Blog de Marketing Digital de Resultados

Por que e quando investir em Marketing Digital: 5 objeções comuns + 5 motivos excelentes!

Da geração de audiência à geração de negócios: saiba como o Marketing Digital pode alavancar os resultados da sua empresa

Quer ouvir por que investir em Marketing Digital? É só clicar no player abaixo!

 

 

Já são mais de 4 bilhões de pessoas conectadas à internet no mundo todo. Em termos de horas por dia gastas surfando na web, o Brasil soma 09:29 – sendo deixado para trás apenas pelas Filipinas.

Aqui na RD, estamos o tempo todo falando com empresas que pensam em investir em Marketing Digital. São empresas de diferentes tamanhos e necessidades, com níveis de maturidade (tanto de negócios quanto de Marketing Digital) que variam muito e, ainda assim, é comum a dúvida: será que é mesmo hora de investir em Marketing Digital?

Com nossa experiência, nos sentimos muito seguros para afirmar que o momento certo para começar a investir em Marketing Digital é simplesmente o quanto antes. E, bom, os números não mentem, certo? Estratégias voltadas para a promoção de uma empresa na internet têm se tornando algo cada vez mais essencial para negócios que desejam atrair mais clientes e, consequentemente, vendas.

Claro que o tipo de investimento e o objetivo dele variam de caso para caso, mas neste post vamos mostrar o quanto o Marketing Digital pode se tornar uma contribuição importante para sua empresa em diferentes contextos.

Guia Definitivo do Marketing Digital

Descubra como usar os canais online para se relacionar e vender para seus clientes e aumentar suas oportunidades de negócio

5 objeções comuns ao Marketing Digital (e por que estão erradas)

Começaremos com algumas das justificativas mais comuns utilizadas por quem opta por não investir e os motivos pelos quais essas justificativas não são reais e, após, soltaremos 5 motivos excelentes para você adotar o Marketing Digital para ontem!

1. “Não tenho muito dinheiro para investir”

Essa é uma justificativa bem comum, mas na maioria das vezes inválida.

Vemos dois grandes motivos para isso. O primeiro deles é que é possível fazer muita coisa relevante em Marketing Digital a preços irrisórios: um domínio, um blog ou uma conta em mídias sociais são exemplos de investimentos com valores ínfimos e que podem trazer um bom retorno. A exigência maior acaba sendo tempo e não dinheiro (também falamos da falta de tempo como justificativa mais abaixo).

O outro grande motivo para invalidar essa justificativa é uma questão de Retorno sobre o Investimento (ROI). Se você investe R$ 1 e saem R$2 do canal, não faz sentido algum não investir. É isso que buscamos com uma estratégia eficiente: garantir que o dinheiro investido retorne como lucro para empresa. Temos cases de clientes que hoje têm ROI de 20x em Marketing Digital: para cada R$1,00 investido, há R$20,00 em vendas.

Caso você não tenha essa certeza do ROI no começo, antes de fazer os investimentos maiores, os próprios funcionários atuais podem aprender e colocar algumas ideias no ar para ajudar a alavancar passos maiores depois. Nossa página de materiais educativos, com eBooks e Webinars gratuitos, é uma boa fonte de informações para você aprender gratuitamente.

Se você não tem tempo ou já acumula mais de uma função, essa é uma boa oportunidade para desenvolver ainda mais a sua habilidade de liderança e distribuir as atribuições de Marketing com outras pessoas.

Aqui na RD, por exemplo, já distribuímos a produção de conteúdo com pessoas de diferentes áreas, para assim conseguirmos aumentar nossa capacidade de gerar conteúdos e aproveitar o conhecimento específico de cada um. Além disso, colocar seu time para escrever é uma ótima forma de consolidar o conhecimento e treiná-lo sobre o seu negócio.

Pense da seguinte forma, esse tempo que você vai investir agora, vai lhe economizar muito tempo – talvez anos! – para alcançar bons resultados para sua empresa, alto ROI, além de construir um ativo que servirá como ferramenta de vendas por um longo período.

2. “Tive uma experiência ruim e não quero arriscar novamente”

O mercado de Marketing Digital ainda é relativamente novo e nem sempre encontramos empresas que entendem o contexto e estão em dia com suas práticas.

A começar pela mentalidade na área: ainda existem agências ou profissionais, por exemplo, que não se preocupam ou não se responsabilizam diretamente por resultados reais. Se focam mais em fazer barulho, usam métricas pouco relevantes (como número de visualizações ou seguidores), não possuem um interesse genuíno ou assumem a responsabilidade por número de vendas e, com isso, não provam diretamente seu valor à empresa, causando esse tipo de “trauma”.

