Blog de Marketing Digital de Resultados

13 tipos de conteúdo que você pode produzir para seu blog

Conheça 13 formatos de conteúdo que você pode utilizar no seu blog para atrair mais tráfego e gerar mais resultados para sua empresa.

Esse post é um pequeno trecho do eBook “31 tipos de conteúdo que você pode produzir para seu blog”, um eBook detalhado com as mais variadas formas de conteúdos que podem ser publicados para o blog de sua empresa atrair mais tráfego e gerar mais resultados. Para ler o material completo, acesse este link.

O blog é um dos pontos de partida para colocar sua estratégia de Marketing de Conteúdo em prática. É com os posts publicados neste canal que você vai atrair visitantes, gerar tráfego e, se você realizar as ações de maneira correta, gerar Leads que posteriormente se tornarão clientes.

Mas mesmo este primeiro passo pode ser um verdadeiro martírio para empresas que estão começando a investir ou já investem em Marketing de Conteúdo: Que tipo de post eu devo produzir para o meu blog? Quais são formatos mais indicados dependendo do assunto que estou abordando ou do meu objetivo com o conteúdo? Quando e como utilizar imagens, áudio e vídeo em meu blog?

Assim, para fugir do lugar-comum no Marketing de Conteúdo e conseguir escalar sua produção sem se tornar repetitivo, nesse post você vai encontrar 13 tipos de conteúdo que você pode utilizar no seu blog para atrair seu público de forma mais eficiente, ajudando a gerar os resultados que sua empresa quer e precisa.

Além de entender quais são os principais formatos de conteúdo, como estruturá-los e quando utilizá-los, você também verá exemplos de cada um dos tipos de conteúdo para ver como eles funcionam na prática.



Kit Produção de conteúdo para blog

Veja como definir seus posts, planejar seu calendário de publicação e ganhar produtividade em seu blog

1. Posts educativos

Esse tipo de post tem como principal missão educar a audiência sobre o mercado em que o produto/serviço está inserido.

Para ficar mais prático, um exemplo da própria RD. No post Como fazer Email Marketing damos algumas dicas de boas práticas para o profissional de marketing criar suas campanhas com qualidade, independentemente se ele usa o RD Station ou não.

Aqui a preocupação é, acima de tudo, educar – e não vender. Pode ser que o profissional já utilize o produto e veja nessas dicas alguns insights para melhorar suas campanhas. Pode ser que ele use outra ferramenta, mas, ao aprender com a RD, troque no futuro. Ou pode ser que ele esteja recém começando a estudar Email Marketing e ainda não decidiu qual ferramenta usar.

Outro exemplo é o primeiro post publicado no blog da RD, em 2010: Os Benefícios do Marketing Digital para Pequenas e Médias Empresas.

Começamos o blog falando sobre o mercado de PMEs e como o Marketing Digital é a melhor opção para essas empresas que precisam de crescimento e de destaque.

Adapte isso ao contexto de sua empresa e crie conteúdos que solucionam as dores de sua audiência e não conteúdos com caráter institucional ou agressivamente vendedor.

Exemplos

2. Tutoriais ou passo a passo

Se você precisa ensinar a sua audiência a realizar determinada ação de modo prático, um post tutorial ou passo a passo é uma boa pedida.

A ideia aqui é fazer com que o leitor repita exatamente o que você está fazendo. Isso pode ser uma receita culinária, um drink, uma ação no Photoshop,

Quando for escrever um tutorial, imagine que o leitor está lendo o post e fazendo o que você está explicando ao mesmo tempo.

Por isso, abuse dos print screens, de imagens explicativas e pense muito bem em uma ordem lógica para passar o conteúdo da melhor forma possível para seu público.

Exemplos de posts:

3. Notícias

Notícias sobre o seu mercado também são ideias interessantes de conteúdos que você pode produzir para o blog de sua empresa.

