Taxas de conversão: como identificar erros e ampliar as oportunidades de vendas no seu ecommerce

Entenda que é uma taxa de conversão e por que ela é tão importante para um ecommerce


As taxas de conversão de ecommerce são um indicador fundamental para medir o sucesso de uma estratégia de vendas online. Mesmo que a sua loja virtual esteja recebendo tráfego, se as taxas de qualificação e oportunidades forem baixas, os resultados de venda não serão satisfatórios. 

Por isso, é importante identificar os erros e buscar soluções para aumentar as conversões. Neste post, vamos apresentar algumas dicas para ajudá-lo nessa tarefa!

O que é uma taxa de conversão de ecommerce e por que ela é tão importante?

De maneira geral, a taxa de conversão ou taxa de conversão de ecommerce é uma métrica usada para analisar a eficiência com que uma empresa está realizando as suas estratégias. 

Basicamente, uma conversão é qualquer ação que o usuário toma planejada pela empresa, seja ela baixar um e-book, se cadastrar em uma newsletter, preencher um formulário ou adicionar um produto no carrinho de compras. 

Resumindo: A conversão é qualquer tipo de retorno estabelecido como meta pela estratégia do negócio, seja ele financeiro ou não. 

Ela é um indicador importante que possibilita a mensuração das conversões que determinada ação tem conseguido gerar. Ou seja, independente da estratégia escolhida você pode usar esse indicador para calcular qualquer tipo de conversão. 

As taxas de conversão de ecommerce são importantes para otimizar as estratégias, uma vez que a sua equipe tem em mãos os dados necessários para entender como está a chegada de Leads e as oportunidades a serem aproveitadas ao longo de cada etapa do funil de marketing. 

Taxas de conversão ao longo do funil de Marketing

Devemos lembrar que a taxa de conversão de ecommerce deve ser calculada considerando cada etapa do funil de marketing. Por exemplo, ao falar de uma estratégia de topo de funil, o principal objetivo é a atração, pensando em aumentar o reconhecimento da marca. Nesse caso uma boa taxa de conversão são os números de acessos ao blog da sua empresa!

Já no meio de funil, as estratégias são voltadas para a captação de Leads, portanto, devemos nos atentar a taxas como volume de pessoas que preencheram um formulário ou se cadastraram em uma Landing Page

Por fim, no fundo do funil é necessário reforçar a autoridade da sua empresa para aumentar a confiança do Lead captado e fazer com que ele feche uma venda, por exemplo. Nesse caso, a taxa de conversão pode ser número de inscritos em um webinar ou demonstração do produto, ou serviço.  

Mas o que fazer com todos esses dados? Mensurar! É hora de calcular o retorno de todas as ações e o número das taxas de conversão. 

Como fazer o cálculo da taxa de conversão do ecommerce?

As taxas de conversão para ecommerce são umas das principais métricas para medir os resultados de ações como banners, anúncios, cupons e, é claro, o sucesso das vendas

O cálculo é simples: independentemente do tipo de conversão a ser medida, é preciso dividir o número de ações realizadas pelo número de usuários que a fizeram – mesmo aqueles que não converteram – e multiplicar por 100. 

Por exemplo: em um único dia cerca de 2000 pessoas visitaram sua loja online, porém apenas 500 compraram, o cálculo de conversão neste dia deve ser: 500/2000 x 100 = 25%. 

Saber a maneira certa de calcular, avaliar para melhorar os resultados neste indicador é algo fundamental, porém, alguns detalhes podem acabar prejudicando as taxas de conversão do ecommerce, veja a seguir. 

Erros comuns que prejudicam a taxa de conversão do ecommerce

Alguns detalhes podem estar interferindo na sua taxa de conversão do ecommerce e impactando diretamente nos seus resultados. Nesse caso, é importante estar atento e corrigi-los o quanto antes. Veja abaixo os principais: 

Momento de descoberta

O momento de descoberta é onde o cliente já sabe que tem um problema e está buscando por possíveis soluções. Nessa hora, alguns detalhes da sua empresa não podem falhar, ou isso pode “espantar” o seu visitante, veja abaixo alguns exemplos: 

  • Links que direcionam visitantes para a página errada;
  • Tempo de carregamento o site é muito longo;
  • Dificuldade no acesso mobile (celular);
  • Dificuldade de contato com a empresa para solucionar possíveis dúvidas;
  • Filtros de produtos que são difíceis de achar ou não funcionam;
  • Falta de variedade de produtos (tamanhos cores, versões);
  • Produtos sem fotos e descrição;
  • Falta de credibilidade no produto.

Momento de compra

Já o momento de compra é hora decisiva para o seu ecommerce. Nele, não pode haver distrações ou coisas que deixem seu futuro cliente aborrecido. Deixe-o o mais à vontade possível e fique atento a detalhes como: 

  • Valor adicional ou valor mínimo para compras no cartão;
  • Dificuldade em usar cupons/vouchers de desconto;
  • A criação de conta é obrigatória para a compra;
  • Check-out confuso e pedindo informações desnecessárias;
  • Custos adicionais são revelados apenas na conclusão da transação;
  • Poucos métodos de pagamento, o que não dá flexibilidade ao cliente.