A culpa aqui não é do Marketing Digital, é do trabalho ruim feito no canal. É preciso separar o joio do trigo.

Já demos algumas dicas aqui no blog da RD do que buscar em um agência ou do que esperar de uma consultoria em Marketing Digital. Antes de fazer esse tipo de investimento, saiba o que cobrar e deixe claro seus objetivos e expectativas. Tente olhar o histórico e os cases de quem você está contratando para garantir que a pessoa/empresa pode atender a esses objetivos.

Também é recomendado entender ao menos a base de uma boa estratégia, para que assim você consiga avaliar se o que a agência/profissional diz e faz converge com as suas expectativas e as boas práticas.

3. “Minha empresa ainda não tem ou está reformulando o site”

Isso também não é uma justificativa real, pois você pode começar investindo em outras estratégias de Marketing Digital.

Aqui mesmo na RD, antes de termos o nosso site, começamos com um blog, entregando conteúdos relevantes para construir nossa base de relacionamento e começar a aparecer nas buscas do Google.

Outra ideia fácil de colocar em prática é criar perfis nas redes sociais, para começar a se relacionar com o seu público e a construir sua presença digital. Criar Landing Pages e disponibilizar conteúdos ricos (como eBooks e webinars) também já permite gerar Leads mesmo sem um site completo.

Não ter um site não é um impeditivo para realizar ações de Marketing Digital, mas quando você for criar seu site ou reformulá-lo, aproveite o momento para considerar algumas estratégias que podem impactar nos seus resultados como, por exemplo:

  • Uma estruturação de SEO;
  • A definição de CTAs (calls-to-action);
  • Integração com um software CRM, que pode potencializar muito os resultados obtidos com o seu site.

4. “Já estou acostumado ou confio mais no offline”

Bom, nesse caso, se você realmente quer que o seu negócio prospere, talvez seja a hora de sair da sua zona de conforto e remodelar a sua estratégia de marketing. Atualmente, todos os perfis de clientes e compradores já estão na internet – dos que apenas se educam sobre tema, passando pelos que consultam preço e informações técnicas, até os que acabam comprando por esse meio.

A quantidade de informações disponíveis online faz com que quase 70% da decisão de compra seja tomada antes mesmo de o cliente conversar com a sua empresa. Essa mudança de comportamento pode ser uma ameaça se sua empresa não estiver bem representada na web.

O Marketing Digital normalmente é um caminho mais sustentável e mais barato para se chegar lá. O mesmo investimento que você faz no offline poderia trazer mais resultados – e resultados realmente mensuráveis! – se aplicado no digital.

Além disso, nas mídias tradicionais você “aluga” um espaço por um tempo determinado. Já se você investe em Marketing Digital, geralmente cria conteúdos e materiais que vão perdurar e trazer resultados por muito tempo, se tornando um ativo da sua empresa.

5. “Meu produto ainda não está pronto ou está sendo reformulado”

Você nem imaginava que seria importante investir em Marketing Digital nessa fase da sua empresa, não é mesmo?

Contudo, podemos garantir que com algumas estratégias simples você poderá construir uma base de contatos que será muito útil para diferentes objetivos:

  • Testar as primeiras versões do seu produto;
  • Responder pesquisas para você testar o mercado;
  • Serem os primeiros a comprar seu produto quando ele for lançado.

Com a ajuda dessas pessoas, você conseguirá ter mais certeza se produto vai ser bem aceito, se está numa versão viável para lançamento e se ele realmente tem mercado para crescer.

Esse mesmo público pode ajudar na identificação de características comuns entre eles para construir as personas do seu negócio, ou seja: o público ideal para o qual você vai vender, e que será imprescindível no seu planejamento de marketing como um todo.

E agora, por onde começar?

O primeiro passo é definir qual é o seu objetivo com o Marketing Digital para, a partir disso, poder desenvolver um bom plano. Alguns dos objetivos que você pode alcançar com a metodologia são:

  • Gerar Leads de forma rápida;
  • Ser reconhecido como autoridade em determinado assunto;
  • Tornar sua marca conhecida localmente;
  • Montar uma base de contatos para relacionamento.

A melhor forma de saber se a sua estratégia de Marketing Digital é a ideal para o seu negócio é acompanhando métricas que forneçam essa resposta!

É muito importante que você deixe de lado as métricas de vaidade (como quantidade de likes ou seguidores) e comece a medir indicadores que realmente demonstram resultado, como, por exemplo:

5 motivos excelentes para investir em Marketing Digital

Se você ainda não está convencido ou simplesmente quer saber mais, aqui vão ótimos motivos para investir em Marketing Digital:

1. Para ser encontrado com mais facilidade

Talvez você já tenha ouvido dizer por aí que hoje a decisão de compra está cada vez mais nas mãos do consumidor. E é verdade. Ter acesso a opiniões, resenhas e outras informações sobre produtos e serviços antes de investir dinheiro neles nunca foi tão fácil.

