Marketing nas redes sociais: qual a importância? Como fazer?

O marketing nas redes sociais deve seguir as especificidades de cada plataforma; saiba por que não utilizar todas da mesma maneira e veja dicas voltadas para cada uma


As redes sociais estão tão presentes na nossa vida que parece que sempre existiram. A primeira a bombar no Brasil foi o Orkut, que surgiu em 2004. Muitos pensavam que era apenas um modismo. Ninguém cogitava, na época, a hipótese de utilizar esse canal comercialmente.

Quase 20 anos se passaram e muita coisa mudou. Hoje, acontece o contrário: pouca gente imagina como seria o dia a dia sem as redes sociais. Estar presente nelas é praticamente uma obrigação para empresas de todas as áreas. Atualmente, nenhum negócio se destaca só por utilizar uma determinada plataforma, mas sim por usá-la da maneira correta.

Vamos mostrar ao longo do texto como você pode potencializar seu marketing nas redes sociais, partindo do princípio de que usá-las todas da mesma maneira pode trazer economia de tempo, mas não os melhores resultados.

A similaridade existe. Em todos os casos, os usuários e as empresas querem um espaço para demonstrar suas ideias, histórias pessoais ou profissionais, e interagir com outras pessoas – ou clientes.

Mas nem sempre isso deve ser feito da mesma forma. Até porque as redes sociais possuem diferenças simples como faixa etária média, objetivo e tipo de mídia predominante compartilhada pelos usuários.

Fazendo uma analogia, é como se você tivesse que promover seu negócio em diferentes mídias como televisão, rádio, jornal ou revista. Você não utilizaria a mesma linguagem em todos os casos, certo? Nas redes sociais, acontece o mesmo. Não pense em promover conteúdo ou produtos nas redes sociais em geral, e sim no Facebook, Twitter, Instagram e assim por diante. 

Neste artigo, vamos mostrar algumas particularidades das redes sociais mais usadas pelos brasileiros atualmente. Você também conhecerá a importância do marketing nas redes sociais e como investir nele de forma estratégica. Confira!

👉  Quer outras dicas para aumentar sua presença digital, criar conteúdos que engajam e, o mais importante, converter seguidores em clientes? Faça o download gratuito do eBook Estratégias para redes sociais: 8 passos para ir além dos likes e tornar suas redes lucrativas preenchendo o formulário abaixo!

8 passos para ir além dos likes e tornar suas Redes Sociais lucrativas

Preencha o formulário para acessar o eBook com as estratégias para dar o próximo passo nas redes!

- Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses. - Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade. * Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Por que as redes sociais são importantes para o marketing?

Antes de falar das dicas de marketing nas redes sociais, vale lembrar por que essas plataformas são importantes para a divulgação da sua empresa.

Quando falamos em Marketing Digital hoje, muita gente pensa diretamente nas redes sociais. Com Instagram, Facebook e tantas outras plataformas, ganhamos um meio de comunicação novo, bastante abrangente e com uma grande diferença dos meios tradicionais: todos têm direito a vez (como produtores de conteúdo) e voz (como consumidores).

As pessoas engajam mais por terem espaço e interações constantes e a mensagem ganha mais credibilidade, já que quem fala é um conhecido em quem confiamos. Não é como uma propaganda na qual a empresa tem interesse em fazer você comprar o produto dela.

Em uma visita rápida pelo Twitter, por exemplo, percebemos que é muito comum as pessoas opinarem sobre marcas e produtos. A decisão de estar nas redes sociais independe da empresa: as pessoas é que decidem se vão falar dela. E se falarem, são elas quem decidem se falam bem ou mal. Nesse contexto, uma empresa que pensa em obter mais resultados em marketing pode tentar otimizar sua presença na internet. 

Uma definição comum quando se fala em marketing é a que diz que seu papel é entender e atender o mercado. Essa definição pode ser perfeitamente aplicada ao marketing nas redes sociais.

Para entender, a empresa deve monitorar o que é falado sobre ela, seus produtos e seus concorrentes. E pode ainda estender seus canais de comunicação às redes sociais, possibilitando que o próprio usuário entre em contato e fale mais sobre suas necessidades.

Ter um ótimo produto ou serviço é a grande forma de atender o mercado. No entanto, você ainda pode atender o mercado ao fornecer conteúdo útil para o usuário por meio do perfil da sua empresa nas redes sociais. Dessa forma, você pode dar a munição que os usuários precisam para espalhar a sua mensagem.

