Blog de Marketing Digital de Resultados

Marketing humanizado: o que é e como implementar

Saiba o que é marketing humanizado, como implementá-lo e quais são as empresas que já fazem isso com sucesso

Muitas empresas que buscam otimizar seus resultados e encantar seus clientes optam por investir no chamado marketing humanizado. Essa ação tem como objetivo se aproximar dos usuários, estabelecendo uma ligação especial entre a marca e seus consumidores.

Como consequência, teremos um maior engajamento com a empresa, assim como sua popularização.

Continue lendo nosso post e saiba o que é marketing humanizado, como implementá-lo e quais são as empresas que já utilizam dessa ação para alavancar seus resultados!

Fortalecer para Crescer 2

O que é marketing humanizado?

O marketing humanizado, assim como o nome já sugere, é aquele que busca humanizar os processos e estabelecer conexão com os usuários. Esse tipo de marketing começou a se tornar uma tendência quando as marcas buscaram aumentar o processo de humanização dentro dos seus processos, o que foi fortalecido através do Marketing Digital.

Isso aconteceu, principalmente, como reflexo do que as pessoas buscam e desejam encontrar em uma empresa. Atualmente, os consumidores não querem apenas consumir, mas sim ter uma boa experiência durante todo o processo de compra.

Para que isso seja possível, as empresas devem investir pesado em criar um relacionamento com o consumidor durante todas as etapas do funil de vendas, disponibilizando conteúdo e focando nas necessidades dos futuros clientes.

Vale ressaltar que não existe apenas uma forma de implantar essa ação, cada empresa pode fazer do seu jeito, sem seguir nenhuma fórmula pronta. De acordo com Liliane Ferrari, o marketing humanizado deve seguir três pilares: a emoção, a empatia e a ética. Por isso, é importante adequar os seus processos para atingir esses pontos.

Por que sua empresa deve ter uma comunicação humanizada?

Muitas vezes, dentro dos processos internos da empresa, esquecemos que o cliente não é apenas um número ou contrato, mas sim uma pessoa, com sentimentos e desejos. Consequentemente, fazemos um atendimento parcial, sem focar em criar uma conexão com ele e realmente ajudá-lo a resolver o seu problema.

Oferecemos um processo automático, com roteiro prévio e sem interações humanas reais, usando sempre as mesmas frases repetidas que o cliente já sabe de cor; ou ainda investimos pesado em tecnologia e utilizamos chatbots para atender, reservando um atendente apenas para casos urgentes.

Mas segundo uma pesquisa realizada pelo Retail Dive, 70% dos consumidores desejam uma interação humana ao invés de robótica. Dentre eles, 48% afirmam que a razão dessa preferência se dá por robôs ou atendimento automáticos não conseguirem entender e ajudar de fato em suas dificuldades.

Através desses dados podemos concluir que, apesar da evolução da tecnologia, os clientes ainda buscam o atendimento humano e valorizam as empresas que investem nisso. De acordo com a mesma pesquisa citada acima, 61% dos clientes afirmam que receber um atendimento personalizado, seja por e-mail, chat ou mídias sociais é importante para eles.

marketing humanizado

Como implementar o marketing humanizado?

Não existe apenas uma forma de implementar o marketing humanizado na sua empresa. Você deve seguir os três pilares citados anteriormente e adaptar suas ações para conquistar e criar relações com seu público. Mas, para auxiliar nesse processo separamos 3 práticas que podem ser úteis:

1. Invista em storytelling!

Storytelling é uma ótima forma de humanizar sua marca, afinal, consiste em uma narrativa envolvente com palavras e recursos visuais. Você pode gravar vídeos mostrando como é feita a produção dos seus produtos, entrevistando colaboradores, contando a história da empresa ou apenas exibindo imagens do dia-a-dia.

