Blog de Marketing Digital de Resultados

Como fazer um planejamento de conteúdo para gerar Leads

Saiba como definir para quem você deve publicar, que formatos usar e que assuntos abordar na construção do seu planejamento de conteúdo

Em vez de ler, que tal  ouvir o post?  Experimente no player abaixo:

 

 

Planejamento é coisa para se fazer só no começo do ano, certo? Não necessariamente. Claro que é bom começar um novo período com tudo planejado, mas pode ser mês, trimestre ou semestre, também. Com o planejamento de conteúdo também é assim.

Na verdade, tudo depende dos seus objetivos. É possível, por exemplo, que você tenha vislumbrado uma estratégia que não deu certo, precisando repensar alguns pontos. De qualquer forma, ter um plano para suas ações de conteúdo é melhor que não ter.

Neste post, separamos algumas dicas para quem quer começar um novo planejamento de conteúdo. Se você nunca fez um, vai aprender os pontos básicos para criar hábitos de publicação. Se já fez, vai poder ter novos insights para correções de rota.

Para isso, vamos abordar alguns pontos estratégicos da criação de conteúdo. São dúvidas que costumam aparecer nas conversas que temos com clientes e parceiros, como “para quem produzir” e “qual formato usar”. Interessou? Então continue lendo!

Semana do Planejamento de Marketing Digital

Comece a preparar sua empresa para 2019 e descubra como o planejamento pode fazer a diferença nos resultados do seu negócio

Para quem produzir conteúdo?

A primeira coisa que a gente sugere que você faça, antes mesmo de escrever um tuíte que seja, é criar uma persona. Ela é a representação fictícia do seu cliente ideal, baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos seus clientes.

Você já deve ter lido a respeito e pode pensar que é algo muito complexo. Afinal, a ideia é criar histórias pessoais, motivações, objetivos e desafios. Quem está começando, porém, pode pegar alguns atalhos. Um deles é baixar o nosso Fantástico Gerador de Personas.

Ele vai te fazer algumas perguntas sobre seus clientes e, ao fim, vai gerar um arquivo em PDF. “Mas RD, eu ainda não tenho clientes!” Não tem problema: se você está nessa etapa do seu negócio, vale usar a imaginação e observações de concorrentes, por exemplo.

É importante construir uma persona para que seus conteúdos conversem de forma coerente com o público-alvo. Um erro bem comum que isso ajuda a evitar é usar uma linguagem inadequada, como blogs de escritórios de advocacia que usam muita terminologia jurídica. Assim, só advogados entendem, quando a ideia é alcançar clientes para as causas.

Com o passar do tempo e a entrada de novos clientes – já que a sua estratégia de conteúdo vai bombar – você pode revisar sua persona, levando em consideração novas informações. Vai ser possível fazer até um Mapa da Empatia bem completo!

Onde publicar o conteúdo?

O conteúdo mais incrível do mundo não vai alcançar ninguém caso seja publicado no lugar errado. Então é bem importante que você conheça as plataformas adequadas para cada formato. Algumas coisas são óbvias, como vídeos no YouTube, mas outras nem tanto.

Postar diretamente no Facebook, por exemplo, é uma tentação para muita gente. Em um primeiro momento faz sentido: é de graça, fácil de usar, todo mundo está lá, etc. Mas pense bem: vale fazer um super planejamento de conteúdo e colocar tudo em algo que não é seu?

Pois é, mesmo a página da sua empresa no Facebook não é, de fato, sua. Ela pode desaparecer a qualquer momento, por vários motivos. Por isso, sempre indicamos que a sua empresa tenha um blog próprio em um site próprio. As vantagens são muitas!

A principal delas é poder ser encontrado organicamente no Google. Fazendo um bom trabalho de pesquisa de palavras-chave e SEO, sua empresa vai ganhar autoridade aos poucos e gastar bem menos com mídia paga.

Além disso, um site com domínio próprio permite que sua empresa publique landing pages para capturar Leads com facilidade. Você pode fazer isso através de ferramentas que ajudam na gestão do seu funil, como o RD Station Marketing.

Em que formatos produzir o conteúdo?

Um bom planejamento de conteúdo contempla diferentes formatos. Não vale a pena, porém, produzir apenas de um jeito, adaptando às diferentes mídias. Dessa forma, você corre o risco de gerar “conteúdos-pato”: corre, nada e voa, mas não faz nenhuma das três coisas direito.

planejamento de conteúdo pato

Veja algumas ideias para diversificar:

Blog

Foque em otimizar seus blogposts para serem encontrados na busca orgânica. Use palavras-chave que as pessoas estão buscando a respeito do seu mercado. Observe boas práticas de SEO e, é claro, escreva textos com boa qualidade.

Mídias sociais

Você não deve ignorar as mídias sociais no seu planejamento de conteúdo, não! Que tal adaptar textos para o formato de infográficos no Facebook e no LinkedIn, oferecendo informações completas aos usuários? É bem fácil produzir infográficos legais, mesmo que você não tenha conhecimentos de design.

Email

Sim, email também é conteúdo! Se você ainda não usa, saiba que o email marketing é um ótimo canal para fazer negócios. É através dele que você vai nutrir os Leads capturados em landing pages, conduzindo-os pela jornada de compra.

O email é parte do fundamental do seu planejamento de conteúdo em uma estratégia de inbound marketing. É através dele que a sua empresa ofertará novos conteúdos ricos aos clientes em potencial. Quer exemplos de conteúdos ricos? Então veja o próximo item!