A única questão é que cada rede social já tem suas regras e encará-las da mesma forma que as empresas encaram a mídia tradicional, embora muitas empresas o façam, aumenta bastante a chance de fracasso da ação. Mas, sobre isso, falaremos mais adiante.

Como criar uma abordagem estratégica de marketing nas redes sociais

Falamos que é preciso pensar nas particularidades de cada rede social, e é verdade. Porém, vamos lembrar que, em todas elas, o público-alvo e o propósito da empresa são os mesmos. 

Isso é comunicação estratégica: considerar todas as variáveis na hora de planejar e executar as ações, mas sem deixar de mirar um objetivo maior, que está relacionado com a essência da marca. E, seja qual for a mensagem, nunca deixar de ser verdadeiro.

Abaixo, trazemos algumas dicas que são válidas para qualquer rede social. Elas vão ajudar você a ter uma abordagem estratégica nesses canais.

Vá além das curtidas

Conforme as marcas começaram a buscar seu espaço nas redes sociais, as próprias plataformas foram se ajustando para aproveitar essa oportunidade. A fonte de receitas do Facebook, por exemplo, é o investimento que as empresas fazem em anúncios e posts patrocinados no site.

Esse novo universo da publicidade às vezes parece um tanto científico, já que há uma série de números e práticas para obter os melhores resultados e monitorar o desempenho. Isso é muito legal, pois permite otimizar o investimento e saber com precisão qual o retorno sobre ele.

O problema surge quando se enfatiza demais o quantitativo e o qualitativo acaba ficando um pouco de lado. E quando as métricas — dados referentes ao comportamento dos usuários e outras variáveis importantes — levam a conclusões equivocadas por conta de análises simplificadas.

Imagine que uma empresa publica um post que viralizou, recebeu centenas ou milhares de curtidas e resultou em muitos seguidores novos. Quantas dessas pessoas realmente conhecem o produto ou serviço dessa marca, já o consumiram, têm o potencial de consumir ou influenciar pessoas?

É a diferença entre a “métrica vazia” das curtidas e o engajamento de verdade. Engajamento é inbox, é gente que entra em contato ou comenta e conhece de fato a marca, que compartilha porque quer disseminar aquela ideia. Ou seja, interações qualificadas.

No fim, o monitoramento dos números é importante, é claro, mas é só uma parte do trabalho. Tão importante quanto, ou até mais, é ter um pensamento estratégico para interpretá-los e tomar as decisões corretas baseadas nesses números.

Tenha uma comunicação horizontal e verdadeira

Às vezes, uma empresa precisa de tráfego para o site, de vendas no seu ecommerce ou de visualizações em um vídeo. Essas são métricas tão importantes quanto as curtidas, comentários e compartilhamentos.

É preciso entender que curtidas em conteúdos que não estão relacionados com a marca não têm tanto valor assim. E compreende que trabalhar com redes sociais não é só produzir muito, e sim falar sobre a empresa, seus produtos, serviços e conceitos de uma maneira que desperte o interesse do usuário.

O desafio é maior para quem estava acostumado com os tempos em que a publicidade era menos horizontal, diferentemente da fase atual, em que as redes sociais representam um canal de comunicação direto com o público consumidor, que se torna um verdadeiro interlocutor. É um cenário que exige mais atenção e transparência.

Antes de começar a produzir, defina objetivos

O que podemos garantir é que não há fórmula pronta no trabalho com redes sociais. Cada marca tem sua história, seu contexto e suas metas, e a estratégia nesses canais deve considerar todas essas particularidades.

Antes de sair criando conteúdo de qualquer maneira, é necessário definir qual é o objetivo por trás de cada perfil nas redes sociais e, a partir daí, planejar quais métricas serão acompanhadas.

O objetivo pode ser gerar relacionamento, criar um canal de atendimento, gerar Leads, posicionar e disseminar a marca. O importante é que ele esteja alinhado com algo maior, que é o propósito.

Como criar uma estratégia de marketing nas redes sociais em diferentes plataformas?

Certo, agora que já falamos sobre a importância do marketing nas redes sociais e trouxemos algumas dicas gerais para a sua estratégia, é hora de falar sobre como seu negócio pode utilizar cada plataforma, especificamente:

Facebook

O Facebook é a rede social mais popular do planeta, com mais de 2,7 bilhões de usuários ativos ao redor do mundo. Só em solo brasileiro, são 130 milhões de pessoas que mantêm um perfil na plataforma.

As atualizações na timeline do Facebook são dinâmicas. Cada usuário recebe um tipo de conteúdo de acordo com o que ele mais curte ou acessa. É assim que o Facebook julga mostrar o conteúdo mais relevante para cada tipo de usuário, utilizando um poderoso algoritmo capaz de absorver informações sobre a navegação de cada pessoa.

Por isso, nem sempre visualizamos todas as publicações de determinadas páginas. Recebemos as atualizações daquelas com as quais mais interagimos.

Com esse algoritmo que molda a timeline de cada usuário, o Facebook torna-se uma rede social em que a qualidade supera a quantidade. Ou seja, é recomendado que as publicações sejam relevantes e moderadas na quantidade.

  • Como a RD faz: em nosso Facebook, divulgamos conteúdos do blog, materiais ricos, novidades e eventos. Também aproveitamos os memes do momento para gerar conexão e engajamento com os seguidores. Focando na qualidade, fazemos uma média de uma publicação por dia.

Confira outros conteúdos que podem ajudar em sua estratégia no Facebook:

Instagram

O Instagram é outra rede social extremamente popular, tendo alcançado a marca de 1 bilhão de usuários em 2018. As principais particularidades é que é uma rede feita para ser utilizada por dispositivos móveis e voltada para imagens e vídeos.

Empresas podem aproveitar o Instagram para fortalecerem suas marcas, postando fotos de bastidores, do dia a dia, da equipe, além, é claro, de divulgarem seus produtos ou serviços — quanto mais apelo visual a oferta tiver, mais apelo o conteúdo terá na rede social.

  • Como a RD faz: no nosso Instagram, publicamos imagens, vídeos, stories e Reels com dicas de Marketing Digital e vendas. O objetivo é educar e inspirar nossos seguidores, reforçando nosso posicionamento como especialistas no assunto.

Confira outros conteúdos que podem ajudar em sua estratégia no Instagram:

LinkedIn

O LinkedIn é a maior rede social corporativa do mundo. Assemelha-se bastante às redes de relacionamento, mas a diferença é que o foco é o networking profissional. Ou seja, em vez de amigos, temos conexões, e em vez de páginas, temos companhias.

É usado por muitas empresas para recrutamento de profissionais, para troca de experiências profissionais em comunidades e outras atividades relacionadas ao mundo corporativo. Nas Company Pages, também é possível publicar conteúdos interessantes para o seu público-alvo, como dicas relacionadas ao seu mercado de atuação.

  • Como a RD faz: em nossa página no LinkedIn, o foco são conteúdos mais corporativos, divulgando nossas iniciativas para ter uma empresa mais diversa, por exemplo. Além disso, também compartilhamos conteúdos que produzimos, prêmios recebidos, novidades e vagas disponíveis.

Confira outros conteúdos que podem ajudar em sua estratégia no LinkedIn:

YouTube

O YouTube é a rede mais popular de streaming de vídeo. Tem mais de 2 bilhões de usuários, número que corresponde a quase um terço de todos os usuários da Internet.

Apesar de a intenção do YouTube ser a de veiculação de vídeos, o site não deixa de ser uma rede social, uma vez que você pode, com sua conta do Google, interagir com outras pessoas, seguir canais e escrever comentários.

Empresas podem aproveitar a plataforma para publicar vídeos institucionais, dicas, webinars, trechos de palestras e transmissões de eventos. As possibilidades são muitas!

  • Como a RD faz: no YouTube da RD, o foco são dicas de temas relacionados ao Marketing Digital e vendas. Além disso, também usamos o canal para transmitir nossos webinars e eventos. 

Confira outros conteúdos que podem ajudar em sua estratégia no YouTube:

Twitter

O Twitter é uma rede social de natureza imediatista, caracterizada por atualizações sobre fatos que estão acontecendo em tempo real. É considerada também uma segunda tela, uma vez que os usuários frequentemente a utilizam para comentar o que está passando na televisão, como noticiários, reality shows, jogos de futebol e premiações. Desde 2017, permite posts com até 280 caracteres.

A prioridade do Twitter é mostrar o que está acontecendo nesse exato momento, até mesmo pelo fato de o feed ser atualizado de forma cronológica. Mesmo assim, é uma rede social que pode gerar bastante tráfego para qualquer empresa, até mesmo as que não possuem esse caráter de informações de “última hora”, como é o próprio caso da Resultados Digitais.

