Como vender no Mercado Livre? Confira um guia para o sucesso!

Saiba como colocar os seus produtos para venda no Mercado Livre, além dos tipos de anúncios para entender o que faz mais sentido para o seu negócio


Um dos sites mais populares no Brasil, o Mercado Livre facilita a vida de quem deseja vender online. O MeLi, como também é conhecido, é um marketplace, a modalidade do ecommerce que abre suas portas para vendedores externos anunciarem na plataforma.

Esse modelo de negócio adianta alguns passos quando o assunto é vendas no comércio eletrônico. Para servir de vitrine, o Mercado Livre possui algumas vantagens para quem deseja vender através da plataforma:

  • São registradas 6.000 buscas por segundo;
  • O marketplace chega a fazer nove vendas por segundo;
  • O Mercado Livre é o 5º site mais acessado do Brasil

Neste post, vamos mostrar como vender no Mercado Livre, trazendo um passo a passo e dicas de como ter melhores resultados. Você vai saber ainda quais são os tipos de anúncios disponíveis e, é claro, como fazer o seu primeiro. Vamos lá?

>> Leia também: Como vender na Shopee: confira como montar sua loja, dicas e quais as vantagens

O que é um marketplace?

Antes de irmos adiante, vale uma rápida explicação para quem não está habituado com o termo marketplace. A palavra faz referência a sites que servem como vitrines para outros anunciantes, como é o caso do Mercado Livre.

Em resumo, eles oferecem nome, popularidade e estrutura para atrair possíveis compradores e a conversão fica pela qualidade do anúncio do vendedor.

Vamos mostrar como fazer isso neste artigo.

Caso queira se aprofundar no tema, a Resultados Digitais tem 3 posts que trazem boas informações:

Vale a pena, também, conhecer o curso Como Vender Online, lançado pela RD University. Com ele você tem acesso a tudo que precisa, incluindo 10 dias grátis do RD Station Marketing, para chegar no seu objetivo: fechar mais vendas no digital. Clique no banner abaixo para acessar, é gratuito.

curso como vender online

Como vender no Mercado Livre?

Então é hora de falar sobre o que interessa: como vender no Mercado Livre? A seguir, vamos mostrar cada etapa necessária para você ser um bom vendedor nesse marketplace super popular.

Para começar a anunciar seus produtos no Mercado Livre, é preciso fazer um cadastro na plataforma. O legal é que o empreendedor pode iniciar suas vendas tanto como Pessoa Jurídica quanto como Pessoa Física.

Os dados solicitados são os seguintes:

Pessoa Jurídica

  • Razão social;
  • Email;
  • CNPJ.

Pessoa Física 

  • Nome e sobrenome;
  • Email;
  • CPF.

Com esses dados em mãos, você já pode entrar no Mercado Livre e criar a sua conta.

Vale a pena vender no Mercado Livre como Pessoa Física ou Jurídica?

O Mercado Livre é um dos marketplaces mais flexíveis na aceitação de lojistas sem CNPJ. Contudo, ao cadastrar uma conta via CPF, o empreendedor tem algumas limitações:

  • Torna-se ilegível para se tornar Mercado Lider;
  • Faturamento de limite mensal de R$ 12 mil;
  • Não pode disponibilizar seus produtos no Mercado Envios ou Fulfillment.

Então, se o seu objetivo for escalar o seu negócio, criar uma conta com um CPF pode ser um freio no crescimento das suas vendas. Além disso, torna o seu negócio menos competitivo, uma vez que não utilizar o Mercado Envios como braço logístico pode encarecer o frete.

É possível iniciar no Mercado Livre com CPF e migrar para CNPJ?

Levando em consideração o que falamos acima, essa é uma dúvida bem pertinente. A resposta é que é possível, sim.

Alguns lojistas iniciam suas operações vendendo usando apenas o CPF. Com o crescimento no volume de vendas, essas pessoas fazem uma transição para MEI, profissionalizando a conta e tornando o seu negócio mais competitivo.

Agora, uma vez que a conta no marketplace já está criada, o lojista já fica elegível para comercializar seus produtos na plataforma.

Como fazer o primeiro anúncio no Mercado Livre

Mais do que aprender como vender no Mercado Livre, é necessário aprender como fazer um bom primeiro anúncio no marketplace.

Nas vendas online, em que os vendedores são substituídos por títulos, descrições e fichas técnicas, fazer um bom trabalho nessa etapa é sinônimo de sucesso ou o oposto, na hora das vendas.

1. Título e foto

A primeira impressão é a que fica, por isso esses dois elementos estão juntos. A combinação do título e da imagem do anúncio é a primeira coisa que o seu cliente vai ver quando pesquisar pelo seu produto.

Fotos com o fundo branco dão mais destaque para o produto, além de realçar as características da peça. Para conhecer mais técnicas, leia o post Como tirar fotos melhores para a sua loja virtual – e fazer mais vendas, aqui mesmo neste portal.

Quando o assunto é títulos, o segredo é usar o espaço disponível da forma mais eficiente possível. Assim, utilize a seguinte estrutura básica: nome do produto + marca + característica.

