Blog de Marketing Digital de Resultados

As redes sociais influenciam no SEO de um site?

Qual o papel das redes sociais no ranqueamento da busca? Vamos esclarecer essa dúvida neste post! Ficou curioso? Então acompanhe!

Essa é uma dúvida muito comum para quem trabalha com Marketing Digital: as redes sociais influenciam no SEO do site?

A dúvida é compreensível, pois a maneira como o algoritmo do Google determina o posicionamento dos sites nos resultados da busca é sempre uma incógnita. É claro: o buscador não quer entregar de bandeja sua “fórmula mágica”.

Porém, o mercado de SEO está sempre tentando desvendar os fatores de ranqueamento do Google, e os sinais sociais já foram alvo de diversas pesquisas.

Afinal, qual o papel das redes sociais no ranqueamento da busca? Vamos esclarecer essa dúvida neste post! Ficou curioso? Então acompanhe!



Gestão de midias sociais

Saiba como definir uma estratégia para sua empresa e aprenda a gerar resultados com as redes sociais

O que o Google diz

Matt Cutts, engenheiro de software do Google, publicou um vídeo em 2010 para explicar algumas diretrizes do buscador em relação às redes sociais.

Segundo ele, as redes sociais não são um fator de ranqueamento confiável para o Google considerar em seu algoritmo. Principalmente, são essas as características do conteúdo social que impedem o buscador de indexá-lo:

  • Volume: são tantos conteúdos publicados diariamente no Facebook, no Twitter, no Instagram etc. que o robô não seria capaz de indexar tudo;
  • Privacidade: existem muitas publicações restritas (como em um perfil ou grupo privado no Facebook) que impediriam a indexação;
  • Volatilidade: os conteúdos e os relacionamentos nas redes sociais são modificados ou excluídos a qualquer momento, e o robô não acompanharia essa inconstância.

Portanto, está claro: o número de curtidas na sua fan page no Facebook ou de seguidores no Twitter, por exemplo, não influencia no posicionamento do seu site.

Ainda assim, Matt Cutts esclarece: o canal social é visto como qualquer outra fonte de tráfego da web.

Então, se uma página recebe muitos backlinks rastreáveis de redes sociais (assim como pode receber de outros blogs ou sites), ela passa a ser considerada relevante pelo Google.

O que o mercado diz

O próprio engenheiro do Google afirma que as redes sociais não entram no ranqueamento. Ok, mas isso não quer dizer que os profissionais de SEO não continuariam intrigados com o assunto.

Estudos de empresas especializadas, como a Moz e a Search Metrics, tentam desvendar os fatores de ranqueamento que o Google não revela.

Porém, essas pesquisas apresentam apenas dados de correlação, e não de causalidade. Ou seja, elas revelam as características em comum das páginas com bom desempenho, mas não necessariamente as causas para isso.

Por exemplo, uma marca tem bom ranqueamento no Google e tem muitos seguidores no Twitter. Mas isso não significa que a autoridade na rede social influencia no posicionamento.

Nesses estudos, testes de correlação perceberam alguns sinais sociais relevantes, como o número de posts com backlinks para elas ou a autoridade das contas que criam os backlinks.

Mas, veja bem: esses fatores são apenas correlatos, não necessariamente causais. O número de backlinks, por exemplo, confirma o que Matt Cutts disse, mas a autoridade das contas talvez não seja um fator de ranqueamento.

4 formas com que suas redes sociais influenciam no SEO

Ficou confuso? Realmente, esse tema é polêmico.

O funcionamento do algoritmo nunca será revelado com transparência pelo Google. E, embora os especialistas estudem a correlação entre os fatores, não podemos afirmar quais sinais sociais influenciam no posicionamento.

Porém, é certo que as redes sociais são um elemento importante da web atualmente, tanto para os usuários quanto para as marcas que as utilizam como fonte de tráfego e branding.

Portanto, certamente elas causam algum impacto em SEO, mesmo que de maneira indireta.

Mas agora nós vamos revelar algumas formas com que, comprovadamente, suas redes sociais influenciam no SEO e quais são as melhores práticas para otimizá-las. Conheça:

1. Aumento da visibilidade

Como uma importante fonte de tráfego para o site, as redes sociais têm o papel de aumentar a visibilidade da marca e dos conteúdos do site.

Dessa forma, elas influenciam no SEO, pois, quanto mais links a página receber, mais rapidamente ela será indexada, mais pontos ganhará com o Google e mais backlinks pode conquistar. Veja algumas dicas para aumentar sua visibilidade:

Compartilhe o seu conteúdo

Não pense que basta publicar no seu blog e aguardar os leitores chegarem. Todo conteúdo precisa de um “empurrãozinho” para ser acessado por um bom volume de visitantes.

Então, divulgue seus links! Nas redes sociais, existem algumas maneiras de fazer isso.

A primeira e mais óbvia é publicar links na própria página ou perfil da sua marca. Capriche no texto que acompanha o link, que não precisa ser extenso, mas sim conciso e objetivo.

Outra ideia é participar de grupos e comunidades da sua área de atuação no Facebook ou LinkedIn e publicar os links nesses canais. Lá, o público já é segmentado e a probabilidade de receber atenção é maior.

E, por último, uma ideia eficiente é criar um relacionamento com outros players relevantes da sua área. Quando publicar algo que seja interessante para a Persona deles, sugira que eles compartilhem seu link.

Mas, tanto nos grupos quanto com influenciadores, seja oportuno e relevante. Sabe aquela pessoa que insiste com links e mais links para seu próprio site, sem acrescentar nada de valor? Não seja ela.

Incentive o compartilhamento social

Quer aumentar ainda mais o número de compartilhamentos das suas páginas nas redes sociais? Então incentive que seus leitores também compartilhem seu conteúdo.

Para isso, o primeiro passo é criar um conteúdo original e qualificado, que mereça ser compartilhado. Você também pode explorar conteúdos polêmicos, ou nunca antes abordados, ou tão incríveis que façam os leitores pensarem: “preciso mostrar isso para alguém!”.

Outra atitude importante é inserir botões de compartilhamento no seu site e blog. Assim, após a leitura do conteúdo, os visitantes podem clicar no botão e compartilhar a página em seu perfil no Facebook, no Twitter, no Instagram, Pinterest etc.

Alguns blogs têm usado também o recurso de destacar um trecho do conteúdo e inserir um botão “tweet isto” ou “compartilhe isto”. Dessa maneira, só aquele texto será compartilhado nas redes sociais, com um link para a página original.

Otimize título, imagem e descrição dos links

Quer melhorar ainda mais os compartilhamentos? Então, torne o link mais atrativo para quem é atingido pela publicação.

No código HTML da página, você pode inserir meta tags que determinarão qual título, qual imagem e qual descrição devem aparecer quando alguém compartilha o link nas redes sociais.

Aproveite para usar uma imagem interessante, no tamanho adequado para as redes sociais, além de um título chamativo e uma descrição instigante.

Mas não se preocupe se você não entende nada de programação. Geralmente, com plugins como Yoast para WordPress, é possível editar essas tags.

Dessa forma, você pode otimizar esses elementos para o link atrair mais cliques e a página receber mais visitantes.

2. Fortalecimento da marca

Redes sociais são, basicamente, redes de relacionamento. Originalmente, elas conectam pessoas com pessoas, mas as marcas também ganharam seu espaço nessa conversa.

Portanto, elas devem ser usadas prioritariamente com esse propósito. O foco nas redes sociais não é a sua marca, e sim o relacionamento com seus consumidores.

São eles que devem ser agradados, é para eles que você deve ser relevante. Só assim você conquistará a confiança do público e fortalecerá sua marca.

Mas o que isso tem a ver com SEO? Se você tem um bom relacionamento com as pessoas, elas criam uma fidelidade com seus conteúdos, acessam suas páginas com mais frequência e ainda indicam seu site para conhecidos.

Assim, você conquista não só um público fiel, mas também promotor da sua marca. E, consequentemente, recebe mais acessos e backlinks para o seu site.

Além disso, com uma marca forte na web, aumentam naturalmente as buscas pelo nome da sua empresa (branded searches) no Google.

Assim, você recebe mais confiança do buscador também, que passa a valorizar seus conteúdos no ranqueamento.

3. Dominação da primeira página de resultados

A estratégia chamada de SERP Domination consiste em ocupar todos os primeiros resultados da busca com links relacionados à sua marca, quando se pesquisa pelo seu nome.

O objetivo é gerar mais tráfego para o site, mas a estratégia serve também para eliminar resultados negativos das primeiras posições, como a citação em um site de reclamações ou uma notícia prejudicial à imagem da marca.

Nesse sentido, os perfis sociais, que costumam ser bem ranqueados, ajudam a ocupar positivamente a primeira página de resultados, gerar acessos indiretamente para o site e “empurrar” os links negativos para a segunda página.

Crie perfis otimizados (eles também ranqueiam!)

Portanto, você pode aproveitar essa oportunidade para fortalecer a sua marca.

Pense quais redes sociais são relevantes para o seu negócio e crie perfis nelas, de modo que ajudem na SERP Domination. Mas lembre-se de que não basta marcar presença – é preciso ser ativo nas redes.

Além disso, junto ao link da página ou perfil nos resultados da busca, aparece um texto descritivo (a meta description) que pode ser otimizado.

Geralmente, esse texto é editável na rede social, na configuração do perfil. Então, aproveite para fazer um texto persuasivo e com palavras que identifiquem o seu negócio.

4. Mensuração dos resultados

Como em qualquer ação do Marketing Digital, você pode e deve utilizar métricas para medir o desempenho e otimizar sua estratégia. Veja algumas dicas para fazer isso com olhos em SEO:

Escolha as métricas certas

Para cada objetivo, é preciso escolher os indicadores certos para acompanhar. Neste caso, em que queremos saber como as redes sociais influenciam no SEO, você pode ficar de olho nas seguintes métricas:

  • Volume de tráfego do site oriundo das redes sociais, ou de cada uma delas;
  • Número de compartilhamentos sociais de cada página do site;
  • Quantidade de cliques no link dos posts das redes sociais;
  • Vendas ou receita geradas por visitantes de redes sociais.

Parametrize as URLs

Parametrizar os links significa inserir tags nos links que informem sua origem (por exemplo, Facebook), a mídia (por exemplo, redes sociais) e a campanha (por exemplo, Natal).

Assim, na análise de dados de origem de tráfego no Google Analytics, você pode identificar exatamente qual rede social e qual campanha atraíram aqueles visitantes.

Para facilitar esse trabalho, o próprio Google oferece um construtor de URLs.

Conclusão

Então, pronto para administrar suas redes sociais de olho no posicionamento do seu site?

Não sabemos exatamente quais sinais sociais o Google realmente considera em seu algoritmo. Aliás, não sabemos nem se ele considera algum.

Mas sabemos, sim, que as redes sociais influenciam no SEO, por serem uma importante fonte de tráfego. Então é essa característica que devemos aproveitar.

E agora, quer receber mais dicas para melhorar seu posicionamento? Então confira o nosso post sobre o que é SEO!

Esse post foi produzido pela equipe da Rock Content.

Marcadores:

Deixe seu comentário