Com as opções de compartilhar posts (retweets), mencionar outros perfis em uma atualização e responder usuários, é também uma importante ferramenta de relacionamento com a audiência.

  • Como a RD faz: em nosso Twitter, publicamos nossos posts de blog e materiais ricos, além de dicas sobre Marketing Digital mais curtas, muitas vezes usando imagens para ilustrar. A média é de 5 posts por dia.

Confira outros conteúdos que podem ajudar em sua estratégia no Twitter:

Outras redes sociais

Acima, citamos as principais redes sociais no momento e as que usamos aqui na RD. No entanto, há outras redes que possuem ótimos resultados para outros tipos de negócio, como o Pinterest, ferramenta visual em que você pode encontrar ideias criativas para todos os projetos de seu interesse, e o TikTok, que faz sucesso entre o público mais jovem.

O segredo é pensar em uma estratégia diferente para cada rede social. Isso não significa que você não deve automatizar tarefas como posts automáticos e agendamentos, mas pensar que cada rede possui uma linguagem diferente. Unir esses diferentes objetivos é um fator que deve diferenciar o seu negócio.

Veja mais dicas de marketing nas redes sociais no vídeo abaixo:

Se você quer ir além no seu marketing nas redes sociais, outra dica é usar uma ferramenta como o RD Station Marketing, que permite automatizar ações como programar posts e gerar relatórios. Dessa forma, você ganha tempo e pode focar em tarefas mais estratégicas para a sua empresa. Preencha o formulário abaixo e faça agora um teste gratuito! 👇


Artigo publicado em dezembro de 2015 e atualizado em março de 2021.

 

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários

12 comentários

  1. André Farias

    Excelente!

  2. Jacquelline Longhi F Paiva

    Ótimo post, como sempre. Porém, uma observação: Toda rede social é uma mídia social, mas nem toda midia social é uma rede social. Creio que o Slideshare não se encaixa em rede social, já que não visa o relacionamento entre as pessoas e sim compartilhamento de conteúdo, apenas. Não é verdade?

  3. Rayssa França

    Muito bom! Me ajudou bastante principalmente e como pensar para cada mídia especifica. Os exemplos são bem práticos.

  4. Gabriel Vicente

    O google + então é mais usado por uma questão de SEO do que propriamente engajamento e divulgação de um negócio.

  5. Renata Fraia

    Muito bom o texto, Flaubi, parabéns! Seu post é de 2015. Vc acha que alguma coisa mudou de lá pra cá? Obrigada! ;-)

  6. Joilson Fernandes | AONLead

    Super Post Flaubi!

    As diferenças realmente são muitas e não saber à respeito todas delas pode custar muito caro. Conhecer o que cada uma tem de melhor a oferecer, poupa tempo e gera mais resultados.

    Obrigado por compartilhar tanto conhecimento.

  7. Fernanda Nascimento

    Exceções, não Excessões.

    1. Flaubi Farias

      Olá, Fernanda! Sim, o correto é “exceções” mesmo.

      Esperamos que o conteúdo tenha sido útil pra você.

      Abraços!

      1. Dhiego Borges

        Foi bastante util. Estou fazendo um plano de marketing para a empresa onde trabalho e esse post de longe foi o mais informativo que encontrei. Pena não ter abordado todas as redes mas ja deu uma luz.

        1. Flaubi Farias

          Valeu, Dhiego! Enfatizamos as redes sociais que utilizamos com mais frequência aqui na RD para podermos exemplificar como fazemos. Assim que começarmos a usar outras mídias certamente iremos aprofundar esse estudo.

          Fico bem feliz que tenha sido útil pra você. Quais redes você está trabalhando em seu plano?

          Abraços!

          1. Dhiego Borges

            Trabalho numa consultoria ambiental. Pra começo vou centralizar no blog e usar as três principais redes como vias de divulgação. To observando como vou usar as redes fotográficas, nao ficou claro a melhor forma de usa- las pra mim.

          2. Flaubi Farias

            Dhiego, cada caso é um caso. Mas o mais importante é que as imagens sejam absurdamente atrativas e que o perfil mantenha um padrão de postagem. Já começou a usar o Instagram? Se quiser compartilhar sua experiência conosco, sinta-se à vontade!