Blog de Marketing Digital de Resultados

Tudo sobre Newsletter: o que é, como criar, dicas de conteúdo e muito mais

Aprenda a fazer newsletters eficientes e relevantes para os seus potenciais clientes e gere valor ao negócio

Newsletter é um tipo de email informativo com recorrência de disparos. O email não é focado em uma oferta específica, mas ela pode abordar diferentes assuntos, geralmente possui últimas notícias ou destaques de um período. A newsletter é considerada a porta de entrada para ações de Email Marketing.


A newsletter é um dos formatos mais comuns de Email Marketing e um dos primeiros passos que muitas empresas dão quando começam a trabalhar com esse canal.

Muitas vezes, uma newsletter é composta por indicações de artigos e novidades da empresa, sendo um ótimo formato de email para se relacionar com Leads e clientes de forma “leve”. Ela reforça a marca e também impulsiona leitores para outros canais da empresa, como o Facebook e o Twitter.

Geralmente, são enviadas para toda a base de contatos de forma recorrente e costumam oferecer uma grande variedade de conteúdo. Isso faz com que a newsletter seja um tipo de email que atinge Leads em todos os estágios do funil de vendas e em momentos diferentes de compra.

Quer algumas dicas em vídeo sobre Email Marketing? Clique no player abaixo e assista.

Se sua empresa já possui um blog com conteúdo frequente, a newsletter é uma excelente forma de alavancar o alcance do conteúdo, além de ser facilmente produzida.

Confira algumas dicas para você ser mais efetivo em suas newsletters:

Índice

7 dicas essenciais para sua empresa criar uma boa newsletter

Em vez de ler, que tal ouvir as dicas? Experimente no player abaixo:

 

1. Só envie se for realmente relevante

Como o objetivo principal da newsletter é manter o público mais próximo do seu negócio, a primeira premissa é a de que você tem conteúdo de qualidade a oferecer.

Sua empresa deve saber que tipo de assunto mais interessa à lista. Temas que respondam as principais dúvidas dos potenciais clientes em sua área de atuação vão atrair mais do que a divulgação pura e simples do seu produto.

Quanto mais informações você tiver sobre as preferências de seus leitores, melhor. E o ideal é que a mensagem seja a mais segmentada possível. Uma newsletter bem produzida e de conteúdo selecionado com rigor tende a virar um grande ativo de longo prazo.

2. Torne o conteúdo “escaneável”

Se você tem vários temas para divulgar, deixe as chamadas bem separadas e organizadas e dê destaque para os pontos principais.

Nos casos de textos maiores, mantenha somente uma introdução ou resumo com um link para o conteúdo completo disponível no site. Isso vai garantir uma newsletter mais enxuta e permitir que você descubra por meio dos cliques quais foram os conteúdos mais atrativos.

3. Escolha bem o assunto da newsletter e o remetente

Sabia que o grande responsável por uma boa taxa de abertura de emails é o assunto da mensagem? Por isso, dedique algum tempo para elaborar uma chamada atraente. O desafio é ser sucinto, objetivo e principalmente relevante para quem lê.

Uma opção é usar a chamada do texto mais importante da newsletter no assunto do email, o que tende a aumentar a taxa de cliques no artigo. Vale também usar a criatividade e destacar o tema geral do email em uma frase só.

exemplo de assunto e remetente de newsletter

Exemplo de assunto e remetente da Newsletter SEO Happy Hour: manter um padrão nos envios pode facilitar a identificação do usuário (no caso, todo assunto possui o emoji da caneca de chopp)

Um ponto é fundamental: o nome da sua empresa deve estar no remetente do email. Se a pessoa que o recebe já tem confiança no seu negócio, exibir o nome da empresa vai tornar a mensagem ainda mais atrativa.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então leia o post Como criar assuntos de Email Marketing que despertam curiosidade + 30 templates.

4. Aposte na simplicidade do layout

O HTML de um email não pode ser encarado da mesma forma que o HTML de um site. Complexidades na elaboração do template aumentam muito a chance de problemas na forma como cada serviço renderiza a mensagem e tornam mais frequente a quebra de layout.

exemplo de newsletter - Resultados Digitais

Exemplo de Newsletter da Resultados Digitais

Além disso, oferecer diversas opções de ofertas em uma sequência pouco definida também pode confundir o usuário e diminuir o número de cliques. Ser simples no CSS e usar um layout de tabelas é a melhor opção.

