Blog de Marketing Digital de Resultados

Marcos Piangers: a mudança que você faz no mundo #RDSummit

Piangers afirma que não podemos permitir que a tecnologia nos faça perder o que temos de mais humano: nossa criatividade e nossa interação com outras pessoas

Este post faz parte do RD Summit Live Show, a cobertura completa do RD Summit 2018. Além de artigos, teremos entrevistas com palestrantes, fotos, vídeos e mais durante os três dias de evento. Visite a página da cobertura e fique por dentro de tudo!

Além da cobertura da palestra, também conversamos com Marcos Piangers no RD Summit Live Show. Assista abaixo:

Em sua palestra, o comunicador e palestrante Marcos Piangers começou falando da palestra de Martha Gabriel: “A Martha falou de inteligência artificial; eu vou falar de inteligência orgânica, humana.”

Piangers disse que, hoje em dia, estamos cada vez menos cultivando as relações humanas. Estamos cada vez mais ligados à tecnologia.

E isso não é necessariamente um problema, pois a tecnologia existe para nos ajudar, e para nos ajudar a sermos mais produtivos e eficientes. Todos os dias, pessoas cada vez mais novas conseguem utilizar a tecnologia para criar novas oportunidades de negócio, e o futuro parece promissor nesse sentido.

Segundo Piangers, nos próximos bilhões de pessoas passarão a ter acesso à internet, e provavelmente muitos farão negócios ou comprarão por meio dela. Ou seja: a festa está só começando, e você ainda tem chances de entrar nela. Haverá – e já há – uma multidão louca para se relacionar com empresas que sabem vender na internet.

O problema, segundo ele, é que a tecnologia pode viciar. E é aí que mora o perigo porque, neste caso, em vez de ajudar, a tecnologia acaba atrapalhando a nossa vida. O que acontece é que estamos cada vez mais ligados às telas, mas estamos exercitando menos a nossa criatividade. E isso não está nos deixando exatamente felizes.

Um dado interessante que Piangers trouxe é o fato de que, se por um lado estamos usando cada vez mais aplicativos, por outro, geralmente utilizamos os aplicativos que nos deixam mais tristes e aborrecidos depois que os usamos. As ferramentas que, por outro lado, incentivam o bem-estar são bem menos usados.

marcos piangers

Qual é a mudança que você pode fazer no mundo? Marcos Piangers contou em sua palestra!

Em resumo, os algoritmos dos apps têm nos deixado cada vez mais viciados na tecnologia de uma forma negativa. Mas nós podemos mudar isso. Basta que a gente consiga perder essa relação viciosa que estamos criando.

E para isso, uma solução é, novamente, nos voltarmos para aquilo que nos torna mais humanos: a criatividade. Incentive-se – e incentive outras pessoas – a ver o mundo de forma mais criativa, com outros olhos. Desconecte-se. Lembre-se que você é um agente transformador, mas que, para isso, não pode se padronizar e se hipnotizar pelas telas. Tenha ideias diferentes.

Felizmente, Piangers afirmou que, se o mundo geralmente tem nos levado a nos padronizarmos e a nos viciarmos nas telas, já há quem esteja fazendo diferente. Algumas empresas já estimulam seus funcionários a fazerem e trabalharem de forma diversa do habitual. Ele deu exemplo de empresas que já não trabalham nos modelos clássicos, dando mais liberdade para seus funcionários. Algumas, inclusive, já nem exigem mais diploma de seus funcionários, pois preferem focar em outras habilidades que têm muito mais a ver com capacidades adquiridas ao longo da vida do que questões técnicas.

No final, Piangers ressaltou: é preciso que tenhamos mais ousadia nas ideias, mais pensamentos divergentes, mais criatividade. É isso que nos faz mais humanos.

Marcadores:

Deixe seu comentário