Conheça a biografia, os livros e as dicas de Tim Ash, referência global em otimização da conversão

Tim Ash é uma das principais referências mundiais quando o assunto é otimização de conversão, com livro e palestras sobre o assunto


Tim Ash é uma das principais referências mundiais em otimização de conversão. Ele é autor de um livro sobre otimização de Landing Pages e criador da SiteTuners, agência focada em CRO que já atendeu clientes como Google e Facebook. Como palestrante, apresentou-se em mais de 200 eventos ao redor do mundo.


Na metade dos anos 1990, a internet ainda dava seus primeiros passos. Mas, mesmo naquela época, já havia quem pensasse em como otimizar as conversões dos sites. Uma dessas pessoas era Tim Ash, que atualmente é uma das principais referências globais no assunto.

Neste artigo, você conhecerá tudo sobre o especialista. Continue a leitura para aprender sobre sua formação, carreira, livros, palestras e mais.

👉  Não sabe o que falta para suas Landing Pages gerarem mais Leads? Baixe o eBook gratuito Como criar uma Landing Page dicas e exemplos para ter altas taxas de conversão e veja dicas de otimização, modelos de páginas que deram certo e qual ferramenta usar.

Como criar uma Landing Page: dicas e exemplos para ter altas taxas de conversão

O que faz uma Landing Page ter sucesso? Criatividade, objetividade, formulário curto, um quê de diversão? Confira o que falta para as suas Landing Pages gerarem mais Leads!

- Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses. - Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade. * Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Quem é Tim Ash?

Nascido na Rússia, Tim Ash reside há muitos anos em San Diego, nos Estados Unidos. Sua formação foi realizada na Universidade da Califórnia em San Diego, onde estudou entre 1983 e 1995. 

Lá, fez graduação em engenharia de computação e mestrado e PhD em ciência da computação. Durante o tempo na universidade, focou seus estudos em machine learning e em inteligência artificial.

No início da carreira, ocupou cargos de cientista da computação em empresas como a SAIC, de tecnologia da informação. Em seguida, criou negócios como a Future Focus, Inc., focada em acelerar negócios digitais, e a agência SiteTuners, que já está há 20 anos no mercado.

Especialista em otimização da conversão

Ao longo da carreira, Tim Ash aprofundou-se em temas como design centrado no usuário, persuasão, comportamento do consumidor e neuromarketing, tornando-se especialista em Conversion Rate Optimization (CRO, ou, em português, otimização da conversão). 

O CRO consiste em um conjunto de práticas que servem para aumentar as conversões de um site, aproveitando melhor o tráfego que ele já recebe sem atrair mais visitantes.

Na SiteTuners, Tim Ash e um time de especialistas já aplicaram a estratégia nas páginas de mais de 150 clientes, dentre eles grandes empresas de tecnologia, como Facebook e Google.

Escritor

Tim Ash escreveu dois livros. O primeiro, Landing Page Optimization, ensina a otimizar páginas de conversão, incluindo estudos de caso. Também mostra como criar conteúdos para fazer testes, a interpretar resultados e a evitar erros comuns de design. A obra foi traduzida para 6 idiomas, dentre eles o português, e já vendeu mais de 50 mil cópias.

tim ash

Já em seu segundo livro, Unleash Your Primal Brain, lançado em 2020, Tim Ash procura explicar por que agimos da forma como agimos, analisando o comportamento humano e os processos de tomada de decisão.

tim ash

Palestrante

Tim Ash também se destaca como palestrante, tendo falado em mais de 200 eventos ao redor do mundo sobre temas como marketing de conteúdo, otimização da conversão, branding, dentre outros. Também dá workshops, masterclasses e treinamentos corporativos ao vivo e remotos.

tim ash

Vida pessoal

Tim Ash vive perto do mar na Califórnia, com a esposa e os dois filhos. De acordo com seu site, ele também é poeta, pintor e fotógrafo. Para saber mais, acompanhe-o no LinkedIn, Twitter e Facebook.

Dicas de Tim Ash para fazer o seu site vender mais

Em 2018, Tim Ash esteve no Brasil para participar do RD Summit, evento de Marketing Digital e vendas realizado pela RD. 

