar em coisas que já validamos….

    4 – ferramenta – Concordo com a ideia de produção de ferramentas e outros materiais que resolvem problemas, ate agora já lançamos em um período de 4 meses 1 ebook, 40 postagens, 3 checklists e 1 ferramenta (http://vendamaiscomecommerce.com.br/) … a ferramenta mesmo sendo de fundo de funil foi de longe o que gerou mais lead o que mostra que mesmo sendo um material mais caro de produzir gera muito retorno…

    5 – em caso de emergencia faça comarketing – como eu tenho menos tempo e metas mais ousadas a única forma que vou conseguir compensar o meu tempo de rampagem no orgânico é fazendo comarketing e parcerias com empresas que tem mais base do que eu

    Outra coisa muito útil é produzir conteúdos que são reutilizado em outros processos, como por exemplo com seus clientes e para seu time de vendas… mesmo que eu ainda não tenha todo o trafego que eu gostaria eu crio coisas que podem ser reutilizadas para explicar alguma coisa importante para uma oportunidade que o comercial está tratando e usamos esse material para ajudar na venda …. tem sido muito útil e mesmo que o material não seja o que tem a maior visitação ou gera mais leads, se o cliente fechar já valeu o trabalho ….

  4. Andress Vitor de Souza Bento

    Olá André, creio que a descrença no Inbound serve bem àqueles que ainda não entenderam muito bem a metodologia. Enquanto tivermos como objetivo resolver as dificuldades dos clientes da melhor forma possível e com empatia, encontraremos ainda mais formas de oferecer conteúdo e de desenvolver ainda mais nossos produtos e serviços. Parabéns pelo texto! Abraços.

  5. Caroline

    Não acredito que o inbound esteja saturado no Brasil, até por que, vamos lá um exemplo básico: a competição por palavras-chave é muito menor que no exterior. Ou seja, as oportunidades para se destacar no meio digital BR ainda são vastas. O que me preocupa mais é quando o fator quantidade se sobrepõe ao conteúdo de qualidade. Há poucos dias escrevi um texto me queixando de alguns pontos da Internet como o fato de termos aí grandes nomes destaques no meio digital que não ajudam efetivamente nada, simplesmente têm fama e vendem uma estratégia estilo pirâmide – extremamente ruim para o mercado, na minha opinião, este tipo de atitude faz com que várias empresas desconsiderem investimentos no meio digital. No fim do dia, acredito que os que priorizarem a qualidade e a inovação terão grandes chances para crescer de forma sustentável e trazer mais resultados para o seu negócio. Antes ter presença online do que não ter, basta ver a quantidade de empresas brasileiras que ainda desconhecem o meio digital para perceber que temos um longo caminho para percorrer com tecnologia e neste caso, produção de conteúdo online.

  6. Wander Luiz Pio de Sena

    O sentimento que tenho é de saturação. E quando digo saturação não estou me referindo apenas às ‘enganações’ decorrentes de conteúdos bem diagramados, mas de baixo valor agregado.
    Mesmo conteúdos de fato ricos, hoje já são muitos para a absorção e aplicação – demandam tempo, recurso raro.
    Sim, estou dentro de uma bolha com área de maior influência do inbound marketing, por isso dentre os primeiros saturados.
    Acredito em um ‘novo estágio’ das oportunidades e meios, que é o das Redes Sociais (gerais, de interesses em comum e as redes corporativas) – este sim ‘novo’, com muito a ser desenvolvido e que contempla o inbound marketing, mas o transcende; além do conteúdo oferece o relacionamento.
    Aposto no conteúdo + rede social como ‘dobradinha’ – indissociável.