Momento pós-compra

O pós-compra é o momento mais importante para o seu negócio. Afinal, toda a experiência que o usuário passa assim que clicar em finalizar a compra irá determinar se ele irá ser fidelizado, ou seja, se comprará novamente. 

Veja abaixo alguns erros comuns nessa etapa: 

  • Dificuldade em rastrear o pedido;
  • Não ter uma política para devoluções (processo não é claro e as informações são imprecisas);
  • Não ter visibilidade sobre o status de processos de devolução do pedido;
  • O processo de devolução é complicado, conta com muitas etapas;
  • Há um custo para o consumidor no processo de devolução.

Primeiros passos para otimizar as taxas de conversão do seu ecommerce

Agora que você á sabe quais são os erros que acabam interferindo nas taxas de conversão do seu ecommerce veja abaixo algumas dicas de como aumentar esses números: 

1 – Realizar uma análise profunda das suas taxas de conversão atuais

Antes de dar o primeiro passo nas taxas de conversão do seu ecommerce, é preciso ter em mãos os dados reais sobre como elas estão atualmente, assim, é possível estabelecer estratégias personalizadas de acordo com os seus interesses. 

Para isso, algumas plataformas de ecommerce como a Nuvemshop, Tray e Loja Integrada te ajudam com dados como tráfego, taxa de conversão e abandono de carrinho.  

Outra opção é o Google Analytics, onde é possível acompanhar dados como taxas de conversão, taxa de saída de uma página, pesquisas internas realizadas pelo visitante dentro do seu site, por onde ocorreram as conversões e quanto tempo ele demorou até converter. 

O RD Station é uma excelente plataforma de análise, por ele é possível capturar dados sobre os principais canais onde acontecem as conversões, as páginas mais acessadas, o tempo médio e muito mais. 

2 – Utilizar imagens ou vídeos dos produtos em alta qualidade

O visual importa, e muito, na hora de convencer alguém a comprar, principalmente na internet em que temos de confiar naquilo que está descrito no anúncio. Ao entrar em uma página, o consumidor espera se informar. 

No caso dos produtos de um ecommerce, se essa pessoa não está certa da compra, é fundamental para ela ver fotos, ler a descrição técnica, entender o valor de um produto para decidir se vai efetuar a compra ou não. 

Imagens de alta qualidade são uma obrigação, praticamente, nos dias de hoje. O consumidor quer ver todos os detalhes do produto, em fotos realistas. Essa experiência precisa ser oferecida para serem solucionadas todas as dúvidas sobre a aparência do item.

Uma boa alternativa é apostar nos vídeos de unboxing (desembalagem), por exemplo. Quanto mais realistas, melhor! O consumidor quer saber como será a experiência de receber o produto, retirá-lo da caixa e começar a usar.

>> Leia mais: Como tirar fotos melhores para a sua loja virtual – e fazer mais vendas

3 – Disponibilizar cupons para o usuário ao abandonar o carrinho

Os cupons de abandono de carrinho são como uma última tentativa, que pode ser tentadora para a maioria das pessoas. Ofereça-os de maneira estratégica como na primeira compra, ou acima de determinado valor. Dessa forma, o cliente vê vantagem em finalizar a compra.

4 – Mostrar confiança para os clientes

Sem dúvidas, um dos grandes fatores para as baixas taxas de conversão no ecommerce é a falta de credibilidade. Como falamos acima, as vendas pela internet são feitas a partir da confiança nos produtos, afinal de contas não há o contato ao vivo. Neste caso, é importante trabalhar a construção de autoridade da sua marca.

Os selos de segurança são maneiras eficazes de garantir que cada transação seja totalmente segura, preservando os dados do comprador e evitando as possíveis fraudes. Dessa forma, você aumenta a credibilidade do seu negócio e passa confiança para o seu futuro cliente.

analistas avaliando a taxa de conversão de ecommerce
Foto de LinkedIn Sales Solutions no Unsplash

5 – Oferecer vários métodos de pagamento

Hoje em dia existem diversos meios de pagamento, e acredite, a loja que não se adapta às novas tecnologias fica para trás! Adotar novos métodos para efetuar uma compra dá ao cliente aquilo que ele mais gosta: flexibilidade, isso faz com que as conversões em vendas aumente cada vez mais. 

Utilizar vários métodos de pagamento faz com que seu faturamento aumente, além de diminuir as taxas de desistência de compras. 

Um exemplo atual é o PIX, que caiu no gosto dos brasileiros devido a sua praticidade e rapidez. Com ele, os donos de negócios podem receber qualquer valor de maneira rápida sem taxas e burocracias. Para o cliente, dá a liberdade de pagar facilmente com poucos cliques e sem cobranças adicionais.

6 – Definir quem é o seu público 

Ao definir quem é o público-alvo da sua loja online, é possível direcionar melhor as estratégias de comunicação. Por exemplo: qual linguagem utilizar, quais conteúdos produzir, quais produtos têm boa aceitação, saber exatamente em quais canais investir, etc. 

