Blog de Marketing Digital de Resultados

SEO para imagens: por que você deve se preocupar em rankear imagens no Google

Conheça os benefícios de rankear imagens no Google e algumas dicas de como fazer isso para otimizar suas estratégias de Marketing Digital

O Google Imagens é, possivelmente, o buscador de imagens mais usado no mundo.

Dizemos “possivelmente” porque não existem dados confiáveis de mercado. Mas, se a liderança do Google já é absoluta entre sites e vídeos (com o YouTube), não é difícil imaginar que a maioria das pessoas recorra a ele para encontrar imagens também.

Vale lembrar como o Google funciona: lendo, armazenando e criando um grande índice de todo conteúdo que ele encontra — páginas, vídeos, imagens, localidades… Dependendo da palavra-chave que você buscar, ele vai tentar adivinhar qual desses tipos de conteúdo você quer consumir.

Por isso, neste post vamos explicar um pouco mais dos benefícios de rankear imagens no Google e, em seguida, daremos algumas dicas de como fazer isso para otimizar suas estratégias de Marketing Digital.

Vamos lá?

eBook O Guia Completo do SEO

Tudo o que você precisa saber para ficar na primeira página do Google e atrair mais visitantes qualificados

Por que rankear imagens no Google Imagens?

1. Para aparecer na página de resultados

Mesmo quando você busca por uma página, o Google apresenta na página de resultados, logo abaixo do campo de busca, as opções de conteúdo pelo que você pode buscar:

rankear imagens no Google na busca orgânica por pizza

Mas às vezes acontece, também, da própria página de resultados já conter miniaturas de imagens, vídeos ou mapas, se o Google entender que aquela palavra-chave tem um apelo audiovisual ou de localização.

As miniaturas de imagens costumam aparecer de duas formas: como uma opção de resultado orgânico ou como um mosaico descrevendo a palavra-chave, geralmente na coluna da direita.

Exemplo de opção de resultado:

Exemplo de opção de resultado para imagens no google

Exemplo de mosaico:

rankear imagens no Google exemplo de mosaico

Geralmente, as imagens aparecem quando a palavra-chave contém termos associados a representações gráficas — decoração, alimentação, pontos turísticos, entre outros.

Rankear bem a imagem da sua página significa aumentar suas chances de aparecer na primeira página para uma determinada palavra-chave. Se a imagem foi criada por você, que tal assiná-la discretamente, no canto, com o seu site?

2. Para melhorar o SEO da sua página

As técnicas de SEO on-page envolvem vários critérios: título da página, heading tags, conteúdo, links e… imagens!

Quando se trata de aplicar as boas práticas básicas de SEO para uma página, a imagem continua sendo um fator importante de rankeamento.

Portanto, quando você adota práticas para rankear bem a sua imagem, isso também favorece a otimização da página em que a imagem está inserida.

3. Para ter mais tráfego orgânico em sua página

Aparecer na primeira página do Google, rankear imagens, otimizar páginas… Tudo isso tem um único objetivo: conquistar mais tráfego orgânico para o seu site ou blog.

Fotos, ilustrações, infográficos e outros tipos de imagem são mais convidativos ao clique do que resultados em texto. Rankear suas imagens pode ser um fator de destaque na página de resultados de busca. Mais cliques, mais tráfego!

A imagem ideal para rankear bem

Vamos à parte prática! Selecionamos algumas dicas importantes para otimizar suas imagens. A imagem que tem mais chances de rankear:

1. É uma imagem de qualidade

Se é uma foto, um gráfico, um GIF (aprenda como criar um gif aqui) ou uma foto de tela, é essencial que a imagem esteja com o foco bem ajustado — a menos que o desfoque seja proposital, claro.

Além disso, a resolução deve estar adequada e a imagem não pode, de jeito nenhum, estar distorcida. Lembre-se de que qualquer elemento que comprometa a experiência do usuário pode ser penalizado pelo Google, além de afetar a credibilidade do seu site com seus visitantes.

Se a imagem é um gráfico ou fluxograma, certifique-se de que as cores estão bem escolhidas. Uma dica é usar ferramentas como o Color Supply ou o Adobe Color Wheel.

Além disso, confira a legibilidade de números e palavras. Bons fluxos e gráficos geralmente são passíveis de serem lidos e entendidos com pouco ou nenhum texto de auxílio.

2. Está dentro do contexto da página

A imagem deve estar junto com o texto, sendo pertinente ao assunto, e apresentada em um tamanho adequado. Se possível, use a palavra-chave que você quer rankear também no texto, perto da imagem.

Se for usar imagens de banco, pesquise bem, para evitar fotos artificiais ou muito clichês.

3. Pode ser usada por você

Sempre, sempre tenha os direitos de uso das imagens que você está acrescentando ao seu artigo. Assim, você evita receber cobranças “surpresa” ou ter que retirar a imagem imediatamente.

Os direitos de uso você pode adquirir mediante a compra da imagem ou autorização expressa do autor.

4. Carrega rapidamente

A velocidade de uma página é um fator importante de rankeamento. Com imagens, não é diferente.

Evite redimensionar sua imagem utilizando código. Por exemplo, se você vai usá-la no tamanho 400 x 400 pixels, não coloque uma imagem de 800 x 800 e mude o tamanho utilizando CSS. Faça upload da imagem no tamanho necessário, sempre que puder.

Além disso, você também pode usar ferramentas como JPEGmini e TinyPNG para otimizar o tamanho das suas imagens.

5. Tem um nome de arquivo fácil de identificar

Usar nomes automáticos da sua câmera (como DCM0001.jpg) é proibido se você quer rankear imagens!

Definida a palavra-chave que você quer rankear, utilize-a diretamente no nome do arquivo. Por exemplo: rankear-imagens.jpg

Este é um fator essencial de rankeamento para o Google e quando não é respeitado, sua imagem está praticamente “fora do jogo”.

6. Possui um bom texto alternativo e um bom título

O texto alternativo é mostrado sempre que uma imagem não carrega. É claro que você não vai colocar links quebrados para suas imagens, mas, ainda assim, o texto alternativo é importante, por ser um fator direto de rankeamento.

É importante usar também o título, que é o tooltip que aparece depois de um tempo com o mouse em cima da imagem.

Os dois são importantes e é interessante não usar exatamente o mesmo texto em ambos. Aproveite para trabalhar variações da sua palavra-chave! Outra dica é não passar das 6 palavras e 120 caracteres.

Uma tag de imagem deve ser assim:

<img src=”rankear-imagens.jpg” alt=”Importância de rankear imagens no Google” title=”Otimize suas imagens para rankear no Google”>

Não sabe mexer com tags? Não se preocupe, o WordPress também permite editar texto alternativo e título:

editar texto alternativo wordpress

Conclusão

Rankear imagens abre novas possibilidades para atrair tráfego orgânico e qualificado para o seu site e, com as dicas que deixamos, você já larga na frente!

E, como você deve ter reparado, uma parte importante dessa otimização de imagens para rankear bem acontece da mesma forma que o rankeamento de páginas: pela definição de palavras-chave.

Por isso, que tal começar aprendendo sobre o assunto? Leia o post da Rock Content sobre Inbound Marketing e veja como conquistar os seus clientes

Esse post foi produzido pela equipe da Rock Content.

Marcadores:

Deixe seu comentário