O que faz um Social Media e como ser um profissional da área? 

Planejamento, organização, conteúdo e análise fazem parte do trabalho de um social media. Saiba tudo o que faz parte da rotina desse profissional!


Social Media é o cargo de todo profissional que fica responsável pela gestão dos perfis de redes sociais, lidando com a atualização e geração de conteúdo para atrair seguidores em páginas de empresas, marcas ou personalidades. Agendamentos de posts e relacionamento com o público são algumas das suas várias atribuições.


Não é de hoje que as pessoas usam as redes sociais para manter contato e interagir com amigos, familiares e várias comunidades. Já as empresas usam os perfis nas diferentes redes para comercializar e promover seus produtos, além de falar diretamente com seus clientes. Sabendo disso, você sabe o que um profissional chamado de Social Media faz?

Alguns números ajudam a chegar nessa resposta, e entre eles está o total de pessoas que possuem pelo menos um perfil ativo em alguma rede social: já são 4,62 bilhões segundo dados do relatório Digital 2022: Global Overview, publicado em parceria entre We Are Social e Hootsuite. Isso representa 58,4% de toda população mundial!

Pesquisa Digital 2022 com dados de redes sociais

À medida que esse número cresce, mais empresas aproveitam o cenário para encontrar novos clientes em potencial através destes canais. Muitas organizações estão adicionando o trabalho com redes sociais à sua estratégia de Marketing e, com isso, empregando profissionais para trabalhar com conteúdo nessas redes.

No momento que você está lendo este conteúdo, as opções de carreira envolvendo Marketing nas diferentes redes sociais têm aumentado, especialmente agora que mais empresas desejam melhorar sua presença online por lá.

Se você está pensando em ingressar nesse setor e se perguntando como se tornar um profissional da área, os chamados Social Media, preparamos este guia com tudo o que você precisa saber.

🎯 BÔNUS: No dia 30/06 acontece o melhor evento para profissionais de Social Media, sejam iniciantes, experientes ou para quem quer aprender como começar a trabalhar na área: é o Social Media Day 2022 – 4ª edição! Raphael Vicente, influenciador com mais de 3 milhões de seguidores, é um dos confirmados para o evento. Inscreva-se GRÁTIS ↓

O que é Social Media?

Social Media é o nome usado para descrever qualquer profissional de Marketing que fica a cargo de criar estratégias e conteúdos para perfis de redes sociais. Também podem ser chamados de analistas de redes sociais.

Na prática, o Social Media pode cumprir muitos papéis diferentes em uma empresa, desde os mais operacionais aos mais estratégicos. As mudanças constantes das redes sociais acabam exigindo essa multiplicidade, já que muitas vezes demandam uma adaptação rápida para que os perfis – sejam pessoais ou de marcas – continuem relevantes.

O grande objetivo das empresas que marcam presença nas mídias sociais é garantir um fluxo constante de clientes. Para isso, todas precisam criar e executar uma estratégia de Marketing que envolve o foco no seu público-alvo.

Nessa rotina de gestão das redes sociais de uma marca, ser eficiente em meio a tantos processos é realmente desafiador — mas não impossível! A eficiência pode ser desenvolvida por todo profissional da área.

Buscar por ferramentas, recursos e trocar ideias sobre as melhores práticas nas redes sociais com outros profissionais faz parte da rotina desse profissional, assim como várias outras atividades. É isso que vamos conhecer a partir de agora em detalhes!

O que faz um Social Media?

Já parou para pensar que poucos anos atrás essa profissão tão importante para diversas empresas nem sequer existia? Isso já é um indício de que as atividades atribuídas a um Social Media estão em constante mudança e devem permanecer assim. Afinal, todos os dias surgem atualizações, novas redes e com isso oportunidades inesperadas que muitas vezes dependem do timing.

Quer um exemplo? Antes um profissional dessa área não precisava fazer conteúdos em vídeo para chamar a atenção do público, principalmente aqueles curtos, relacionados a trends do momento. Hoje em dia a história é bem diferente: já sabemos que é praticamente impossível atingir um alto número de pessoas nas redes sem explorar esse formato.

Antes de aprender como se tornar um Social Media, é importante ter uma compreensão clara do que esse trabalho demanda no dia a dia. Por isso, separamos aqui as 7 atividades principais que um profissional da área executa na sua rotina para você conhecer agora.

As atividades foram descritas pelo time da mLabs com base nas experiências práticas da equipe.

1. Planejamento de conteúdo

O primeiro passo para um social media organizar a rotina de gestão das redes sociais é ter claras as etapas que fazem parte do processo e o peso de cada uma delas. Também é muito importante levantar quais outros profissionais estão envolvidos em cada uma das atividades. Afinal, você precisará validar se o processo proposto é viável também para a rotina deles.

Essa organização varia conforme a equipe e a estrutura de trabalho disponível. Aqui, por exemplo, temos atualmente duas pessoas que atuam na posição de Social Media, além de uma pessoa para gerenciar a área. Mas temos toda a equipe de Marketing agindo em conjunto nas ações que fazem parte do nosso calendário de datas comemorativas.

Para o planejamento de conteúdo do dia a dia, cabe a Social Media fazer os direcionamentos com base nos assets que nossa equipe de designers disponibilizou para a etapa de criação. Esse processo foi delineado durante a construção da área, já considerando as aptidões de design nos candidatos à então vaga de social media.

É isso que também recomendamos a você sempre que uma nova oportunidade for aberta na equipe: delimitar o escopo e, assim, as habilidades do profissional de mídias sociais que você precisa no time.

No time também é importante ter uma Community Manager, termo usado para descrever o papel da pessoa que atua como Gerente de Comunidades. Ela fica responsável mais pelas interações da comunidade nas publicações que realizamos e no espaço exclusivo para clientes que temos.

Mas vamos deixar para explicar melhor este processo no próximo tópico, quando falarmos da rotina de operação diária! Por ora, vamos às dicas de organização das atividades que podem — e devem, na verdade — ser realizadas com antecedência.

>> Leia mais: Estúdio de Criação: conheça a ferramenta gratuita para gerenciar contas do Facebook e do Instagram

Definição da estratégia e posicionamento da marca

Anualmente, é fundamental reunir o time de Marketing para discutir e planejar a estratégia que seguirá e qual será o posicionamento digital. Isso leva em consideração também o planejamento estratégico do negócio, é claro.

Também devem ser considerados os aprendizados do ano anterior: onde acertamos, o que não funcionou como esperávamos e ideias que a comunidade trouxe. É nesse momento que deve revisitar alguns itens que fazem parte do planejamento:

Canais

A discussão precisa girar em torno dos canais que utiliza atualmente e da resposta do público a cada um deles. Por aqui, nossa Social Media apresenta, com base em dados, o resultado de suas análises ao longo do ano, mostrando onde devemos direcionar os nossos esforços, já que não conseguimos abranger com eficiência todos eles — CHOICES.

Isso não significa que este tipo de decisão seja tomada apenas neste momento, mas que, ali, é um momento dedicado a isso.

ATENÇÃO: se uma nova rede social surge e desponta aos olhos do seu público no meio do ano, você não deve aguardar o encontro periódico do planejamento para começar a trabalhá-la, hein? Aqui na mLabs, quando isso acontece, avaliamos o cenário como um todo e, se decidirmos ser um canal importante para nós, agimos imediatamente.

Categorias/Editorias

Com base na análise de dados, é também neste momento que decidimos se as categorias / editorias que são trabalhadas em cada canal estão entregando os resultados esperados.

