Guia completo do SEO – 4ª edição

Será que você usa as técnicas corretas de Search Engine Optimization ou algumas práticas estão impedindo que a sua empresa conquiste relevância nos mecanismo de busca? Esclareça todas as suas dúvidas neste manual

Introdução

Você certamente já ouviu falar do Google, certo? Toda vez que uma página é publicada na internet, o Google e outros buscadores procuram indexá-la de modo que ela seja encontrada por quem a procura.

Mas existem milhares de páginas sendo publicadas todos os dias na internet e isso faz com que haja bastante concorrência. Portanto, como fazer com que uma página fique à frente de outras?

E aí que entra o SEO (Search Engine Optimization). Como a própria tradução sugere, SEO é uma otimização para os motores de busca, um conjunto de técnicas que influenciam os algoritmos dos buscadores a definirem o ranking de uma página para determinada palavra-chave que foi pesquisada.

Neste guia você pode estudar tudo sobre SEO, do básico ao avançado. Nada mais justo do que começar pela história, certo?

Boa leitura!

Otimize suas páginas para os buscadores online com o RD Station Marketing

Esperamos que o conteúdo que você encontrará neste ebook possa ajudar sua empresa a conseguir ainda mais destaque nas ferramentas de buscas. Após quatro atualizações, confiamos que os próximos parágrafos poderão ajudá-lo a se aprofundar no conceito e nas mecânicas que envolvem um SEO de qualidade.

Para realizar o acompanhamento e visualizar se seus conteúdos e estratégias estão dando certo, existem ferramentas no mercado que permitem identificar a qualidade do SEO aplicada em suas páginas. No RD Station Marketing, por exemplo, seu conteúdo é analisado em 4 pontos principais, divididos em subcategorias que permitem visualizar os principais pontos que estão puxando seu conteúdo para baixo nos buscadores.

SEO RD Station

Além de auxiliar em suas estratégias de SEO, o RD Station Marketing também conta com diversas outras funcionalidades para amplificar não somente seu conteúdo, como todo o Marketing Digital da sua empresa:

  • Crie modelos personalizados e analise as métricas de conversões nas Landing Pages;
  • Faça testes A/B para determinar o melhor assunto das suas campanhas de Email Marketing;
  • Acompanhe diariamente as taxas de conversão por etapas do funil de marketing, de visitantes até vendas;
  • E muito mais!

Então, aproveite essa oportunidade para começar seu teste grátis do RD Station Marketing (sem precisar cadastrar cartão de crédito) e comece hoje mesmo a colocar em prática tudo o que irá aprender com a leitura deste material!

História do SEO

Em 1993 surgiu o Architext, considerado o primeiro buscador da internet (que se tornou o Excite). Com o sucesso, novos sites semelhantes surgiram, como Yahoo! (1994) e, finalmente, o Google (1997).

Fundado por Larry Page e Sergey Brin, o Google foi criado para ser uma ferramenta de busca de larga escala e “organizar a internet”, usando a estrutura de links para determinar a relevância das páginas de acordo com a busca do usuário.

A ideia de utilizar os links recebidos por uma página é inspirada no meio acadêmico: um artigo ou pesquisa científica que recebe citações de revistas e artigos de outros autores, principalmente os que têm melhor reputação, são considerados mais confiáveis.

Seguindo essa lógica, foi desenvolvido o revolucionário Pagerank: uma métrica de 0 a 10, criada por Larry Page e calculada pela quantidade e qualidade de links recebidos.

Em dezembro de 1997 a revista PC Magazine escreveu que o Google “tem uma capacidade incomum de retornar resultados extremamente relevantes” e o classificou como o principal site de buscas no “Top 100 Web Sites”.

De acordo com este post do Search Engine Land, também foi em 1997 que o termo SEO foi mencionado pela primeira vez, no livro Net Results, escrito por Bob Heyman, Leland Harden e Rick Bruner. Segundo eles, o termo surgiu em uma discussão sobre o posicionamento do site da banda Jefferson Starship em sites de busca.

Ao incluírem mais palavras-chave com o nome da banda no conteúdo do site, notaram que o site voltou para a primeira posição. Com isso, Bob e Leland chamaram essa técnica de Search Engine Optimization.

Até a popularização do Google, as ações de SEO se limitavam ao envio do site aos buscadores e otimizações on-page, como a inclusão (e repetição) de palavras-chave no conteúdo.

Já com a popularização do Google, os profissionais de SEO começaram a olhar mais para a métrica de links, muito importante para o buscador.

Foi assim que surgiram as estratégias de link building, explorando tanto técnicas legítimas para obtenção de links quanto práticas mais obscuras, focadas somente em melhorar a avaliação do site, independentemente da qualidade.

Essas técnicas de manipulação do ranking ficaram conhecidas como Black Hat SEO.

Foi em 2000 também que a Google Toolbar foi lançada para o Internet Explorer, que apresentava o Pagerank dos sites, de 0 a 10. Isso tornou as técnicas de link building mais mensuráveis e populares.

No mesmo ano, os resultados orgânicos do Google receberam companhia: o Google Ads foi lançado, incluindo resultados patrocinados, que permanecem nos resultados de pesquisa até hoje.

Resultados do Google

Continuar a leituraCarregando... ou baixar versão em PDF.