Essas informações deixaram de ser de acesso somente da empresa e dos vendedores, e é comum as pessoas chegarem a uma loja, por exemplo, sabendo tudo sobre o produto que querem comprar.

Mas se você não aparece no Google, no email, nas redes sociais, como pretende ser encontrado durante essa busca das pessoas interessadas?

Com o Marketing Digital, é possível ter uma presença relevante na internet, que torna mais fácil que você seja encontrado nesses e em outros canais.

2. Para tornar-se referência em seu mercado

Nem sempre, no entanto, as pessoas procuram informações sobre produtos ou serviços específicos. Às vezes, elas nem sabem exatamente do que precisam.

Elas querem, antes de tudo, resolver problemas, e o produto ou serviço é só a etapa final desse processo.

Por isso não basta falar só sobre a sua empresa na internet: você precisa criar valor para sua audiência e responder dúvidas que ela tem antes mesmo que saiba sobre sua solução.

Para isso, uma das técnicas usadas dentro do Marketing Digital é o Marketing de Conteúdo, que consiste em produzir materiais para educar, informar ou entreter um futuro cliente.

A ideia é informar as pessoas para fazer com que futuramente elas não só respeitem a sua marca e a tenham como referência, mas também se tornem clientes de sua empresa.

3. Para segmentar melhor o público-alvo

Outra característica do Marketing Digital é a possibilidade de segmentar suas campanhas, direcionando-as ao seu público-alvo. Isso ajuda a economizar dinheiro, pois visando as pessoas certas é muito mais fácil obter retorno.

Ao contrário do Marketing Offline, em que muitas vezes é impossível precisar exatamente para qual audiência você está falando, o Marketing Digital permite um nível de segmentação muito mais certeiro do seu público.

Isso porque é muito mais fácil monitorar a atividade dos usuários na internet, sejam seus hábitos de consumo, suas preferências e gostos pessoais, sua trajetória profissional, etc. Logo, é possível segmentar de forma bem específica as pessoas para quem você quer anunciar um produto, serviço ou conteúdo.

Isso permite que você personalize muito mais suas ações e campanhas de Marketing. Por exemplo, se você segmentou suas ações para donos de pequenos mercados, consegue fazer anúncios e campanhas que respondam às dúvidas e dores específicas desse segmento. Consequentemente, seu público se identificará muito mais com suas ações, e assim os resultados tendem a ser muito melhores.

4. Para analisar os resultados com facilidade

O que dizer, então, da vantagem de saber, em tempo real, como as ações são recebidas pelo público? É possível obter estatísticas pouco depois de lançadas as campanhas e analisar seus desempenhos, ou seja: se elas foram ou não bem sucedidas e, com isso, promover as mudanças necessárias.

O Marketing Digital permite que você determine com muito mais precisão quem é sua audiência e quais são seus gostos e preferências. Da mesma forma, conseguimos monitorar com a mesma precisão os resultados das ações.

Por exemplo: enquanto quem faz um anúncio na televisão aberta a respeito de um produto tem muito mais dificuldade de enxergar com clareza o quão rentável foi o investimento no anúncio, o Marketing Digital permite que você consiga saber exatamente o que está dando retorno e se aquele retorno está conseguindo pagar o investimento inicial.

Nesse aspecto, ferramentas como o Google Analytics ajudam muito na hora de mensurar os mínimos detalhes dos resultados das estratégias de Marketing Digital.

5. Para investir de acordo com seu orçamento

No decorrer do tempo, o preço para fazer Marketing Offline acabou ficando muito alto. Anúncios de televisão, rádio e mídia impressa custam caro e, se não bastasse o preço alto, a capacidade de enxergar de forma clara se aquele investimento está fazendo sentido é bem limitada.

Já o Marketing Digital, embora exija sim um mínimo de investimento, pode ser muito mais barato do que o marketing de forma offline. Não à toa, as estratégias de marketing online ocupam hoje grande parte das estratégias de marketing de muitas grandes empresas.

Saiba mais com o Guia Definitivo do Marketing Digital

E aí, convencido de que vale a pena investir em Marketing Digital?

Se quiser aprender mais sobre Marketing Digital e aumentar suas oportunidades de negócio, acesse gratuitamente o Guia Definitivo do Marketing Digital.

Guia Definitivo do Marketing Digital

Descubra como usar os canais online para se relacionar e vender para seus clientes e aumentar suas oportunidades de negócio

Artigo publicado em janeiro de 2018 e atualizado em janeiro de 2020

Marcadores:

Deixe seu comentário