Blog de Marketing Digital de Resultados

SEO para 2019: Maryna Hradovich mostra tendências, dicas e estratégias vencedoras #RDSummit

"Eu não estou dizendo que SEO básico não importa, mas precisamos pensar no futuro", disse a vice-presidente de growth da SEMrush, que abordou otimização para dispositivos móveis, inteligência artificial e pesquisa por voz

Este post faz parte do RD Summit Live Show, a cobertura completa do RD Summit 2018. Além de artigos, teremos entrevistas com palestrantes, fotos, vídeos e mais durante os três dias de evento. Visite a página da cobertura e fique por dentro de tudo!

Além da cobertura da palestra, também conversamos com Maryna Hradovich no RD Summit Live Show. Assista abaixo:

Que investir em SEO é um dos pilares de uma boa estratégia de Marketing Digital, muita gente já sabe. Mas como ir além quando o assunto é otimização para os mecanismos de busca? Quais os próximos passos, para onde o SEO está indo?

Foi para responder a perguntas como essas que a especialista Maryna, da SEMruh, estruturou a palestra que apresentou no último dia de RD Summit 2018. Ela focou em três tendências: dispositivos móveis, inteligência artificial e pesquisas por voz.

SEO para dispositivos móveis

 

“Não é nenhuma surpresa que as buscas móveis superaram o desktop. Vocês devem estar pensando que não se aplica a sua indústria, mas, mesmo para bancos, quase 40% das pesquisas vem de dispositivos móveis.”

Maryna explica que vários problemas podem acontecer quando se tem um site separado para desktop e dispositivos móveis. “Você tem que garantir que o conteúdo seja o mesmo tanto no desktop quanto no celular”, diz.

O melhor é mudar para um website responsivo. Ela citou o exemplo do site da Sephora, que é muito bom, mas a versão para mobile tem 10 vezes mais erros.

Outro fator que pode trazer problemas se não estiver funcionando bem é a velocidade da página. Carregar rapidamente é um fator de ranqueamento em dispositivos móveis. De acordo com ela, 70% dos sites demoram mais de 7 segundos para carregar. Ao mesmo tempo, 53% dos visitantes usando dispositivos móveis deixam a página se ela não carrega em 3 segundos.

“Um pequeno conserto na velocidade do site pode ter um grande efeito no tráfego”, explica. Para resolver, ela sugere o uso de Accelerated Mobile Pages (AMP).

“Eu não estou dizendo que SEO básico não importa, mas precisamos pensar no futuro, e mobile já está aqui. Se você não estiver pensando em dispositivos móveis antes do desktop, você já perdeu”.

maryna hradovich rd summit 2018

Inteligência artificial e machine learning

 

“No passado o Google analisava palavra por palavra, mas hoje está ficando mais esperto”.

Se muitos usuários visitam um site a partir dos resultados de uma busca, mas ficam pouco tempo e retornam ao Google, o buscador entende que o resultado não é relevante. Se isso acontecer com muitas pessoas, o site pode acabar caindo no ranking. Por outro lado, se o conteúdo é consumido por mais tempo, o Google presume que o site é bom.

Para se dar bem, é preciso entender a intenção do usuário e as perguntas feitas por ele. Use títulos com os quais o público se identifique, de acordo com questões populares. Além disso, utilize palavras-chaves semanticamente relacionadas, já que o Google é cada vez mais semântico.

Pesquisa por voz

De acordo com Maryna, o mercado de pesquisa por voz será bilionário em 2025. Atualmente, uma a cada 5 buscas móveis são feitas por voz, mas isso deve aumentar ano a ano.

Para otimizar o seu site para buscas por voz, vale levar em conta que, quando os usuários fazem esse tipo de pesquisa, eles usam perguntas diretas.

“Dê o que eles precisam, criando conteúdo holístico, otimizado para snippets em destaque”.

Semana do SEO

Uma série de webinars com os melhores especialistas para saber como aparecer nas primeiras posições dos mecanismos de busca, aumentar seu tráfego e ganhar relevância na internet de maneira orgânica.

Marcadores:

Deixe seu comentário