2. Descrição

Se o título e fotos de um anúncio é o cartão de visita do seu produto, a descrição é o diálogo direto com o seu cliente. Por isso, você deve falar tudo o que é importante dizer para quem gostaria de comprar o seu produto.

Que tal um exemplo de uma estrutura matadora de descrição para o Mercado Livre?

Então vamos lá: suponhamos que você tem uma loja de camisetas e deseja anunciar uma camisa estampada em silk.

  1. O que você deve dizer sobre o seu produto? É possível afirmar que a camiseta estampada em silk garante qualidade, já que a estampa não se desfaz quando a blusa é lavada.
  2. Existe algum cuidado com a conservação? Se você tem algo para garantir uma boa experiência com a peça, deixe isso claro na descrição.
  3. Insira as medidas e dimensões do seu produto e avise o comprador se ele tem tamanhos maiores e menores. Essa ação simples previne despesas com trocas e devoluções. 
  4. Quem somos? Escreva algumas linhas sobre o seu negócio, reforçando a sua credibilidade. Informe quanto tempo você está no mercado e se sua loja é especializada em algum segmento.

Aproveite, ainda, para inserir links de anúncios relacionados ao item. Você vende canecas, chaveiros ou outras camisetas estampadas? Faça a conexão, oferecendo mais opções para o seu comprador.

Adicione, por exemplo, um “veja também: caneca do personagem X”. Ações como essas podem ajudar no aumento do ticket médio, já que o comprador faz uma compra maior com o mesmo vendedor no Mercado Livre: você.

como vender no mercado livre

3. Ficha técnica

Nada passa mais confiança do que um vendedor bem informado sobre um produto. Como o Mercado Livre possui scores para a qualidade do anúncio para vender, o preenchimento da ficha técnica com atenção é fundamental.

Além disso, o vendedor tem dois grandes benefícios ao preencher corretamente a ficha técnica, prestando atenção aos detalhes:

  • Diminui as solicitações de troca, já que um cliente bem informado consegue comprar o produto certo, evitando os transtornos do processo de devolução.
  • Agilidade na conversão, pois ao disponibilizar as informações mais importantes sobre um produto, o cliente não tem necessidade de fazer perguntas nem de sair do anúncio para procurar por outro mais completo.

Então, use a ficha técnica para centralizar as informações mais importantes sobre o seu produto no seu anúncio. Dessa maneira, você aumenta as chances de conversão e diminui as taxas de saída.

>> Leia mais: Experiência de compra no ecommerce: saiba como vender mais e encantar clientes

Os tipos de anúncios para vender no Mercado Livre

Após cadastrar o seu produto, é hora de escolher qual tipo de anúncio usar. É nele que você vai expôr a sua oferta.

Atualmente, o Mercado Livre possui três categorias de anúncio: Grátis, Clássico e Premium.

Cada um deles possui sua característica e é indicado para um ticket médio de produto. Para ajudar na sua decisão de como começar a vender no Mercado Livre, preparamos uma tabela com alguns detalhes importantes de cada tipo.

Olha só:

Anúncio Grátis Anúncio Clássico Anúncio Premium
Baixa exposição Alta exposição Máxima exposição
Parcelamento com juros Parcelamento com juros Parcelamento em até 12x sem juros
Anúncios com apenas 60 dias de duração Comissionamento diferenciado Comissionamento diferenciado

O ideal é que você teste o melhor tipo de anúncio para os seus produtos. O Mercado Livre permite que lojistas dupliquem um mesmo anúncio, para trabalhar como se fosse um teste A/B.

Como cada tipo de anúncio tem particularidades e custo de frete diferenciados, é possível analisar qual oferta agrega mais valor ao anúncio e por consequência converte mais.

Então, sempre teste os seus anúncios e valide o poder de conversão da sua oferta.

Atente-se apenas a um detalhe. Apesar de ser uma ótima alternativa para validação de anúncios, ao duplicar os cadastros para testes, o estoque desses produtos não é unificado. Isso pode gerar falhas na operação como:

  • Venda de produtos sem estoque disponível;
  • Cancelamento de vendas por furos de estoque.

Se o volume de vendas com furos de estoque aumentarem, o vendedor pode gerar consequências mais sérias como perda de reputação no Mercado Livre e prejuízos financeiros.

Como evitar problemas de estoque ao vender no Mercado Livre

Para evitar problemas como furos de estoque, utiliza uma ferramenta de integração. Serviços como esses centralizam as informações mais importantes da sua conta e fazem a gestão em tempo real.

Uma ferramenta de integração evita falhas humanas, otimizando o dia a dia nas vendas, já que a criação e edição de anúncios podem ser feitos em massa através da plataforma.

SAC, atendimento e boas vendas

Por fim, um artigo sobre como vender no Mercado Livre, não poderia deixar de mencionar a importância de um dos indicadores para uma boa reputação no marketplace.

Fazer um bom atendimento, com direito a um serviço de atendimento ao consumidor atencioso, é fundamental para fazer boas vendas.