Esse tipo de material faz com que o usuário se sinta mais próximo da empresa, como se fosse um amigo e um confidente. Portanto, conte uma história que inspire as pessoas e provoque emoções. Com certeza trará resultados!

2. Engaje seu público

As mídias sociais mudaram completamente a maneira de se relacionar com seus clientes, facilitando o compartilhamento de conteúdo e a interação com o público em geral.

Fique atento ao que as pessoas estão falando sobre sua marca e, se possível, responda aos comentários e sugestões de forma direcionada. No Instagram, por exemplo, não apenas curta o comentário de alguém na sua publicação – responda mencionando o arroba dessa pessoa. Pequenos gestos fazem toda a diferença!

Muitas empresas utilizam os próprios comentários das suas publicações para interagir com seus seguidores, tanto para tirar dúvidas quanto apenas para conversar de maneira mais leve e humana, mostrando que se importam.

E não pense que apenas pequenas empresas fazem isso! Marcas famosas mundialmente como a Netflix, Burger King e Pepsi já ficaram conhecidas por interagirem com seus clientes de maneira descontraída.

Nada mais legal que comentar uma publicação e a empresa replicar para você, não é mesmo?

3. Mude os valores da empresa

De nada adianta pregar a humanização da marca, se dentro da empresa falta isso. Busque, como líder, estar conectado com seus colaboradores, saber como eles estão e, claro, interagir com eles. Crie um ambiente agradável de trabalho, motive sua equipe e esteja presente.

É fundamental que o marketing humanizado comece de dentro para fora, adequando os valores e práticas da organização.

Alguns exemplos de marketing humanizado

Algumas marcas já são famosas no Brasil pelo método que interagem com seus clientes e usuários, se destacando no mercado e nas mídias sociais.

De acordo com o UOL, a Netflix é a empresa que mais engajou com seus fãs no Instagram, enquanto no Facebook o destaque vai para o Hotel Urbano. A Netflix responde vários dos seus usuários, sempre com bom humor e deboche. Já o Hotel Urbano incentiva seus usuários a viajar e tira as dúvidas dos seus clientes.

Também não podemos deixar de citar o Nubank que já presenteou uma cliente que o cachorro tinha comido seu cartão e outra que a avó tinha jogado seu cartão na lixeira. A própria empresa já divulgou alguns casos no seu blog, mostrando que se importa e presta atenção nos seus clientes.

Mas não pense que para ser um destaque você precise enviar presentes!

O Mercado Livre, por exemplo, mudou seu logo durante o período do Coronavírus para incentivar o distanciamento social, mostrando que se importa com o bem-estar dos seus usuários e seguidores.

Já a Ambev postou um vídeo mostrando como produzir máscaras feitas com plástico PET, podendo ser reproduzidas por qualquer pessoa com uma máquina de corte a laser.

Essas pequenas medidas fazem o cliente se sentir ouvido e especial, o que todos queremos ser. Agora que você já sabe como implantar o marketing humanizado na sua empresa, que tal fazer sua parte e ajudar a construir um mundo melhor?

fortalecer para crescer

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários

5 comentários

  1. Nícolas Carvalho

    Ótimo conteúdo e de muita relevância! Parabéns!

  2. Jainara Viana

    Adorei o conteúdo!!!

  3. Bruno Quevedo

    Ano passado muitas palestras, não só, mas em especial, da Liliane Ferrari, e que tive o prazer de acompanhar no Summit, destacaram que o marketing dessa nova década seria voltado para o humano. Agora, com a pandemia, não resta nenhuma dúvida de que isso vai se concretizar. As grandes marcas/empresas que não se atentarem a isso sairão perdendo e, as pequenas, poderão sumir e não só por causa da crise econômica, mas porque não conseguiram se reinventar.

  4. Jonathan Schreiber

    Ótimo conteúdo! Obrigado por compartilhar conhecimento conosco 👏🏼

  5. Vinicius Wronski

    Ótimo conteúdo! Parabéns!