Blog de Marketing Digital de Resultados

Descubra como vencer no ringue das redes sociais com Gary Vaynerchuk

Um grande desafio enfrentado pelas empresas é acompanhar a evolução das redes sociais e ganhar vantagens competitivas com ela

Você sabe quem é Gary Vaynerchuk? Ele seria um cara aparentemente normal, se não fosse pelo fato de que conta com mais de 1 milhão de seguidores no Twitter e centenas de milhares de assinantes no Youtube. Ou seja, ele é realmente especialista no assunto redes sociais.

E, para nos ajudar a alcançar a excelência nas redes sociais, ele escreveu um livro, Nocaute. Ou, em inglês, Jab, Jab, Jab, Right Hook.

Neste post, vamos ensinar tudo o que aprendemos com Gary Vaynerchuk sobre como desenvolver vantagens competitivas nos dias de hoje com o marketing das mídias sociais.

Gestão de midias sociais

Saiba como definir uma estratégia para sua empresa e aprenda a gerar resultados com as redes sociais

O marketing na era social

Na era em que vivemos, as pessoas despendem parte considerável de seu tempo nos seus celulares. E, se estão nos celulares, grandes chances de estarem em alguma rede social. Isso alterou as dinâmicas do marketing.

O impacto e a eficiência do marketing tradicional continuam a diminuir de maneira constante, enquanto o marketing social está crescendo exponencialmente.

Portanto, hoje, se você quer ter sucesso nas campanhas de marketing, foque no celular. E nas redes sociais.

Ainda, para Gary Vaynerchuk, de nada adianta fazer venda direta nas redes sociais. Ela é rejeitada pelo usuário final. Em vez disso, o ideal é que se saiba ouvir o usuário, conversar com ele, para depois, quando o próprio usuário permitir, fazer sua oferta.

É como em um ringue de boxe (daí o título do livro!): dê muitos socos leves (conteúdo) antes do gancho de direita (oferta) para finalizar.

Contando sua história nas redes

Em seu livro, Gary fala muito da importância de você contar grandes histórias nas redes sociais. Grandes histórias que farão com que seus usuários se sintam apreciados e valorizados. Se tratam de micro-conteúdos que informarão sobre seu produto e irão inspirar os usuários.

Para ter grandes histórias excepcionais:

  • É necessário otimizar o conteúdo para a plataforma em questão: nada de adaptar materiais de outros lugares, produza algo específico para cada rede.
  • Você deve ajudar o usuário: ao invés de invadir o espaço da pessoa, dê a mão para ela e a ajude a fazer o que quer, contando histórias que fazem parte da conversa.
  • Suas histórias não devem gerar demanda: produza um micro-conteúdo generoso, informativo, engraçado e inspirador, e nada de ficar falando sempre das vendas.
  • Se mantenha atualizado: e mostre isso! Não fique preso nas décadas passadas. Crie conteúdo que mostre que você entende os problemas atuais dos usuários.
  • Produza em tamanho micro: as pessoas andam cada vez mais ocupadas. Os pequenos conteúdos são muito mais atraentes que grandes produções.
  • Seja fiel a seus valores: seus conteúdos também devem incentivar sua marca e ser fiéis a seus valores.

No livro Marketing de Conteúdo Épico, de Joe Pulizzi, você poderá aprofundar mais em como criar conteúdos relevantes para seus atuais e potenciais clientes.

Facebook

O Facebook é a plataforma ideal para contar suas histórias e entregar conteúdo de qualidade e relevante. A medida que os usuários vão interagindo, você começa a ranquear melhor e ser visto com mais frequência.

Suponha que você é um vendedor de botas:

Socos fracos (jabs):

  • Um vídeo de 15 segundos de pessoas mostrando as botas que você vendeu para elas;
  • Um cartão de feliz dia dos namorados, que não mostra nenhuma bota;
  • Um vídeo de 15 segundos sobre escalada em montanhas;
  • Uma pesquisa: “Você prefere usar suas botas no verão ou no inverno?“.

Gancho de direita:

  • Poste um cupom, uma oferta de frete grátis ou algum outro Call-to-Action.

Twitter

O Twitter é a melhor plataforma para dar declarações e expor sua opinião. Com frases curtas, você pode projetar sua voz.

Atualmente, muitos profissionais de marketing usam o Twitter como uma extensão de seus blogs ou para promover links. Isso é uma pena, já que o Twitter é uma ótima ferramenta para escutar o que os usuários estão dizendo.

O ponto forte do Twitter está em sua habilidade de descobrir as tendências e os acontecimentos.

Dicas para usar o Twitter:

  • Poste constantemente tweets breves;
  • Utilize as tendências a seu favor;
  • Escolha uma hashtag memorável.

Instagram

O Instagram é uma rede social visual. Embora nos dê um grande desafio por não permitir adicionar URL às imagens, saiba: os usuários não são burros — eles descobrem como chegar aos links facilmente, se for de seu interesse.

Pense no Instagram como uma revista que é lida por mais de 100 milhões de pessoas a cada mês — onde você pode postar conteúdo gratuito, desde que seja uma imagem. E com o bônus que as pessoas podem interagir com as imagens (curtir, comentar…).

Dicas para usar o Instagram:

  • Coloque imagens naturais em seu Instagram – nada de propagandas ou fotos genéricas;
  • Respeite a geração do Instagram;
  • Utilize muitas hashtags no Instagram;
  • Seja “digno de exploração” — as imagens mais bonitas vão para a página “explore” do Instagram.

E lembre-se: assim como você está lutando para aprender as evoluções das redes sociais, a maioria das empresas está fazendo a mesma coisa.

Os consumidores são lentos para se adaptarem também. Se você conseguir ser rápido e entender as mudanças contínuas nas redes sociais, você pode ganhar vantagens competitivas significativas.

Gostou do post? Tem alguma dica para acrescentar? Compartilhe conosco sua opinião nos comentários!

Esse post foi escrito por Marília Pimenta, publicitária, viciada em leitura e em produtividade e graduanda em administração. Ela faz parte do time de conteúdo do 12Minutos e está sempre criando conteúdos novos no blog do 12′ e no Medium.

Marcadores:

Deixe seu comentário