Como fazer uma transmissão ao vivo em 10 passos – e quais as principais ferramentas

Confira um guia especial sobre como fazer uma transmissão ao vivo e quais as principais ferramentas para transmitir sua live


Já se perguntou como fazer uma transmissão ao vivo? Seja você produtor de conteúdo, empreendedor digital ou até profissional do mercado de eventos, esse recurso possui valor estratégico e potencial de impulsionar resultados.

Não à toa, as lives são cada vez mais frequentes nas redes sociais e outras plataformas. Apesar de ser algo acessível e teoricamente simples, é necessário ter cuidados especiais antes de transmitir o seu conteúdo ao vivo.

Pensando nisso, preparamos este guia especial para você aprender como fazer uma transmissão ao vivo. Também listamos as principais ferramentas disponíveis no mercado para te ajudar a escolher onde fazer a sua live.

Como fazer uma transmissão ao vivo?

Existem muitos pontos com os quais você precisará se preocupar para garantir que a sua live será um conteúdo de valor. É necessário focar não só em questões técnicas, mas também no planejamento. A seguir, você pode conferir como fazer uma live em 10 etapas cruciais.

transmissão ao vivo como fazer

1. Defina o objetivo da sua transmissão ao vivo

Antes de qualquer coisa, é necessário pensar em qual é o objetivo da sua live. Ele pode variar desde vender um produto ou serviço, atrair visitantes para a sua página ou até ampliar o alcance do seu evento. Isto permitirá que você saiba como orientar todo o seu planejamento nas etapas seguintes.

2. Faça o planejamento de conteúdo

Depois de definir as metas, a etapa seguinte é fazer o planejamento de conteúdo da sua live. Ou seja, é o momento definir todas as questões editoriais desde o tema até os participantes.

Quem sabe faz ao vivo? Apesar deste ditado ser popular, é importante escrever um roteiro com os principais pontos a serem seguidos. Ao fazer a live com preparo, você garantirá que ela terá maior qualidade.

3. Use câmeras com imagem de alta qualidade

Falando sobre os equipamentos, é importante ter uma câmera de qualidade – ou mais de uma, caso o objetivo seja uma produção mais profissional. Caso o objetivo seja economizar, use uma filmadora com saída limpa, webcam ou até a câmera do celular. Mas fique de olho: a qualidade da imagem precisa ser boa.

E se o objetivo é investir um pouco mais? Use uma câmera clean output, ou seja, com uma saída HDMI limpa. Isso permitirá que você visualize a imagem da câmera sem as informações técnicas na tela. Para garantir uma boa imagem, use uma com suporte Full HD.

4. Cuide do cenário e da iluminação da live

E ainda falando sobre a imagem, não se esqueça de produzir o cenário de sua live. Seja num estúdio ou até escritório, é importante se certificar que o ambiente estará esteticamente agradável.

Além disso, é importante ter cuidado especial com a iluminação. A dica é não depender da iluminação natural e, por isso, usar equipamentos com uma luz fria, que possui uma cor esbranquiçada.

5. Use equipamentos de captação de áudio de alta qualidade

Continuando a lista de equipamentos, é necessário garantir uma boa qualidade de áudio para a sua live. Para o público ouvir de maneira clara, é necessário não confiar na captação de áudio da própria câmera e usar um microfone.

Entre os equipamentos mais eficientes, use um microfone de lapela. Ele captará o som de maneira direcionada e com mínimas transferências externas. Não esqueça de verificar se ele é compatível com o dispositivo.

6. Tenha uma boa conexão de internet para a transmissão ao vivo

Como se pode imaginar, é imprescindível ter uma boa conexão de internet para fazer uma transmissão ao vivo. Afinal, estamos falando de um formato de conteúdo onde a qualidade da imagem e som fazem a diferença.

Existem alguns sites para testar a qualidade da conexão e que podem ser usados. Fique de olho na velocidade de upload, que mostra o envio de dados de seu dispositivo à rede. Lembre-se: sua live se adaptará à rede sendo utilizada e, por isso, é importante ficar de olho neste aspecto técnico para evitar travamentos e até quedas.

E como garantir que sua conexão estará boa? Uma boa alternativa é contratar um link de internet dedicado para a live.

7. Use um encoder profissional

Existem muitas plataformas possíveis para você utilizar na sua transmissão ao vivo – falaremos sobre elas adiante. Além delas, é importante atentar para o uso de soluções profissionais para garantir uma qualidade ainda maior.

Além de uma equipe de produção de vídeo profissional, vale ressaltar o uso de um encoder. Trata-se de um software que converte todos os dados gravados pelos equipamentos e permite o uso das imagens em outras ferramentas – para isso, você precisará usar a chave de stream fornecida pelo programa.

Entre as principais opções disponíveis, vale ressaltar o OBS Studio e Vmix por se tratarem de programas acessíveis e de fácil uso.

8. Faça testes antes de entrar ao vivo

Para garantir que sua live não enfrentará problemas técnicos, é imprescindível que você faça testes antes de entrar ao vivo. Verifique se todos os equipamentos estão nos conformes, deixe o cenário organizado, cheque a conexão de internet e se todos os softwares estão prontos para a transmissão. Acredite: isso faz a diferença.