Aquelas que apresentam boa resposta pela nossa audiência, permanecem. Já as que não atenderam nossas expectativas, são repensadas. Existem algumas opções para essa situação:

  • elas podem ganhar testes em novo dia/horário;
  • ganhar um novo peso, sendo trabalhadas com uma menor frequência;
  • ganhar uma nova abordagem;
  • serem desativadas.
Frequência

Nossa analista de redes sociais também apresenta dados que apontam se a frequência que estamos trabalhando diariamente em cada uma das editorias é satisfatória ou precisa ser repensada.

Vale ressaltar que a frequência de publicações em uma rede social pode ser decisiva para os resultados nela. Não negligencie isso!

Temas

Também definimos temas que serão trabalhados no decorrer do ano, conforme as projeções de tendências e apostas para o período.

Aqui na mLabs, definimos um tema mensal para trabalho e um segundo tema, em paralelo, por trimestre, que condiz com os experimentos que faremos.

Calendário de datas comemorativas

Na reunião anual, também avaliamos as datas comemorativas que trabalhamos no ano anterior e o resultado das ações de cada uma delas. Com isso, decidimos quais ficam, entram ou saem. E, logo de imediato, nossa social media importa todas essas datas para o calendário de conteúdo.

Com o volume de trabalho diário, não dá para contar apenas com a memória. Por isso, ela inclui no calendário não apenas a data comemorativa, mas também quando a temática deve ser abordada nas reuniões do time de Marketing ao longo dos meses.

Assim, ela leva para os encontros não apenas a necessidade de pensar na ação, mas algumas das ideias que ela já teve!

Mas não só de atividades planejadas consegue viver um Social Sedia. Monitorar o que está acontecendo e se relacionar com sua comunidade são tarefas que não podem esperar!

2. Criação de Conteúdo

O processo de criação de conteúdo aqui da mLabs é realizado quinzenalmente por dois motivos em destaque:

  • Nossa social media consegue dividir as atividades de ideação e produção em semanas distintas, o que deixa a rotina menos “pesada”;
  • Conseguimos trabalhar com conteúdo rotineiro de forma antecipada, garantindo que sempre teremos 15 dias de posts já agendados, o que evita a falta de publicações diante de imprevistos.

Vale lembrar que, na nossa área de atuação — como você bem sabe — todo dia surge uma novidade. Por isso, apesar de trabalharmos de forma antecipada, entendemos que é importante que a rotina de trabalho do social media permita a flexibilidade para criação de novos posts e de remanejar os já agendados.

3. Agendamento de posts

Esta é a primeira dica para que você consiga ter uma rotina de gestão das suas atividades mais tranquila e eficiente: manter suas publicações pré-agendadas.

Aqui na mLabs, é casa de ferreiro e espeto de ferro mesmo! Usamos o recurso de agendamento de posts da nossa plataforma, que acompanha o processo de criação quinzenal que explicamos anteriormente.

Isso nos garante atender a frequência de publicações definida e garantir que nosso planejamento será colocado em prática independentemente do que aconteça. Também gera um ganho de tempo para nossa social media, que consegue organizar e gerir a publicação de todos os canais em um só lugar!

Além disso, após agendados, ela consegue visualizar os posts diretamente no calendário da mLabs. Com isso, ela consegue dedicar seu tempo para ser cada vez mais estratégica.

Organização do Fluxo de trabalho

A segunda dica para ser mais eficiente na rotina de criação dos posts é em relação à organização do fluxo de trabalho. Nós comentamos que, aqui na mLabs, a maior parte das artes dos posts que publicamos são criadas pela nossa analista de redes sociais.

Contudo, algumas ações envolvem a produção das peças pelos nossos designers. Nessas situações, a nossa dica é utilizar uma ferramenta para gerir as atividades de cada profissional envolvido.

Nesses casos, nossa social media abre a demanda incluindo os textos da descrição e da arte do post, bem como o briefing para o nosso designer. Ao concluir sua parte, o designer disponibiliza a arte para validação da analista de redes sociais que, em alguns casos, também envolve a aprovação da gestora da área.