5. Tome cuidado com o uso de imagens

Evite condensar sua newsletter em apenas uma imagem, pois a maioria dos serviços de email bloqueia a exibição. Isso dificulta a visualização e demanda ao usuário clicar em uma autorização para conseguir saber qual o conteúdo do email. Essa “barreira” reduz bastante os resultados.

newsletter com imagens bloqueadas

Exemplo de email com imagens bloqueadas (e considerado SPAM)

Quando utilizar imagens ao longo do HTML, preocupe-se em empregar corretamente o atributo ALT, que são palavras ou frases exibidas quando uma foto não aparece.

Neste post tem mais detalhes sobre por que se deve usar um template HTML ao invés de uma imagem.

Também lembre-se de garantir que as imagens estejam no seu servidor próprio.

A utilização de um serviço gratuito de hospedagem de imagem não é recomendada por dois motivos. O primeiro deles é que esse tipo de serviço é muito utilizado por spammers e pode reduzir a confiabilidade da sua mensagem.

Em segundo lugar, muitas vezes esses serviços bloqueiam a exibição de imagens em emails, pois não conseguem lidar com uma alta quantidade de tráfego. Dessa forma, seu potencial cliente não consegue ver o conteúdo enviado pela sua empresa.

6. Avalie os resultados para encontrar pontos de melhoria

Aproveite os relatórios oferecidos pelas ferramentas de Email Marketing para analisar a efetividade de suas newsletters. A taxa de abertura ajudará a identificar os melhores horários de envio, a efetividade do assunto escolhido e o quanto sua empresa tem sido relevante ao longo do tempo.

Já os cliques vão ajudar a mostrar os assuntos que mais chamaram a atenção e podem representar conteúdos interessantes para o seu público.

Isso tudo permite otimizar as campanhas e proporcionar maior retorno sobre investimento.

7. Teste muito

Não pense que o trabalho termina quando a newsletter estiver concluída.

Testá-la antes de enviar é muito importante. Para isso, vale enviar a mensagem para si mesmo e amigos. Verifique e teste os principais servidores de email na sua lista.

Geralmente emails do Hotmail, Gmail, Yahoo, Uol e Bol, além de softwares como Outlook, Mozilla Thunderbird e Apple Mail estão entre os mais relevantes no Brasil.

Uma boa opção é utilizar o site litmus.com, que mostra a exibição do email em diferentes serviços de email. Esses testes ajudarão a garantir que o layout não seja quebrado de acordo com o serviço de email.

Procure variar os tipos de conteúdo, assunto do email e horário de envio para identificar quais opções oferecem melhores resultados para sua empresa.

8 dicas de bons conteúdos para newsletters

Já sabemos que seja em um blog ou uma rede social, fazer um bom conteúdo é essencial para atrair novos assinantes/seguidores e manter os atuais.

Quando falamos de Email Marketing isso é ainda mais crítico, já que a sua empresa tem uma série de desafios para passar: fazer com que o destinatário abra e leia o email, evitar que ele se descadastre da lista, evitar que ele marque o email como SPAM, estimulá-lo a recomendar para amigos, e no melhor cenário, atrai-lo para clicar em call-to-actions do email e fazer uma conversão no seu site.

Newsletter da Yoast

Exemplo de newsletter da Yoast

Por isso, separamos 8 dicas para ajudar na missão de escolher um bom conteúdo para uma Newsletter:

1. Tenha colunas regulares

A primera dica tem o potencial de facilitar muito todas as outras abaixo: opte por ter colunas ou seções regulares na Newsletter.

Isso ajuda basicamente de duas formas: a primeira é que o leitor já tem uma expectativa do tipo de conteúdo que vai encontrar, o que não só o faz se programar melhor para ler como gera segurança em indicar para outras pessoas. A segunda é que isso permite a você se planejar melhor para criar seu email e ao longo do tempo já prestar mais atenção nos assuntos que devem ser trabalhados.