Ter um ótimo relacionamento com seus compradores é essencial para ser considerado um Mercado Líder. Trata-se de um enorme diferencial competitivo dentro do Mercado Livre, por isso é necessário estar atento a algumas coisas, como:

  • Qualidade das respostas aos consumidores;
  • Tempo de resposta a essas perguntas;
  • Resolução de solicitações de trocas e devoluções.

Assim, com um trabalho consistente, é possível conseguir o tão almejado selo de Mercado Líder. Ele ajuda muito a passar segurança para os compradores, aumentando ainda mais as suas vendas.

“Realizei minha primeira venda no Mercado Livre, e agora?” Entenda como funciona a logística no MeLi

Considerado um dos pontos que mais influenciam em uma conversão de venda, o frete é uma das etapas que exige atenção extra por parte do vendedor. 

Uma pesquisa realizada pela Melhor Envios em parceria com o E-commerce Brasil entrevistou vários lojistas. Foram feitas perguntas sobre o impacto da logística em suas vendas, revelando dados que afirmam a importância do cuidado nessa etapa:

  • O valor do frete impacta negativamente 62% dos entrevistados;
  • 9% dos lojistas não possuem um parceiro logístico definido e desconhecem maneiras de melhorar a experiência do cliente;
  • 6% apontam ter poucas opções de entrega e dificuldade de envio para áreas mais afastadas.

Em um país tão grande como o Brasil, a logística é assunto sério para o Mercado Livre. O marketplace oferece opções de logística desenvolvidas internamente, como uma das mais populares entre os vendedores da plataforma: o Mercado Envios.

Nessa modalidade, sempre que o vendedor recebe um novo pedido, uma etiqueta é gerada. Após o empacotamento, o lojista deve levar o pacote a uma agência indicada e pronto, todos os passos após essa etapa são por conta das transportadoras selecionadas pelo Mercado Livre. 

Todos os vendedores podem utilizar o Mercado Envios? 

O Mercado Envios é uma solução que abrange boa parte dos vendedores da plataforma, tendo sua restrição quanto às dimensões dos produtos enviados. Eles devem ter no máximo de 20 a 50 quilos e respeitar medidas específicas quanto aos lados e dimensões totais.

Outro fator determinante para a aceitação do lojista na plataforma é se o cadastro da empresa no marketplace foi realizado como Pessoa Jurídica. Apesar de ser utilizado por várias lojas dentro do marketplace, o Mercado Envios possui regras quanto ao tempo de despacho das mercadorias, que afetam diretamente a reputação da sua conta. 

Para saber mais sobre os inimigos da reputação nos marketplaces, assista ao vídeo abaixo:

Como funciona o Mercado Envios Full

Outro método logístico bastante utilizado pelos vendedores do Mercado Livre, é o FULL. É a abreviação de “fulfillment”, que possibilita vendas com menores custos de frete e prazos de entrega. 

O Mercado Envios Full é um serviço em que o lojista disponibiliza um catálogo de produtos nos centros de distribuição estratégicos do Mercado Livre. Isso aproxima quem compra da sua mercadoria, tendo os custos para deslocamento reduzidos.

Conte com um aliado para vender mais no Mercado Livre

Se você chegou até aqui, com certeza reuniu dicas de ouro para começar bem suas vendas no Mercado Livre.

Entretanto, estes são apenas os primeiros passos e, ao longo do caminho, você pode precisar de um aliado. Para isso, a Plugg.To, possui ferramentas desenvolvidas exclusivamente para vendedores do Mercado Livre, focados em performance e resultados.

Chegou a hora de colocar em prática tudo o que você aprendeu. Boas vendas!

Post originalmente publicado em agosto de 2021 e atualizado em agosto de 2022.

Perguntas frequentes

O que é necessário para vender no Mercado Livre?

Para começar a anunciar seus produtos no Mercado Livre, é preciso fazer um cadastro na plataforma. Você pode iniciar suas vendas tanto como Pessoa Jurídica quanto como Pessoa Física. Os dados solicitados são os seguintes: Razão social, email e CNPJ para Pessoa Jurídica; e Nome e sobrenome, email e CPF para Pessoa Física.

Quais são os tipos de anúncios para vender no Mercado Livre?

O Mercado Livre possui três categorias de anúncio: Grátis, Clássico e Premium. O Anúncio Grátis tem baixa exposição, parcelamento com juros e 60 dias de duração. O Anúncio Clássico tem alta exposição, parcelamento com juros e comissionamento diferenciado. Por fim, o Anúncio Premium tem máxima exposição, parcelamento em até 12x sem juros e comissionamento diferenciado.

Como mandar uma encomenda vendida pelo Mercado Livre?

Usando o Mercado Envios, sempre que o vendedor recebe um novo pedido, uma etiqueta é gerada. Após o empacotamento, o lojista deve levar o pacote a uma agência indicada e pronto, todos os passos após essa etapa são por conta das transportadoras selecionadas pelo Mercado Livre. 

Marcadores: