Blog de Marketing Digital de Resultados

Notícias da Semana: Facebook anuncia a Libra, sua própria criptomoeda

Em meio a uma interminável crise de confiança, o Facebook quer trazer as transações comerciais e bancárias para dentro da sua família de apps

A semana foi mais curtinha para muita gente, que, no momento da publicação deste post, está aproveitando um feriadão prolongado. Talvez não seja o seu caso e não é o meu, mas tudo bem. Eu estive de férias recentemente – como registrou o amigo Flaubi Farias em uma homenagem aqui no blog que me emocionou – e estou devidamente descansado.

Se você, no entanto, queria ter dado uma descansadinha extra, saiba que está no seu direito. Temos certeza que trabalha duro e poderia usar um diazinho para relaxar e colocar seus hobbies em dia. Se, por outro lado, a ideia era ter um dia de folga porque não aguenta mais o seu atual emprego, que tal buscar algo novo? É sempre tempo de recomeçar!

Quem sabe o caminho para semanas melhores não está em outra função, outra empresa ou até outro mercado? Aqui na RD, por exemplo, temos dezenas de vagas em aberto. Dê uma olhada, principalmente se boa parte do seu tempo atual no trabalho é consumido sonhando com feriados ou o fim de semana. Mudar pode ser uma boa!

Vamos, então, às notícias da semana em Marketing Digital e tecnologia, que você pode receber toda semana na sua caixa de email preenchendo o formulário abaixo! E Falando em mudanças, o destaque do post é mais uma novidade do Facebook, que cada vez mais vai dando sinais que não quer ser só mais uma rede social.

Libra, a criptomoeda do Facebook

O Facebook anunciou o lançamento de suas própria criptomoeda, a Libra. O nome é para remeter a três coisas: a antiga unidade de medida romana, o símbolo de balança da justiça e a liberdade. Falta de pretensão nunca foi um problema para Mark Zuckerberg.

A companhia, de fato, não esconde que tem objetivos grandiosos. A intenção é atingir bilhões de pessoas que, hoje, não tem acesso fácil a serviços bancários. A Libra não é para ser usada como investimento especulativo, ela é para ser usada. Ponto.

Claro que não é tão simples assim. A aprovação da criptomoeda ainda depende da aprovação de órgãos reguladores dos Estados Unidos, Europa e outros cantos do mundo. Porém, para vencer a desconfiança, o Facebook tem parceiros de peso.

Quem mais está na Libra

Sabendo que vive uma crise de imagem há anos, a turma de Menlo Park já adotou medidas preventivas antes que dúvidas fossem levantadas. A Libra será lastreada em moeda real, evitando flutuações de valores intensas, como as do Bitcoin, por exemplo.

Além disso, a tecnologia será open source e o blockchain será controlado por uma associação neutra. A Libra Association será como uma Suíça – inclusive sediada na Suíça – que pretende reunir 100 empresas. Por enquanto, foram anunciadas 28.

Entre elas, estão Visa, Mastercard, Uber, Ebay, Mercado Pago, PayPal, Coinbase, Lyft, Vodafone e Farfetch. Cada uma deve investir 10 milhões de dólares para o financiar a operação e terá responsabilidades de governança, implementação e estratégia.

Vem de Zap (e Messenger)

Por enquanto, o Facebook anunciou que as transações seriam feitas por seus mensageiros, o WhatsApp e o Messenger. Eles vão hospedar a carteira virtual da iniciativa, a Calibra. Os comunicados falam em enviar (e receber) dinheiro como se fosse uma simples mensagem.

Seja como for, a Libra é mais um sinal claro de que o Facebook quer diversificar seus negócios e, principalmente, suas fontes de renda. Embora a lucratividade dos anúncios ainda seja alta e eles sigam fazendo sentido, a empresa se prepara para o futuro.

Pelo jeito, o futuro pode estar em controlar transações financeiras. Afundado em uma crise de confiança, o Facebook diz que a Libra será independente e não se misturará com os dados dos usuários atuais. Será que podemos dar crédito (com trocadilhos) ao Zuck?

Links relacionados:

YouTube está remasterizando videoclipes clássicos

Não sei você, mas eu vivi o auge da MTV, assistindo aos videoclipes musicais mais incríveis de todos os tempos, entre os anos 90 e o começo dos 2000. Por isso fiquei muito entusiasmado em saber que o YouTube lançou uma iniciativa para remasterizar em HD o vídeo e o áudio de grandes clipes clássicos, alguns com mais de 30 anos.

Por enquanto são apenas 100, mas o objetivo é passar de 1.000 videoclipes remasterizados com as tecnologias mais recentes, em parceria com a Universal Music. No comunicado de divulgação, o YouTube comparou a ação ao trabalho de restauração de obras de arte. É mais uma arma na briga pelo mercado de streaming de música.

Ali no comunicado você pode encontra alguns dos clipes que já passaram pelo polimento e podem ser apreciados em todo o seu esplendor. Abaixo, eu embedei o meu favorito da lista, que certamente é um dos videoclipes mais marcantes da história da música.

Links relacionados:

Resultados Digitais lança o Social Media Day

O Dia da Mídia Social cai em um domingo em 2019, mais precisamente no dia 30 de junho. Isso não impediu a RD de criar um super evento para comemorar a data. Dois dias antes, em 28 de junho, vai rolar o Social Media Day, ao vivo e gratuito!

Será quatro horas de transmissão com grandes nomes do mercado, que vão trazer histórias e bastidores de uma profissão que, talvez há menos de 10 anos, ninguém imaginava que existiria. Serão mais de 10 entrevistas conduzidas por apresentadores da RD.

Além disso, quem se inscrever vai concorrer a prêmios incríveis e vai descobrir como concorrer a um ingresso para os 3 dias do RD Summit 2019! O que você está esperando? Clique aqui para conferir todos os detalhes e fazer a sua inscrição!

Marcadores:

Deixe seu comentário