Marketing sensorial: o que é e como fazer para sua empresa

Explorar os sentidos dos seus clientes pode ser uma valiosa ferramenta para se diferenciar e vender mais. Confira as dicas!


Em um mercado cada vez mais competitivo e comoditizado, as empresas precisam entender o perfil de seus clientes para oferecer uma experiência de consumo e de relacionamento assertiva e completa para seu público-alvo.

Hoje, sabe-se que o comportamento do cliente e as decisões de compra por ele tomadas são influenciados por uma série de fatores, alguns objetivos e outros subjetivos. Dentro desse contexto, percebeu-se que as sensações obtidas por meio dos cinco sentidos (audição, visão, olfato, tato e paladar) complementam e afetam as experiências e decisões de compra. A partir disso, surgiu o marketing sensorial.

Entenda o que é, como fazer e de que forma esse tipo de marketing pode ajudar a sua empresa.

O que é marketing sensorial

É de Benjamin Franklin a famosa premissa “Diga-me e eu esquecerei; mostre-me e talvez eu lembre; envolva-me e eu vou entender”.

O marketing sensorial é aquele que promove esse envolvimento por meio de um ou mais dos cinco sentidos dos clientes, influenciando, assim, o seu comportamento de consumo. Assim, se o cliente tiver uma boa experiência sensorial com a sua empresa, ele ficará mais aberto a criar um vínculo emocional e a manter um relacionamento com ela.

Como o marketing sensorial pode ajudar a sua empresa

Entre os benefícios do marketing sensorial, destacam-se:

  • Associação de sua empresa a uma sensação ou lembrança positiva;
  • Criação de uma identidade única para a sua empresa, distinguindo-a da concorrência;
  • Desenvolvimento de um ambiente ou experiência que favoreça à tomada de decisão do cliente;
  • Criação de um vínculo forte entre a sua empresa e o cliente, o que poderá fazer com que ele se torne fiel e mantenha relacionamento duradouro com a sua marca.

Como fazer marketing sensorial

Conheça bem a sua empresa e os produtos/serviços comercializados

Pode parecer algo óbvio, entretanto ainda há muitos profissionais no mercado que não conhecem a fundo a sua empresa e os produtos ou serviços por ela comercializados. Aqui, não basta saber o nome, endereço das lojas e funções dos produtos. É preciso realmente conhecer a identidade da empresa, sua missão, visão e seus valores, o mercado no qual está inserida, os diferenciais dos produtos ou serviços, suas características, usos, etc. Somente a partir disso será possível avaliar qual tipo de experiência sensorial é possível criar para transmitir realmente a essência da empresa para o cliente.

Conheça bem o seu cliente

Depois de ampliar o seu conhecimento sobre a identidade e diferenciais da empresa, é hora de estudar o perfil de seu cliente. Lembre-se: você precisa criar uma experiência sensorial positiva, e, sem conhecê-lo bem, as chances de erro e de perda de oportunidade de venda podem ser grandes.

Um exemplo simples: se você tem uma loja física e resolve colocar músicas do estilo rock em seu sistema de som, mas o seu público majoritariamente prefere música sertaneja, ele poderá sentir-se incomodado (muitas vezes sem nem mesmo entender o motivo) e rapidamente deixar o estabelecimento sem concluir a compra. Por isso, antes de investir em ações de marketing sensorial, assegure-se de conhecer bem o perfil de seu cliente.

Cruze as informações e crie uma experiência sensorial para a sua empresa

Depois de compreender qual é a identidade da empresa e o perfil do seu cliente, cruze essas informações para criar experiências sensoriais positivas. Para isso, preferencialmente utilize mais de um dos cinco sentidos nas ações de marketing sensorial.

Como um software de CRM pode ajudar a fazer marketing sensorial?

Os softwares de CRM, como o RD Station CRM, são grandes aliados na hora de planejar ações de marketing sensorial.

No CRM estarão centralizados todos os dados de perfil do cliente e seu histórico de compras e interação com a empresa. Assim, na hora de compreender quem é ele e quais experiências sensoriais são adequadas para o seu perfil, o CRM poderá, rapidamente, fornecer informações completas e objetivas.

Lembre-se de estimular a equipe de vendas a sempre atualizar esses dados no sistema, mesmo que com comentários feitos informalmente pelos clientes: isso fará com que a análise de seu perfil seja mais aprofundada e a criação das ações seja mais assertiva.

Além disso, por meio do software fica muito mais simples de segmentar perfis de clientes para serem impactados por experiências sensoriais diferenciadas de acordo com o nicho selecionado.

Exemplos de ações de marketing sensorial

Visão

Decoração de sua loja física ou layout dos canais virtuais de acordo com o perfil do cliente (sistema de cores, disposição dos objetos, etc.).

Olfato

Escolha de um aroma que represente a identidade olfativa da sua empresa (assim, sempre que senti-lo, o cliente lembrará de sua empresa, associando-a com algo positivo se o aroma lhe for agradável).

Segundo Martin Lindstrom, em seu livro Brand Sense: Segredos Sensoriais por trás das coisas que compramos, há uma melhora de 40% no humor das pessoas quando elas são expostas a fragrâncias agradáveis, portanto, aproveite essa oportunidade.

Audição

Escolha de músicas adequadas para a identidade sonora da empresa (transmitidas por sistemas de som nas lojas, em eventos promovidos ou patrocinados pela empresa, etc.).

Tato

Conforme estudo divulgado por especialistas, clientes que tocam em um produto criam um nível de afeição maior por ele, aumentando as chances de compra e o valor que estariam dispostos a pagar pelo produto.

Em muitos estabelecimentos, os produtos ficam escondidos em vitrines que, justamente, os protegem do toque. Avalie formas possíveis para que o cliente tenha essa experiência com o seu produto.

Se sua empresa vende produtos intangíveis ou serviços como, por exemplo, customização de softwares, avalie como tangibilizá-los, de alguma forma (por exemplo, criando um layout atrativo de uma caixa que simularia uma embalagem para esse software).

Paladar

O paladar do seu cliente pode ser (bem) estimulado desde o café ou balas disponíveis na recepção, até o envio de mimos (como os característicos produtos de final de ano: cestas, panetones, espumantes).

O marketing sensorial é uma valiosa ferramenta para criar diferenciais competitivos para as empresas que atuam em mercados comoditizados, facilitando a criação de um vínculo afetivo forte entre o cliente e a empresa. Os nossos sentidos, muitas vezes, influenciam em nosso comportamento e na tomada de decisões, por isso, ações de marketing sensorial podem fazer com que a sua empresa venda mais e com que seu cliente fique mais satisfeito.