Se terceiriza algumas etapas de produção, pode incluir seus fornecedores, freelas e quem mais for necessário nessa comunicação.

4. Criação de artes

Agora, se a sua realidade é parecida com a nossa, sendo você, social media, também o responsável por criar as artes que acompanham as publicações, vale entender melhor como é o nosso processo interno.

Lembra que comentamos sobre os nossos designers disponibilizarem alguns assets para nossa analista? Bem, o motivo é que ela não dispõe de ferramentas avançadas e até mesmo conhecimento para manuseá-las.

Por isso, para criação das artes ela utiliza dois recursos:

mLabs Studio

É o estúdio de criação da mLabs, que você encontra dentro da plataforma. Com ele, você otimiza o tempo de criação e agendamento, já que, após a primeira etapa, o seu post é conduzido automaticamente para a segunda!

Por lá, nossa social media conta com a ajuda de recursos como templates, banco de imagem gratuito e formatos adequados para cada rede social — incluindo, é claro, os recomendados para postar pela mLabs.

Canva

Em alguns casos, nossa analista de redes sociais prefere utilizar o Canva, ferramenta de criação já bem conhecida e utilizada. O melhor de tudo é que ela consegue utilizá-la também de dentro da ferramenta, poupando tempo de execução.

Ah! Isso vale tanto para a versão free quanto para a Pro, que é a nossa opção atual.

5. Monitoramento

Estar por dentro do que está rolando na área, nos concorrentes e quais as notícias do momento. Esse é o trabalho de monitoramento, tão importante para criar conteúdos relevantes para sua audiência.

Analisar o que o público tem falado sobre você vai além das mensagens que você recebe ou do que é dito em sua comunidade, e isso tem muito valor para a marca.

É nessa análise que você aprende onde está acertando e, claro, também errando. É com essa atividade, também, que você consegue identificar oportunidades e ter insights para suas publicações.

Por isso, além de acompanhar as mensagens que você recebe, é importante também acompanhar o que está sendo dito sobre você em todos os canais digitais. Por exemplo:

  • nos grupos do Facebook e LinkedIn sobre a sua área de atuação;
  • nos grupos não oficiais da sua marca no Facebook e LinkedIn — você já conferiu se eles existem?
  • Feed e Stories de clientes e não cliente que podem não ter marcado o seu @ ou incluído alguma #com menção à sua marca;
  • nos sites de reclamações como o Reclame Aqui.

Como você pode ver, apesar desse monitoramento iniciar nas redes sociais, ele deve ir além, abrangendo toda a web. Esse é um trabalho diário e minucioso.

Aqui na mLabs, ele é de responsabilidade da nossa Community Manager, que conta com uma ferramenta terceirizada para ajudá-la com o que é possível ser monitorado de forma automatizada.

6. Relacionamento com a comunidade

As redes sociais são redes de socialização. Logo, são canais de troca. Por isso, é esperado que você não deixe sua audiência ou as boas citações que recebe fora dos seu campo de visão, ou seja, sem resposta por muito tempo.

Aqui na mLabs, esse trabalho também é realizado pela nossa gerente de comunidades. A tarefa é realizada em duas etapas: em consonância com o monitoramento, quando em outros canais, e por alguns recursos de interação da mLabs, durante as outras etapas do trabalho — como a de criação de conteúdo, por exemplo.

Interações nas redes sociais proprietárias

Diariamente, é função da Social Media responsável por Community Manager acompanhar tudo o que é comentado nas nossas redes sociais, inclusive no Google Meu Negócio. As outras redes sociais que utilizamos, como o LinkedIn, por exemplo, recebem essas interações manualmente, por restrições da própria ferramenta.

Mas sabemos que só é possível fazer este acompanhamento completo pelas facilidades que conquistamos com as etapas do processo que podem ser planejadas, automatizadas (agendamento de publicações) ou centralizadas.