9. Garanta o engajamento com o público

E como é uma transmissão ao vivo, é importante garantir o engajamento com o público. Assim, será mais fácil reter a atenção destas pessoas e mantê-las na transmissão. Sem isso, sua live poderá ter menos sucesso do que o desejado.

Todas as plataformas de transmissão ao vivo oferecem um chat com opções de interação – seja com mensagens e até emojis. Dependendo do porte da sua live, é interessante colocar alguém para moderar esta sessão.

Aqui, o segredo é incentivar o público a enviar perguntas, opinar sobre o conteúdo e por que não interagirem entre si? Vale tudo para engajar estas pessoas e potencializar a sua live.

10. Mensure os resultados da sua live

E não pense que acabou quando você encerra a transmissão. É necessário mensurar os resultados através de KPIs, que são os indicadores-chave de desempenho. Como fazê-lo? Olhe para os objetivos para definir o KPI primário da sua live. Depois, escolha os KPIs secundários, ou seja, dados que te ajudarão a saber se a meta foi atingida.

Desta forma, você conseguirá analisar todos os resultados de sua ação com propriedade. Além disso, mensurar os resultados te ajudará a estruturar suas próximas ações envolvendo transmissões ao vivo de maneira mais eficiente.

Qual plataforma para transmissão ao vivo escolher?

Com a difusão do recurso de transmissão ao vivo, existem muitas plataformas para live disponíveis no mercado. Qual escolher? A resposta desta pergunta depende de muitos fatores – afinal, todas as ferramentas possuem valor estratégico.

Para escolher onde fazer live, é importante conhecer a sua persona e ter em mente os objetivos da sua transmissão. Assim, você poderá analisar as particularidades de cada plataforma e saber qual – ou quais – são mais adequadas.

A seguir, você pode conferir quais são as principais opções de ferramentas para fazer transmissão ao vivo e o que cada uma pode oferecer.

1. Redes Sociais

Primeiramente, você pode recorrer às principais redes sociais – seja Instagram, Facebook YouTube ou até o LinkedIn. Por se tratarem de plataformas gratuitas, você pode direcionar seu investimento para outros aspectos técnicos da live.

Além disso, dá para usar o recurso para aumentar o alcance da sua transmissão e ter maior visibilidade para a marca – e, por que não impulsionar seus canais de social mídia?

Quer saber como fazer lives nas principais redes sociais? Confira este guia.

2. Software de transmissão ao vivo

E se o objetivo é utilizar uma plataforma própria, adaptada à identidade visual da sua empresa? Existe a possibilidade de você utilizar um software de transmissão ao vivo.

Diferentemente das redes sociais, esta ferramenta pode ser usada para a criação de uma live privada. Ou seja, o acesso com senha garante o sigilo de informações e até permite a opção de monetização.

Por se tratar de um ambiente proprietário, esta opção permite que você tenha mais informações sobre a sua audiência através de relatórios. Desta forma, pode-se também usar sua transmissão ao vivo na captação de leads.

3. Plataforma OTT

Pegando o gancho do item anterior, outra solução é fazer a sua live diretamente de uma plataforma OTT. Trata-se de um conceito de distribuição de conteúdo diretamente ao usuário via streaming.

Apesar de parecer algo restrito a gigantes como Netflix e Amazon, esta plataforma de vídeos exige investimentos cada vez menores e se torna mais acessível com o avanço tecnológico. Sem contar na possibilidade de utilizar diversos formatos de conteúdo, incluindo lives.

Todos os benefícios do programa de transmissão ao vivo se aplicam a esta opção. Aqui, é possível usar as lives para criar uma comunidade e como um dos pilares da sua estratégia de conteúdo.

4. Multistreaming

O que acontece se você quiser transmitir a sua live em mais de uma plataforma? Esta possibilidade é real graças ao que chamamos de multistreaming. Para isso, é necessário usar um programa retransmissor multiplataforma.

Vale ressaltar que esta opção não exclui a necessidade de usar um encoder profissional. Será necessário usar a chave do stream disponibilizada pelo software.

Como é possível imaginar, o alcance é ainda maior com esta solução. No entanto, é importante ressaltar que demandará maior esforço para manter a interatividade – afinal, serão mais chats para monitorar.

Existem algumas opções como Restram.io e Streamyard disponíveis no mercado. São opções que disponibilizam algumas funcionalidades gratuitamente, embora é necessário investir para usar todos os recursos.

Este artigo foi escrito pela Netshow.me. Fundada em 2013, a empresa já realizou mais de 10 mil transmissões ao vivo no mundo inteiro – e a sua pode se juntar a este número.

Kit Ferramentas de Marketing de Conteúdo

Criar conteúdo é um desafio? Você fica travado na hora de traçar um plano? Acesse recursos e soluções utilizados e recomendados pelo LinkedIn e pela RD!

- Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses. - Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade. * Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Marcadores:

Deixe seu comentário

Comentários