Blog de Marketing Digital de Resultados

Pedro Dias: o que SEO resolve e o que não resolve #RDSummit

Especialista em otimização para mecanismos de busca conta por que os profissionais da área precisam passar mais tempo pensando em soluções e menos tempo resolvendo problemas

Este post faz parte do RD Summit Live Show, a cobertura completa do RD Summit 2018. Além de artigos, teremos entrevistas com palestrantes, fotos, vídeos e mais durante os três dias de evento. Visite a página da cobertura e fique por dentro de tudo!

Além da cobertura da palestra, também conversamos com Pedro Dias no RD Summit Live Show. Assista abaixo:

O consultor de SEO Pedro Dias conhece bem o funcionamento do Google. Afinal, trabalhou por mais de 5 anos na área de qualidade de pesquisa da empresa. Em sua palestra no segundo dia do RD Summit, ele falou sobre como funciona a estrutura de um website, a importância de integrar SEO técnico e estratégico e sobre como profissionais da área devem ser mais investigativos.

A estrutura de um website

Ele começa definindo o que é um website: por um lado, é um serviço, pela forma como funciona, e um produto, pela experiência proporcionada. Para ele, há dois tipos de SEO: técnico e estratégico. Eles devem ser vistos de forma integrada, pois, “quando deixamos um desses de lado, perdemos o potencial que poderíamos tirar de um site”, explica.

Pensando na estrutura de um website como uma pirâmide, na base ficariam a arquitetura e a usabilidade, responsáveis pela experiência do usuário. São elas que permitem que o website exista. No meio da pirâmide está o conteúdo, que, por sua vez, é o que dá relevância ao site. É por meio dele que a página pode ser encontrada pelos motores de busca. Por fim, no topo, há os links, encarregados da reputação do website.

SEO não cria valor

Pedro Dias acredita que o SEO sozinho não cria valor. “O SEO funciona como uma lupa, e ele não cria valor onde o valor não existe”, diz. Se o seu site for ruim, a otimização para os mecanismos de busca só vai evidenciar isso. De acordo com ele, valor é fazer com que as pessoas prefiram o seu site, mesmo você estando em terceiro lugar no Google, por exemplo.

Conteúdo não é só texto

O profissional diz ouvir muitas vezes que sites de varejo precisam ter um blog. Para ele, no entanto, conteúdo não significa necessariamente texto, nem posts de blog. É, sim, o que atende as intenções de busca do usuário, independentemente do formato. “Muitas vezes profissionais de SEO ou de conteúdo dizem: ‘escrevi um post de tantas palavras’. E daí? Quantidade não é qualidade. Conteúdo é tudo o que resolve um problema do usuário”, explica.

Link building

Links espontâneos e em grande quantidade são desejo comum entre quem trabalha com SEO. O problema, para Pedro Dias, é quando esses links são espalhados pelo texto de forma que não geram valor para o usuário. Isso pode, inclusive, trazer punições para o site no futuro. “Link building não é sinônimo de contar links, mas de colocar os links que as pessoas querem”, diz.

Seja observador

Para quem trabalha com SEO, a dica de Pedro Dias é a seguinte: seja um bom observador. “Não é que tenhamos falta de recursos, mas tendemos a fazer muito o que alguém falou em vez de ir atrás das nossas experiências”, diz. O melhor é observar antes de tentar resolver o problema.



eBook O Guia Completo do SEO

Tudo o que você precisa saber para ficar na primeira página do Google e atrair mais visitantes qualificados

Marcadores:

Deixe seu comentário