Blog de Marketing Digital de Resultados

Pessoas com deficiência em home office: como a empresa pode ajudar

Pessoas com deficiência (PCDs) podem precisar de adaptações extras para trabalhar em casa. Veja dicas de como ajudar seus colaboradores!

Muitas empresas adotaram políticas de home office devido à pandemia do coronavírus. Isso exige de equipes adaptabilidade e de pessoas um grande poder de autogestão para se manter produtivo no isolamento de casa.

Ferramentas de videocall, trocas de email e rotinas de trabalho conjunto online estão em alta. A Resultados Digitais, que já tem colaboradores em trabalho remoto há muitos anos, compartilhou seu guia de boas práticas.

Nesse boom de novas ferramentas e plataformas, rotinas e escritórios caseiros, é importante trazer algumas dicas de acessibilidade para empresas que possuem colaboradores com deficiência. Continue lendo para saber como ajudá-los!

→ Para informações de prevenção e saúde, acesse o site do Ministério da Saúde do Brasil e o da Organização Mundial da Saúde (em inglês).

mulher em cadeira de rodas usando um computador

Confira a acessibilidade das suas ferramentas

Nem toda plataforma de videoconferência tem boa usabilidade com leitores de tela. Além disso, nem todo software para acompanhamento de métricas é acessível ou compreensível para surdos.

Tenha mapeadas as deficiências que as pessoas da sua empresa possuem e verifique com elas se tudo está “ok”. Literalmente pergunte para as pessoas: “você está conseguindo trabalhar em home office?”

Caso não, busque alternativas para este período de Covid-19. Na RD, utilizamos o Zoom para calls online, uma plataforma acessível e de bom uso por leitores de tela.

Verifique a acessibilidade dos home offices

A casa das pessoas normalmente não é um escritório – e não faz sentido nenhum exigirmos que seja. Assim, uma pessoa com deficiência física pode não ter móveis adaptados para seu trabalho na sua própria residência – afinal, ela faz outras coisas em casa.

A sua empresa pode deslocar esses móveis adaptados para a casa do colaborador neste período ou mesmo ajudá-lo a adaptar seu próprio ambiente caseiro da melhor forma.

Pessoas com autismo, por exemplo, podem fazer bom uso do trabalho home office sem ter que lidar com as conturbações do deslocamento até o trabalho. No entanto, barulhos e distrações desse ambiente (obras, movimentação de vizinhos e na rua, etc) podem desconcentrá-las constantemente quando precisam trabalhar de forma constante. Então, é importante levar isso em conta quando pensarmos a sua produtividade.

Avalie flexibilizar as metas

Por todas essas questões (e muitas outras, como saúde mental) é fundamental entender que o principal neste momento é conter a epidemia e manter as pessoas saudáveis. Por isso, se as questões de acessibilidade para as pessoas com deficiência da sua empresa não estiverem na sua melhor forma, flexibilize.

Pessoas surdas podem precisar de ajustes nos seus trabalhos, por exemplo, devido à presença de barreiras para se comunicar de forma remota ou por ligações, tendo apenas o recurso de texto como meio de conversa.

Seja em relação a horários, metas, entregas ou o que for, negociar e ser coerente com a realidade do momento é o ponto mais importante para manter um bom ambiente e uma conduta inclusiva.

Posso ajudar?

Para além dessas dicas, vale a pena cuidar com o risco que as pessoas com deficiência correm. Muitos de nós necessitam de auxílio com ações do dia a dia – eu incluso. Ou seja, sempre temos alguém por perto.

Isso nos coloca sempre em risco de contaminação e, caso isso ocorra, colocamos também essas pessoas ao nosso redor em risco. Então, incentive as pessoas com deficiência a ficarem em home office, adapte ferramentas e ambientes e cumpra com seu dever e responsabilidade como empresa.

Se você tiver mais dúvidas de como auxiliar os colaboradores da sua empresa nesse período que estamos enfrentando, eu posso ajudar. Entre em contato comigo pelo LinkedIn ou deixe sua pergunta aqui nos comentários. Se você tem uma prática legal ou alguma experiência para compartilhar, conta para a gente também!

Estamos juntos nessa, então boa saúde a todos! :)

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários

2 comentários

  1. Ewerton Silva

    Muito legal, Vini. Obrigado por compartilhar!