7. Análise de resultados

Quer saber como destacar o seu trabalho como social media? Você apenas conseguirá bons resultados se for um profissional estratégico. E, como a gente sabe, estratégia sem análise de dados é, na verdade, achismo!

Pode ser que você já tenha feito e tenha dado certo? Claro! A sorte está aí para isso. Mas não dá para contar só com ela, não é mesmo? Por isso, se você almeja crescer na carreira de social media, precisa dar mais atenção aos dados.

Para isso, precisa contemplá-los como parte da sua rotina de gestão de redes sociais. O ideal é que você determine os tipos de análises que serão feitas e qual a periodicidade de cada um deles.

Alguns exemplos de análises que você pode fazer:

  • formatos que mais engajam;
  • dias e horários que mais engajam;
  • categorias que mais engajam;
  • tipos de CTA que mais geram ações;
  • comparativos mensais;
  • comparativos anuais;
  • performance quinzenal — você pode adequar a periodicidade conforme o seu planejamento. Aqui na mLabs temos essas análises quinzenais para podermos otimizar o trabalho conforme a frequência de criação de conteúdo.

Contudo, a única forma de você realizar essas análises continuamente, é por meio dos relatórios. Nesse sentido, alguns pontos são importantes:

  • Ter relatórios já preestabelecidos pode ajudar com as análises e respostas em um espaço de tempo reduzido;
  • Definir quais são as métricas e quais os indicadores te ajudará a focar no que é importante, mas saber responder o que for questionado.

Você pode criar esses relatórios de várias formas, incluindo planilhas.

→ Confira o Template de Relatório Mensal de Marketing Digital: com esse modelo você vai apresentar dados que realmente importam!

Então, acompanhamos os resultados direto da mLabs e, conforme necessidades que surgem, criamos alguns outros relatórios na ferramenta mesmo — e você também pode fazer isso!

Isso poupa bastante o tempo de análise do social media e gera conhecimento muito útil para os resultados da marca nesses canais e, claro, para a eficiência do profissional!

Quanto ganha um Social Media?

Uma dúvida comum ao pensar em trabalhar nessa função, executando todas ou pelo menos algumas das atividades que vimos aqui, é: quanto ganha um Social Media?

Segundo dados da Glassdoor, no Brasil (dados atualizados do mês de Junho de 2022) o salário médio de um Social Media é pouco mais de R$ 2.000.

Salário de Social Media

Pelo gráfico é possível perceber que a maior parte dos profissionais recebem essa média de valor, mas há pessoas com salários mais altos nessa função.

Vale lembrar que um movimento natural para quem atua nessa área é assumir posições mais importantes em empresas e Agências de Marketing Digital com o passar do tempo.

Como se tornar um Social Media?

Já deve ter ficado claro para você que, para seguir uma carreira trabalhando diretamente com a gestão de redes sociais, é preciso ter uma série de habilidades, seja para criar conteúdo visual ou converter o maior número possível de seguidores em clientes fiéis.

Muitos profissionais da área de Marketing também começam em posições generalistas e hoje em dia decidem mudar para as redes sociais como uma maneira de explorar suas capacidades. Alguns até se especializam em uma plataforma específica, o que pode ser uma estratégia eficaz principalmente para seguir uma carreira como como freelancer.

Se você não tem experiência e está começando do zero, provavelmente terá que começar em uma função de marketing mais básica. Se está pensando em se especializar, listamos agora 3 passos essenciais para conseguir se tornar um Social Media.

Aprenda habilidades de Marketing direcionadas para as redes sociais

Você deseja conquistar um emprego na área? Então deve aprimorar certas habilidades ao iniciar sua busca. Elas incluem elementos básicos sobre as diferentes redes sociais mais usadas e também aspectos mais avançados que podem ser explorados em qualquer equipe de Marketing.

Do lado mais simples, será crucial conhecer bem o Facebook, Twitter e Instagram, mas as empresas também podem usar bastante o WhatsApp, Pinterest, Tiktok, LinkedIn e outras, dependendo de seu público. Você vai querer saber quais postagens se saem bem em cada plataforma, assim como as diferenças de público para cada uma e como capitalizar as tendências.

Agora, quando falamos de técnicas avançadas, elas incluem:

  • Otimização de vídeos do YouTube com descrições, tags, títulos e hashtags;
  • Criação de perfis personalizados;
  • Conhecimento sobre o uso de hashtags em todas as redes;
  • Conhecimento de Lives e formulários de captura de Leads.

Aprender a usar as ferramentas de análise de Marketing, que mostram a eficiência deste canal e são usadas para acompanhar o desempenho – como o RD Station Marketing – também é essencial.

Nesse caso você pode acessar os cursos disponíveis na RD University, a plataforma de cursos da RD Station:

Estabeleça sua presença nas mídias sociais

Antes de começar sua carreira Social Media, você deve examinar atentamente todos os seus perfis nas redes sociais e garantir que eles o representem da melhor maneira possível.

Quando você não tem um grande portfólio para impressionar os empregadores, a primeira coisa que eles fazem quando você se candidata a um emprego é pesquisar você no Google. Se eles virem perfis associados a você com pouca ou nenhuma atividade – ou, pior ainda, com alguma coisa considerada inapropriada – você pode apostar que eles passarão para o próximo profissional da lista.

Se já tiver passado por alguma experiência, é fundamental descrever com o máximo detalhes possíveis, para que todos entendam quais experiências já possui.

Quer um exemplo de como fazer? A dica é conferir a descrição do perfil da Isadora Caputo no LinkedIn. Ela é nossa Gerente de Comunidade e lá descreve em detalhes como realiza seu trabalho na RD Station.

Descrição do cargo de Social Media

Dedique também tempo e esforço para interagir com comunidades online, de maneira construtiva e positiva. O gerenciamento de comunidade é uma grande parte do trabalho de qualquer especialista e seu comportamento em cada uma delas pode contar pontos.

Expanda sua rede profissional

O networking pode ser intimidante no começo, mas pode ser uma boa maneira de aprender mais sobre oportunidades de emprego, obter conselhos sobre como procurar vagas de Social Media e adquirir conhecimento sobre o mercado.

Sua rede pode incluir amigos, familiares, ex-colegas de trabalho e até mesmo referências de profissionais que você admira.

Se você não sabe por onde começar, participe de grupos para profissionais de mídias sociais no LinkedIn ou no Facebook. Isso pode:

  • Expor você a diferentes anúncios de emprego;
  • Deixar você mais familiarizado com o cenário de empregos;
  • Ajudar a pesquisar como as pessoas conseguiram os empregos que têm nessa área.

Ferramentas e softwares utilizados por um Social Media

As ferramentas de marketing para realizar o trabalho com redes sociais nada mais são do que ferramentas e softwares que ajudam as empresas a aproveitar todo o poder das plataformas como Instagram e Twitter, seja para lançar campanhas que atraem clientes ou analisar seus resultados.

A maioria dessas ferramentas, usadas no dia a dia por um Social Media, estão focadas em facilitar a rotina. Agora listamos quais os principais tipos que deve encontrar e usar ao assumir esse cargo.

Produção de conteúdo e Design

A criação de conteúdo para redes sociais pode ser bem diferente dependendo da quantidade de pessoas que trabalham na área de Marketing ou dos objetivos de cada empresa, mas geralmente você precisará de alguma noção de design e uma boa compreensão das habilidades de escrita para realizar essas tarefas.

Do lado de Design, existe a opção do Canva que já foi mencionado anteriormente. Essa é uma ferramenta com planos gratuitos e pagos que permite a criação de posts completos sem a necessidade de saber tudo sobre design. Existem milhares de modelos prontos, é só escolher e editar para produzir o seu.

O ideal é contar com as ferramentas da Adobe, como o Photoshop e o Illustrator, que permitem criar conteúdos do zero e com alta qualidade.

Publicações e agendamentos

As melhores plataformas de gerenciamento de mídia social permitem que você assuma o controle de sua presença nas mídias sociais em um único lugar, agendando as publicações para evitar trabalhos manuais.

Dessa forma, cada empresa pode antecipar as publicações, seguindo fluxo de Planejar → Criar o conteúdo → Agendar a publicação para as redes sociais definidas, no dia e horário ideal.

Gestão completa de Redes Sociais

Que tal uma ferramenta que permite não só fazer uma mas sim várias das ações necessárias para redes sociais? É isso que uma ferramenta de gestão permite, como é o caso do RD Station Marketing.

Com ela, é possível agendar, publicar, analisar postagens e transformar seguidores em clientes. São diversas funcionalidades disponíveis no menu “Atrair” da ferramenta:

  • Link da Bio: crie uma vitrine de conteúdos on-line para direcionar sua audiência rumo às vendas nas redes, que normalmente possuem apenas o link na bio como área de clique, casos do Instagram e TikTok;
  • Agendamento e calendário de posts: faça postagens simultâneas em Instagram, LinkedIn, Twitter e Facebook;
  • Análise de resultados: confira o engajamento de cada uma das postagens e cliques no link da bio no próprio RD Station Marketing;
  • Anúncios certeiros: direcione os anúncios ao público certo para conquistar Leads qualificados e mais vendas.

Clique no banner abaixo para conferir tudo que o RD Station Marketing já permite para quem é Social Media e quais as outras funcionalidades que juntas irão unificar todas as suas ações de Marketing Digital: das redes sociais ao email, das Landing Pages aos Pop-ups, da Automação à Análise de Resultados. Tudo na mesma ferramenta!

RD Station Marketing com funções de redes sociais

Cenário do mercado de atuação do Social Media

Agora que já sabe o que faz um Social Media e como se tornar um, é fundamental entender que o cenário digital torna esse profissional essencial para qualquer empresa hoje em dia, seja atuando internamente ou como prestador de serviços.

As oportunidades de nível inicial podem incluir empregos fixos, vagas de freelancer ou até mesmo voluntariado em ONGs, por exemplo. Explore diferentes opções para ver o que se adapta às suas necessidades.

Para cada uma dessas vagas, as características e expectativas são diferentes:

  • Empregos de nível básico: um cargo de nível básico geralmente requer menos experiência e pode fornecer a oportunidade de aprender sobre Marketing Digital como um todo, junto de outros profissionais;
  • Freelancer: considere trabalhar dessa forma para construir sua experiência cmo diferentes clientes. Você pode construir um portfólio em um site e começar a se divulgar;
  • Voluntário: as oportunidades de voluntariado podem ter requisitos menos rigorosos. Procure oportunidades locais ou remotas em sites de busca ou nas redes sociais dessas organizações.

Se já está em sua busca de emprego fixa na área, fique de olho em títulos de nível básico para começar, como:

  • Estagiário de marketing ou estagiário de redes sociais;
  • Coordenador de mídias sociais;
  • Especialista em Social Media;
  • Analista de redes sociais.

Saiba muito mais no Social Media Day!

A verdade é que todos os anos essas discussões sobre o mercado de atuação dos profissionais é um dos temas trabalhados no dia 30 de Junho, quando acontece um evento anual: o Social Media Day da RD Station!

Social Media Day é a data que celebra os impactos positivos das redes sociais no mundo e na sociedade. Ele foi criado pelo site Mashable em 2010 e é comemorado todos os anos no dia 30 de junho. Foi adotado também globalmente como o Dia do Profissional de Mídias Sociais.

Então garanta agora a sua vaga para assistir o evento gratuito, é no dia 30/06 às 14h ↓

Social Media Day 2022

Post originalmente publicado em julho de 2020 e atualizado mais recentemente em junho de 2022.