Blog de Marketing Digital de Resultados

LinkedIn traz novidades para quem busca emprego, recrutadores e muito mais

Plataforma vai otimizar suas funcionalidades relacionadas tanto a quem procura quanto a quem oferece vagas

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

 

 

Você sabia que o LinkedIn tem 20 milhões de vagas de emprego? E que seus 600 milhões de usuários fazem 25 milhões de candidaturas semanalmente? Esses números levaram a rede social profissional a dar um upgrade nas suas funcionalidades ligadas a jobs.

As novidades foram reveladas em uma entrevista coletiva via teleconferência com jornalistas de tecnologia. As atualizações devem ser disponibilizadas gradualmente nos próximos meses, tanto para usuários pagantes quanto aos que usam gratuitamente.

Neste post, falamos sobre esses anúncios do LinkedIn. Aliás, ele fez outro lançamento legal: o Kit de Ferramentas de Marketing de Conteúdo, feito em parceria com a RD! Preencha os dados abaixo para recebê-lo gratuitamente e, depois, continue lendo.

Kit de Ferramentas de Marketing de Conteúdo

Criar conteúdo é um desafio? Você fica travado na hora de traçar um plano? Acesse recursos e soluções utilizados e recomendados pelo LinkedIn e pela RD!

Novidades para quem procura emprego no LinkedIn

A primeira novidade reflete o aumento do uso de smartphones para acessar o LinkedIn. Uma nova homepage otimizada para mobile que leva à pesquisa de vagas apertando um único botão: além disso, vai ficar mais fácil definir parâmetros de interesse.

Isso será útil para encontrar mais facilmente o tipo de emprego que interessa ao usuário, que poderá configurar alertas de acordo com esses parâmetros. Haverá mais transparência também em relação a salários, algo que antes era exclusividade do LinkedIn Premium.

Leia mais: Outras notícias sobre o LinkedIn

Ainda sobre alertas de empregos, vale citar uma estatística interessante: as 25 primeiras pessoas que se candidatam a uma vaga no LinkedIn têm 3 vezes mais chances de conquistá-la que os aplicantes seguintes. Portanto, vale a pena ativar os alarmes!

Indicações e comunidade

Também vai ficar mais fácil pedir indicações para amigos que já trabalham na empresa que a pessoa deseja, através de atalhos. De acordo com o LinkedIn, 85% das pessoas que conseguiram um emprego pela plataforma disseram que tiveram ajuda de seus contatos.

Outra estatística mostra que indicações aumentam em 9 vezes as chances de contratação de quem se candidata. Por outro lado, não pense que o LinkedIn está pensando em fortalecer apenas o bom e velho “Q.I.” não, viu?

Leia mais: Para que serve o LinkedIn? 4 dicas de uso para sua empresa

Pois é, teremos novos testes de habilidades! Serão provas de 10 a 15 minutos para comprovar que o usuário tem, de fato, os skills listados em seu perfil. Ou seja, você vai poder verificar que os cursos que você fez realmente trouxeram conhecimento.

Enquanto as mudanças não vêm, dê uma olhada no vídeo abaixo do Cristiano Santos, que é Top Voice do LinkedIn. Durante o RD Summit Live Show, ele deu dicas para seu perfil se destacar, e também para a página da sua empresa ter mais engajamento!

Novidades para recrutadores no LinkedIn

As empresas e recrutadores que querem atrair candidatos também terão novidades em breve. A nova experiência será algo como uma união do LinkedIn Recruiter, do LinkedIn Jobs, and LinkedIn Pipeline Builder.

Usando a ferramenta para dar continuidade (ou não) ao processo dos candidatos, a ideia é que o LinkedIn entenda melhor o que os recrutadores estão buscando. Assim, a nova feature Recommended Candidates vai apresentar 25 sugestões, diariamente.

Leia mais: LinkedIn Stories: rede profissional começa a testar ferramenta

Por fim, os profissionais de recrutamento das empresas poderão fazer perguntas pré-definidas diretamente aos candidatos pelo LinkedIn. Também será possível responder a pessoas ou grupos com mais facilidade, dando apenas um clique.

LinkedIn quer aumentar o engajamento

A faceta de portal de conteúdo do LinkedIn também recebeu atenção. O post diário de notícias, por exemplo, está sendo olhado com mais carinho. A rede social a vê como um ativo importante para, além de levar informações de qualidade, entender o que de fato interessa aos usuários no que se refere a movimentos de carreira.

A seção de comentários dos posts, por exemplo, terá mais destaque. Um dos objetivos é estimular o engajamento de funcionários com suas próprias empresas. Uma pesquisa do LinkedIn apontou que usuários que não engajam com os posts dos negócios que as empregam tem uma probabilidade 12 vezes mais de deixar o emprego em breve.

Falando em conteúdo, não deixe de acessar o Kit de Ferramentas de Marketing de Conteúdo feito em parceria pela RD e pelo LinkedIn. Você vai ter boas ideias para produzir mais coisas interessantes! É só preencher os dados abaixo para receber.

Kit de Ferramentas de Marketing de Conteúdo

Criar conteúdo é um desafio? Você fica travado na hora de traçar um plano? Acesse recursos e soluções utilizados e recomendados pelo LinkedIn e pela RD!

Marcadores:

Deixe seu comentário