Blog de Marketing Digital de Resultados

Martha Gabriel ensina 12 hacks para melhorar negócios e influenciar pessoas com o neurobusiness #RDSummit

Confira um resumo das dicas e lições que Martha Gabriel trouxe ao RD Summit 2017

Como compreender melhor o cérebro humano pode alavancar o seu negócio? A resposta é neuromarketing!

Esse foi o tema da palestra feita por Martha Gabriel, que abriu o segundo dia do RD Summit 2017, e pôde ser definida como um momento de reflexão social que se mistura a uma aula de neurociência somada a uma lista de 12 hacks valiosos.

Martha abre a sua palestra convidando os participantes a fazerem uma reflexão poderosa: um minuto para pensar sobre a situação da violência mundial, destacando por que damos importância aos acontecimentos terroristas nos países mais desenvolvidos, como França e Estados Unidos, e não nos informamos nem nos manifestamos quando o mesmo acontece em países menos desenvolvidos como a Somália.

Depois da reflexão — mais que válida, Martha traz os conceitos de neuroplasticidade e níveis de consciência. A neuroplasticidade é a capacidade do cérebro de se modificar ao longo da vida de acordo com as nossas experiências; já os estímulos e os níveis de consciência são formas de influenciar pessoas.

Entrando mais a fundo em níveis de consciência, ela comenta que se pode manipular pessoas por meio de mensagens subconscientes e conscientes, mas que o ideal é que seja no nível consciente.

Para ajudar nessa tarefa nada fácil, Martha trouxe 12 hacks de como o neurobusiness se vale de dados científicos sobre o cérebro para melhorar negócios e influenciar pessoas.

1. Do “penso, logo existo” para o “sinto, logo existo”

Pensava-se que as pessoas eram racionais e depois justificavam com o emocional, mas o novo paradigma é de que primeiro sentimos e depois pensamos. Num exemplo simples: sinto que está chovendo e racionalizo que vou precisar de um guarda-chuva para não me molhar.

Martha comenta que o cérebro é constantemente sequestrado pelo coração, e não é a toa que, na Disney, as lojas de brinquedos ficam localizadas ao final da atração, quando a pessoa está encantada e emocionalmente mais suscetível a querer levar para casa um pouco da experiência que viveu.

2. Durma 8 horas por dia

Você pode achar que menos que isso é ok pra você, mas Martha comenta que diversos estudos demonstram que a produção de hormônios é afetada, assim como a capacidade de tomada de decisão.

As sonecas também são válidas, pois o cérebro também faz sinapses durante esse tempo, o que significa que soluções estão sendo construídas.

3. Energia! Energia! Energia!

Precisa de energia? Precisa se concentrar? Castanhas são a dica.

Café somente até às 15h, pois após esse horário o sono será definitivamente afetado.

4 e 5. Crie uma fazendinha de neurônios

Fazer atividades novas como aprender uma língua ou aprender a tocar um novo instrumento ativam novas áreas no cérebro, criando novas sinapses.

6. Faça exercícios!

Provavelmente você já escutou essa recomendação de diversas pessoas. Isso porque ela realmente tem benefícios dos mais diversos, desde estéticos até a produção de substâncias que dão a sensação de bem-estar.

7. Abrace e ouça o outro!

Essas ações liberam ocitocina, conhecida como o hormônio do amor, e diminuem os níveis de cortisol, conhecido como o hormônio do stress — o que inclusive melhora o humor.

8. Gamifique!

Comprovadamente a competição estimula as pessoas a agirem, então quando possível, gamifique.

9. Crie storytelling

O storytelling continua sendo uma arma poderosa para atrair a atenção. Use do método sanduíche (bom – ruim – bom) para persuadir: fale sobre a parte boa da situação, depois sobre a parte ruim e finalize com outra parte boa.

10. Medite

A meditação já deixou de ser algo espiritual e transcendental e se tornou uma prática mais popular pelos seus diversos benefícios. Aproveite-os!

11 .Decida o que é importante

Evite pequenas decisões que podem tirar energia das coisas importantes. Delegue decisões menos importantes a outras pessoas.

12. Tenha um cérebro digital

Seu cérebro não precisa ser responsável por tudo! A tecnologia pode ser muito valiosa nesse momento.

Abuse dos apps de organização e assistentes pessoais e se preocupe com o que você realmente precisa.

E aí, pronto para usar os 12 hacks que a Martha trouxe?

Marcadores:

Deixe seu comentário