Resumindo, para melhorar as taxas de conversão do seu ecommerce, é preciso personalização. 

>> Leia mais: Personalização no ecommerce: por que é importante e como aplicar

7 – Apostar em conteúdos relevantes 

Mais do que promoções e produtos, os consumidores buscam conteúdos que atendam às suas necessidades. A produção de conteúdos como artigos ou eBooks faz com que a marca se posicione melhor nos mecanismos de busca, como o Google, aumentando a sua visibilidade, além de melhorar o relacionamento com o cliente e aumentar o engajamento com a marca. 

Que tal fazer uma newsletter? Com ela é possível aumentar a taxa de conversão entre visitantes e Leads, além de fidelizá-los e melhorar o relacionamento com a sua marca.

8 – Estar atento ao layout da página

Como falamos anteriormente, o visual importa bastante na hora de captar a atenção dos usuários, isso porque alguns detalhes como imagens ruins, textos de tamanhos diferentes ou cores muito chamativas atrapalham a experiência de quem está navegando, ou seja, suas taxas de rejeição aumentam. 

Para isso, mantenha um layout o mais otimizado possível e guie toda a navegação até a conversão de fato. 

Outro detalhe importante é o tempo de carregamento do seu site, afinal de contas, quando pesquisamos por algo queremos que a solução apareça o mais rápido possível, e se o seu site demorar para carregar, provavelmente o usuário irá desistir de vê-lo. 

Fique atento aos links do seu ecommerce e garanta que todos direcionam para as páginas corretas. Algumas plataformas ajudam você a fazer o design da sua loja virtual de acordo com as suas necessidades, com layouts e temas pré-definidos, pensando na experiência do cliente e no seu produto.

9 – De olho na logística 

O frete é um dos fatores que mais impedem as conversões em vendas, uma vez que alguns chegam a valores absurdos, o que sem dúvidas espanta seus possíveis clientes. 

Para isso, entre em contato com algumas empresas de logística e fique atento aos valores e prazos de entrega, busque parcerias e opte pelas melhores opções dentro da sua margem de lucro. Ofereça diversas opções de entrega e diferentes preços para dar ao consumidor o poder de escolha. 

Outro fator importante é sobre as informações como código de rastreio, política de devolução e custos. Tudo tem que ser transparente e claro para que o seu cliente tenha acesso aos dados que precisa de maneira segura e sem prejudicá-lo. 

>> Leia mais: Gestão de ecommerce: 11 estratégias para uma boa administração da sua loja virtual

10 – Focar nas estratégias de SEO

Quantas vezes você já passou da segunda página de pesquisa do Google? Aposto que poucas. Isso porque o Google seleciona quais conteúdos são realmente relevantes e os colocam na primeira página, e é lá que o seu ecommerce deve estar! 

As estratégias de Search Engine Optimization (SEO) podem te ajudar a conquistar bons resultados orgânicos. Como dito anteriormente, criar conteúdos de valor e bem otimizados é uma estratégia necessária para atrair novos visitantes para o seu site e, consequentemente, aumentar as taxas de conversão do ecommerce

Outro detalhe importante são as descrições de produtos, elas devem conter todas as características e vantagens do que foi oferecido. Mostre os benefícios e tudo aquilo que irá destacá-lo nos buscadores frente a concorrência.  

11 – Oferecer canais de contato

Como todo relacionamento, contato é a base de tudo e no caso do seu ecommerce não é diferente. Durante todo o processo os visitantes terão dúvidas e muitas vezes o sucesso das suas taxas de conversão virão da solução dessas dúvidas. 

Para isso, amplie os canais de contato e deixe-os acessíveis no site. Exemplos de canais de contato:

Identificar e corrigir erros nas taxas de conversão é primordial para aumentar as chances de vendas no seu ecommerce

Analisando os principais motivos que podem estar afetando essa métrica, é possível tomar medidas para reverter a situação. Por isso, fique atento às dicas apresentadas neste post e veja como melhorar o desempenho do seu negócio na internet!

Como podemos te ajudar a aumentar a sua taxa de conversão? 

A Agência Moova é uma agência de marketing digital focada em entregar resultados para ecommerce, dos mais diversos segmentos! Ao longo da nossa trajetória, já atendemos mais de 50 empresas, gerando resultados reais e significativos.

Nos movemos por conexões, dados e resultados reais. Acreditamos que para o crescimento não existe fórmula mágica. Fazemos marketing baseado em dados, testes e muita análise.

Em 2021, fomos finalistas do Prêmio Agência de Resultados da RD Station. Nesse mesmo ano levamos mais de 1 milhão de pessoas em 15 sites de clientes e geramos mais de 20 mil Leads pelo Google Ads. Nosso propósito é gerar mais e melhores oportunidades de negócios para as empresas por meio dos canais digitais. 

O próximo passo é muito simples: solicite o diagnóstico gratuito com a Moova e descubra o potencial de crescimento da sua loja virtual com especialistas que entendem do assunto!

Marcadores: