Blog de Marketing Digital de Resultados

Como promover cursos online em vídeo: 5 dicas para suas aulas serem mais assistidas

Tenha mais sucesso na divulgação de suas aulas online com essas 5 dicas que preparamos para você

A internet tem tido um papel muito importante na educação a distância. Por meio dela, estudar tem se tornado cada vez mais fácil e acessível para muitas pessoas. E empresas e instituições de ensino também têm se beneficiado disso: não só conseguem alcançar um público muito maior para seus cursos, como também conseguem oferecer seu material em diferentes formatos.

Além disso, muitas vezes conseguem baratear o custo das aulas, já que um mesmo curso pode ser preparado para muito mais pessoas, sem a necessidade de uma sala de aula física e de outras estruturas que custam caro.

Mas o uso da internet vai além do meio pelo qual o curso é oferecido ao aluno: ela também tem um papel importante na promoção desse conteúdo. Por isso, veremos neste post algumas formas de promover seu curso online. Acompanhe!

 

1. Use CTAs

CTA é a abreviação de Call-to-Action, ou chamada para ação. Os CTAs são parte importantíssima na hora de atrair pessoas e convertê-las em clientes.

A função do Call-to-Action é dizer a quem está lendo qual próximo passo deve ser tomado, é direcionar o leitor para a ação que você quer que ele tome. Por isso, é importantíssimo dedicar atenção a eles.

Começar a chamada com verbos que demonstrem a ação a ser tomada costuma render uma taxa de cliques bastante expressiva.

Frases como “Baixe o material”, “Assistir aula gratuita”, “Saiba mais” ou “Quero aprender!” são exemplos que atraem a atenção, oferecem algo em troca do clique e convertem. Use-os para apresentar seu curso e incentivar a inscrição.

Os CTAs podem ser encontrados em diversos formatos, como botões, banners e links em textos.

Exemplo de CTA em botão:

como promover cursos online - CTA

Exemplo de CTA em banner:como promover cursos online - call-to-action

Exemplo de CTA em texto: como promover cursos online - cta

2. Crie Landing Pages para divulgar ofertas relacionadas ao curso

Antes de mais nada, uma Landing Page (página de conversão, em tradução livre) é uma página que possui um objetivo específico: levar a pessoa que está acessando a executar uma ação específica. Pode ser assistir um vídeo, se inscrever em um treinamento, curtir sua página no Facebook e até mesmo para a captação de email para distribuição dos seus eBooks ou webinars.

Em resumo, seu objetivo é gerar Leads, normalmente por meio do download de conteúdo gratuito, uma recompensa digital para o seu contato. Listamos alguns exemplos de conteúdo que atraem alunos:

Modelos e apresentações

Apresentações, planilha de custos, modelos de orçamentos e palestras são excelentes iscas. Disponibilizar esses arquivos para download pode ser um diferencial para a divulgação do seu curso.

No exemplo de curso online de inglês, disponibilize uma tabela de frases mais utilizadas na língua inglesa ou um modelo para aprender a se comunicar, desenvolvido para quem está começando a aprender inglês.

eBooks

Faça uma revisão dos seus conteúdos e monte um eBook com um compilado de textos, por exemplo. Isso vai atrair o olhar e a leitura dos que estão interessados no tema que você oferece.

Melhor ainda, as pessoas que optarem por fazer o download certamente estão interessadas em aprender de forma rápida (que o curso online proporciona), pois tem algum motivo para adquirir seu conteúdo.

Aulas grátis

Muitas vezes as pessoas deixam de adquirir um produto por não saber exatamente como ele funciona e se realmente supre as necessidades suas necessidades.

Uma alternativa a isso é atrair o cliente com aulas ou módulos grátis, com o intuito de despertar seu interesse e incentivá-lo a comprar o resto do curso e continuar consumindo o material. É interessante também enviar um email especialmente para aqueles que assistem à aula grátis, mas não compraram o curso.

O melhor modelo de Landing Page

Lembre-se que o objetivo da sua Landing Page é converter os acessos em Leads. Sendo assim, ela precisa chamar a atenção; despertar o interesse; instigar o desejo e levar a ação de preencher os dados. Para isso, você precisa ser direto e preciso.

Evite ao máximo links externos em sua Landing Page. Dê ao visitante no máximo duas opções: fazer o download mediante o preenchimento dos dados ou sair da página, retornando ao seu site. Invista em um design chamativo e contrastante, que leve o usuário e realizar a ação desejada.

como promover cursos online - landing page

Webinars

Os webinars permitem que os especialistas compartilhem seus conhecimentos e conteúdos por meio de uma transmissão ao vivo, dinâmica e fácil.

Para fazer um webinar só é necessário ter um computador com webcam, microfone e acesso à internet. Uma das vantagens desse formato é a possibilidade de interação entre os produtores de conteúdo e o público, ou seja, é uma experiência de duas vias.

como promover cursos online - webinar

Mas quais são os benefícios?

  • Para os profissionais: profissionais que usam webinars para divulgar seus cursos costumam tornar-se referência sobre o conteúdo apresentado. Além disso, é uma ótima ferramenta para que divulguem seu conteúdo, pois possuem um bom custo-benefício em relação a outras formas de divulgação mais tradicionais. Também contribuem para aumentar a geração de oportunidades, pois estimulam a compra de um cursos mais aprofundados sobre o assunto do webinar;
  • Para os alunos: webinars são um meio rápido e prático de aprendizado, possibilitam a troca de experiência com os profissionais. Além disso, o estudante pode conhecer melhor o profissional, empresa e/ou instituição que dá o curso, aumentando a confiabilidade e, com isso, a possibilidade de comprar o curso.
  • Para colaboradores: os webinars podem ser uma ótima ferramenta para melhorar a comunicação interna na sua empresa. Colocar o CEO falando sobre um tema relacionado à empresa faz com que os colaboradores se sintam valorizados.

3. Faça publicações e anúncios nas mídias sociais

Independente de quem seja seu público, é muito provável que ele esteja em ao menos uma mídia social.

Hoje, mais de 1 bilhão de pessoas são usuárias ativas do Facebook e 20 milhões de brasileiros estão no Linkedin.

Logo, é necessário que você também esteja nos mesmos lugares. Porém, procure utilizar a mídia social que seu público está mais inserido, faça testes, mas evite gastar seus esforços em mídias que não dão resultados.

Existem dois tipos de divulgação nas mídias sociais:

Orgânica

A divulgação orgânica é o trabalho que você faz de forma gratuita nas mídias sociais. Ela depende do engajamento das pessoas, de que elas compartilhem e sigam seu conteúdo para ter acesso a ele.

É legal fazer publicações diárias oferecendo conteúdos como blog posts, infográficos, eBooks e outros materiais que seu público possa julgar interessante e estejam relacionados ao seu curso, e veja se estão tendo um bom engajamento.

Um bom indicador é pesquisar concorrentes e verificar o engajamento pela quantidade de post publicados no dia.

como promover cursos online - post no facebook

Mídia paga

Com a diminuição do alcance das publicações orgânicas, a procura por mídia paga tem crescido, pois com ela é possível segmentar o público da campanha, personalizar e analisar os dados através dos relatórios.

As principais vantagens de trabalhar com anúncios são o aumento da visibilidade, a segmentação e o baixo custo.

Veja mais sobre essa estratégia no post Como divulgar cursos online nas mídias sociais.

como promover cursos online - anúncio no facebook

4. Ofereça os cursos por Email Marketing

O email é a forma como você irá manter um relacionamento com seu cliente e possível cliente. É nele que você irá oferecer conteúdos para engajar sua base de Leads e fazê-la avançar de funil.

Tenha sempre atenção na hora de escrever seus emails. Use imagens leves, títulos atraentes e desafiadores e uma linguagem pessoal e intimista. Aqui você pode ler o guia sobre criação de Email Marketing para Cursos Online.

Ferramentas como o RD Station ajudam você a agendar emails para segmentações específicas e a criar automação de marketing (falaremos sobre isso mais adiante).

Você pode tanto utilizar os emails para divulgar um curso pelo qual o usuário já tenha se mostrado interessado, como também pode usá-lo para promover novos cursos para a sua base de contatos.

5. Promova engajamento com quem já é aluno

Existem muitas formas de promover o engajamento do aluno com o curso. Qualidade dos materiais e assuntos relevantes são o básico para que os seus alunos se engajem no conteúdo e terminem os cursos. Abordaremos duas delas: a automação de marketing e o remarketing.

Automação de Marketing

A automação de marketing permite automatizar o relacionamento com a atual base de clientes para aumentar a recompra, indicações e expansões de conta. Ao decorrer de um curso online, ou seja, a partir do momento de matrícula do aluno até o término existem muitas possibilidades de ações.

É comum as pessoas tomarem decisões mais impulsivas se o seu ticket é baixo e acabarem não separando o tempo necessário para acompanhar as aulas e realizar as atividades.

Neste caso, você pode escrever um email bem pessoal, com o nome do professor do curso, convidando o aluno para começar as aulas, ou falando do assunto que vai ser abordado logo no começo. Seu objetivo neste momento é fazer com que o aluno comece a assistir as primeiras aulas.

Depois de um tempo fazendo o curso é comum um momento de desmotivação ou despriorização das aulas por conta de qualquer acontecimento externo. Nestas horas é necessário ser preciso para não perder o aluno de vez.

Primeiro você deve entender, com base em histórico, quanto tempo os seus alunos passam fora do ambiente de ensino e retornam versus os alunos que passam tempo fora do ambiente e desistem. Ao definir se o tempo é de fato duas semanas, você pode ser mais eficaz ao trazer novamente o aluno desengajado e transformar um possível ex-aluno e um prospect para comprar outro curso.

Alguns alunos podem estar demorando mais do que o previsto para terminar um determinado módulo, indicando atraso e possível baixa do engajamento. Você pode escrever um email com alguma curiosidade sobre o próximo assunto que ele assistiria, pedir para alguém da sua equipe comercial fazer uma ligação para este aluno e perguntar como está o processo de aprendizado dele, enviar parte do conteúdo via email, ou mesmo criar uma Landing Page oferecendo conteúdo grátis relacionado ao tema do curso, como uma planilha ou um ebook.

Ao terminar o curso o seu aluno está satisfeito consigo mesmo e provavelmente empolgado com a sua empresa. A principal recomendação nesse momento é enviar apenas uma proposta de compra de um novo curso caso a sua continuidade for evidente. Um bom exemplo desse caso são cursos com níveis diferentes do mesmo assunto (Redes I e II ou Programação Básica e Avançada, por exemplo).

Caso existam diversos caminhos possíveis, gere engajamento com dicas de vagas de emprego que utilizariam aquele conhecimento ou possibilidades de aplicação do aprendizado recém adquirido no dia a dia dele. Fale de profissionais renomados no assunto e peça feedback. Depois ofereça com alguma proposta diferenciada para ex-alunos daquele curso. O aluno vai se sentir em uma posição privilegiada e as chances de compra são altas.

Remarketing

Sabe quando você procura por um produto da internet, e pelas próximas semanas, todos os anúncios que você encontra são sobre aquele produto ou similares? Isso é remarketing (ou retargeting).

O objetivo do remarketing é fazer com que aquela pessoa que se interessou pelo seu projeto mas ainda não converteu, não se esqueça de você e que continue mantendo aquele interesse.

Algumas ferramentas que são usadas na hora de comprar seu remarketing são o AdWords ou o AdRoll, e na hora de criar seu anúncio, coloque em prática os seguintes tópicos:

  • Crie audiências relevantes. Foque em públicos que sejam interessante de ser impactados pelo remarketing;
  • Crie anúncios específicos para cada público. Quanto mais próximo do objetivo do usuário melhor. Por exemplo, se ele entrou na página de preços de determinado produto de seu site, pode exibir para ele anúncios sobre o produto, com talvez um desconto atrativo;
  • Lembre-se de ter boas Landing Pages. Não adianta fazer um belo anúncio e levar o visitante para a home do site. Lembre-se de ajudá-lo a encontrar seu objetivo – e, claro, converter.
  • Fique sempre de olho nas métricas para analisar os resultados de seus esforços. É importante lembrar que não apenas o CPC (Custo por Clique) merece atenção, mas também o CPA (Custo por Aquisição), ou seja, o seu gasto real para cada conversão gerada pela campanha.
  • Tome cuidado com o excesso de exibições para um determinado usuário, já que isso pode cansá-lo. É recomendado não termos mais do que 10 visualizações por pessoa.

Marcadores:

Deixe seu comentário