Blog de Marketing Digital de Resultados

SEM: o que é Search Engine Marketing

O Marketing para Mecanismos de Busca envolve estratégias para chegar ao topo dos buscadores de forma orgânica ou paga

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

 

 

Ter um site bem feito é importante, mas, se ele não for encontrado pelo seu público-alvo, dificilmente será uma fonte de conversões e vendas. Ainda bem que existe o Search Engine Marketing (SEM).

Esse conjunto de estratégias permite que seu site seja encontrado pelo seu público-alvo e pode levar você ao topo do Google. Neste post, descubra o que é, para que serve e como implementar o Search Engine Marketing.

SEO além da pesquisa de palavra-chave

Saiba o que há de mais atual em Search Engine Optimization com os principais especialistas do mercado, em vídeos exclusivos, gratuitos e didáticos. Tudo para você aprender rápido e aproveitar o tempo para gerar o máximo de resultados.

O que é Search Engine Marketing (SEM)

Search Engine Marketing (SEM, ou marketing para os mecanismos de busca) consiste em estratégias que têm um objetivo comum: otimizar sites para colocá-los mais perto do topo das páginas de resultados em buscadores como Google, Bing, dentre outros. Isso pode ocorrer de forma orgânica ou paga.

O SEM costuma ser dividido em outras duas estratégias: Search Engine Optimization (SEO) e links patrocinados. Veja a diferença na imagem abaixo.

sem search engine marketing

Os resultados mostrados dentro do quadrado azul são anúncios, o tipo mais comum de link patrocinado. No quadrado vermelho estão resultados orgânicos, alçados ao topo por meio de Search Engine Optimization (SEO).

Um pouco de história

Para voltar aos primórdios do SEM, é preciso lembrar de como era a internet em meados dos anos 1990. A web começa a se popularizar e os primeiros sites eram criados. Por consequência, apareceram também sites dedicados a encontrar outras páginas. Esse tipo de site era chamado de diretório. Era preciso submeter os endereços manualmente a cada um deles.

Os diretórios, no entanto, eram pouco organizados. As buscas resultavam em uma lista imensa de resultados, nem sempre relevantes. Os diretórios, então, passaram a incluir campos de busca: bastava digitar os termos de interesse para receber uma lista com links que continham a palavra.

Essas ferramentas foram se desenvolvendo. Algumas delas, atualmente extintas, foram bastante populares, como o Altavista e o Cadê?, ambos comprados pelo Yahoo!. Mas quem mais se desenvolveu e hoje reina soberano no hall dos buscadores é o Google.

Donos de sites passaram a perceber que os resultados mostrados pelos buscadores aos usuários não eram aleatoriamente organizados: obedeciam a alguns fatores e poderiam ser influenciados por uma série de técnicas. Trabalhar com palavras-chave é uma das mais conhecidas, mas outras mais robustas também foram sendo desenvolvidas, dando origem ao grande guarda-chuva conhecido por Search Engine Marketing.

Conheça mais sobre as duas frentes do SEM: SEO e links patrocinados.

Search Engine Optimization (SEO)

O SEO (Search Engine Optimization ou otimização para mecanismos de busca) está entre as siglas mais conhecidas do jargão do Marketing Digital. Consiste nas ações e estratégias que buscam aumentar o tráfego e o desempenho de terminado site, usando, para isso, os resultados orgânicos dos mecanismos de pesquisa. Pode ser o Google, Bing ou até YouTube.

Funciona assim: a cada vez que uma página é publicada na web, os buscadores procuram indexá-la para que seja encontrada por quem busca. O problema é que elas são publicadas diariamente aos milhares. O SEO, então, permite influenciar os algoritmos a darem preferência a uma ou outra página.

Fazer bom SEO requer entender com o Google funciona. Começa com o rastreamento, processo pelo qual os robôs do Google identificam páginas e a enviam ao índice do buscador. Conforme visita as páginas, o bot do Google identifica links, novos sites, alterações e exclusões.

A seguir vem a indexação, em que o Googlebot processa as páginas rastreadas e as inclui em seu índice. Isso inclui conteúdo da página, data de publicação, região, título, descrição, dentre outros.

Quando ocorre uma consulta, os resultados exibidos são os mais relevantes, uma decisão determinada por mais de 200 fatores. Eles não são os mesmos desde o início do Google, no entanto. Eles mudam de tempos em tempos, nas conhecidas atualizações do Google.

Links patrocinados

Os links patrocinados são bem conhecidos por quem investe em Marketing Digital. Os mais famosos são os que aparecem no topo das buscas do Google, identificados com a palavra “Anúncio”. Mas, além dos mecanismos de busca, também podem aparecer em redes sociais, blogs, portais, dentre outros.

Se dá para aparecer de graça no Google, por que então pagar por isso? É que, com links patrocinados é possível ter resultados rápidos e previsíveis, ainda que com pouco investimento. Isso porque as campanhas podem ser segmentadas de acordo com diversas características.

Para ir para o topo pago do Google, empresas utilizam o Google Ads (anteriormente AdWords), plataforma que representa a principal fonte de receita da companhia de Mountain View. A primeira versão da plataforma foi lançada em 2000 e, desde então, é líder do mercado. A segmentação e atração de público qualificado, que tenha relação com o negócio, estão entre os principais trunfos do Google Ads.

O anúncio que aparece nos resultados de busca é chamado de Rede de Pesquisa. Fica em destaque no início de no fim da página, com o pequeno aviso que alerta tratar-se de mídia paga. São ads indicados para quem quer alcançar um público que busca soluções específicas.

Artigos relacionados:

Assista à websérie “SEO além da pesquisa de palavra-chave”

Se você quer se aprofundar nas possibilidades que o Google oferece, assista à nossa websérie “SEO além da pesquisa de palavra-chave“. Basta preencher os dados abaixo para ter acesso gratuitamente ao material!

SEO além da pesquisa de palavra-chave

Saiba o que há de mais atual em Search Engine Optimization com os principais especialistas do mercado, em vídeos exclusivos, gratuitos e didáticos. Tudo para você aprender rápido e aproveitar o tempo para gerar o máximo de resultados.

Marcadores:

Deixe seu comentário