Planejamento de conteúdo para materiais ricos

A primeira coisa que vem a cabeça das pessoas, quando falamos em conteúdo rico, é um eBook. De fato, é um formato bastante conhecido e muito popular no marketing digital, que muita gente usa para estudar ou mesmo se informar. Mas será que é o ideal?

Fazer um eBook não é fácil. Mesmo com um template, exige conhecimento o suficiente para ir além de um blogpost, além de noções básicas de design. Em resumo, pede recursos de tempo e de pessoas, que muitas empresas não têm.

Se você puder fazer um eBook, ótimo, mas dê uma olhada nas opções mais simples de geração de Leads a seguir:

Planilha

Todo mundo adora planilhas, não é mesmo? É claro que não, mas se você respondeu que sim, provavelmente trabalha com muitas delas. Deve ter, inclusive, criado muitas delas.

Essas planilhas podem ser úteis para mais pessoas, que podem estar dispostas a oferecer um email em troca para tê-las. Faz sentido, não é mesmo? É claro que faz.

Checklist

Pense em algum processo que as pessoas da sua empresa fazem bem. Aquele que já foi refinado a ponto de ter quase virado um método. É a mesma coisa das planilhas: muita gente pode ver valor nesse processo, que pode ser oferecido em formato de checklist.

É só fazer um checklist no Google Docs, ou em arquivo PDF. E não tenha medo de dividir conhecimento, já que isso faz com que você ganhe autoridade no mercado.

Webinar

Você tem um bom relacionamento com câmeras? Não? Tudo bem, quase ninguém tem. Mas com um pouco de treino tudo se resolve. E essa câmera aí no seu celular já é o bastante para fazer um webinar.

Prepare um conteúdo bacana que você domine e faça uma oferta através de um formulário com dia e hora fixos. As pessoas estão sempre querendo aprender, e o vídeo é um formato que tem se destacado cada fez mais.

Template

Falamos acima de um template de eBook, e não foi à toa. Templates também são ótimas ofertas de conteúdo. Para se inspirar, dê uma olhada também no nosso template de estrutura para post de blog, muito popular entre nossos leitores.

Lembre-se: pense nos problemas que seus Leads pode ter, procure soluções que você já possua internamente e, pronto, você tem uma material rico para oferecer!

Mas sobre o que eu devo falar?

Legal, já falamos de formatos, locais para publicar, personas, mas você deve estar se perguntando: sobre o que eu falo? As melhores fontes são clientes já existentes, parceiros e até mesmo Leads, que vão lhe relatar algumas dores e dúvidas que a sua empresa pode ajudar a resolver.

Se você estiver totalmente no escuro, algumas ferramentas podem oferecer boas pistas para o seu planejamento de conteúdo:

  • Buzzsumo: mostra posts que funcionaram a respeito de um determinado assunto ou palavra-chave, para você se inspirar, avaliar e fazer melhor. Aponta também alguns influenciadores do seu mercado.
  • Alltop: é um agregador de sites que abordam tópicos de um determinado assunto que você apontar. É bom para monitorar o que está sendo dito e, então, entrar nessas conversas.
  • Google Analytics: mostra assuntos que estão bombando no blog via tráfego orgânico, por exemplo, que podem virar materiais ricos. Permite descobrir, também, palavras que as pessoas pesquisam no seu campo de busca, mas que ainda não têm nada a respeito no seu site.
  • Gerador de Jornada de Compra: essa super ferramenta da Resultados Digitais vai lhe oferecer ótimas sugestões de conteúdo baseadas nas informações que você dá. Confira, é gratuita!
  • Pocket: muita gente usa o Pocket apenas para salvar textos para ler mais tarde. Porém, ele também te mostra posts que outras pessoas estão salvando sobre o assunto que você escolher.

Quem deve produzir o conteúdo e com que frequência?

Ninguém entende mais da sua empresa e do seu mercado que você. Caso tenha tempo, procure produzir conteúdo e buscar aprendizados que o ajudem a escrever cada vez melhor. A autoridade que será construída pode vir a ser um ativo importante tanto para você quanto para o seu negócio.

Outra boa ideia é engajar os colaboradores. O pessoal também tem muito a dizer sobre suas áreas de trabalho, diversificando as pautas do seu blog. É legal criar programas que estimulem o engajamento, como um reconhecimento público.

É possível, também, terceirizar o serviço. Ótimos profissionais e empresas são especialistas na produção de conteúdo, incluindo a parte de planejamento. O legal é que você faz parte do processo, dando sugestões e emprestando seu expertise para a definição das pautas.

A definição de quem vai produzir é a base da frequência de postagens. Não é necessário oferecer conteúdos novos todos os dias – nem blogposts nem conteúdo rico. Com algum tempo, você vai perceber o ritmo que funciona melhor, adaptando seu planejamento.

Se você quer ir além e contemplar mais áreas na sua estratégia, inscreva-se na Semana do Planejamento de Marketing Digital. Completando o formulário abaixo, você terá acesso a 5 webinars ao vivo e gratuitos!

Semana do Planejamento de Marketing Digital

Comece a preparar sua empresa para 2019 e descubra como o planejamento pode fazer a diferença nos resultados do seu negócio

Este post foi baseado em um webinar apresentado por Ricardo Palma, especialista em geração de Leads aqui na Resultados Digitais.

Marcadores:

Deixe seu comentário