Nesse caso, aproveite o timing para publicar o mais rápido possível. Notícias possuem caráter imediatistas, então se você demorar muito para dar uma notícia rápida, pode ser que seus concorrentes já tenham o feito antes, e quando você promover para sua audiência há o risco de ser tarde demais.

Como saber quando é tarde demais? Depende muito do seu nicho e da importância da notícia em si. Tente ser ágil sem ser negligente.

Lembre-se de que notícias, diferentes de conteúdos evergreen, costumam ter prazos de validade. Mesmo assim, é uma excelente maneira de se relacionar com sua audiência e mostrar a ela que você está se atualizando e buscando sempre novidades sobre o mercado.

Exemplo de posts:

4. Reviews

Quando procuramos conteúdos sobre o nosso mercado, sejam eles online ou não, é comum nos depararmos com muita coisa de qualidade, e que de alguma forma nos serve tanto para aprendermos quanto para ensinarmos outras pessoas.

Por isso, o blog de sua empresa pode ser um bom lugar também para escrever reviews relacionados ao seu mercado.

Uma das formas de fazer isso é pensar nos produtos que interessam ao seu público e que sua audiência consome e fazer análises sobre eles.

Por exemplo, se você leu um livro sobre o seu mercado, pode usar o conhecimento adquirido para escrever uma resenha, e assim passar esse conhecimento adiante, às vezes até de forma mais didática e simplificada do que o conteúdo original. O mesmo vale para um filme, um documentário, um jogo, um aplicativo, um evento, uma feira e mais.

Um exemplo são as resenhas e posts escritos sobre o RD Summit 2016, nosso evento de Marketing e Vendas.

Exemplo:

5. Vídeos

A produção de conteúdo em vídeo não é mais uma simples tendência para o futuro. É uma realidade já consolidada e com resultados comprovados.

Uma boa estratégia de vídeos pode aumentar a compreensão do público sobre o que você tem a oferecer em 74%, de acordo com a Video Brewery.

Além disso, com esse formato sua empresa consegue agradar também aos consumidores que preferem o vídeo do que o texto.

Mas se já gravei o vídeo por que escrever um conteúdo em texto?

Indo direto ao ponto: Porque ao mesmo tempo que existem as pessoas que preferem o conteúdo em vídeo, existem as pessoas que preferem o conteúdo em texto. E em áudio (como falaremos no próximo capítulo).

Por isso, a grande sacada aqui é diversificar. Grave um vídeo, hospede em algum canal (Youtube, Vimeo, DailyMotion, SambaVideos, entre outros) e publique no seu blog, mas não publique só o vídeo, vá além. Transcreva esse vídeo ou crie um texto com base no conteúdo audiovisual. Isso vai deixar o seu post com muito mais valor.

Exemplos:

6. Entrevistas

Há muitas pessoas fora de sua empresa que podem ter bons insights para compartilhar com sua audiência. Desse modo, por que não convidar esses profissionais para uma entrevista?

Convide influenciadores e personalidades para falar sobre algum assunto relacionado a seu mercado. Ao entrevistar nomes que são referência em seu mercado, você estará criando um conteúdo de bastante qualidade para seu blog, além de ser um aprendizado bastante valioso para o entrevistador.

Mais: Valorize o entrevistado. Faça com que ele se sinta importante na publicação. Crie um post muito bom sobre a entrevista para que ele compartilhe com seus seguidores e leve uma nova audiência para seu site.

Exemplo:

7. Listas

O ser humano gosta de fazer listas: lista de supermercado, lista das tarefas domésticas, lista das atividades que você precisa realizar no trabalho diariamente, lista de resoluções de ano novo… Elas são uma ótima forma de ajudar você a se organizar, ganhar produtividade e ter uma visão melhor do que precisa ser feito – e em quais etapas.

Como você deve ter percebido, este eBook, por exemplo é uma lista, que tem como objetivo apresentar de forma fácil diversos formatos de conteúdos que você pode utilizar no seu blog. Nós poderíamos abordar esse conteúdo em texto corrido, por exemplo, mas ele não ficaria tão simples de ser compreendido e absorvido pelos leitores.

Em geral, listas são simples de fazer: basta você parar por alguns minutos e pensar como é que pode dividir o tema que escolheu em tópicos. Esses subtemas, digamos assim, podem ser divididos de várias formas: do mais para o menos (e vice-versa), do primeiro até o último (e o contrário), do melhor para o pior (ou do pior para o melhor), ou também em uma ordem cronológica e/ou sequencial (no caso de tutoriais ou passo a passos, por exemplo).

Além disso, os posts de lista costumam ter resultados muito bons, tanto em tráfego orgânico como em tráfego social. Isso porque eles costumam ser mais fáceis de ler (é possível escaneá-los com mais facilidade), atiçam a curiosidade, simplificam coisas complicadas, entre muitas outras vantagens.

Para entender mais sobre o porquê de fazer conteúdo em forma de lista, leia nosso post sobre o assunto.

Exemplos:

8. Estudos de caso

Uma forma de provar  o valor de seu produto/serviço é criando estudos de caso.

Uma grande vantagem dos estudos de caso, ou simplesmente cases é que esses conteúdos demonstram, de forma didática e prática, como determinada empresa superou desafios e alcançou resultados importantes utilizando soluções de qualidade. Isto é, fornecem informações importantíssimas para os negócios e qualquer empresa.

Quem não gostaria de saber de uma “receita” eficiente para conseguir acelerar a entrada de novos clientes, incrementar seus ganhos, gastar menos para produzir mais, entre outras facilidades? Essa perspectiva faz o cliente, que se vê com os mesmos problemas, ver como usar a mesma solução de maneira eficiente.

Outro aspecto positivo dos estudos de caso é que eles são focados na perspectiva do cliente.  Não é sua empresa que está dizendo que seu serviço é bom, mas sim, quem o utiliza. Isso garante uma credibilidade incrível para a mensagem que você deseja passar. Além de mostrar um depoimento genuíno, os estudos contam uma história e revelam como seus produtos são utilizados para alcançar determinados objetivos. Quer dizer, são verdadeiras provas de sucesso.

Faça uma entrevista com um grande case seu e publique em seu blog. Esse é um conteúdo de meio/fundo de funil e que deve ajudar muito na tomada de decisão.

Para saber mais sobre como produzir esse tipo de conteúdo, leia nosso post Como produzir estudos de caso atraentes para seu negócio.

Na Resultados Digitais, costumamos produzir estudos de caso de nossos clientes, e você pode ver todos eles aqui no blog do RD Station.

9. Guest Posts

O blog de sua empresa já recebe posts de convidados? Saiba que os guest posts são excelentes conteúdos que você pode usar para publicar em seu blog.

Mais do que um conteúdo a mais, é uma forma muito valiosa para sua empresa manter um relacionamento com parceiros. Guest posts são ótimas estratégias para seus parceiros, pois por meio desses conteúdos, eles podem atingir uma nova audiência e construir link building para estratégias de SEO.

A vantagem aqui é que você não precisa gastar esforços na produção do conteúdo, pois outra pessoa fará isso.

No entanto, não cometa o erro de não alinhar o tema e a linguagem do guest post antes do parceiro começar a escrever. Isso é fundamental para que o post esteja de acordo com os padrões de seu blog. Fazendo isso, você não terá o retrabalho em edições exaustivas e nem passará pelo desconforto de pedir uma nova versão ao parceiro.

No blog da RD publicamos cerca de 5 guest posts mensais. E fizemos o caminho contrário também, publicando alguns guest posts em blogs parceiros.

Para saber mais sobre guest posts, leia os posts: Como e por que escrever Guest Posts e SEO Avançado: Como fazer Guest Post em Grande Escala.

Exemplos:

10. Citações

As citações são úteis para chamar a atenção do público, passando uma mensagem de forma simples e embasada pela experiência de um especialista. Indicar frases de grandes autoridades e experts traz credibilidade ao assunto que está sendo tratado e funciona muito bem em posts e palestras.

Você pode utilizar as aspas para embasar seus posts ou fazer um compilado com as melhores citações sobre a área em que seu negócio atua, como o post que fizemos abaixo sobre Marketing Digital:

Exemplo:

11. Pesquisas

Estatísticas e dados sobre seu mercado são ótimos para serem usados em conteúdo. Além do mais, números comprovam de uma forma mais exata como está o mercado, quais segmentos estão ou não funcionando e dão poderosos insights de novas tendências.

Não é preciso que você realize a pesquisa (ainda que isso seja uma estratégia bem interessante, como mostramos no post Pesquisa de Marketing: por que sua empresa deve organizar uma).

Caso seu time não tenha braço para isso, você pode usar pesquisa de uma empresa parceira ou de um instituto de pesquisa para isso.

Exemplos:

12. Infográficos

O infográfico é um formato de conteúdo que costuma ter ótimos resultados.

Isso porque é uma forma de simplificar ideias longas em poucas palavras e com um apelo visual que costuma sempre funcionar.

Você pode usar infográficos tanto para geração de Leads, promovendo-os em Landing Pages, como também em posts para gerar engajamento e backlinks.

Para facilitar com que outros blogs compartilhem seu infográfico, coloque um código de incorporação no final de seu post.

Criamos uma explicação prática de como você pode fazer infográficos sem quebrar muito a cabeça. Confira no post [Tutorial] Como fazer um infográfico em 6 passos.

Para dar corpo ao post, crie um texto de apoio para o infográfico. Coloque outras informações que não estão no infográfico ou crie um contexto para o leitor entender do que se trata e por que ele está consumindo esse material.

Exemplos:

13. Experiências/Aprendizados

Já pensou em transformar o que você faz no dia a dia em conteúdo para seus leitores?

Essa é uma forma relativamente simples de produzir conteúdo, pois tudo o que você precisa é organizar sua experiência em determinado projeto ou assunto e começar a escrever.

Quando falamos sobre compartilhar os aprendizados, muitas empresas ainda resistem por pensarem que a publicação desse tipo de conteúdo é prejudicial para o próprio negócio.

Esse argumento não se sustenta no Inbound Marketing, pois se a sua empresa é boa e entrega bons serviços, publicar conteúdo de alta qualidade e “entregar” seu know-how oferece muito mais a ganhar do que a perder. Já falamos sobre isso no post Por que produzir conteúdo de qualidade e revelar seus segredos não vai matar seu negócio.

Exemplos:

Quer se aprofundar no assunto e conhecer mais tipos de post?

Na onda de investir em Inbound Marketing, sabemos que hoje em dia é cada vez mais difícil conquistar um lugar ao sol na internet e se tornar uma referência em seu mercado através da produção de conteúdo. Vemos uma enxurrada de materiais, mas nem sempre encontramos algo realmente relevante.

Por isso, investir na diversificação do seu conteúdo pode ser uma forma de torná-lo mais interessante para seu público. Formatos diferentes podem atiçar a curiosidade dos seus visitantes e mostrar a eles que você leva a produção de conteúdo e construção do relacionamento com sua audiência a sério.

Mas nunca se esqueça de que, antes da diversidade de formatos, um conteúdo deve ter, sobretudo, qualidade.

Se os formatos alternativos vão atrair seu público-alvo, é a qualidade que vai fidelizá-los e fazer com que sejam mais do que simples leitores ou clientes: sejam também advogados e disseminadores do seu negócio. E assim seu conteúdo, muito mais do que agregar valor ao negócio, vai influenciar nos resultados das suas vendas.

Para se aprofundar ainda mais no assunto, baixe aqui gratuitamente o eBook “31 tipos de conteúdo que você pode produzir para seu blog” e descubra quais tipos de post você deve utilizar para atrair mais tráfego e gerar mais resultados.

Marcadores:

Deixe seu comentário