Conheça 7 rotinas de gestão comercial para adotar em 2021

Mantenha o time de vendas produtivo e engajado adotando as rotinas de gestão certas no próximo ano


Já falamos aqui no blog sobre a importância de não esperar 2021 chegar para fazer o seu planejamento de vendas. Com ele, você sabe quais números acompanhar, define objetivos e ainda avalia quais tendências deve adotar nos próximos meses.

Mas, além do planejamento, é preciso também preparar suas rotinas de gestão comercial. Será que você está fazendo as reuniões certas e acompanhando tudo o que deveria? Neste artigo, vamos falar sobre algumas rotinas importantes de adotar para manter o time de vendas produtivo e engajado no próximo ano. Confira!

7 rotinas de gestão comercial para ter um time mais produtivo e engajado em 2021

1. Forecast de vendas

Você gostaria de ter mais previsibilidade comercial no próximo ano? Sua empresa já faz forecast de vendas?

O forecast, também chamado de previsão de vendas, consiste em prever quantas novas vendas serão feitas em determinado período. Dessa forma, a empresa se organiza financeiramente, pois sabe quanto dinheiro entrará em caixa nesse intervalo, ganhando previsibilidade de vendas.

Para fazer essa previsão, o negócio pode usar como base o perfil dos clientes atuais ou as oportunidades de negócio em aberto. Dessa forma, o forecast é feito com base em dados, não em opiniões. Com isso, podemos concluir que a empresa precisa dispor de números sobre os Leads e clientes para construir um forecast consistente.

Veja algumas dicas para fazer o forecast de vendas na prática: 

  • Comece pelo mapeamento: a primeira etapa consiste em mapear oportunidades de vendas em aberto no seu funil de vendas, para saber quantas propostas foram enviadas e quantos são os negócios em andamento.
  • Avalie sua taxa de conversão: a taxa de conversão da empresa mostra quantos clientes passaram para a próxima etapa no funil de vendas, de Lead para oportunidade, de oportunidade para cliente etc.
  • Conheça seu faturamento: o faturamento é importante também para o forecast porque mostra o valor do ticket médio dos seus clientes, o que permite prever quanto seus clientes em potencial vão gastar no futuro.

2. Revisão de pipeline

Com que frequência você faz suas revisões de pipeline? Essa reunião feita com o time comercial serve para acompanhar o atendimento das atividades comerciais periodicamente. O objetivo é garantir que haja um bom fluxo de prospects no funil de vendas

Assim, você evita problemas como falta de visibilidade do funil, dificuldade de compreender o andamento de cada negociação e pouca previsibilidade de vendas.

Veja algumas dicas para um bom pipeline review: 

  • Conheça a equipe: o objetivo é melhorar as vendas, mas, para vender bem, é preciso ter vendedores que estão bem. Por isso, aproveite esse momento para conhecer melhor seus vendedores e entender como se sentem em relação ao trabalho. 
  • Parabenize os acertos: esse encontro pode servir também para reconhecer o bom trabalho do time, incentivando as ações que deram resultado.
  • Avalie as falhas: além dos pontos positivos, olhe também para as falhas, que são uma ótima maneira de aprender mais.
  • Identifique as oportunidades mais importantes: nem todas as oportunidades no seu funil de vendas têm a mesma importância. Use esse momento para identificar aquelas que são as mais interessantes para a empresa. 

3. Revisão de ligações e emails

De maneira complementar à revisão do funil de vendas, temos as revisões de ligações e emails enviados, que permitem buscar erros e acertos para treinar melhor cada vendedor e o time.

Lembre-se de observar os dois lados da conversa. Além da performance do vendedor, observe também o que o cliente diz, para entender se está engajado, se perdeu interesse, se ele se sente compreendido. 

Veja alguns pontos a observar quando avaliar as ligações e emails da sua equipe:

  • Confiança: quão confiante o vendedor está? Ele está no controle da conversa?
  • Energia: observe se o vendedor está no controle da sua energia ou se é influenciado pelas ações do cliente em potencial.
  • Conexão: os vendedores conseguem se conectar com os prospects? Conseguem criar rapport
  • Escuta: vender, muitas vezes, consiste mais em ouvir que em falar. Por isso, preste atenção se o vendedor está falando mais que ouvindo, se interrompe o contato enquanto ele fala.
  • Fatos: o vendedor se atém aos fatos ao falar sobre os produtos ou serviços, ou passa informações erradas? Ele esconde informações que acha que poderiam causar objeções?

4. Reuniões de one-on-one

As reuniões de one-on-one (ou um a um) são bastante usadas nas empresas para focar no desenvolvimento individual de cada colaborador. Quando feitas entre gestor e liderado, elas servem para avaliar as necessidades de cada pessoa do time e ajudar a destravar empecilhos. 

Para obter mais resultados, é importante seguir algumas dicas:

  • Trate de temas diversos, como performance, desenvolvimento, feedback, evolução profissional, clima da empresa.
  • Faça as perguntas certas, que promovam a discussão e a reflexão. A reunião de one on one não deve ser usada para assuntos que poderiam ser respondidos com um email.
  • Defina uma frequência para essas conversas, como mensalmente ou a cada 15 dias.

5. Revisão de motivos de perda

As revisões de motivo de perda, por sua vez, servem para identificar gargalos contornáveis, sem os quais a empresa poderia ter menos vendas perdidas.

A ideia é mapear os motivos de perda mais comuns na empresa e reunir-se com os vendedores para conversar sobre como podem ser evitados. Para isso, primeiro é preciso mapeá-los, usando planilhas ou a ferramenta de CRM. Depois, auxilie os vendedores a contorná-los.

Se um motivo de perda comum for “cliente não respondeu sobre a proposta”, por exemplo, pode ser um indício de que os vendedores não estão dando atenção aos prazos ou deixando de fazer follow-up. Cabe ao gestor relembrar a equipe da importância desse acompanhamento.

6. Role plays, ou simulações

O role play, ou simulação, serve para simular situações reais de vendas, para deixar os vendedores mais preparados quando chegar a hora de entrar em contato com os clientes. 

Esse tipo de treinamento é bem importante, principalmente para os vendedores em início de carreira. Isso porque, na simulação, o profissional passa por situações parecidas com as que passará com os clientes, pode errar sem medo, receber feedbacks dos gestores e repetir várias vezes até acertar. 

7. Reuniões de alinhamento com outros times

Fazer reuniões com outros times também é essencial para que o time de vendas trabalhe alinhado com o restante da empresa.

A mais comum é a reunião entre marketing e vendas, em que são discutidas as questões do processo de venda, da atração dos Leads ao fechamento do negócio, com o objetivo de encontrar soluções. Mas o mesmo também pode ser feito com outras equipes, como Customer Success, atendimento e outras áreas relacionadas ao pré e ao pós-vendas.

E você, quais dessas rotinas de gestão comercial já adota na empresa? Preparado para tornar a equipe comercial mais produtiva e engajada em 2021?

RD Station CRM

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários