5 tendências do ecommerce que podem facilitar a sua estratégia de marketing

A atuação do marketing em empresas de ecommerce tem muito a ganhar ao empregar 5 tendências poderosas que estão dominando o mercado; saiba quais são


Ter um negócio digital tem chamado a atenção de muitos brasileiros, pela quebra de barreiras físicas. Muita gente está de olho na possibilidade de vender em todo o Brasil ou até fora dele e no custo inicial mais baixo do que abrir um negócio físico. 

No entanto, nem tudo são flores, afinal, a concorrência é acirrada. Assim, um forte investimento em estratégias de marketing e vendas é fundamental para construir um ecommerce de sucesso

Levando esse contexto em consideração, neste artigo você vai descobrir quais são as tendências do ecommerce pelos próximos anos. Elas têm tudo a ver com uma estratégia de marketing bem estruturada. Vamos lá?

Ferramenta de Análise de Sites

Tendências do ecommerce para 2022 com foco em marketing

O post vai abordar 5 tendências que abrangem diferentes pontos de contato com consumidores e potenciais clientes. São eles:

  • Experiência de compra
  • Busca visual
  • Pesquisa por voz
  • Pagamentos invisíveis
  • Propósito de marca e branding

E aí, bateu a curiosidade? Então vamos detalhar cada um desses pontos!

1 – Experiência de compra 

Um aspecto que está em evidência nos últimos tempos e que tem tudo para continuar sendo a principal tendência do ecommerce pelos próximos anos é a própria experiência de compra do cliente

Isso porque o consumidor final está cada vez mais envolvido com as experiências virtuais e adepto das compras online. Para se ter uma ideia, é esperado um crescimento de 42% do comércio eletrônico entre 2021 e 2025, de acordo com a pesquisa Future of Retail, feita pela Euromonitor International e o Google. Ainda de acordo com esse estudo, dos novos consumidores, 25% são da geração Z.

Isso significa que a população aderiu de vez às compras digitais, mas para os empreendimentos se destacarem no mar de informações disponibilizadas online, é preciso entregar o que os clientes esperam. 

Ou seja: uma experiência de compra sem atrito, que faça parte do seu fluxo de navegação de maneira orgânica, com segurança e rapidez. Simples, não? Pode até parecer, mas para entregar isso, muito trabalho e desenvolvimento técnico e tecnológico estão em jogo.  

Responsividade, tempo de carregamento, certificado SSL e checkout transparente com criptografia de dados são apenas o começo. É preciso otimizar texto, imagens e vídeos para serem consumidos pelo usuário de maneira simples. E, também, contar com integrações físicas e digitais e fluidez entre as redes sociais e o próprio site, integrando estoque, logística e meios de pagamento.

Nos próximos tópicos falaremos mais sobre alguns aspectos que impactam na experiência de compra do consumidor no ecommerce e como isso se relaciona com as estratégias de marketing. 

tendências do ecommerce

2 – Busca visual

Você, enquanto consumidor, já tentou buscar um item bem específico e precisou navegar em um mar de informações até encontrá-lo? Pensando em sanar esse tipo de problema, a busca visual no ecommerce permite que o potencial cliente faça pesquisas a partir de uma imagem. 

Então, se uma pessoa vê um rack em uma publicação de decoração no Instagram, pode salvar a imagem e usá-la de referência para encontrar exatamente aquele item. 

Assim, ao possibilitar uma busca muito mais assertiva, as chances de conversão de vendas aumentam significativamente. Essa é uma das tendências do ecommerce também porque facilita e incrementa a experiência do cliente. 

Para colocar o ecommerce visual em prática, além de boas fotos de produtos, é preciso investir em uma plataforma de ecommerce que ofereça esse recurso e caprichar no SEO da página de produtos. Para esse pilar em específico, o texto alternativo para a imagem também é fundamental para contribuir para uma busca por imagem mais eficaz. 

3 – Pesquisa por voz 

Na mesma pegada da dica anterior, a busca por voz consiste em otimizar o SEO do ecommerce para ser encontrado facilmente por assistentes virtuais, como a Alexa e a Siri. A partir disso, a sua loja virtual poderá ser inserida na estratégia de voice commerce. Ela consiste na compra de itens online com a ajuda dessas assistentes virtuais. 

Achou muito futurista? Essa tendência já é, na verdade, uma realidade: o uso de assistentes virtuais nos lares brasileiros aumentou em 47% durante o período da pandemia, a informação é da Ilumeo. 

Para aquelas pessoas multitarefas, que desejam fazer uma compra de farmácia enquanto cozinham, por exemplo, essa tecnologia é uma grande amiga. E os negócios que souberem se adaptar a essa nova forma de comprar sairão na frente. 

Em termos de SEO, o que o voice commerce exige é um texto muito mais natural e conversado, que consiga ser facilmente encontrado a partir das pesquisas feitas pelos usuários nos seus aparelhos. 

>> Leia também: Live commerce: conheça a tendência mundial capaz de multiplicar suas vendas

4 – Pagamentos invisíveis 

Agora o assunto é tecnologia do futuro que ninguém vê! Como falamos na primeira dica, a experiência do cliente é uma das principais tendências do ecommerce. 

Tendo em vista o fluxo de navegação das redes sociais e a necessidade de uma imersão cada vez mais fluida, os pagamentos invisíveis também fazem parte do presente e futuro do ecommerce. 

Os pagamentos invisíveis são aqueles que não demandam esforço do usuário para serem efetivados, são quase invisíveis na jornada do consumidor. Alguns exemplos que já fazem parte do nosso dia a dia são: 

  • Compra com um clique

A Amazon foi o ecommerce pioneiro com essa tecnologia. Depois da primeira compra, os clientes podem optar por deixar os dados de pagamento e entrega armazenados no sistema, de maneira segura e criptografada, para serem usados em pedidos futuros. Assim, clicando em apenas um botão, a compra é efetivada, sem que o usuário precise passar por todas as etapas do checkout mais uma vez.

  • Recorrência 

Você se lembra qual foi a última vez que pagou o serviço de streaming que usa diariamente na sua casa? Com a funcionalidade de recorrência, esse faturamento é feito todos os meses sem que você precise se preocupar com essa conta. Para o cliente, é sinônimo de comodidade e para o lojista, um LTV (valor de tempo de vida do cliente) melhor, com menos churn involuntário e inadimplência

Essas e outras funcionalidades que garantem segurança e agilidade para o cliente são viabilizadas pela plataforma de pagamentos online e de ecommerce que você faz uso no seu site. 

5- Propósito de marca e branding 

Nem só de recursos tecnológicos se faz um ecommerce de sucesso. Para ter uma marca de destaque no online é preciso criar identificação com o público consumidor. 

Tendo em vista o contexto sociopolítico e ambiental atual, bem como a ascensão da geração Z à população economicamente ativa, é esperado que nos próximos anos o consumo se torne mais consciente. Isso significa que as compras por impulso de produtos de baixa qualidade e baixo valor agregado devem diminuir, em detrimento de um consumo mais consciente. 

Os consumidores do futuro vão investir em produtos de boa qualidade, de procedência conhecida, que realmente precisam ou desejam e dentro daquilo que acreditam ser importante para eles e para a sociedade. Nesse sentido, marcas socialmente e ecologicamente responsáveis devem sobressair no gosto do consumidor. 

Mas atenção! Levar a sua marca para um caminho como esse deve ter o intuito de realmente repensar a produção e o impacto social, e não apenas fazer um marketing bonito em torno da questão. Essa estratégia com propaganda sustentável enganosa tem até nome: greenwashing.

 

Desafios do ecommerce relacionados ao marketing 

Todas as tendências do ecommerce apresentadas ao longo do texto se relacionam com as estratégias de marketing. Isso porque elas ampliam e aprofundam as relações entre consumidores e empresas por meio de segurança, experiência de compra e inovações tecnológicas. 

Além disso, essas tendências têm potencial para impactar métricas importantes para o marketing, como por exemplo:

Número de visitas

Essa métrica é importante para avaliar a eficácia de mídia paga e conteúdos orgânicos de um site. Afinal, se trata do número de cliques que um determinado domínio ou página de produto teve a partir do buscador do Google ou anúncios. 

Com uma estratégia de SEO otimizada para a busca por voz e por imagem, esse número tende a aumentar.

Conversão de vendas 

Número importante para o marketing e para a saúde do negócio como um todo, a conversão de vendas identifica, a partir dos cliques que o site obteve, quantos por cento se tornaram vendas. 

Veja abaixo como esse indicador é calculado: 

taxa de conversão em vendas

Dessa forma, além de esforço de marketing com um anúncio atrativo e SEO bem estruturado, é preciso ter a preocupação de tornar o site intuitivo, seguro e funcional para o consumidor final se sentir atraído pelas possibilidades de negócio. Caso contrário, os esforços de vendas podem ser frustrados. 

Investir em tecnologias para isso, como os pagamentos invisíveis e diversificadas formas de pagamento para que o cliente opte por aquela que melhor cabe no seu bolso, são ações práticas para melhorar esse indicador. 

Coloque as tendências do ecommerce em prática

Agora que você já sabe quais são as principais tendências do ecommerce e qual é o caminho para estruturar o seu negócio para melhor atender o consumidor final, é hora de colocar essas dicas em prática! 

Para se aprofundar na relação das tendências do ecommerce com o marketing, vale ler um estudo realizado recentemente pela RD Station sobre a performance de Landing Pages. Você sabia que justamente o setor de ecommerce é o que tem melhor desempenho de conversão?

Leia o estudo e entenda melhor como funciona essa dinâmica das páginas de conversão vencedoras, além de encontrar exemplos e dicas para melhorar a sua. É só clicar para ler o post: Estudo da RD Station mostra como alcançar os 50% de taxa de conversão em Landing Pages.

Experimente, também, a Ferramenta de Análise de Site gratuita da RD e da Supersonic! Quanto mais otimizado um site, maiores as chances de crescer no digital e conquistar novas oportunidades. Como será que está o da sua empresa? Clique abaixo e faça o teste.

Ferramenta de Análise de Sites

O artigo foi escrito por Letícia Fernandes, Analista de Marketing Institucional doPagar.me, meio de pagamento que garante segurança e praticidade para você atender seus clientes e fazer o seu negócio crescer.

Marcadores: