Blog de Marketing Digital de Resultados

Push Notification: entenda o que são, como funcionam e aprenda a configurar para seu site usando o Pushcrew

Você já notou que alguns sites estão enviando notificações para os usuários por meio do navegador? Saiba como essa estratégia pode ajudar sua empresa a se relacionar com o cliente neste post.

Push Notification é uma notificação, geralmente exibida em dispositivos como celulares e tablets, mas também em navegadores (como Chrome e Firefox). Ao acessar um site que utiliza a estratégia e aceitar as notificações, por exemplo, o usuário vai receber mensagens enviadas pela empresa.


Essa uma tecnologia que tem origem nos aplicativos mobile. Se você tem um smartphone, com certeza já foi impactado por algum push antes.

Quando você está no seu smartphone e recebe um aviso de um novo email, uma nova mensagem no WhatsApp ou uma notificação de reunião em 5 minutos do Google Calendar, você está sendo impactado pelo push notification daquele aplicativo.

push notification mobile

Exemplo de Push Notification na tela do celular

Talvez o formato de push notification que você está mais habituado é o que os aplicativos exibem no seu celular, como

Mas já notou que alguns sites estão enviando notificações para os usuários através do navegador?

web push notification

Essas notificações são enviadas através do navegador (Chrome ou Firefox), mesmo que você esteja fazendo uma outra atividade na internet. Elas também são conhecidas como push notifications, e são usadas para engajar os usuários de um determinado site, mantendo-os sempre atualizados sobre novos conteúdos.

O Guia Prático do Call-to-Action

eBook e Templates para você gerar mais resultado aproveitando um tráfego existente

Web Push notifications

Quando surgiu na web: o Chrome habilitou essa tecnologia em março do ano passado. Portanto, é um canal ainda muito novo, mas já consagrado no mobile. O Firefox foi outro grande navegador que habilitou essa funcionalidade ainda no começo de 2016.

navegadores suportados

Navegadores que suportam as push notifications 

As possibilidades de uso para web são várias – e tudo vai depender do contexto do seu negócio. Ao longo do post, vamos dar algumas dicas de uso para você que está interessado em implementar o push notification em seu site.

Push vs email: o push notification tem um objetivo diferente do email, e o uso de um não substitui o do outro.

Não há muito segredo: com o push você envia notificações e avisos curtos para seus inscritos, enquanto que no email você pode realizar uma comunicação mais extensa e completa.

As notificações possuem uma grande restrição: suas mensagens devem conter no máximo 100 caracteres, o que faz com que elas precisem ser sempre objetivas e sucintas.

Possibilidades de uso

As possibilidades de uso são várias, tudo depende da sua criatividade. Considerando que você já tenha um conhecimento básico sobre seu público-alvo, comece definindo um objetivo para você. O uso será para gerar mais conversão, tráfego ou awareness?

Aqui vai algumas dicas de como você pode usar o push o seu site:

  • Updates/novidades: você pode usar o push como um canal extra para distribuição dos conteúdos ricos produzidos por você. Avise os visitantes do seu site e redirecione eles para uma landing page;
  • Ecommerce: se você tem um ecommerce, crie uma segmentação que notifica os leads que abandonaram o carrinho antes da compra;
  • Novos produtos/promoções: Product Hunt é um site que faz curadoria de novos produtos e aplicativos; eles usam o push para notificar a base sobre aplicativos mais votados do dia;
  • Atualizações em geral: aplicativos web também podem usar a tecnologia do push para notificar os usuários sobre alguma atualização ou oferta específica. Exemplo: se você possui um restaurante que aceita pedidos pela internet, você pode criar uma notificação sobre o momento em que um pedido está pronto para entrega.

Enviando um push

A configuração da ferramenta é feita de forma simples, mas é necessário um entendimento intermediario de Java Script e HTML. No geral, são algumas linhas de códigos que precisam ser inseridas no <header> do seu site ou através de um plugin (caso você utilize WordPress). Caso você utilize o Google Tag Manager, pode incluir o código por lá (o próprio Pushcrew tem um tutorial para fazer isso).

As listas de contatos são compostas por números e letras que são armazenadas no cookie do navegador, e então usadas para o envio da notificação. É possível importar e exportar essas listas de contato (caso você queira trocar de ferramenta) mas, para isso, é necessário configurar o código GCM (mais informações no link). A conta GCM permite que você armazene a sua lista de contato em uma conta própria.

Depois de fazer esse setup inicial, você já pode começar a configurar algumas funcionalidades da ferramenta em si:

Opt-in

funcionalidades, Pushcrew

Funcionalidades do PushCrew

Há duas formas de gerar inscritos no web push: (1) através do opt-in nativo do seu navegador e (2) através de um opt-in desenvolvido pela ferramenta usada (no caso acima, o PushCrew Box).

opt-in nativo

Opt-in nativo

Qual a diferença entre o opt-in nativo com o optin da ferramenta?

Existem algumas diferenças:

Não é possível editar os textos e nem inserir imagem no opt-in nativo (até o momento, mas é possível que surjam atualizações no futuro).

O opt-in nativo também exige que seu site esteja com o protocolo HTTPS configurado; esse protocolo é necessário para habilitar as notificações. No caso aqui do Blog da RD, não fizemos a migração para o protocolo ainda, por isso usamos uma solução feita pela própria ferramenta.

web-push-notification-6

O opt-in da ferramenta é uma solução para sites que ainda não migraram de protocolo. Basicamente, a ferramenta disponibiliza uma landing page com dominio HTTPS, usada para registrar cada conversão.

A desvantagem é que essa landing page adiciona um passo extra na conversão. Devido a isso, o opt-in da ferramenta possui uma taxa de conversão menor do que o opt-in nativo.

Se o seu site possui o protocolo HTTPS configurado, é recomendado o uso do opt-in nativo.

Send push notification

Há três formas de enviar as notificações: via integração com o RSS (automatizando o envio), de forma manual ou por agendamento. O setup necessário para enviar uma notificação é simples, exigindo:

  • Título: no máximo 48 caracteres;
  • Mensagem: no máximo de 100 caracteres;
  • URL: página de destino (Landing Page);
  • UTM: parámetros de UTM para você acompanhar os resultados no Google Analytics (acesse nosso post sobre URL Builder para saber mais);
  • E outras opções avançadas como: imagem, segmentação, agendar publicação e auto-hide.

send push notification

Ferramentas disponíveis

Aqui no blog da RD, usamos o PushCrew, mas existem outras opções, como Aimtell, OneSignal e SendPulse. As diferenças são poucas; no geral, todas essas ferramentas oferecem as mesmas funcionalidades, variando mais no pricing.

Funcionalidades geralmente oferecidas:

  • Opt-in box ou opt-in nativo;
  • Notificações para mobile e navegador;
  • Notificação de boas-vindas;
  • Segmentações (no caso do PushCrew, a segmentação é feito via API, não pelo dashboard);
  • Estatísticas no geral (tanto para inscrição como para envio de notificação e taxas de engajamento).

Planos

A One Signal e a PushCrew são duas ferramentas com plano freemium. As duas ferramentas são boas, mas o plano free da One Signal possui menor restrições de uso.

O modelo de negócio das ferramentas pode variar; algumas possuem planos que levam em consideração o número de subscribe (PushCrew, Aimtell, SendPulse), e outras, através da quantidade de notificações enviadas (Aimtell, SendPulse).

O push notification é uma ferramenta nova e promissora, tem capacidade de se tornar um novo canal de aquisição relevante no futuro próximo (se bem usado).  O resultado que estamos tendo aqui na RD utilizando o push notification é super positivo; também recebemos bons feedback por parte dos nossos leitores.

O que tenho visto é que os negócios de nicho, com públicos mais específicos, são os que mais se beneficiam do push notification. Ele se torna uma ótima ferramenta quando o foco é engajar com o público do seu site.

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários

13 comentários

  1. Marcelo Alves

    Isso funciona com o Blogger tambem?

  2. João Pedro Viana

    Excelente!

  3. Fringe Tecnologia

    Usamos o One Signal e com 980 assinantes ele só envia para 571

    1. Silvia BrechoVirtual Fátima

      Muito bom todos

    2. Silvia BrechoVirtual Fátima

      tbm passo por isso

    3. Oskar

      Isso acontece porque eles não atualizam a base de dados. Você pode ter usuários que cancelaram o cadastro e o onesignal não tem isso em conta. O Pushnews atualiza sempre.

  4. Joao Silva

    Estou utilizando uma solução Brasileira sensacional! Pushnews.com.br

  5. Rosane Ragazzon

    Em algum desses eu posso acrescentar uma lista de emails?

  6. Arquiteto Versátil

    Eu não sei como faço para instalar o arquivo que pedem, porque meu blog está na plataforma do Blogger. Será que é possível usar este recurso no blogger ou não?

    1. Junior Silva

      Sim e usando o FCM da firebase que pertence ao google e muito mais em conta, o plano gratuito já lhe possibilita utilizar ele com uma possibilidade interessante de envios sem custos.

  7. Floro Mauel

    É possível realizar notificações automatizadas de forma segmentada? Quero, ao publicar um post e marcar a categoria no site, ele notifique apenas a categoria que eu escolher. Ex.: Publiquei um post e automaticamente eu marquei o estado do Rio de Janeiro em uma categoria, então, queria que aquele post fosse notificado apenas pras pessoas do Rio de Janeiro. Se eu publicar uma matéria pra Minas Gerais, uma vez marcado a categoria do estado, notificar apenas aquele estado. É possível?

  8. Luis Felipe

    o pushcrew no fim das contas fica muito caro… vocês conhecem concorrentes mais em conta?

  9. Silvia BrechoVirtual Fátima

    Estou atualmente usando o SENDPULSE, Maravilhoso totalmente em Portugues pouco limitado dificil que pouco se envia, nem todos recebem. uma pena. ainda estou em teste com ele. Passei a testar o One Signal, vamos ver no que vai dar. ate