2. Compartilhe seu conhecimento

Todo negócio tem um segredinho, uma boa prática que nem todo mundo conhece. Contar para o cliente qual é o ingrediente daquele drinque ou mostrar como você teve sucesso em montar uma consultoria são bons exemplos de artigos que geram valor e aproximam os leitores da sua empresa. As pessoas adoram receber dicas.

3. Mantenha um FAQ ou Pergunte ao Expert

Responder diretamente as perguntas dos leitores é uma ótima forma de agradá-los. Primeiramente porque as pessoas se identificam com dúvidas e interesses de outras pessoas, e depois por que dessa forma sua empresa incentiva uma comunicação mais frequente com o assinante, facilitando o engajamento.

4. Inclua benchmarking e estatísticas

As pessoas gostam de se comparar, de conhecer seu status.

Se seu negócio vende para outras empresas (B2B), indique o que as outras empresas do setor estão fazendo, quais as práticas mais comuns, quais as demandas, etc. Estudos de caso também rendem matérias bem interessantes.

Se você vende para o consumidor final (B2C), pode indicar pesquisas de quanto seu produto está presente na vida do consumidor ou dados curiosos, como por exemplo qual é o prato mais pedido do restaurante ou o carro mais requisitado para test-drive da concessionária.

5. Use ferramentas de monitoramento e de Web Analytics

Monitorar alguns clientes e palavras chaves relacionadas ao seu negócio pode gerar bons insights em relação aos interesses do seu público alvo.

As ferramentas de Web Analytics, como o Google Analytics, também podem indicar os conteúdos do seu site que mais têm feito sucesso entre o público.

6. Realize enquetes com os leitores

Realize enquetes tanto para descobrir como melhorar seu serviço ou checar alguma dúvida da empresa, quanto para descobrir o próprio conteúdo desejado pelos assinantes da sua lista.

7. Divulgue um novo conteúdo rico

Sempre que produzimos algum tipo de conteúdo mais denso, como eBooks e Webinars, enviamos um email para a nossa base. Como esse tipo de conteúdo se destaca e costuma ser relevante para nosso público, temos taxas de aberturas e cliques bastante acima da média da indústria.

Outro efeito interessante é que essas pessoas ajudam a compartilhar o conteúdo, trazendo novos visitantes para nosso site.

8. Dê informações sobre a sua empresa

Um princípio básico do Email Marketing é agradar a quem recebe e não a quem envia. Por isso não costumamos recomendar para as empresas enviar emails auto-promocionais, irrelevantes para a maioria dos assinantes.

No entanto, se sua empresa tem alguma informação própria que pode ser útil para o leitor, não há problema em usar o canal para repassá-la.

Por exemplo, falar para os clientes sobre a atualização de uma funcionalidade no seu software ou indicar uma promoção da semana estão permitidos, especialmente se esse tipo de informação é apenas uma parte pequena de um email recheado de outros conteúdos úteis para o leitor.

Para ajudar você no envio de newsletters, confira o checklist de envio de Newsletter.

Checklist de Newsletter: o que conferir antes de enviar?

Embora criar uma newsletter não seja difícil, são muitas etapas a serem cumpridas, desde selecionar o material a ser enviado até dispará-la para a sua base. Por isso, confira a seguir um checklist com os principais passos para conferir antes de disparar suas newsletters.

Quer uma versão prática desse checklist? Baixe aqui o nosso checklist “Campanhas de Email Marketing”

1. Planejamento

Assim como o email promocional, a newsletter precisa de planejamento.

Em primeiro lugar, escolha um nome para a campanha. Esse nome deve, na medida do possível, identificar características chave da newsletter, para que todos que estão trabalhando na criação desta campanha saibam ao menos qual é o tema. Isso é especialmente importante se você possui mais de uma newsletter, que são enviadas em periodicidades diferentes, com conteúdos diferentes e para diferentes bases.

Depois, determine qual é a persona (ou quais são as personas) para quem você enviará a newsletter. Isso determinará os conteúdos que você selecionará para este email.

Escolha também a segmentação para a qual você vai enviar. Ela pode estar de acordo tanto com as características do Lead (por exemplo, sua idade) quanto com algum comportamento que ele tenha tido eu seu site ou blog (por exemplo, o download de um eBook).

Agora, é a hora de fazer a seleção do conteúdo. Uma dica é fazer campanhas com conteúdos de diferentes estágios de compra para cada persona.

2. Calendário

Este é o momento de definir o dia e o horário do disparo. Como não existe uma regra sobre o que é melhor, o ideal é que você teste algumas variações e veja qual se encaixa melhor para sua empresa.

Depois que você tiver essa definição, mantenha a periodicidade de envio. Afinal de contas, a newsletter é uma campanha recorrente.

Algumas ideias de dias e horários para sua newsletter estão post Os melhores horários para envio de Email Marketing.

3. Conteúdo

Agora é a hora de criar o conteúdo. Comece fazendo em um documento um outline, que é uma estrutura com os tópicos da newsletter e quais conteúdos serão abordados nesses tópicos. Depois, desenvolva os textos do email – por exemplo, o texto de abertura e um pequeno resumo de cada conteúdo que está sendo oferecido.

Em seguida, pense em algumas opções para o título do email (cerca de 5) e selecione a que considerar melhor. Por último, envie o texto para a revisão.

4. Layout do email

Agora, você vai criar o layout da newsletter, ou seja, vai dar uma cara a ela. Se você não souber fazer isso, pode contratar um profissional para criá-la. Lembre-se apenas de que a newsletter deve estar no formato HTML.

Mas, se você não tem um profissional para fazer isso para você, use uma ferramenta que permita criar layouts rapidamente, como o RD Station Marketing.

Depois, revise tudo junto – layout com conteúdo final.

Alguns pontos que você deve verificar: o assunto do email está aparecendo completamente na caixa de entrada (tente limitá-lo a, no máximo, 50 caracteres)? As imagens estão funcionando com texto alternativo? Há imagem quebrada? Todos os links funcionam? Há erros ortográficos?

Se houver algum erro, corrija-o. Quando estiver tudo certo, passe para a próxima etapa.

5. Disparo

Hora do disparo. Agora, você deve criar a segmentação sugerida no planejamento.

Uma boa ideia é usar listas dinâmicas para facilitar os próximos disparos da newsletter. Finalize a configuração e agende o disparo.

6. Análise

Antes de finalizar o trabalho com esta newsletter, você deve analisar os resultados. Algumas métricas de Email Marketing que você pode avaliar:

  • Taxa de Abertura (número de pessoas que abriram a mensagem dividido pelo número de pessoas que a receberam): aumentou ou reduziu comparada à última campanha? O que fazer na próxima?
  • Taxa de Cliques (número de cliques em algum link da newsletter dividido pelo número de pessoas que a receberam): aumentou ou reduziu comparada à última campanha? O que fazer na próxima?
  • Taxa de Conversão (fizeram alguma conversão a partir da newsletter): quantas pessoas atingiram o objetivo definido no planejamento?

Se você cumpriu todas essas etapas, seu processo de envio de newsletter está completo.

Mas nós criamos também um checklist prático para você utilizar em outros tipos de campanhas, como de email promocional e fluxos de nutrição, que possuem processos diferentes.

O checklist tem uma versão digital – em que você pode marcar os pontos que já foram finalizados diretamente no navegador – e uma versão para impressão:

Checklist: Campanhas de Email Marketing

Um passo a passo do que fazer para lançar sem erros seus emails promocionais, newsletters e fluxos de automação

Post publicado originalmente em abril de 2013 e atualizado em maio de 2020.

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários

3 comentários

  1. Gustavo Caram

    A dica para uma excelente empresa de e-mail marketing é: http://www.mailerweb.com.br ! Muitas mensagens gratuitas para testar!

  2. Nilson Ferreira

    Nilson Ferreira
    Gostei da apresentação de seus ebooks e conteúdo relevante, dos quais procuro informações e materiais para estudo, por esta razão abusei de sua gentileza ofertando-os gratuitamente. Após a leitura de cada um deles, retorno comentários e /ou mais esclarecimentos. Obrigado.

  3. Sandro Scrivano

    Ótimas dicas. Qualidade na informação e conteúdo atraente com objetividade é o melhor caminho. tecnologiasavancadas.com.br