Ele abriu sua palestra contando uma breve história: do Big Bang à formação do cérebro humano. O especialista, no entanto, não demorou muito para contá-la: seu objetivo era demonstrar como ainda usamos muitas de nossas características primitivas para tomar decisões.

Para isso, Tim Ash dividiu o cérebro em três partes: reação, emoção e razão. Tim disse que essa é a sequência que seguimos antes de dar sequência a uma ação, sendo boa parte disso automático (ou por instante).

Assim, inevitavelmente, as empresas precisam levar isso em consideração ao construírem suas páginas de vendas ou Landing Pages.

Facilite as escolhas dos consumidores

Uma das principais mensagens passada por Tim Ash, talvez até a mais importante, foi a seguinte:

As pessoas são preguiçosas, impacientes e gostam de escolhas simples.

 

A princípio, parece ser uma análise pejorativa da condição humana. Porém, o que o palestrante quer dizer é que os profissionais de marketing precisam trabalhar para facilitar as decisões dos consumidores.

Isso passa por construir caminhos, ou seja, verdadeiramente conduzir o comprador em sua página de vendas, por exemplo. Tim mostrou uma série de exemplos que, de fato, deixam o visitante embasbacado com uma série de ofertas.

Ele mostrou como uma sequência de perguntas pode conduzir o comprador, potencializando a possibilidade da concretização de uma venda. A ideia é dividir o processo em decisões simples.

O funcionamento do cérebro

Tim Ash falou muito sobre o cérebro. Ele explicou que nosso principal órgão, que apesar de só ter 2% do volume do nosso corpo consome 20% da energia, só se preocupa com 4 Fs (em inglês):

  1. Fighting: ele está sempre preparado para brigar e derrotar possíveis inimigos ou predadores.
  2. Fleeing: se concluir que não pode derrotar o inimigo, vai fazer com que fujamos o mais rápido possível.
  3. Feeding: nosso cérebro quer comida para se manter funcional.
  4. Fornicating: a transmissão de um legado geracional ocupa bastante o nosso cérebro.

O especialista em CRO pede que demos muita atenção à biologia e menos à tecnologia, já que as pessoas serão sempre o foco das nossas ações. E, como já exemplificado, não somos muito diferentes de nossos antepassados há milhares de anos.

O sistema que nos faz sentir dor, por exemplo, deve ser levado em conta ao apresentar preços de produtos e serviços. Trocar um valor por algo faz com que nosso cérebro interprete isso como uma perda de dinheiro, o que causa dor.

Por isso, devemos usar algumas táticas para criar ofertas convincentes. Táticas visuais como diminuir o tamanho da fonte dos preços, eliminar o sinal de moeda e até mesmo usar iscas ajudam a facilitar o processo de decisão do consumidor.

Em relação a iscas, ele deu um exemplo bem provocador: a versão de ouro do Apple Watch. Foram feitas poucas unidades e, à época do lançamento, algumas publicações questionaram quem seria louco o bastante de pagar 10 mil dólares por uma.

De acordo com Tim Ash, a versão de ouro nada mais era que uma estratégia para fazer com que as pessoas concluíssem, em comparação, que pagar mil dólares pela versão normal era bem razoável.

O resultado: a Apple está tendo melhores resultados com venda de relógios que toda a tradicional indústria suíça. 

Durante sua passagem pelo Brasil para participar do RD Summit, Tim Ash também conversou com um dos cofundadores da RD, André Siqueira, sobre o tema da palestra:

E você, agora que conhece essas dicas, vai repensar as ofertas do seu site? Uma maneira de fazer isso é usando uma ferramenta que facilite a criação de páginas de conversão otimizadas.

Um exemplo é o RD Station Marketing, software de Marketing Digital que conta com diversos modelos de Landing Page que podem ser personalizados de acordo com a sua campanha. São mais de 30 templates para criar e publicar suas páginas em minutos, sem mexer em HTML. Preencha o formulário abaixo e faça um teste! 👇


Post publicado em novembro de 2018 e atualizado em fevereiro de 2021.

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários